Fanfics de Henrique & Juliano

Como é que a gente fica? escrita por ~mirellycarla

Fanfic / Fanfiction Como é que a gente fica?
Em andamento
Capítulos 42
Palavras 42.098
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano, Wesley Safadão
Gêneros Crossover, Festa, Ficção, Romance e Novela
Laís: Uma mulher independente, solteira, perdeu seus pais ainda na adolescência num acidente de carro. Com a herança recebida, fez faculdade de gastronomia e conseguiu abrir seu próprio restaurante. Seu melhor amigo é o Thiago, o único a quem ela confia cegamente.

Juliano: Junto com seu irmão Henrique, formam uma dupla de Sertanejo Universitário. Um homem baladeiro que mesmo namorando não deixa de curtir, está sempre na farra, e claro, para a mídia ele é apenas um cantor romântico, apaixonado, o famoso "namorado perfeito".
Duas pessoas desconhecidas, porém com amigos em comum. Sonhos e objetivos diferentes, porém a mesma garra para realizá-los.
  • 54
  • 233

Eu quero ser seu anjo ❤ escrita por ~mirellycarla

Fanfic / Fanfiction Eu quero ser seu anjo ❤
Em andamento
Capítulos 17
Palavras 19.474
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Henrique, um homem humilde cheio de sonhos. Seu maior sonho é ser cantor junto com seu irmão Edson.
No dia do seu casamento foi largado no altar por Isadora, a mulher por quem ele sempre fora apaixonado. Desde então, jurou nunca mais se apaixonar, virou um cara solitário e frio...
  • 33
  • 104

DOIS é melhor que UM escrita por ~Nathaliabc02

Fanfic / Fanfiction DOIS é melhor que UM
Em andamento
Capítulos 35
Palavras 68.365
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Comédia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense

- Ei, tenho certeza que já te vi em algum lugar...só não lembro de onde - Digo com convicção e ele ri debochado.
- Vai ver que foi nos seus sonhos, quem sabe - Diz piscando pra mim, com um sorrisinho de lado. Já vi que esse aí se perdeu, porque ta se achando demais.
- Se fosse isso, te garanto, estaria longe de ser sonho - Reviro os olhos.
- Estaria mais pra pesadelo - Digo em um "meio grito" por conta da musica alta e as pessoas passando ao redor, que por falar nisso, esse lugar ta cheio demais.
E quando eu achava que nada poderia piorar, um engraçadinho passou e me empurrou pro lado, antes que eu pudesse me equilibrar (o que era quase impossível), senti dois braços compridos me segurando. Olhei pra cima e aquele sorriso me deixou perdida, mas logo fui tirada do meu devaneio pelo dono do mesmo.
- Mal me viu e já quer realizar seu sonho? Não precisa pedir duas vezes, não. Vem cá! - Ele disse e quando dei por mim, seus lábios já estavam colados nos meus...
  • 67
  • 204

O Céu explica tudo... escrita por ~Rebeca_bc23

Fanfic / Fanfiction O Céu explica tudo...
Em andamento
Capítulos 17
Palavras 60.652
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Aventura, Ficção, Policial, Romance e Novela, Suspense
“Você já sentiu vontade de tocar em algo que sabe ser proibido? Já teve o desejo irresistível de experimentar alguma coisa que sabe não ser socialmente ou eticamente correto? Tão proibido e ao mesmo tempo tão desejável que poderia destruí-la?” Um remake da obra de Tatiana Amaral, "O Céu explica tudo".
  • 31
  • 55

Memórias de duas benzonetes revoltadas escrita por ~ZoeiraNendsLS

Fanfic / Fanfiction Memórias de duas benzonetes revoltadas
Em andamento
Capítulos 110
Palavras 63.997
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano, Luan Santana
Gêneros Comédia, Romance e Novela
Julianne Mitchell é uma jovem de 21 anos que mora com a Amiga Anastasia Stelle de 26 anos em São Paulo. Uma noite pós o show de seu ídolo Luan Santana, Julia encontra o mesmo perdido próximo de sua casa, desde então começa uma história cheia de memórias hilárias, discussões e até mesmo desabafo.
Entre no mundo real/fictício de duas fãs revoltadas e cheias de histórias. Qualquer semelhança é mera conhecidencia. Fanfic única e original: @thezoeiraneverends recuse kibes.
  • 34
  • 69

