Tópico Shopping Cat Black e hospital +Live

1410 Respostas

~ShiroKB-chan

Usuário: ~ShiroKB-chan
-x-
Administrador do Grupo
Após passar pela Avenida principal, você chegará na segunda rua mais movimentada da capital:
A rua do Shopping Cat Black. O principal shopping cobiçado por comerciantes.
Muitas pessoas foram mortas enquanto faziam suas compras, o shopping agora mais parece um teatro de horror.
Cuidado com os lados e com sua cabeça, você será percebido, o chão do shopping é liso e a qualquer barulho, seu eco irá alcançar os ouvidos dos comerciantes mortos. Mais de 500 pessoas costumam frequentar essa shopping mais popular da cidade.



No hospital +Live as coisas pioram, será raro encontrar um morto vivo inteiro, muitas pessoas sem órgãos e partes do corpo vitais para a vida morreram e estão trancados no hospital.
Uns 300 clientes e pacientes com 100 acompanhantes. Você tentaria?
Cuidado, se você for louco o suficiente para se arriscar a esse ponto...

Perto desses dois locais, uma boate particular existe ainda. Mas é muito pouco situada, apenas por pessoas que podem se cuidar sozinhas.

Lembre-se:
Não viva pela humanidade,
Viva por você.

~ShiroKB-chan

Usuário: ~ShiroKB-chan
-x-
Administrador do Grupo

Luka

Acordei, uma morena no meu lado, sorri e lembrei que tinha fingido estar bêbado e ai convenci ela vir comigo. Me levantei e pus minha calça. Olhei pela janela, a destruição reinava. Olhei em volta, muitos bichos mortos pulando em cima de pessoas, em pouco minutos, mortas.
- Bom dia amor...- ouço a voz da morena. Me virei para ela e sorri- Oque esta havendo?
- Guerra entre mortos e vivos- disse em tom calmo e suave, me sentei na ponta da cama e ela me abraça por trás, sinto seus seios encostando em minhas costas.- Você esta bem?- sinto um beijo na bochecha, olho para trás e ela já havia se levantado e estava se trocando.
- Essa merda está acabando com minha vida.- ela diz. Ergo uma sobrancelha. Ela me olha e volta a se arrumar e explicar- Meu pai morreu e minha mãe ta ficando louca.
- Por isso foi na boate ontem?
- É, isso me desinteressa no momento sabe?- ela termina e me da um beijo saindo de meu quarto. Ponho minha blusa branca e deixo-a solta.- Já comprou comida para meses?
- Não, e você?- coloco meus tênis e vou até a cozinha. Coloquei café e bebi em um só gole, ela pegou uma torrada e comeu lentamente e sensualmente negando. Sorri.- Não me provoque mocinha.- ela sorri e continua.- São 23 horas. Melhor voltar para seu berço neném.
- Idiotas como você não merecem me ter mais que meia hora.- ela diz de nariz empinado. Seguro sua perna por de baixo da mesa bem forte a fazendo gemer.- Ai. Luka.- ela bronqueia rosada ao extremo.
- Mas com esse idiota aqui você ficou uma hora e meia, cronometrado- falo sorrindo. Ela se levanta, pega sua bolsa, me da um beijo e sai trancando a porta- Finalmente á sós né?- olho para polo, meu gatinho preto de olhos verdes deitado no sofá. Ele mia e pula em meu colo. O acaricio. Minha vida é assim, o dia com uma garota e enfrentando essa epidemia, e de noite, fico quieto com o polo em meu colo.- Sabe que você era branco quando eu te encontrei? Por isso seu nome. Polo de Polo norte. Mas agora você ficou preto. Por que? Ficou sujo? - ele cochila e eu sorrio. Reviro os olhos e medito tudo oque eu estava fazendo. Que merda esta ocorrendo ultimamente.

~Riren

Usuário: ~Riren
Diferentona

Dakota Uckerman, Dakota.

Como pensei, os zumbis pararam de me seguir, deixei o carro parado e saio dele. Firmo a mochila em minhas costas e ando em passos silenciosos, precisava de algum lugar para achar mais coisas, eis que vejo um hospital, um shopping e uma boate.

Acho que a melhor escolha é adentrar na boate, mesmo que eu não ache muitas coisas uteis, conseguiria achar bebidas e eu gosto de bebidas.

Fiquei caminhando no lugar até que escuto um barulho, saco minha faca e vou correndo até o barulho e eis que me surpreendo: Era um rapaz junto ao seu gato.

Como disse antes, o jeito que sobreviventes aparecem é assustador, parece que pode ainda haver alguma esperança, pois como diz um velho ditado ''A esperança é a última que morre.'' meu rabo, quem dera eu tivesse isso quando passava por problemas sufocantes que só consegui escapar devido á minha inteligência e estratégia.

