Fanfics de Sociedade dos Poetas Mortos

Joana, uma questão de meritocracia escrita por ~viniescrevendo

Fanfic / Fanfiction Joana, uma questão de meritocracia
Em andamento
Capítulos 1
Palavras 1
Atualizada
Idioma Português
Categorias Sociedade dos Poetas Mortos
Gêneros Ação, Aventura, Colegial, Famí­lia
Joana Carvalho, uma questão de meritocracia.
VINÍCIUS GOMES AMADOR
14 DE JANEIRO DE 2017
MANAUS - AM

PERSONAGENS

JOANA SOARES DE CARVALHO - 18 ANOS - PROTAGONISTA.
INDÍGENA; HABITA NO INTERIOR DO AMAZONAS; SECRETÁRIA NA SEDE DO GOVERNO.
ROSANA PORTINI - 20 ANOS - ANTAGONISTA.
PAULISTA; CHEGADA RECENTEMENTE EM MANAUS; FILHA DE MÉDICOS.
Duas pessoas que terão, na balança social, mesmas oportunidades. No entanto, existirá atrito por conta do preconceito existente aos menos favorecidos. No caso de Joana, uma indígena aprovada para a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) em Direito, terá de enfrentar a realidade preconceituosa que diz respeito aos alunos cotistas. Na visão de Rosana, "lugar de indígenas é na florestas", pois se trata de pessoas desprovidas de alma e a bênção de Deus, além disso, trata-se de pessoas sem capacidades para engressar no ensino superior.
Como houve empate nas notas dos vestibulares das duas candidatas - Joana e Rosana - e devido à classificação de Joana, as duas terão que se encontrar frequentemente em fóruns de justiça para a decisão de quem ficará com a vaga na universidade.

NHANHÃ TAPÉ (MÃE DE JOANA) - 53 ANOS - COADJUVANTE.
A mãe de Joana é uma "índia urbana" e trabalha como empregada doméstica em um condomínio de luxo na zona mais rica de Manaus, a qual não será citada. Nhanhã é apelidada como "macaca de esmeril" pelos seus patrões e sofre contantes violências físicas e verbais por tais. Após um pouco de ascesão de sua filha, Nhanhã é regatada a tempo e se muda com a filha para uma casa de classé média baixa.
APARECIDA PORTINI - 50 ANOS - COADJUVANTE.
Aparecida Portinin, mãe de Rosana, é uma aristocrata decadente, uma empresária que está indo à falência, mas mesmo assim procura manter os padrões que a sociedade impõe. A vida de empréstimo e o vício em jogos fará sua vida uma completa desgraça, afentando inclusive a sanidade de sua filha. No início da história, Aparecida mostra-se como uma mulher escravocrata, que violentará Nhanhã, mãe de Joana, porém acaba perdendo a força para as bebidas.

Pelo o que já foi evidenciado, o que juntará a vida de Joana e Rosana serão as suas mães. Mulheres diferentes em físico, em espirtual e principalmente, em caráter. A questão da faculdade e as dificuldades que Joana enfrentará para subir na vida, dependerá de suas escolhas, porém os obstáculos não serão dispensados para expor uma dificuldade enfrentada por pessoas pobres em processo de luta para a ascensão social.
Moral da história: Meritocracia existe! Mas não da forma como todos acham. Meritocracia existe para quem pode, para quem não pode, torna-se alvo de esnobações e acusações de vadiagem.
Essa foi a breve sinopse da história que eu estou desenvolvendo, mais um conto para a fanfic no spirit! Nada verdadeiro, somente as questões abordadas! As personagens são ficção.
Atenciosamente: VINICIUS GOMES; o autor.
  • 0
  • 0

Burn The Pages escrita por ~Marchesa

Fanfic / Fanfiction Burn The Pages
Em andamento
Capítulos 1
Palavras 1.339
Atualizada
Idioma Português
Categorias Harry Potter, Sociedade dos Poetas Mortos
Gêneros Colegial, Crossover, Escolar, Poesias, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
----------------------
Deixando a academia Welton, em Nova York, abandonando seus antigos colegas de turma, Todd Anderson viaja até Londres onde pretende concluir sua formação. Lá ele conhece Hermione Granger, uma aplicada aluna de Hogwarts, a mais velha instituição de ensino superior da Inglaterra. O jovem tímido chama a atenção da destacada aluna, que decide se aproximar do garoto na intenção de ajudá-lo a se estabelecer sem problemas ao novo ambiente escolar. Granger se torna mais próxima do jovem Anderson, que carrega em sua bagagem uma diversidade de histórias e sentimentos. Aos poucos vai nascendo entre os dois uma leal amizade, que se torna mais forte com o passar do tempo.
------------------
  • 0
  • 0

Recomeçar escrita por ~MariaWalburga

Fanfic / Fanfiction Recomeçar
Em andamento
Capítulos 18
Palavras 25.975
Atualizada
Idioma Português
Categorias Azul é a Cor Mais Quente, Sociedade dos Poetas Mortos
Gêneros Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Romance e Novela, Saga
Recomeçar após anos e anos solitário. Como recomeçar a vida após perder a única pessoa que fez sua vida ter sentido? Como seguir com a vida não se sentindo mais vivo? Não sentia mais dor, amor, estava incapaz de demonstrar afeto pelas pessoas ao seu redor... Assim era a vida de Karl Telemnar, ministro russo viúvo há quase 18 anos. A mudança repentina da filha, Walburga, para Londres para conviver com a família materna com a qual nunca havia tido contato fazem Karl rever as escolhas que fez na vida. Até onde tudo poderia ter sido diferente? Seria hora de recomeçar a vida?
  • 0
  • 0

Sonhos Mortos escrita por ~hernameisbarbs

Fanfic / Fanfiction Sonhos Mortos
Em andamento
Capítulos 2
Palavras 4.359
Atualizada
Idioma Português
Categorias Sociedade dos Poetas Mortos
Gêneros Drabs, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Quando se estuda em Welton (ou Hellton, se assim preferir), tudo que você é autorizado a ter são sonhos. A Sociedade dos Poetas Mortos não seria diferente. Vivam, garotos, vivam o bastante para que seus sonhos não sejam apenas sonhos mortos.

Coletânea de quatro fanfics centradas nos personagens Neil Perry, Charlie Dalton, Knox Overstreet e Todd Anderson.
  • 14
  • 11