Fanfics de 1349

Minhas opiniões sobre tudo !!! escrita por ~phantompuppet

Fanfic / Fanfiction Minhas opiniões sobre tudo !!!
Em andamento
Capítulos 2
Palavras 236
Atualizada
Idioma Português
Categorias .hack//Liminality, .hack//Roots, .hack//SIGN, .hack//Tasogare no Udewa Densetsu, 009 Sound System, 009-1, 07-Ghost, 100%, 11eyes, 12 Stones, 12012, 1349, 15And, 20th Century Boys, 21 Emon, 2x2 = SHINOBUDEN, 30-Sai no Hoken Taiiku, 3x3 Eyes, 666 Satan, A Channel: The Animation, A Little Snow Fairy Sugar, A.D. Police, Aa! Megami-sama!, Aa! Megami-sama! Sorezore no Tsubasa, Abarenbou Kareshi, Abenobashi Mahou Shoutengai, Absolute Duo, Accel World, Acchi Kocchi, Ace of Diamond, Afro Samurai, Afterschool Charisma, Ahiru no Quack, Ai Mai Mi, Ai no Kusabi, Ai Shite Night, Ai Tenshi Densetsu Wedding Peach, Ai to Yuuki no Pig Girl Tonde Buurin, Ai wo Utau Yori Ore ni Oborero!, Ai Yori Aoshi, AIKa, Aikatsu!, Air, Air Gear, Aishiteruze Baby, Aiura, Ajin (Ajin: Demi-Human), Aka-chan to Boku, Akagami no Shirayuki-hime, Akame ga Kill!, Akane-iro ni Somaru Saka, Akatsuki no Yona (The girl standing in the blush of dawn), Akaya Akashiya Ayakashi (AkaAka)
Gêneros Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Josei, Kodomo, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Super Power, Super Sentai, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Nessa Fic, eu vou dar minhas opiniões sobre música, lugares, jogos e etc. E vcs podem enviar o que querem que eu opino, bye.

O que vcs podem me enviar:

1. Animes & Mangás.

2. Bandas & Músicos.

3. Cartoons.

4. Celebridades.

5. Filmes.

6. Games.

7. Livros.

8. Mitologia & Lendas.

9. Originais.

10. Quadrinhos.

11. Séries, Novelas & TV.

12. Youtubers & Social Media Stars.
  • 1
  • 0

Uma história sem nexo com a vida real 1.0 escrita por ~Pedr0vski

Fanfic / Fanfiction Uma história sem nexo com a vida real 1.0
Terminada
Capítulos 1
Palavras 1.260
Atualizada
Idioma Português
Categorias 1349
Gêneros Ação, Aventura, Escolar, Esporte, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Sobrenatural
Resumo sobre pensamentos de um adolescente cujo a pontuação dos textos não condiz com sua escolaridade xD
  • 0
  • 0

My imagination escrita por ~viihsouza

Fanfic / Fanfiction My imagination
Em andamento
Capítulos 2
Palavras 1.496
Atualizada
Idioma Português
Categorias 1349
Gêneros Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Romance e Novela
E se sua amiga imaginaria passasse a existir graças a um pedida para uma estrela cadente.

A vida de Camila cabello era perfeita, ela tinha amigos um lindo namorado, até que um belo dia tudo começou a dar errado sua melhor amiga Dinah Jane foi morar em outro estado, seu perfeito namorado a traiu, Camila sem saber o que fazer e sozinha descidiu caminhar pela praia em uma noite quase que perfeitamente estrelada quando viu uma estrela cadente e fez um pedido que mudaria sua vida para sempre.

“ Desejo que minha amiga Lauren Jauregui passe a existir”

Seu desejo foi realizado quase que de imediato apareceu uma linda mulher nua ao seu lado de olhos verdes e um corpo deslumbrante. Porém junto de Lauren havia um bilhete escrito pela própria estrela cadente que dizia " Seu pedido foi concedido mas Lauren tem a missão de encontrar o verdadeiro amor em 90 dias ou voltara a ser imaginaria. Boa sorte."
  • 13
  • 1

Um amor complicado. escrita por ~Naomy_

Fanfic / Fanfiction Um amor complicado.
Terminada
Capítulos 3
Palavras 861
Atualizada
Idioma Português
Categorias 1349
Gêneros Colegial, Romance e Novela
Essa historia é baseada minha vida amorosa...<3
Essa é a primeira Fanfic que eu faço, e ela fala sobre: uma menina chamada Naomy que se muda para Seul,e na sua nova escola ela se apaixona por um cara chamado Takashi que não é nada simpático.
Espero que gostem ! <3
  • 3
  • 4

