Fanfics de Catfish and the Bottlemen

You give me problems escrita por ~yumiis1

Fanfic / Fanfiction You give me problems
Em andamento
Capítulos 17
Palavras 33.011
Atualizada
Idioma Português
Categorias Catfish and the Bottlemen, Jake Bugg, Kaya Scodelario, The 1975
Gêneros Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
O mundo é cruel, quebra seu coração em cada oportunidade, em cada passo... Seguramos a dor que o passado criou e seguimos em frente, nos tornamos uma barreira, e quando nos damos conta tudo está desmoronando mais uma vez... As lágrimas rolam, enquanto penso que já não existe mais sentimentos bons dentro de mim, sinto a necessidade de olhar em seus olhos mais uma vez.
  • 14
  • 25

Medicine escrita por ~sweetylife29

Fanfic / Fanfiction Medicine
Em andamento
Capítulos 2
Palavras 2.502
Atualizada
Idioma Português
Categorias 5 Seconds Of Summer, Alessia Cara, All Time Low, Arctic Monkeys, Asking Alexandria, Black Veil Brides (BVB), Blink 182, Bring Me The Horizon, Catfish and the Bottlemen, Chico Buarque, David Bowie, Ed Sheeran, Evanescence, Fall Out Boy, Gorillaz, Green Day, Halsey, Issues, Marilyn Monroe, Michael Jackson, My Chemical Romance, Nirvana, Pierce The Veil, PVRIS, Sleeping With Sirens, The 1975, The Neighbourhood, Tonight Alive
Gêneros Crossover, Romance e Novela
O mundo de uma jovem-adulta. Com toda a sua beleza, monstruosidade e paradigmas. Uma relexão enigmática de dogmas religiosos e morais. Ou então, apenas mais uma história adolescente. Acho que cabe a você, leitor, tirar a sua conclusão.

"Ser feliz é uma responsabilidade muito grande. Pouca gente tem coragem. Tenho coragem mas com um pouco de medo. Pessoa feliz é quem aceitou a morte. Quando estou feliz demais, sinto uma angústia amordaçante: assusto-me. Sou tão medrosa. Tenho medo de estar viva porque quem tem vida um dia morre. E o mundo me violenta. Os instintos exigentes, a alma cruel, a crueza dos que não têm pudor, as leis a obedecer, o assassinato - tudo isso me dá vertigem como há pessoas que desmaiam ao ver sangue: o estudante de medicina com o rosto pálido e os lábios brancos diante do primeiro cadáver a dissecar. Assusta-me quando num relance vejo as entranhas do espírito dos outros. Ou quando caio sem querer bem fundo dentro de mim e vejo o abismo interminável da eternidade, abismo através do qual me comunico fantasmagórica com Deus. "

Clarice Lispector, in 'Um Sopro de Vida'

Também disponível no Wattpad no perfil [email protected]
  • 4
  • 2

WeIRdOs escrita por ~aLittleLiar13

Fanfic / Fanfiction WeIRdOs
Em andamento
Capítulos 1
Palavras 1.358
Atualizada
Idioma Português
Categorias 5 Seconds Of Summer, All Time Low, Arctic Monkeys, Avril Lavigne, Bea Miller (Beatrice Miller), Blink 182, Cassadee Pope, Catfish and the Bottlemen, Cody Simpson, Dianna Agron, Echosmith, Ed Sheeran, Fall Out Boy, Grant Gustin, Hailee Steinfeld, Halsey, Hayley Kiyoko, Hayley Williams, Imagine Dragons, Laura Marano, Marina and the Diamonds, Melanie Martinez, Naya Rivera, Panic! At The Disco, Paramore, Shawn Mendes, Simple Plan, The Vamps, Troye Sivan
Gêneros Colegial, Crossover, Escolar, Romance e Novela, Violência
Brendon está se apaixonando por alguém improvável, Hayley quer formar uma banda de punk rock, Melanie sóquer parar de sofrer bullying pela sua aparência, Troye quer mostrar quem ele realmente é para o mundo, Naya ser a mais popular da escola Eastway High. Alex tem um pequeno problema com seu melhor amigo e não qur acabar terminando a amizade, ao mesmo tempo que Calum está tendo certos encontros amorosos escondidos, e Cassandee tem um segredo profundo que ninguém pode saber. Mas de que adianta qualquer coisa nessa pequena cidade do Oregon, quando todos não passam de WeIRdOs?
  • 4
  • 2

Slumville Sunrise escrita por ~BananaBugg

Fanfic / Fanfiction Slumville Sunrise
Terminada
Capítulos 64
Palavras 62.216
Atualizada
Idioma Português
Categorias Birdy, Catfish and the Bottlemen, Jake Bugg, Kaya Scodelario, The 1975, The Kooks
Gêneros Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Em meio as torturas existentes no simples fato de viver, de crescer, na simples atitude de sair da cama para um destino incerto tenham me tornado o que sou hoje: nada mais do que uma alma perdida. Vejo seus olhos profundos em tudo o que faço, sinto seus cabelos entre meus dedos, ouço sua voz em meus ouvidos. Quero esquecer que a escuridão existe, que a escuridão tirou ele de mim, mas toda vez que fecho meus olhos, lá está ela, imprevisível, escondendo meus medos mais obscuros, escondendo a única alma que um dia eu amei.
  • 50
  • 121