Sinais escrita por ~Niinaa22

Fanfic / Fanfiction Sinais
Em andamento
Capítulos 15
Palavras 27.465
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
- Não é legal uma moça tão bonita ficar aí sentada sozinha e mexendo no celular quando todas as outras e estão se acabando até o chão - A voz me fez percorrer um arrepio na cabeça aos pés, levantei os olhos com um pequeno sorriso... Meu Deus... Na minha frente ninguém mais nem menos que Henrique. Mas como? Eu só podia estar no camarote errado... E como era belo cara a cara.
- Devo me lembrar disso no próximo copo - Digo paralisada naquele belo par de olhos.
- Aliás, sua bebida já está quente - Tomou o copo de minhas mãos e me entregou a sua - Toma essa.
- Como vou saber se não está me dopando? - Rio divertida.
- Eu não faria isso, mas - Pegou o copo de minhas mãos e bebeu metade do líquido e então voltou a me entregar. - Agora pode beber tranquila. - Assinto e dou os ombros levando o copo até a boca.
- E aí, a moça bonita ainda não me falou seu nome - Henrique colocou os braços pra trás, apoiando-os nas costas do pequeno sofá.
- Roberta - Digo meio sem jeito.
- Roberta - Henrique fez a expressão de quem pensava. Mas em seu olhar eu via como estava pra lá de bagdá - Roberta é bonito, gostei, combina com você.
- Obrigada - Desvio o olhar tímida.
- E aí Roberta, tá afim de sair daqui e dar uma volta? - Aponto pra mim incrédula - Não estou vendo nenhuma outra Roberta - Henrique riu me deixando sem graça e então passou a mão nos meus cabelos - Tô brincando... Mas e aí topa?
- O que? - Pergunto boba.
- Dois filhos e um cachorro? - Henrique riu deitando a cabeça pra trás - Dar uma volta mulher - Juntou meus lábios.
- Ah! Não sei né - Sorrio outra vez sem graça... Olhei para o lado e quando voltei meus olhos para Henrique, o mesmo me roubou um beijo... Grudou seus lábios nos meus e a mão em meus cabelos puxavam meu rosto pra si... Ao ver seus olhos fechados me dou por vencida e fecho os meus, dando total liberdade e passagem para a sua língua que explorava cada canto da minha boca com gostinho de quero mais... Seus lábios deslizavam sobre os meus calmos mas ferozes ao mesmo tempo, doce mas quente... Henrique mordeu os meus levemente e abriu seus olhos.
- Vou te dar alguns minutos pra pensar, enquanto isso eu vou ao banheiro e pegar outra bebida.
- Tá - A única coisa que consigo dizer, a voz ainda por cima falha... Completamente tola.
Criei coragem e voltei para a minha amiga que deu um berro ao me ver.
- Para tudo - Ela parou suas mãos na minha frente - que beijaço foi aquele com Henrique... Não... Com o Henrique da dupla Henrique e Juliano? Eu juro que só não atrapalhei porque o negócio parecia estar bom mesmo.
- Ah! Você viu - Sorrio nervosa, os dentes fechados.
- Ô se vi, me explica isso direito - Me deu um tapinha no braço - Quando vi ele já estava do seu lado.
- Pois é, eu também - Olho para ela e sorrio sem mostrar os dentes - Ele me chamou pra sair daqui.
- E cadê ele? - Elisa olhava em volta.
- Foi ao banheiro...
- Você vai né - Eliza me interrompeu.
- Não sei Eli, não quero parecer uma louca que saiu da balada com o cara só por ele ser famoso... E porque beija bem - Pego o copo da sua mão e o viro de uma vez.
- Huuuuum - Ela diz maliciosamente - Deixa de bobeira, ele nem é tão famoso assim... Só é um cantor que acabou de estourar, aposto que muita gente aqui nem conhece ele... E vai que ele é no seu Príncipe encantado - Me cutucou piscando. Olhei pelos ombros onde Henrique estava com o irmão e mais dois rapazes, me olhava sem ao menos disfarçar.
- Acho que não né amiga, acho que ele está mais pra sapo - Reviro os olhos rindo... Claro, quantas ele não devia levar pra fora com o mesmo papinho.
- Se for... É o sapo mais delícia que vale a pena perder uma noite - Ela me olhou expressando safadeza. - Vai lá boba.
- Será ? - O meu velho riso nervosa. Olhei para Henrique que fez sinal com os olhos esperando uma resposta, apenas assenti... Ele se distanciou dos amigos e fez sinal pra ir até ele. - Ok, eu vou - Digo beijando o rosto da minha amiga - Não me espere, eu me viro.
- Claro que se vira - Ela riu alto, olhei pra trás a repreendendo antes de encontrar Henrique...
- E aí, pra onde vamos? - Henrique passou o braço pelos meus ombros e a outra mão tirou o chave de um carro do bolso.
- Não sei - Seguro sua mão, as pernas cansadas do salto a noite toda - Mas você não está muito bêbado pra dirigir?
- Não - Ele fechou os olhos - Mas se você preferir - Me entregou a chave.
- A não, dirigi você... Confio que não vai me matar - Sorrimos juntos. - E os seus amigos?
- Eles vão de táxi depois, eu tenho horas pra entregar esse carro e se esperar por eles me ferro com a multa.
- Claro - Olho-o por cima do carro antes de entrar.
- Vamos lá pro hotel? - O olhei sem jeito, mas claro... Pra onde mais ele me levaria - Relaxa tá? - Assinto o olhando...
Ao entrar naquele quarto senti uma paz, um alívio... Todo arrumado, o cheiro gostoso de canela, causado pelo incenso supostamente colocado pela camareira...
  • 83
  • 132