Truths and lies escrita por ~Luahdreww12343

Fanfic / Fanfiction Truths and lies
Em andamento
Capítulos 4
Palavras 5.117
Atualizada
Idioma Português
Categorias 1349
Gêneros Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Suspense
Ela apenas quer o conhecer e saber o que ela é para ele, ela foi diferente, não se apaixonou por aparência, e sim pelo seu jeito duro e protetor, talvez ela goste dos caras mals e não sabia. Porém á muito segredo escondido nessa histórias, por conversas, atitudes etc. Ela acaba desconfiando, será que realmente esse amor vai dar certo? Será que eles ficaram juntos? Nem ela mesma sabe.
  • 1
  • 2

Jenen escrita por ~raposa_hipster

Fanfic / Fanfiction Jenen
Terminada
Capítulos 1
Palavras 1
Atualizada
Idioma Português
Categorias 1349
Gêneros Artes Marciais, Bishounen, Comédia, Escolar, Shonen-Ai, Shounen, Violência, Visual Novel
Capítulo 1- A falsa acusação

Uma vez, num dia frio de inverno Luana olhava pela janela. Esperava por seu pai. A estrada estava coberta de neve. Com certeza ele havia pego carona em um desses carros que tira a neve do caminho. De repente alguém bate na porta. Luana sai correndo para ver quem é. De repente seu pai cai desmaiado na porta.
-Mamãe, mamãe, ajuda o papai rápido!
Sua mãe era a dona Judith.
-Do que você está falando menina?
Ela vem correndo da cozinha e enxugando as mãos em seu avental. Ela vê seu marido desmaiado.
-OQUE VOCÊ FEZ COM ELE?!SUA...SUA...
-Mas mamãe, eu não fiz nada.
-NÃO MINTA PRA MIM GAROTA! VOCÊ VAI FICAR UMA SEMANA SEM COMER!
- MAS MÃE...
-VÁ PARA SEU QUARTO AGORA!
Capítulo 2- A tortura
Dona Judith carrega seu marido para o sofá. Ela pega algumas cobertas e uma bolsa de água quente.
" Como a Luana pode fazer isso com o próprio pai? Ahhhhh... Isso não vai sair barato pra ela. Não vai mesmo!!!"
O marido de Judith acorda.
-John? Você está bem amor?
-Ai ai ai. Como dói.
-Oque a Luana te fez?-Pergunta Judith
-Eu não sei. Só me lembro de um senhor me oferecendo maçãs e eu não aceitava e ele começou a me seguir dizendo palavras que eu não conseguia entender. E me lembro de depois ele desaparecer e fui embora pra casa.
-Ah amor não se preocupe. Deve ser um louco qualquer.
-Não sei. Ele me parecia familiar. Acho que já vi ele em algum lugar. Mas cadê a Luana?
-Ela está... é... na casa de uma amiga.
-Ela saiu na neve?- Pergunta John
-Sim. Eu deixei.
-Então tudo bem.
Ele da um beijo na bochecha de Judith
-Eu vou te cobrir, não quero que você pegue um resfriado.
Ela tira os sapatos de seus pés e tira as meias também. Ela vê que o pé esquerdo dele estava necrosado.
-Amor você foi picado por algum bicho?
-Não que eu tenha notado. Por que?
-Nada. Não se preocupe.
Ela o cobre e depois de alguns minutos ele dorme.
Ela vai em direção ao quarto e puxa Luana pelos cabelos.
-Ai! Você "tá" me machucando.
-Que bom que estou. Você podia ter matado seu pai.
-Mas...
-CALA A BOCA EU NÃO QUERO OUVIR UM PIO SEU.
Ela leva Luana para o porão e a prende com correntes numa parede mofada. Ela fecha a porta e vai embora.
Depois de algumas horas seu marido acorda.
-Ola dorminhoco ^.^- Diz Judith
E da um beijo na testa dele.
-Luana ja chegou?
-Não. Ela vai dormir na casa de sua amiga. Eu vou fazer aquela sopinha de macarrão que você adora.
-Huuuummm.... Que delícia. Eu vou pro quarto me deitar ok?
- Ta bom. Eu levo la pra você.
Enquanto isso no porão...
-SOCORRO!PAPAI PAPAI SOCORRO!
Dá pra escutar passos no andar de cima( O qual era do quarto de Judith e John.) Era John indo em direção da cama. Ele escuta um grito.
"O que é isso? Está vindo do porão?"
-SOCORRO! SOCORRO PAPAI SOCORRO PAPAI!
"Luana??"
Ele sai sem fazer barulho e abre a porta do porão. Ele vê Luana acorrentada e chorando.
-Papai você me ouviu!
-O que você está fazendo no porão menina?
- A mamãe me prendeu aqui. Ela acha que eu te bati e fiz você desmai..
Uma pancada atinge John.
-SOCORRO!! PAPAI PAPAI LEVANTA. O QUE ACONTECEU?
Ela vê a sombra de Judith. Ela estava com um taco de baisebol na mão.
-O que você fez mamãe? :'(
-Você ia sair daqui em 6 dias. MAS AGORA É SO EM 14.
-Oque vai acontecer com o papai? :'(
-Logo logo ele não se lembrará de mais nada. E nunca mais vai se lembrar desse dia. MUAHAHAHAHAHA.
Luana começa a chorar.
-PARA POR FAVOR!
-Mas não pense que sua punição acabou. Ela desacorrenta Luana e pega um chicote. Ela arranca a blusa dela e começa a chicotear suas costas
-AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHH!!!!!!!!SOCORROOOOOOO ALGUEM ME AJUDAAAA!AAAAIIIIEEEE!
-CALA A SUA BOCA!
Depois ela pega um ferro em brasa e coloca ele bem nas costas dela
Luana solta um grito estridente.
-Eu te odeio. Você é a pior mãe do mundo. NENHUMA MÃE QUE AMA
SUA FILHA A TORTURA.
-Huum... Serio?! AGORA SÃO 15 DIAS.
Ela pega John no colo e sai batendo a porta.
-DESGRAÇADA!-Grita Luana
John acorda da pancada.
-O que aconteceu?-Pergunta John
-Eu estava fazendo sua sopa e quando cheguei você estava desmaiado e caído no quarto.
-Ué que estranho. Mas cadê minha sopa?
-Está aqui! Coma tudo hein. Está bem quentinho. Assim você não vai pegar um resfriado.
-Ok. Com certeza vai estar muito bom! :-D
-Eu vou tomar um banho ok?
-Okay.
NO PORÃO...
-Ai como aqui é frio. E eu já estou ficando com fome. Eu só tenho meu casaco para me aquecer.
Luana treme. Ela lembra que tinha um pacote com alguns doces.
-Talvez aqui tenha o suficiente para os 15 dias.
Ela começa a contar.
Só 13? Vou ter que passar dois dias com fome e esses doces não tampam nem o buraco do dente.
Capítulo 4- Quando a fome chega.

