Aula Sinais de Pontuação VI – O uso da Crase


Por: +


Sinais de Pontuação VI


Escrita por ßthankful
Nível: Básico


Olá, meus amores! Como estão? Eu espero que bem! A aula de hoje é sobre crase, e é um assunto bem extenso e meio complicado de entender, por isso, espero que prestem bastante atenção, já que há muitas dúvidas com a “temida” crase.

Crase nada mais é que a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português, assinalamos a crase com o acento grave (`). Observe:

Obedecemos ao regulamento
(a + o)

Não há crase, pois o encontro ocorreu entre duas vogais diferentes.

Obedecemos à norma
(a + a)

Há crase pois temos a união de duas vogais iguais.


— Regra Geral

Haverá crase sempre que:
O termo antecedente exigir a preposição a;
O termo consequente aceite o artigo a;

Ex.: Fui à cidade
(a + a, preposição + artigo)


Obs: para saber se uma palavra aceita ou não o artigo, basta usar o seguinte artifício:
* Se pudermos empregar a combinação da antes da palavra, é sinal de que ela aceita o artigo;
* Se pudermos empregar apenas a preposição de, ´é sinal de que não aceita.

Ex.: Vim da Itália (aceita)
Vim de Roma (não aceita)



— Nunca ocorre crase:

1) Antes de masculino.
Ex.: Caminhava a passo lento.


2) Antes de verbo.
Ex.: Estou disposto a falar.


3) Antes de pronomes em geral (o pronome do exemplo abaixo é o demonstrativo e o pessoal, respectivamente).
Ex.: Eu me referi a esta menina.
Eu falei a ela.


4) Antes de pronomes de tratamento.
Ex.: Dirijo-me a Vossa Senhoria.

- Observações = Há três pronomes de tratamento que aceitam o artigo e, obviamente, a crase:
senhora, senhorita e dona.
Ex.: Dirijo-me à senhora.

Haverá crase antes dos pronomes que aceitarem o artigo, tais como: mesma, própria.
Ex.: Eu me referi à mesma pessoa.


5) Com as expressões formadas de palavras repetidas.
Ex.: Venceu de ponta a ponta.
Elas estavam cara a cara.



6) Antes dos nomes de cidades.
Ex.: Cheguei a Curitiba.

- Observação = Se o nome da cidade vier determinado por algum adjunto adnominal, ocorrerá a crase.
Ex.: Cheguei à Curitiba dos pinheirais.


7) Quando um a (sem o s de plural) vem antes de um nome plural.
Ex.: Falei a pessoas estranhas.

- Observação = Se o mesmo vier seguido de s, haverá crase.
Ex.: Falei às pessoas estranhas.


— Sempre ocorre crase:

1) Na indicação pontual do número de horas.
Ex.: Às duas horas chegamos.


2) Com a expressão à moda de, à maneira de. A crase ocorrerá obrigatoriamente, mesmo que alguma parte da expressão venha implícita.
Ex.: Escreve à [moda de] Alencar.


3) Nas expressões adverbiais femininas — expressões adverbiais femininas são aquelas que se referem a verbos, exprimindo circunstâncias de tempo, de lugar, de modo.
Ex.: Chegaram à noite.
Ando à procura dos meus livros.


4) Uso facultativo da crase — antes de nomes próprios de pessoas femininos e antes de pronomes possessivos femininos, pode ou não ocorrer a crase.
Ex.: Falei a Maria ou Falei à Maria.
Falei a sua classe ou Falei à sua classe.



— Casos especiais:

1) Crase antes de “casa” — a palavra casa, no sentido de lar, residência própria da pessoa, se não vier determinada por um adjunto adnominal não aceita o artigo, portanto, não ocorre a crase; por outro lado, se vier determinada por um adjunto adnominal, aceita o artigo e ocorre a crase.
Ex.: Volte a casa cedo.
Volte à casa dos seus pais.



2) Crase antes de “terra” — a palavra terra, no sentido de chão firme, tomada em oposição a mar ou ar, se não vier determinada, não aceita o artigo e não ocorre a crase.
Ex.: Já chegaram a terra.

Se, entretanto, vier determinada, aceita o artigo e ocorre a crase.
Ex.: Já chegaram à terra dos antepassados.


3) Crase antes dos pronomes relativos — Antes dos pronomes relativos quem e cujo não ocorre crase.
Ex.: Achei a pessoa a quem procuravas.

Antes dos relativos qual ou quais ocorrerá a crase se o masculino correspondente for ao qual, aos quais.
Ex.: Esta é a festa à qual me referi.


4) Crase com os pronomes demonstrativos aquele (s), aquela (s), aquilo — Sempre que o termo antecedente exigir a preposição a e vier seguido dos pronomes demonstrativos já citados, haverá crase.
Ex.: Falei àquele amigo.
(Falei a aquele amigo).


5) Crase depois da preposição “até” — Se a preposição até vier seguida de um nome feminino, poderá ou não ocorrer a crase. Isto porque essa preposição pode ser empregada sozinha ou em locução com a preposição a (até a).
Ex.: Chegou até à muralha.
Chegou até a muralha.
Ambos estão corretos.



6) Crase antes do “que” — Em geral, não ocorre crase antes do que.
Ex.: Esta é a cena a que me referi.

Pode, entretanto, ocorrer antes do que uma crase da preposição a com o pronome demonstrativo a. Para empregar corretamente a crase antes do que convém pautar-se pelo
seguinte artifício:
* Se, com o antecedente masculino, ocorrer ao que / aos que, com o feminino ocorrerá crase;
Ex.: Houve um palpite anterior ao que você deu.
Houve uma sugestão anterior à que você deu.


* Se, com antecedente masculino, ocorrer a que, no feminino não ocorrerá crase.
Ex.: Não gostei do filme a que você se referia.
Não gostei da peça a que você se referia.



Você ainda permaneceu com dúvidas? Deixe um comentário falando sobre ela! Eu estarei respondendo cada dúvida remanescente. Muito obrigada pela sua atenção e espero que vocês tenham gostado! Até a próxima!


thankful
Beta Reader

Gostou da Aula? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...