Meu Pior Erro escrita por ~Mandy_085

Fanfic / Fanfiction Meu Pior Erro
Em andamento
Capítulos 2
Palavras 1.422
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano, Luan Santana, Lukas Marques & Daniel Mologni (Você Sabia?)
Gêneros Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga
Eu sei que eu estou errada em ama-lo e deseja-lo ainda mais por ele ser o irmão do meu namorado,mas,eu o amo e ele me ama e teremos que passar por cima de tudo e de todos para podermos ficar juntos!
  • 2
  • 0

Se seu coração falasse 2 escrita por ~Amanda_hej

Fanfic / Fanfiction Se seu coração falasse 2
Em andamento
Capítulos 25
Palavras 13.656
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Drama (Tragédia), Romance e Novela
Dizem que se você ama de verdade alguém é capaz de passar por cima de tudo para ficar ao lado dessa pessoa.
Dizem também que o casamento é uma consequêcia de um amor verdadeiro. E que os filhos são a prova viva desse amor.
Eduarda e Juliano estão casados a cinco anos , e já passaram por muitas coisas juntos. Muitas batalhas já foram vencidas todas com um único propósito, lutarem por esse amor.
Mas será que mesmo se amando eles seram capazes de superar batalhas ainda mais duras para permanecerem juntos?. E será que eles seram capazes de enfrentar as batalhas sem trazer consequências graves para os seus filhos?.
Isso você só vai saber se acompanhar essa história até o final.
  • 28
  • 74

Toda vez que eu te beijar escrita por ~mirellycarla

Fanfic / Fanfiction Toda vez que eu te beijar
Em andamento
Capítulos 42
Palavras 45.105
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano, Jorge e Mateus, Luan Santana
Gêneros Crossover, Ficção, Romance e Novela
Tem momentos na vida que que estamos no fundo do poço.Tudo parece dar errado, em resultado disso perdemos nossas forças, deixamos-nos ser vencidos pela falta de coragem de buscar algo novo. Eis que alguém aparece pra te puxar desse "buraco"... Então percebemos que algumas situações ruins são extremamente importantes acontecerem para nos prepararmos para ser forte e não nos abatermos por coisas mínimas. São através dos momentos tristes , difíceis , que aprendemos a dar valor aos momentos bons . (...) E foi assim que tudo começou ..."
  • 67
  • 255

