Tópico Lado Oeste da cidade.

20 Respostas

~Diogovsky

Usuário: ~Diogovsky
A Face do Bem.
Moderador do Grupo




No Lado Oeste da cidade, se encontra os locais de bom acesso, perfeito para achar materiais como ferro, platina, entre outras coisas, e algo importante para Hackers, aparelhos tecnológicos e materiais que servem para arrumar, várias coisas, há apenas zumbis normais e cuspidores nessa área. Pode-se encontra-los em quantidades de no máximo 5.

~Diogovsky

Usuário: ~Diogovsky
A Face do Bem.
Moderador do Grupo


Light Lawliet Freitas


Estava andando a um bom tempo, depois de ela ter respondido fiquei pensando, e com a chuva ela cobriu minha cabeça, estava andando pelo lado Oeste da cidade, e nenhum inimigo havia aparecido até então, resolvi parar em uma casa de bom estado, e não tinha nenhum inimigo ali dentro. Coloquei ela sobre a cama. E, por fim, consegui cortar meu braço em um ferro que tive de passar pela porta, pelo menos não abriria mais a porta, começou a chover mais forte. Enquanto ela ficou na cama, peguei um kit médico reserva que tinha, e comecei a cuidar da perna dela. Enquanto sangrava um pouco meu braço.

~Sir_Nikiforov

Usuário: ~Sir_Nikiforov
• O Terror sou Eu •


Scarlet


Fiquei quieta o tempo todo sem saber o que dizer. Deixei-o cuidando de meus ferimentos até notar o do braço dele.

- Devia cuidar primeiro de seu ferimento antes do meu - murmurei.

~Diogovsky

Usuário: ~Diogovsky
A Face do Bem.
Moderador do Grupo


Light Lawliet Freitas


Ao terminar o curativo, olhei para meu braço. — Cuide primeiro de você, você é prioridade. Eu não. — disse, procurando algo de útil na casa, enquanto a chuva começa a parar. — Está bem tarde. Vamos dormir, o que acha!? — disse vasculhando a casa, não havia nenhum tipo de zumbi, tentei organizar o que pude, e fazer barricadas nas janelas e na porta. Terminei em alguns minutos, pois a casa, não era grande coisa. Tinha um banheiro, uma sala, uma cozinha e um quarto de casal. — Eu vou dormir aqui no sofá, pode ir deitar na cama, ficarei aqui para vigiar. — disse, esperando ela ir para o quarto. — Aproveite as roupas femininas no guarda-roupas e veja se acha algo bom para você. — Com esse curativo, ela poderia andar.

~Sir_Nikiforov

Usuário: ~Sir_Nikiforov
• O Terror sou Eu •


Scarletty


- Você é prioridade sim senhor. Se você se ferir, estaremos numa enrascada. Posso até conseguir andar mas não o suficiente para proteger nós dois. Deixe disso e vá se tratar - resmunguei irritada olhando terminar meu curativo. Estava movível porém doía um pouco - Não. Vamos dormir na mesma cama em lados opostos, não vou deixar que durma num sofá desconfortável. Entendido? - indaguei me levantando andando na direção do quarto o qual estava um pouco empoeirado.

Peguei o lençol e o cobertor e levei-o para fora casa me certificando se não tinha errantes por perto e tirei o pó voltando para o mesmo local arrumando a cama.

~Diogovsky

Usuário: ~Diogovsky
A Face do Bem.
Moderador do Grupo


Light Lawliet Freitas


— Esperta. Prometo que vou me tratar. Mas, não vou dormir, vou ficar de vigia. — disse, a pegando no colo, e a levando a cama. — Agora durma, vou precisar de você inteira amanhã. E eu sinto algo, então, vou ficar acordado. — disse. E esperei ela dormir. Fiquei ao lado dela sem falar nenhuma palavra, e mal olhar para ela. Quando ela dormiu, fui até sofá e fiquei de guarda. Até umas 11:30; Fiquei com sono. E a dor dela, deveria passar mais pelo menos. Peguei nossas coisas. E a acordei. — Bom dia Scarllet-Chan...vamos acordar? — perguntei, a pegando no colo, e a coloca na cacunda. Fiquei do lado de fora, esperando algo, enquanto caminhava pela beirada, mas nada, continue caminhando por algumas horas... estava muito cansado, e com muita fome, e com muita sede, mas não demonstrei nada. Até que... — E-Eu...não aguento... mais caminhar...me perdoe... — disse, e cai com um dos joelhos no chão, a coloquei ao lado e cai no chão.