Já havia se passado 5 dias. Luana estava magra e com sede. Apesar de todas as noites Judith levar água pra ela não era o suficiente.
-Papai... me aju... cof cof-Luana tossia por culpa do mofo- me ajuda...
Ela vê um rato branco passando.
"Por onde esse rato passou?"
Ela olha o percurso dele e vê uma pequena entradinha.
-Por isso ai so passa minha cabeça.
Alguma coisa cai do teto. Ela analisa e vê que é poeira. Ela começa a tossir.
Alguém abre a porta
-Esta bem Luana? Estou até estranhando você já não ter morrido de fome ou coisa assim.-Diz Judith
-Você veio aqui só pra isso? Pra me encher? Ah mas claro. Pra você eu estar presa não é o suficiente né?!
-Olha como você fala comigo garota. Eu posso fazer oque eu quiser com você!
-SÉRIO?ENTÃO TALVEZ VOCÊ GOSTE MUITO DE ME PROCURAR DEPOIS DISSO!
Luana pega um punhado de areia que havia caído do teto e joga nos olhos de Judith. Ela cai no chão. Luana pega a chave das correntes e se solta.
-Espero que você goste disso sua demônia.- Diz Luana
Ela sai correndo e fecha a porta do porão. Ela vai até o quarto de casal e acorda seu pai que já estava dormindo.
-PAI LEVANTA AGORA! A GENTE TEM QUE IR EMBORA. NÃO DÁ TEMPO DE EXPLICAR.
Seu pai levanta confuso mas obedeçe a menina pois ele sabia que ela nunca havia mentido pra ele.
Eles vão embora correndo. Só pararam numa vendinha para comprar mantimentos.
Capítulo 5- O vendedor de maçãs
- A gente tem que ir embora.
John cai do nada.
-Papai oque aconteceu?
Ela vê que as mãos de seu pai estavam necrosando.
-Papai nós temos que ir pro hospital.
-Mas porque minha filha?
-Suas mãos estam necrosando. Deixa eu ver uma coisa
Ela tira os sapatos do pai dela e vê que eles já estavam todos necrosados.
-A gente tem que ir no hospital. Rápido!!
De repente ela vê um carro passando na rua e começa a acenar e gritar
-Ei!! POR FAVOR PARA EU PRECISO DE AJUDA!
O carro para.
-Olá menina, vejo que você precisa de ajuda. Entre!
-Obrigada senhor. Eu preciso ir pro hospital rápido. A pele de meu pai está necrosando. Ele deve ter sido picado por algum bicho.
-Claro. Vamos la. Voce aceita uma maçã?
-Aceito sim. Estou com fome, isso não posso negar.
-Pegue quantas quiser. Elas estão aí nesse caixote.
Ele começa a cantarolar e então eles chegam no hospital e em alguns minutos seu pai é encaminhado para a sala de cirurgia.
Depois de muito esperar o médico aparece.
-Olá mocinha.
-Doutor como meu pai está?
-Infelizmente eu não tenho boas notícias :-( a pele de seu pai não estava nada boa. Se fosse só a pele com um tratamento a gente resolveria e logo logo ele estaria bem, mas ele teve a necrose dos órgãos internos. Eu nunca vi um caso como esse antes. A necrose fez os órgãos pararem. Eu sinto muito... :(
-Então e-ele m-morreu??
-Infelizmente sim. Meus pêsames.
Luana sai chorando.
"Eu só queria que meu pai estivesse aqui comigo. Porque Deus?"
Capítulo 6- Começando de novo