~ShiroKB-chan

Usuário: ~ShiroKB-chan
-x-
Administrador do Grupo

Luka

Abri os olhos ao ouvir o barulho de um carro. Olhei para o lado, uma garota, cabelos pretos e curtos, olhos acinzentados, corpo bonito. Sorri maliciosamente mas logo sessei.
- Sobrevivente né? Legal, agora tenho que dividir minhas coisas com uma garotinha.- polo acorda e a encara.- Vai ficar por aqui? Olha que eu não me controlo quando fico sozinho com garotinhas, me chame do que quiser. Até mesmo Estuprador. Mas me chamo Lukas. Pra você é Luka.- olho para a faca na mão dela. Ri e levantei minha blusa branca na parte esquerda mostrando á ela meu facão. A encarei calado e me levantei, polo deu um pulo e ficou na minha cadeira, fui até ela.

~Riren

Usuário: ~Riren
Diferentona

Dakota Uckerman, Dakota.

Oh mereço, havia achado o covil de um tarado. ''Estuprador'' me passava más lembranças, suspiro, sabia usar muito bem minha faca e caso ele tentasse fazer alguma gracinha iria acabar se ferrando, isso porque eu também tenho pistolas especiais juntas comigo!

— Cala a boca. — Falei rudemente um pouco irritada para ser sincera. — E eu achando que iria achar algo de útil aqui, acabei achando algo podre fedendo, não basta as chamas que queimam lá fora e a fumaça que atrapalha minha visão. — Reclamo sem abaixar minha guarda, mas ainda tinha algo ''útil'' para mim aqui, pego algumas latas de cerveja e jogo-as na minha mochila.

Percebo que Lukas ou ''Luka'' como ele quer que eu chame-o ficava me encarando calado, continuei sem abaixar a guarda. Quando você abaixa a guarda nesses momentos você encontrava sérios problemas.

~ShiroKB-chan

Usuário: ~ShiroKB-chan
-x-
Administrador do Grupo

Luka

Sei. Ela parece ter sérios problemas com relação a garotos, para a sorte da mesma eu estava só brincando.
- Relaxa menininha. Não sou de pegar menina pequena como você, sou de um nível mais elevado.- gesticulei com a mão a altura em que gostava da garota, ela era uns 10 centímetros abaixo. Sorri.
- Gosta de beber é? Nem pede licença se pode pegar o não né?- pego polo no colo e ando até ela.

~Riren

Usuário: ~Riren
Diferentona

Dakota Uckerman, Dakota.

Argh, suspiro, só vim pelas bebidas, ainda tenho que escutar esse idiota falando.

— Primeiro eu não sou menininha seu idiota, me chamo Dakota e quando fui explorar essa boate pensei que só havia zumbis e oh como queria que tivesse zumbis, pelo menos eles não ficam enchendo o saco e mata-los não é algo tão difícil na minha atual condição. — Falei retirando minha Beretta e apontando para o próprio, odiava homens que nem ele, eram os mais nojentos.

~ShiroKB-chan

Usuário: ~ShiroKB-chan
-x-
Administrador do Grupo

Luka

Sorri. Isso seria interessante. Com muita certeza. Dei um passo para trás, não queria ser um morto muito loco e gostoso.
- Eu não, acho que se fosse um zumbi você iria se arrepender.- falei dando de ombros.- A boate estava fechada com apenas 5 pessoas aqui dentro, o resto era policiais de capacetes que estavam aprendendo o dono da boate.- ri- Sabe que isso os torna meio que imortais pelos capacetes serem contra balas. Então agradeça-me por limpa-los daqui antes de você chegar.

~Riren

Usuário: ~Riren
Diferentona

Dakota Uckerman, Dakota.

Dei um sorriso sarcástico com o que ele disse e continuei a apontar minha arma para ele.

— Oh poupe-me garoto... Como se você matasse um ser apenas atirando na cabeça, sem falar que sei usar facas. — Retruco, abri uma lata de cerveja e dei um gole. Continuei apontando minha arma para ele e escutei gemidos, vou até a janela mais próxima e havia muito mais zumbis caminhando pelas ruas, mas que droga, não posso sair ainda. Suspiro e ajeito minha franja.

A sorte deve me odiar, já que ela nunca colabora comigo... Após esse pensamento coloco a mão em minha cabeça e me sento na cadeira mais próxima que havia ali.

~ShiroKB-chan

Usuário: ~ShiroKB-chan
-x-
Administrador do Grupo

Luka

Bonitinha ela arrumando a franja né? Pelo menos, aparentava ser mulher destemida. Polo pula de meus braços indo para perto da garota. Dakota é? Hum. Dei de ombros e fui até a geladeira. Ela deve ser perigosa se sabe atirar e a usar facas, mas isso não vem ao caso. Não sou qualquer garoto frágil que vou me ajoelhar por medo. Peguei um sanduiche e mordi. Fiz uma careta, estragou. Cuspi e joguei fora.
- Então, veio aqui pelas bebidas e não por fugir de alguém ou algo?- perguntei achando um vinho. Sorri. Isso não estraga. Peguei em uns armários taças e coloquei vinho em duas. Chegando perto de Dakota dei uma taça de vinho para ela.- Tó. Eu não coloquei nada além de vinho de...- olhei no rotulo e voltei a olha-la sorrindo- 1899. Bom né? Ô fortuna que isso vale.- coloquei o vinho sobre a mesa na frente da cadeira dela e fui bebendo meu vinho até o sofá onde deitei e peguei um jornal. Estava a noite. Eu bebia e ficava em silêncio. Minha rotina não mudará com uma simples garotinha.