Tópico Hospital St. Germain

22 Respostas

~Rodrigo_D_Kira

Usuário: ~Rodrigo_D_Kira
My heart beats for you.
Administrador do Grupo


É um hospital ligado diretamente ligado ao Esquadrão Alquímico, sendo especializado em tratar vítimas de ataques com alquimia. Mas também funciona como um hospital convencional de primeira linha.

~Rodrigo_D_Kira

Usuário: ~Rodrigo_D_Kira
My heart beats for you.
Administrador do Grupo
Daiki Kamiya


Certo, esse cara realmente precisa de uma injeção de ânimo. Chegamos ao hospital e sou reconhecido de imediato como Guerreiro Alquímico. Isso poupa algum tempo no atendimento médico e agora só temos que esperar que possam fazer um check-up do Toshiyuki.

- Cara, você entrou em uma briga envolvendo alquimia e sem ter como lutar de verdade. Isso é coragem na visão de muita gente. - digo, coçando a cabeça, enquanto estamos sentados e esperando um médico pra garantir que Tosh esteja bem. - Quando eu comecei nessa vida, foi a mesma coisa. Arrumando briga com um homúnculo. Aliás, como você sabe sobre homúnculos?

~Allen-

Usuário: ~Allen-
CAP - FUNEMAC


- Eu apenas não queria que pessoas morressem ao meu redor...Eu tenho alguns traumas com isso...- Digo, relembrando alguns acontecimentos em minha vida. Sempre fui covarde de mais, já testemunhei muitas coisas horríveis e nunca fiz nada, dessa vez algo resolveu falar mais alto.

Ouvi a pergunta sobre os homúnculos, e parei pra pensar a primeira vez que ouvi sobre eles.

- Eu não me lembro bem quando soube dos homúnculos, mas foi em uma confusão a muito tempo atrás, eu era menor, ouvimos barulhos, vi uma pessoa ser atacada e alguém gritando "parado homúnculo desgraçado", eu depois fui procurar saber sobre eles, mas não sei tanta coisa assim...- Disse, levando à mão ao ferimento, estava menos letal do que deveria, graças a tecnologia do sujeito ao meu lado.

- E sobre essa história de Alquimia...O que diabos vocês "alquimistas" fazem? E...como lutam com aquelas coisas? - Perguntei, muito curioso.

~Rodrigo_D_Kira

Usuário: ~Rodrigo_D_Kira
My heart beats for you.
Administrador do Grupo
Daiki Kamiya


Para ter certeza de que ninguém de fora vá ouvir a conversa, levo Toshiyuki pra um canto mais reservado do hospital, passando por uma mulher que quer que atendam um pássaro. Ela não devia procurar um veterinário? Bom, deixa pra lá.

- Bem, é o seguinte... - e explico tudo para o sujeito. Sobre os dois únicos sucessos da alquimia serem as kakuganes e os homúnculos, sobre os Buso Renkin, sobre o Esquadrão Alquímico e sobre os Guerreiros. - ... E é isso, em linhas gerais.

Pego minha kakugane no bolso e mostro para ele.

- Essa é a minha kakugane XV, e com ela posso usar a Cosmos Blessing, o meu Buso Renkin. Parece que estão havendo atividades de homúnculos novos na cidade e estamos aqui para investigar. E agora, você entrou de gaiato nessa luta. Provavelmente o Capitão Bravo vai explicar melhor pra você, mas depois que sair deste hospital, terá que fazer uma escolha.

~Allen-

Usuário: ~Allen-
CAP - FUNEMAC


Ouvi atentamente as explicações, surpreso por ele ter realmente me contado tudo aquilo. Esse universo no qual eu me joguei era mais complexo do que eu pensava, eles combatiam os homúnculos, e eu estava agora envolvido com aqueles problemas.

- Fazer uma escolha? Como assim? - Perguntei olhando-o receoso, será que eles teriam de me "apagar" para que eu não comprometesse as investigações?

- Vocês não fariam nada comigo, né? Eu posso guardar segredo...De maneira nenhuma eu atrapalharia vocês...- Disse com medo do que poderia acontecer, quem sabe o que poderiam fazer? Me obrigar a ficar preso na base deles sem contato com o mundo exterior para não comprometer a investigação? Eu não fazia ideia.

~Rodrigo_D_Kira

Usuário: ~Rodrigo_D_Kira
My heart beats for you.
Administrador do Grupo
Daiki Kamiya


Eu estava prestes a explicar, quando o Capitão Bravo chegou. Ainda trajando a Silver Skin... Bom, ele quase nunca tira mesmo.

- Melhor que o chefe explique. - digo, apoiado na parede.

Capitão Bravo (Mamoru Sakimori)


- Não iríamos fazer mal algum a você, Yokoyama Toshiyuki. - ele diz, com seriedade. - Por agora você está bem pouco envolvido com o mundo da alquimia, e pode sair dele sem se prejudicar de qualquer maneira ou àqueles próximos a você.