Depois de muito andar Luana encontra uma ferrovia. O próximo trem passaria daqui a 15 minutos. Ela se sentou na neve fria que em poucos segundos começou a queima-la. Mas ela não ligava. Pra ela nada era pior do que a dor de perder seu pai. Ela esperou e cada segundo era agonizante. Ela só queria recomeçar sua vida. Mas ai ela lembrava que era uma adolescente de apenas 12 anos e que em menos de 1 semana o Juízado de Menores já estaria atrás dela.
O trem chegou. Ela entrou e foi até a última parada. Ela queria garantir que estava longe o suficiente para Judith não acha-la. Ela se sentou na janela e ficou vendo os lugares. As famílias felizes, via casas em que seria impossível acontecer oque aconteceu com ela. O trem parou e ela desceu. Fazia sol, havia anos que ela não sabia o que era Sol, ela estava muito cansada e com fome. Ela desmaia e acorda em um quarto bonito e grande pintado de rosa, com borboletas coloridas pintadas nas paredes. Ela vê alguém se aproximar, ela estava pronta para dar um soco.
-Ola! Meu nome é Liliana- Diz uma mulher loira de olhos verdes. Ela era baixinha e magra.
-Onde eu estou?
-Nos te encontramos na estrada inconsciente e te trouxemos pra cá.
-Nós quem?
- Eu e minha filha Manuela. Nos ficamos numa dó. Você não tem família?
-Não. Meu pai morreu... a quanto tempo eu estou dormindo?
- Ja tem algumas horas. Meus pêsames... :-I
-Obrigada... olha se vocês não quiserem eu não fico aqui, eu não quero ser um peso pra vocês.
-Imagina! Você será muito bem-vinda. E olha nós podemos fazer assim. Você passa um tempo com a gente e se quiser pode ficar e se não você vai embora.
-Olha eu acho melhor não :@ eu vou embora hoje mesmo.
-Pelo menos passe a noite com a gente. Ai amanhã você vai.
-Tudo bem então :D
Ela estava acolhida e já tinha reposto suas energias. A Liliana fez um jantar caprichado, ela tomou um bom banho e foi dormir. No outro dia ela acordou bem cedo
"Vou embora agora, mas vou deixar um bilhete agradecendo."
Ela escreveu num papel o bilhete e logo após foi embora. Ela caminhou algumas horas até chegar no centro da cidade. Lá tinha várias pessoas e vários carros. Sua barriga roncava então sentou num banco para comer um pedaço de pão que ela tinha pegado como mantimento.
Capítulo 7- Vingança
10 anos depois...
O dia 25 de janeiro havia começado. E não era uma manhã qualquer. Era a manhã do dia em que faria 10 anos que ela passou por tudo aquilo. Pensamentos lotavam sua cabeça. Judith, porão, morte de John. Tudo isso veio motivando ela a seguir em frente. Hoje ela trabalha em uma multinacional mas hoje seria o dia em que ela teria a coisa que mais queria na vida, ela se preparou tanto para esse dia. Cada frase de efeito contava, cada segundo, cada gota de sangue.
Luana pegou seu carro e dirigiu até sua casa. Ou melhor, sua antiga casa. Nada havia mudado. A casa, o quintal, tudo continuava intacto. Mas esse dia marcaria toda a história daquela pequena e humilde casa.
Ela girou a maçaneta. Judith sempre tinha o mal hábito de não trancar a porta.
"Nem irá me surpreender se já tiverem roubado tudo por aqui"
Judith cantarolava em sua cozinha. Luana andava devagar, com passos lentos e sem som. Então ela se aproximou e puxou Judith pelos cabelos.
-VIU O QUANTO É BOM SER PUXADA PELOS CABELOS SUA VADIA?
-LUANA?!
Ela leva Judith para o porão. Aquele lugar estava pior do que antes, urina de rato pelo chão, fezes de morcego por todos os lados e bolor se acumulava pelas paredes. Luana pega uma corrente e amarra Judith.
-ENTÃO VOCÊ VOLTOU NÉ? CORAJOSA!
-EU VOU FAZER VOCÊ SOFRER. QUE NEM VOCÊ FEZ COMIGO. VOCÊ VAI VER O QUANTO É "ÓTIMO" FICAR PRESA EM UM PORÃO.
Luana pega um copo de plástico que estava em uma prateleira e coloca urina de rato dentro dele.
-Você me fez passar sede. Mas eu vou te compensar por isso. AGORA BEBE!
-EU NÃO VOU BEBER ISSO!
-Ah não vai né?! SE NÃO VAI BEBER POR BEM VAI BEBER POR MAL
Luana abre a boca de Judith a força e faz ela engolir toda a urina.
-AGORA TA NA HORA DE COMER!
Luana pega uma colher com fezes e faz ela comer.
-SUA VADIA ESCROTA- Grita Judith
-PARA DE RECLAMAR POR QUE EU NEM COMEÇEI! Sabe eu sempre achei seu cabelo muito bonito... BONITO ATÉ DEMAIS!!!
Ela pega uma tesoura e corta o cabelo de Judith fio por fio.
-EU TE ODEIO SUA DEMÔNIA!!
-Não ta aguentando ne? Huahauhaua fracote...
Luana pega uma faca e vai em direção as pernas dela.
Ela começa fazendo um pequeno corte nas coxas dela.
-PARA POR FAVOR
-POR FAVOR? POR FAVOR FOI O QUE EU PEDI PRA VOCÊ QUANDO VOCÊ ME TRANCOU AQUI!
Ela então pega um martelo e da uma martelada nos dedos de Judith quebrando-os
-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!!!-Grita Judith
Então Luana pega uma faca e corta a mão dela
-TÁ DOENDO!!
-QUE BOM QUE TA DOENDO!!!!!
-Para por favor...
-Calminha. Agora é o grande final. So espero que você saiba que eu não fiz nada pra você me prender aqui! AGORA VOCÊ VAI MORRER AQUI! E ESCROTA É VOCÊ!
Ela pega uma tesoura e enfia nos olhos dela. Depois ela pega uma faca e enfia no coração de Judith e vai embora

