Tópico Desabafo

0 Respostas

~Mahh_Chan

Usuário: ~Mahh_Chan
Fujoshi de plantão
Oi gente, meu primeiríssimo post nesse grupo, e nele eu vou falar de alguns problemas pelo qual eu passo, relacionados a sexualidade e família, um desabafo.
Sabe o que é você ser chamada, por sua sala de aula quase toda, de algo que você não sabe se é? Talvez vocês saibam, talvez não.
Tenho 14 anos de idade e me chamam de lésbica porque uma amiga minha ficou com raiva de mim e espalhou esse boato em um dia em que faltei, além de espalhar coisas vergonhosas sobre mim (prefiro não falar).
O pior: sou muito tímida, mas cabeça quente, vingativa, além de ser complicada para fazer amigos, e se eu largasse minhas amizades (que nem me fazem tão bem às vezes), encontrar novos amigos seria difícil, já que só tem uma turma da minha série durante a tarde.
Se eu falasse pros meus pais, elas me chantageariam, e minha mãe, que odeia que os filhos levem desaforo, faria a terceira e quarta guerras mundiais de uma vez.

Em família eu sou a ativista contra o preconceito, a que se intitula bissexual por não saber que é, á que já se apaixonou muito por um menino e agora tá na dúvida sobre os sentimentos por uma menina, a fã do mundo do terror e ocultismo, a fujoshi louca, a apaixonada por serial killers e a natureza do medo humano, a Madame Macabre (a fã de creepypastas), a quase estudante de demonologia e angeologia, a projeto de luciferianista, etx. Em resumo: a diferentona.
Meus tios são homofóbicos e um deles é muito conservador e evangélico daquele chatos e intolerantes de dar raiva, e eu já discuti com ele inúmeras vezes. Meu pai é menos, mas acho que é. Minha mãe é a mais liberal, e até tem um amigo gay muito querido, amigos faz uns 30 anos, sendo que eu não sei como ela lidaria com a parte do meu fandom do yaoi, e do fato de que eu quero entrar para o luciferianismo (que vertente dele? Ainda não defini, provavelmente gnóstivo ou moderno).
E, por fim, levo uma vida dupla, já que ninguém sabe da minha vida nessa conta do SS.

O que vocês fariam no meu lugar, em cada um desses casos? (Tímida cabeça quente sofrendo na sala, na corda bamba das amizades, com medo de contar para os pais, e também me deem dicas nessa parte de explicar para a família sobre a religião que quero assumir)

Desculpa pelo textão!

Ah, e sei que é chato, mas vocês poderiam dar uma olhadinha na oneshot que eu fiz?
Sinopse (ela é originalmente em inglês, mas não podia):

“Rosas são vermelhas,
Violetas são azuis.

Minha rosa é branca
E está sangrando por você”

Link:https://spiritfanfics.com/fanfics/historia/fanfiction-originais-blood-rose-6066961

Kissus de cookie pra vocês! *3*