Tópico Explicações de Silent Hill parte final.

0 Respostas

~SmellyKraken

Usuário: ~SmellyKraken
Hell is other people
Administrador do Grupo
Mas, no apartamento de Kaufmann, Harry acha o vidro escondido de Aglaophotis, porém Kaufmann entra, encontra Harry com o vidro, reclama pela ousadia do Harry, pega a Aglaophotis e vai embora. Então Harry continua sua viagem. Indo na direção do porto do lago, ele testemunha a transformação da realidade no mundo alternativo. Desta vez foi diferente. Antes, o mundo alternativo aparecia do nada, mas agora foi gradual. Harry percebeu que a situação estava ficando mais séria. Chegando no porto, reencontra-se com Cybil e Dahlia. Dahlia fala que o demônio está tomando a cidade e tal. Manda Harry ir para o farol e para o centro do parque de diversões, pois são os últimos dois lugares que faltam para por a marca de Samael (como eu já disse, não tem demônio nenhum pondo "marca de Samael", na verdade e a Alessa pondo o selo de Metraton para parar o demônio.). Cybil decide ir para o parque, mesmo sem o Flauros. E Harry vai para o farol. Chegando lá ele vê Alessa indo embora e a marca de Metraton feita. Então ele percebe que chegou tarde demais e vai para o parque, tentando encontrar Cybil a tempo. Cybil acaba sendo pega por uma criatura semelhante a aquela que possuía as enfermeiras e médicos no hospital. Harry encontra com ela no carrossel. Lhe derrama o pouco de Aglaophotis que tinha e expulsa a criatura. Então Harry fala sobre a adoção de Cheryl com Cybil.

No parque, Alessa aparece para fazer o último selo de Metraton necessário. Harry a manda soltar Cheryl e usa o Flauros. Ele quebra os poderes de Alessa e Dahlia aparece rindo. Afinal, seu plano havia dado certo, ela enganou Harry e o fez impedir Alessa. Então aparece um brilho e Harry é levado ao famoso Nowhere (isso não significa "Agora aqui", significa "lugar nenhum", para os desavisados). É um lugar composto por várias e várias salas e corredores do jogo. Sem respeito algum pela física, o Nowhere encaixa salas de corredores incompatíveis. Suponho que seja um profundo mundo alternativo, moldado pelas lembranças de Alessa de vários lugares. Existem alguns que acreditam ser um último esforço de Alessa para levar Harry até Dahlia e salvá-la. Mas o fato é que tanto uma quanto outra visão é especulação. O jogo não dá informação alguma sobre a natureza do Nowhere.Logo ao ser teleportado para o Nowhere. Harry encontra com Lisa, ela fala que foi olhar o porão do hospital, mesmo assustada demais, e teve a impressão de que já havia estado lá. (Lógico, ela cuidava de Alessa lá, mas meio que tinha bloqueado as lembranças). Então ela corre e vai embora.

Mal se anda pelo Nowhere, já aparece um fantasma de Alessa atravessando uma porta. (creio que foi uma tentativa de guiar Harry). Resolve-se alguns puzzles, e se encontra novamente com Lisa. Então ela começa a chorar e fala que entendeu porque que todos haviam morrido e ela estava viva, era porque era uma deles. Então ela começa a sangrar e Harry foge dela. Creio que esse "eles" se refira aos monstros enfermeiros e médicos. Há alguns fãs de silent hill que acreditam que ela esteja morta, e essa Lisa é apenas uma lembrança de Alessa. Isso explicaria por que ela sempre está no mundo alternativo, mas cria outras perguntas: como, quando e porque ela morreria? Eu duvido que esteja morta, pois tal fato não seria omitido do Lost Memories. Eu prefiro acreditar que ela havia se tornado uma enfermeira monstro, por isso não podia sair do mundo alternativo e avança sangrando para cima de Harry.

Ainda no Nowhere, podemos assistir um vídeo de Lisa comentando com alguém o estado estranho de Alessa ("olhos não abrem. Tem pulso, mas mal respira. O que está mantendo essa criança viva?"). Creio que seja um vídeo de Lisa pedindo para parar de cuidar de Alessa para Kaufmann, por causa do final: "Eu não agüento mais, eu não vou contar para ninguém, então, por favor....".

Mais adiante Harry vê fantasmas de Alessa e os envolvidos com o ritual numa sala. É uma espécie de flashback de quando eles perceberam que Alessa tinha criado Cheryl, e que tinha inviabilizado seus planos. Nesse flashback, Kaufmann também aparece e reclama dos empecilhos e que isso não estava no acordo. Não acho que seja porque Kaufmann tenha algum interesse sério no demônio. Acho que seja pelo fato da menina precisar ficar no hospital por mais tempo que o planejado.

Depois, Harry entra no quarto de Alessa, atravessa a porta e vê outro flashback de Dahlia puxando Cheryl para junto de Alessa (mas só se vê Dahlia e Cheryl). É quando Dahlia percebe que ela mesma poderia ter dado a luz a Samael, que nenhum poder especial era necessário para gestar o demônio, bastava o poder de dar a vida, que existia em todas as mulheres. Terminando o flashback Harry desce uma escada e encontra com Dahlia, o corpo queimado de Alessa e um fantasma de Alessa no chão. Dahlia comenta seu espanto com Alessa ter usado o selo/talismã/marca/símbolo (é mesmo, tanto faz) de Metraton e agradece por Harry tê-la impedido a tempo. Cybil aparece e é derrubada por um raio ou coisa assim, causado por Dahlia ou por Samael, provavelmente Samael. Harry aparece, Dahlia fala que Cheryl foi restaurada à sua forma original, que chegou o dia e que Alessa se tornará a mãe de deus. Então o corpo de Alessa e o fantasma se unem e formam uma mulher brilhante, a tal de mãe de Deus.

Derrepente Kaufmann aparece dá um tiro em Dahlia. Ele reclama de tudo ter se tornado um pesadelo e de que isso não foi o planejado, e joga o vidro de Aglaophotis na mãe de Deus, que é Alessa. Dela sai o Samael, que queima Dahlia e é morto por Harry, pois como foi "abortado" por Kaufmann, nasceu muito mais fraco do que era para nascer. Começa a chover fogo, pois o "mundo alternativo" estava se desfazendo. Alessa entrega uma nova criança para Harry (Heather), mas que infelizmente carrega a semente de Samael. Ela abre um portal para ele e Cybil fugirem e fim! Kaufmann tenta fugir também, mas Lisa o impede. Provavelmente numa tentativa de vingança. FIM!