Fanfics de Douglas Costa com Douglas Costa

Um amor além da vida escrita por ~FrauHummels

Fanfic / Fanfiction Um amor além da vida
Em andamento
Capítulos 15
Palavras 32.691
Atualizada
Idioma Português
Categorias Douglas Costa, Mats Hummels, Olivier Giroud, Robert Lewandowski
Gêneros Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural
Nos anos de 1956, em Genova, Itália, um jovem casal apaixonado, a menos de quatro meses de seu casamento, é separado pela trágica morte do noivo, Gianluigi Ansaldo no naufrágio do transatlântico SS Andrea Doria em 26 de julho daquele mesmo ano.
Gianluigi era filho de um dos donos dos estaleiros Ansaldo & C., onde o Andrea Doria fora construído e estava trabalhando como imediato no transatlântico a dois anos. Aquela seria a sua ultima viagem, pois, após casar-se com Giuliana Marchi assumiria a diretoria dos estaleiros no lugar de seu pai. Para Giorgio, o pai de Gianluigi; trabalhar como imediato no navio; faria o filho “tomar gosto” pelos negócios da família, já que os estaleiros pertenciam a Giorgio e seu irmão Francesco, que não tinha filhos, o que fazia de Gianluigi, o único herdeiro dos estaleiros Ansaldo & C..
A trágica morte, aos 22 anos de idade, do jovem herdeiro dos estaleiros abalou a todos na região onde ele nascera e crescera e o que era para ser o “casamento da década” naquela região, transformou-se no triste funeral do herdeiro dos estaleiros Ansaldo & C.
Giuliana, a noiva de Gianluigi, após a morte dele, entrou em profunda depressão, que levaria a sua própria morte um ano depois da trágica morte do noivo. A jovem passara o ano seguinte ao trágico acontecimento, vestida de preto, mal comia e não falava com ninguém, exceto com um dos muitos psiquiatras contratados pelos Marchi para tratar a doença da filha. Este psiquiatra em questão que conseguiu penetrar a tristeza de Giuliana e se comunicar com ela, adotava a linha da parapsicologia para tratar alguns casos. Ele foi contratado para tentar fazer Giuliana entender e aceitar a morte do noivo. A família Marchi era católica fervorosa, mas, no estado de depressão profunda em que a filha se encontrava, recorreu a tudo, até mesmo a um psiquiatra que ia contra todas as suas crenças religiosas, para tentar trazer a filha de volta a vida, já que Giuliana, se parecia mais morta do que viva. Porém, mesmo com todos os esforços do psiquiatra e dos pais e familiares de Giuliana, esta foi se tornando a cada dia mais fraca até que as infecções foram aparecendo e se instalando no frágil corpo da jovem de 18 anos. A pneumonia que tomou conta de seus pulmões, foi tão grave que a infecção se espalhou para outros órgãos até se generalizar em seu corpo e leva-la a morte, em 26 de julho de 1957, exatamente um ano depois do naufrágio do Andrea Doria que matou seu noivo Gianluigi.
Giuliana foi enterrada mesmo tumulo que Gianluigi á seu lado, dado ao grande amor que um sentia pelo outro e que era de conhecimento de ambas famílias. Os pais de Gianluigi consideravam Giuliana como sua nora, mesmo após a morte do filho e sendo assim, trataram dos funerais da jovem com o status de esposa de Gianluigi e a enterraram a seu lado para que passassem a eternidade juntos e unidos pelo seu grande amor.
A estória do triste fim do jovem casal passou de boca em boca através dos tempos os tornando quase que santos aos olhos dos apaixonados do país inteiro, que vinham de todos os cantos da Italia visitar o tumulo dos jovens e lhes ofertar flores e outros regalos em troca de encontrarem o amor verdadeiro ou recuperarem um amor perdido. E também o amor deles perdurou, sobreviveu aos anos e renasceu mais forte e intenso do que fora antes...
  • 16
  • 20