Tópico História de Silent Hill 2 (parte 1)

0 Respostas

~SmellyKraken

Usuário: ~SmellyKraken
Hell is other people
Administrador do Grupo
Historia de Silent Hill 2
Informações:
Lost Memories

Em Silent Hill 2, o jogador controla James Sunderland, um "clerk" (que em inglês significa algo como balconista ou atendente), que vai para Silent Hill, pois recebeu uma carta de sua falecida esposa, Mary, dizendo que estava lá esperando por ele no "nosso lugar especial". Durante a busca por sua esposa, James encontra Angela, Eddie, a menina Laura e Maria, uma mulher que se parece muito com a sua ex-esposa. Na cidade vazia e repleta de criaturas grotescas, ele passa por lugares sombrios como um hospital e uma prisão, além de apartamentos, ruas e outros.

O jogo começa com James em um banheiro público, olhando-se no espelho e refletindo sobre a carta que o trouxe a Silent Hill. (Nota-se que está que ele está na entrada da cidade). Ele questiona a veracidade da carta, mas logo já se pergunta onde seria esse "lugar especial". Poderia ser o parque no lago (Rosewater Park), já que eles chegaram a passar um dia todo lá, olhando a água. Então ele pega o mapa da cidade no carro e parte a pé (Nota-se que o túnel adiante está anormalmente bloqueado por grades).

Então ele segue numa trilha paralela à estrada, passando por um cemitério e encontrando Angela Orosco. Neste momento eles ainda não se apresentam e Angela se mostra perturbada. Ele pergunta para ela se o caminho para Silent Hill está certo, ela confirma, mas tenta avisá-lo de que há algo errado com a cidade, mas ele fala que na verdade não interessa se é perigoso ou não. Então ela comenta que está procurando por sua mãe, pensou que seu pai e irmão estivessem lá, mas não conseguia encontrá-los, enquanto James só comenta que busca alguém importante. James segue pela cidade vazia, encontra marcas de sangue no chão, encontra o primeiro monstro e o mata.

Esse primeiro monstro trata-se do "Lying Figure" (ou figura caída). Esse monstro representa um paciente se contorcendo em agonia. É uma manifestação do sofrimento de James. Os rascunhos de projeto dessa criatura incorporavam botas vermelhas femininas, para representar fortemente uma mulher. Ao matar o monstro ele pega o rádio, que logo reproduz a voz de Mary chamando por James. Deste ponto ele segue a um beco, acha a chave do Woodside apartment, depois o mesmo e usa a chave para entrar. Porque ele entrou no apartamento? Nota-se que qualquer outra rota que leva ao Rosewater Park está obstruída por abismos, como em Silent Hill 1. Sobrou para ele a alternativa de atravessar o prédio. Ele não tem nenhum compromisso com o prédio, a não ser como uma passagem.

Porém, dentro do prédio ocorrem vários acontecimentos importantes. Ele acha uma lanterna, e logo em seguida enfrenta a segunda criatura. Trata-se da "Manequim" uma criatura feita de quatro pernas. Segundo o livro "Lost Memories", ela representa os desejos e impulsos de James por Mary. Por isso é só feita de partes baixas.

Nesse apartamento também aparece a garotinha Laura. Ela pisa na mão de James quando ele tenta alcançar uma chave do outro lado de uma grade. Mas porque ela fez isso? Ela não conhece e não gosta de James. Isso fica evidente ao longo do jogo. Ela conheceu Mary enquanto estavam internadas, e conheceu James pelas conversas e fotos que Mary mostrara a ela. Ficou, assim, com uma extrema impressão de James ser um homem frio e estúpido.

Logo em seguida, James vê uma outra criatura do outro lado de uma grade.. Trata-se de Pyramid Head. Ao contrário do que dizem por aí, ele NÃO é um auto-reflexo de James. Mas isso eu explico mais adiante.

Continuando. James entra em um quarto e encontra um homem morto em frente a uma televisão. Nota-se que o cabelo é igual ao de James e as roupas são extremamente semelhantes. Minha opinião? Economia de texturas no jogo. Se fosse importante, o jogo teria dado mais ênfase ao acontecimento. Nota: Com patchs que permitem o controle da câmera na versão de PC, pode-se ver que esse homem é igual a James. Seria isso uma referência à cenas futuras do jogo? Talvez. Mas acho que a termos de história mesmo, é irrelevante. Pois como disse, se fosse relevante, James teria comentado algo como “Nossa, como se parece comigo!”, ou a própria câmera teria dado mais valor.

