Grupo Castlevania City - Between Agony and Hate



Grupo Castlevania City - Between Agony and Hate
Administrado por ~_Sherlocked_
Criado
Tipo Privado
Conteúdo visivel para Apenas membros
"Aquele que luta com monstros deve acautelar-se para não tornar-se também um monstro. Quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo olha para você." - Friedrich Nietzsche.

A nossa esperança mais brilhante, ou o nosso pior pesadelo?

Ele foi abandonado por Deus, consumido por vingança, assombrado pelo passado.
Escolhido pelo destino.


Séculos haviam se passado do massacre em Castlevania City, da batalha crucial entre o verdadeiro Rei do Submundo e o Lorde das Trevas, que após sua vitória é fadado a viver toda a sua eternidade isolado, angustiado e sozinho em sua própria escuridão. A humanidade temia pela possibilidade de seu reinado de terror retornar, os homens estavam acovardados sobre a sua grandeza e poder capaz de derrotar até mesmo o próprio Lúcifer.

Como um homem tão devoto e fiel havia tornado-se este monstro cruel que tem sede por poder e sangue? As pessoas não sabiam quem ele foi, mas sabiam o que ele havia se tornado. Uma história de monstros para contar às crianças, mas uma verdade muito real, que matou homens, mulheres, e roubando seu sangue para sustentar a si mesmo sem misericórdia. Um monstro que amaldiçoou todos os dias de sua vida, que desafiou Deus e tornou-se o único Príncipe das Trevas com todo o seu ódio. Mas eles não sabiam de sua dor.
Eles batiam em seus portões furiosos pelos seus atos no passado, pelos seus quinhentos anos de reinado brutal, que foram amargamente arrependidos quando ele notou que nada mais lhe restava. Não havia mais nada para o que lutar, não havia mais pelo que viver. Os homens vinham para ele com a Irmandade da luz, tolos, atraídos como mariposas para uma chama que nunca apagaria. Eles derrubavam os seus portões, matavam os seus servos, procurando-o enquanto o Lorde das Trevas que ficava trancado em sua sala como o verme que ele era.

Mas quem na verdade é o monstro?

Um homem que se arrependeu pelos seus feitos mas tem ódio e rancor guardados? Ou homens que vão atrás dele para tirar-lhe tudo o que resta?
Um homem que aceitou o destino rendendo-se as trevas, ou homens que lutam contra o destino e servem a Deus como marionetes?

Ele era um rei louco. Todos morreram por aquele em que acreditava, pelo Deus dele, pelo seu paraíso. Ele matou seus amigos e inimigos, a mulher que amava e toda a sua família, até a si próprio. Sufocando o amor, o calor, o afeto, tudo o que havia restado era...Ódio, sofrimento...E dor. Dor pelo que havia se tornado, dor por ter perdido tudo por uma causa que não era dele. Ele ria amargamente e perguntava-se "... E assim, eu me tornei a morte, destruidor de mundos", ele murmurava, sem humor. "Amadas Marie ... Claudia ... e Laura ... eu fiz como vocês pediram, mas ao fazê-lo ... eu me tornei um monstro ...?"

Sentia-se vazio e escavado, como se uma grande mão tivesse alcançado o seu peito e pego seu coração. De certa forma, tinha - Marie tinha desaparecido. A Irmandade da Luz, o modo de vida que ele mesmo tinha dedicado inteiramente, acabou por ser construído sobre uma cama de meias-verdades e mentiras terríveis. Ele tinha salvado o mundo. Ele agiu como campeão de Deus, mas ao fazê-lo tinha perdido a sua ética, seu senso de moralidade, e agora sua humanidade.

Agora, o Príncipe das Trevas havia decidido sobre deixar a humanidade em paz. Viver em sua própria escuridão sozinho, como havia se tornado uma mera sombra de sua glória passada. Restrito sobre fronteiras mágicas ele permaneceu em seu esconderijo por anos, séculos...Ou talvez milênios? Ele não sabia. No entanto, as invasões não pararam. O ódio dos homens não se apaziguou. Ele foi confrontado muitas vezes e não importava o número de homens, todas as vezes acabava em um ataque de destruição e morte. Tudo havia perdido o seu sentido, e o Lorde das Trevas tornou-se fraco, reprimido e cansado. Tudo o que desejava era que acabasse com seus tormentos e pesadelos.

A Irmandade vinha com cada vez mais força, até que um dia o Lorde finalmente se rendeu. Mas ele sabia que não haveria saída e escapatória, mesmo com sua fraqueza, ele não podia viver e nem morrer.

Se era assim, porque não permanecer da terra na melhor forma possível?

Ele estava sozinho, no entanto, a diversão que a morte da Irmandade lhe dava era o bastante. Sendo assim ele se abaixou e pegou todo o seu poder de volta, e com certeza este dia foi um dia que está sendo lembrando pela Irmandade por toda a eternidade, um dia em que crianças choraram, mulheres perderam os seus homens, e a Irmandade foi completamente devastada. Um dia de terror, em que o Lorde das Trevas finalmente ergueu-se de seu trono novamente.

Cansado de vivenciar todo o derramamento de sangue sozinho, sem alguém para rir dos homens desmembrados pedaço por pedaço, de viver a sua própria insanidade sem sequer servos, uma nova diversão veio para ele: A manipulação de pessoas, não importava para ele a raça, trazia-as para o seu domínio, as convertia em seus fiés guerreiros, colocava ódio e sede por sangue em seus corações.

O seu destino será lutar contra esse mal que assola mais uma vez o mundo? Ou você servirá a ele?

Escolha seus objetivos e venha sobreviver neste mundo dividido entre bem e mal.

RPG Inspirado na trilogia de Lords of Shadow.


RPG iniciado no dia 30/08 às 19:40.

Data: 27/01/3427
Horário: 1:30
Clima: Nuvens carregadas se juntam no céu, uma chuva torrencial cobre a cidade.
Lua: Lua nova
Evento: 1370 anos após a derrota de Satã - Seus acólitos preparam seu retorno iminente.


RPG privado.

Mensagens