FIM.
  • 1
  • 1

Uma Cover e Um Cantor Internacional escrita por ~srta-leehnemai

Fanfic / Fanfiction Uma Cover e Um Cantor Internacional
Em andamento
Capítulos 1
Palavras 1.060
Atualizada
Idioma Português
Categorias 1349, Abraham Mateo
Gêneros Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
"Existem pessoas que não tem nada, ja outras tem tudo mais ela ganhou meu mundo"( Justin )
"O amor pode atravessar qualquer barreira sem temor" ( May )
Duas pessoas, dois amores, e muita emoção. Maite Perroni, uma adolescente de apenas 16 anos, apaixonada por musica, tem um canal no youtube de cover...Mal sabe ela que um cantor internacional ira conhece-la através de seu canal, o homem conhecido pelo mundo todo Justin Bieber. Justin decidiu assistir um vídeo seu no youtube por incentivo de seu empresario, quando Maite soltou sua voz, o coração de Justin bateu forte, seus pelos arrepiaram, seus olhos brilharam..
-Preciso conhece-la de qualquer maneira (disse Justin ao empresario)...


  • 2
  • 2

Oi escrita por ~mgcmickey

Fanfic / Fanfiction Oi
Em andamento
Capítulos 1
Palavras 1
Atualizada
Idioma Português
Categorias 1349
Gêneros Drabs
JsjxjsjjsjxjjssjjsosisooaoaoaoOoOjdnsnsndnnd
Jsjzjzjsjjsiwooaoaoapppqpppaoaoaoos
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Kdkkdnsnsndndn
  • 0
  • 1