James prossegue e encontra novamente com Pyramid Head. Ele está na cozinha de um apartamento atacando duas das criaturas de quatro pernas. Ele faz isso por um motivo que descreverei mais adiante. Então James atira nele, o bicho foge e James continua a busca pela saída do lugar.

Ele encontra Eddie Dombrowski, um frentista (isso é informação de "Lost Memories") vomitando em um banheiro de um dos apartamentos. Ele rapidamente já insiste: "Não fui eu que fiz isso! Já estava assim quando eu cheguei!". Na conversa com James fica claro que ele falava de um homem morto na cozinha. Porém, de fato foi ele que o matou. Eu explico mais adiante.

James também encontra Angela novamente. Ela está deitada em frente a um espelho com uma faca de cozinha na mão. James rapidamente insiste para que ela reconsidere o suicídio. Então ela diz: "Mesmo? Mas você é igual a mim. É mais fácil fugir. Além do mais, é o que merecemos.". Já digo desde já, ela entendeu o que estava acontecendo com eles antes de James. Então a conversa segue, mostrando o quanto Angela estava perturbada. Nota-se que eles resolvem deixar a faca dela com James, mas quando ele vai pegá-la ela se assusta e larga a faca na mesa. Isso eu também vou explicar depois, pois existe um momento mais apropriado no jogo para a explicação.

Então James resolve uns enigmas, enfrenta Pyramid Head, que novamente estava atacando uma criatura, e sai do prédio.

Logo ao sair, ele encontra a garotinha Laura. Essa conversa é muito interessante por dois trechos. Um que James pergunta "o que uma garotinha como você está fazendo aqui?" e ela responde "Ah? Você é cego ou o que?". Para ela, a cidade está normal. Não há monstros. Mas eu pessoalmente duvido que para ela a cidade esteja com o movimento normal de pessoas. Eu explico porque depois. E um outro trecho onde ela diz "Você não amava Mary mesmo!", mostrando a impressão que ela tinha de James.

Ele prossegue e chega ao Rosewater Park, onde ele encontra Maria. Uma mulher fisicamente igual a Mary. Porém um tanto mais atrevida, tanto nas vestimentas quanto na personalidade.

Acho que isso já posso explicar. De onde veio Maria? Ela é uma mistura da mente de James de Mary com uma stripper que ele deve ter visto na boate Heavens Night alguma vez. Em Silent Hill 3, é possível se ver um pôster com a verdadeira Maria, que se trata de uma mulher morena de cabelos longos. Então Maria mistura comportamentos de Mary com a stripper, mesclando uma ousadia com coisas de James já esperava de Mary. Ela é algo criado pela cidade com base na mente perturbada de James. Nota-se que ele a encontra bem no lugar que esperava encontrar Mary.

Então eles têm uma conversa interessante. Nela, percebe-se uma enorme tendência de Maria de se afirmar como “existente de verdade”, e várias indiretas sobre a relação de James com Mary. Mas a conclusão final é que o lago não era o único lugar especial, o hotel poderia ser também. Então decidem, juntos, irem procurar por Mary no hotel.

Creio que todos os detonados do jogo digam "agora vá para o boliche". Mas não é isso o que a história exige! Pela lógica, o melhor a fazer é pegar a avenida e ir direto para o Hotel. Mas ela está bloqueada por um desabamento, e próximo dele está um corpo com um mapa indicando que se deve ir ao Boliche (Pete's Bowl O'Rama). Mas então. No boliche encontramos Eddie e Laura numa conversa que denuncia o nome de Laura, e também o fato de que Eddie estava fugindo da polícia, embora ele negue o fato. Essa conversa também mostra que Laura está procurando Mary.

Maria não quer entrar no boliche, disse que iria esperar do lado de fora. Por quê? Talvez saiba que Eddie e Angela estavam lá dentro, e nenhum dos dois poderiam vê-la. Assim, ela evita complicações.

Mas Laura foge de James. Então ele e Maria vão atrás da menina. Curiosidade: Maria diz ter corrido atrás de Laura. Será que ela correu de verdade? Pois se Laura tivesse visto Maria, ela também iria confundi-la com Mary e não iria fugir. Então reafirmo. Maria é só imaginação de James, ou algo criado pela cidade só para James. Então eles atravessam a boate Heavens Night, com as chaves que Maria tinha (Óbvio! Ela supostamente trabalhou lá!) E seguem Laura até o Hospital Psiquiátrico de BrookHaven.

Continua....