~Sir_Nikiforov

Usuário: ~Sir_Nikiforov
• O Terror sou Eu •


Scarletty


Não pude fazer nada. Ele era bem teimoso, mais do que eu gostava. Dormi rapidamente mas não tive uma boa noite de sono. Acordei com pesadelos, mas eu não gritava. Voltei a dormir perto das 5 da manhã e só voltei a abrir os olhos com o chamado de Light.

Reclamei dele me levar nas costas, eu já podia andar, mas ele não me deixava. Não demorou muito e ele caiu cansado e com fome - Não sei se te bato, xingo, reclamo ou simplesmente te deixo. Não devia esconder nada de mim. Para mim, isso seria falta de companheirismo e confiança - soei friamente deixando minha mochila na frente e agachei-me tirando uma banana da mochila juntamente com um cantil de água - Tome. Suba em mim, e não reclame se não te levo ao estilo noiva.

~Diogovsky

Usuário: ~Diogovsky
A Face do Bem.
Moderador do Grupo


Light Lawliet Freitas


— Apenas...estou tentando te impressionar, não é falta de confiança... — disse sem conseguir me mover... logo ela me deu água, e uma fruta... recuperei um pouco a força.. — Eu consigo sozinho...não precisa me levar... — disse, indo ao seu lado...quando percebi a presença de um carro. A peguei, no colo novamente, e correndo com todas as minhas forças, entrei na primeira casa que vi, a coloquei no sofá, e tinha um zumbi, atirei na cabeça, pontual e disse. — Fique aqui, você não pode lutar. — disse, e com a Famas G2, saí para fora. E fiquei no meio da estrada mirando para o carro.

~Diogovsky

Usuário: ~Diogovsky
A Face do Bem.
Moderador do Grupo


Diogo Lawliet Freitas / 20 Anos.


— Camila-Chan...perdoe-me, mas algo atrapalha agente, e não se preocupe, eu só irei apagar, se eu morrer, mas morrer, por você. —

A primeira coisa que vi, naquele horário virando o carro na estrada, foi um homem apontando uma arma para min, outra G2? Poxa, isso é estranho, se for, alguém da Elite também, nem atacarei o próximo que encontrar com essa arma. É geralmente a arma do governo. Ou pode ser um ladrão que pegou dos meus colegas, quem sabe!? — Camila-Chan. Eu vou parar o carro agora, e você vai vir aqui no banco, vai ir dirigindo, abaixe-se se possível. — Disse a colocando no volante, fui para trás, e saí devagar pelo porta-malas, E por baixo do carro, me abaixei com a barret M82, e disparei na arma do maldito. — Pega essa! — atirei na arma dele que quebrou também. Guardei a barret m82, e entrei no carro rápido, tive ir no colo da Camila, acelerei, mas ele se escondeu, parei onde, ele estava, desci com a Kukri, e esperei ele aparecer.

~Diogovsky

Usuário: ~Diogovsky
A Face do Bem.
Moderador do Grupo


Light Lawliet Freitas


— O maldito era muito bom. E experto. — tive de entrar na casa novamente, olhei para ela e disse — Talvez eu morra, mas, ele não vai te localizar, apenas fique aqui e se proteja, qualquer coisa foi bom ter te conhecido. Toma. Minha mochila, poderá sobreviver muito com o que tem aí. Ah, eh...você é bonita. — era a primeira garota que eu havia elogiado, ela perceberá pelo jeito que disse, deixei de lado de ser sério, e grosso, e durão, e virei um pouco fofo, romântico e carinhoso. A abracei de leve, e beijei sua testa. — Cuide-se. — disse, por fim, saindo pelos fundos da casa. Fui em direção ao homem, que estava de costas, e dei uma voadora nele, ele caiu ao chão tentei lhe acertar, mas ele defendeu, estava mais forte que eu, mais alimentado, e com menos sono. Me acertou uns três socos no rosto, e me empurrou com o pé para trás, eu aproveitei quando chegou perto e tentei dar uma rasteira, mas ele pulou, aproveitei minha velocidade, e o acertei no ar com um chute, usando as mãos ao chão para me impulsar. Com isso, ele se levantou, um pouco longe e me viu. E eu o vi... — I-Irmão!? — disse, logo em seguida disse — Tem, uma garota na ca... — desmaiei.