O Bravo fala com calma e devagar. É uma coisa bem forte pra ser dita assim de cara.

- Por outro lado, você poderá ir mais a fundo neste mundo. - ele diz, apontando para o rosto do Toshiyuki. - A escolha que terá de enfrentar, Toshiyuki... É escolher voltar para a sua vida costumeira ou entrar em um mundo de batalhas. Te darei um dia para pensar. Não escolha levianamente.

E ele se vai. Me lembro de quando ouvi essas palavras do Bravo e do chefe Kazuki. Na época, eu não tinha a menor ideia de no que estava me metendo. Agora não tem mais volta e eu já me habituei... E me atrevo a dizer que aprecio o que ganhei com a minha escolha.

~Allen-

Usuário: ~Allen-
CAP - FUNEMAC


Olhei para o sujeito, o qual o Alquimista chamou de "chefe", e arregalei os olhos ouvindo-o. Ir mais fundo? Enfrentar aquelas coisas? Arriscar ainda mais a minha vida...Eu não conseguiria pensar em nada disso.

- E-Eu...eu seria como vocês? - Perguntei para o ruivo, olhando-o assustado com tudo aquilo. Mas, como eu lutaria? Não tenho aptidão física, mas...e se essas tais armas me ajudarem? Do que elas são capazes? Como seria minha vida a partir de agora? Eu não queria me ferir, mas...Mas eu também não queria perder a oportunidade, afinal...Imagine como seria no futuro? Eu...

- Eu...eu tenho alguma chance? Acha que eu sobreviveria à isso? - Pergunto novamente para ele, realmente pensando naquela possibilidade, o que eu achava ser impossível.

~Rodrigo_D_Kira

Usuário: ~Rodrigo_D_Kira
My heart beats for you.
Administrador do Grupo
Daiki Kamiya


Dou um meio sorriso.

- Acho que todos que entram nesse mundo se perguntam a mesma coisa. - eu digo, me sentando outra vez. - Respondendo às suas perguntas... Sim, você se tornaria um Guerreiro Alquímico, receberia sua própria kakugane, e aprenderia com seu próprio Buso Renkin.

Respiro fundo e olho para o teto.

- Agora, se você vai dar conta... Isso é com você. Se tiver força de vontade pra aguentar os treinos e batalhas. - digo, sendo bem direto. - Eu sou Guerreiro há alguns apenas e já tive que lidar com o fato de ter sido lento demais pra salvar uma vida ou impedir que alguém visse cenas horríveis. Guerreiros não podem proteger a alma das pessoas. Mas deixa eu te dizer... Se for bastante forte... É algo que vale a pena.

~Allen-

Usuário: ~Allen-
CAP - FUNEMAC


- Força nunca foi o meu forte, Daiki-san...Mas...Se eu conseguir algo para proteger as pessoas, e a mim mesmo...Eu acredito que valha a pena...- Digo olhando para minha mãos. Meu únicos instrumentos de trabalho, desde que sai da faculdade são as únicas coisas que uso para trabalhar, me pergunto se minha Buso Renkin teria algo a ver com elas.

- Eu vou...Eu tenho que aceitar...- Disse tristonho, mas com um sorriso no rosto - Não saberia conviver comigo mesmo sabendo que perdi a oportunidade de ser alguém importante...- Falei dando uma pequena risada.

- Mas...como é o seu dia-a-dia? Por que...Eu trabalho pra me sustentar, sendo um guerreiro alquímico eu teria de largar o meu emprego? - Perguntei, não acreditando com o que estava me preocupando. Com tantas perguntas em mente eu iria fazer justamente essa? Como eu pensava pequeno, não é verdade?

~Rodrigo_D_Kira

Usuário: ~Rodrigo_D_Kira
My heart beats for you.
Administrador do Grupo
Daiki Kamiya


- A vida de Guerreiro Alquímico não chega a atrapalhar o cotidiano de uma pessoa, a menos que ela queira se dedicar inteiramente a isso. - digo, coçando a cabeça. - Meus dias basicamente incluem realizar missões, patrulhar a cidade lutar contra homúnculos e... Salvar o traseiro de gente como você. Hahahahaha!!

Certo, exagerei. Limpo a garganta antes de continuar.

- Desculpe, acabei me empolgando... Não terá que largar seu emprego. Na verdade, o Esquadrão Alquímico conta com o próprio fundo bancário. O montante é mais que suficiente pra sustentar as pesquisas e todos os Guerreiros em todas as Bases do globo. - digo, dando de ombros. - Em outras palavras, dinheiro acaba sendo a última preocupação, mas isso não deve influenciar sua escolha e...

Ao vê-la se aproximar, fico na frente do Toshiyuki, instintivamente.

- O que um homúnculo faz aqui?