Predestinados! ❤ escrita por ~Niinaa22

Fanfic / Fanfiction Predestinados! ❤
Terminada
Capítulos 45
Palavras 47.806
Atualizada
Idioma Português
Categorias Henrique & Juliano
Gêneros Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense
- Mas isso aqui é a metade do meu cachê da semana - Disse a bela mulher na minha frente, a mesma que estava me tirando o sossego a dias... mas o que mais me tirava o sossego era aquele espartilho curto e colado ao corpo cheio de curvas, o olhar marcante que não saía da minha cabeça.

- Você não veio ontem - O sujeito na sua frente parecia irritado, não fez nem questão de se juntar ao balcão, deduzi ser o patrão, ou seja lá como for que ela o chamava - Não veio antes de ontem e ainda quer receber a semana cheia? 

- O meu filho ficou doente Edgar eu não tenho culpa - Percebi que estava a ponto de chorar, a mão na testa - Eu preciso alimentar duas crianças. 

- Eu já falei pra você - O tal Edgar abriu os braços - Quer ganhar mais é só abrir as pernas. 

- Você é ridículo! - Ela exclamou antes do mesmo sair sem dizer mais nada... Apoiou os cotovelos sobre o balcão e as mãos no rosto, respirou fundo. 

- Posso te pagar uma bebida? - Pergunto fazendo-a me olhar. 

- Não bebo em horário de trabalho - Ela respondeu curta e grossa, voltando sua atenção para o balcão. 

- Você vai voltar a dançar? - Não me respondeu, o que deduzi que não - Então está liberada não está? 

- Não aceito bebidas de estranhos - Respondeu mais uma vez curta e grossa, me deixando ainda mais encantado. 

- Eu não sou nenhum estranho - Arqueei a sobrancelha assim que ela me olhou mais uma vez, impossível que não me conhecia. 

- Pra mim você é... a não ser pelo falo de que vem aqui todas as noites nos últimos dias, tirando os finais de semana... É um estranho - Respirou fundo... sorrio de canto, então ela notou minha presença todos esses dias. 

- Pode me chamar de... - Penso bem em dizer, talvez se falasse meu nome ela lembraria da dupla - Tavares. 

- Ok, senhor Tavares - Respondeu sem me olhar. 

- De quanto você precisa? - Ela me olhou desentendida - De quanto dinheiro você precisa?... para o seu filho - Mostro a mão. 

- Eu não preciso da sua esmola senhor Tavares - Ela respondeu parecendo ofendida. 

- Não quis ofender - Ergui os braços - Apenas ajudar. - Ela não respondeu e nem olhou... - Gabriel é o seu filho? - Fugi do silêncio fazendo-a me olhar mais uma vez desentendida... Apontei para o seu ombro onde estava uma tatuagem. Ela assentiu - E aonde está o Gabriel agora se a mãe está aqui? 

- Com a minha irmã mais nova - Voltou a respirar fundo. 

- Quantos anos tem a sua irmã? - Franzi a testa, aquela história estava me deixando curioso. 

- Você por algum acaso é algum espião - Ela bateu no balcão irritada - Pode falar, foi o Paulo quem te mandou. 

- Ei, calma - Ergui os braços mais uma vez - Não conheço nenhum Paulo... 

- Desculpa - Ela baixou a cabeça - Não estou num dia muito bom. 

- Agora fiquei curioso - Cruzei os braços apoiando meu pé no seu banco - Quem é esse cara que você expressa tanto ódio? 

- Meu ex marido - Ela respirou fundo, fechando os olhos. 

- Deixa eu adivinhar - Parecia que o obvio estava na cara - Paulo abandou você com um filho pequeno, a irmã mais nova... Você sem condições de cria-los, sem oportunidade de trabalho, só restou esse lugar. Tô certo?...
  • 107
  • 358