Tópico Historia de Silent Hill parte dois

0 Respostas

~SmellyKraken

Usuário: ~SmellyKraken
Hell is other people
Administrador do Grupo
informações: livro Lost Memores

Chegando lá. Ele anda pela escola, vê um quadro de uma porta com três buracos quadrados (eu gostaria de chamar a atenção para essa porta. É a porta do consultório psicológico de SH3. Eu acredito que Alessa deveria ser freqüente lá, tamanha a importância dada à porta). Ele resolve uns puzzles, entra na torre do relógio e acaba por sair no pátio da escola no chamado "mundo alternativo". Nessa escola é comum o inimigo chamado “Mumbler”. O Lost Memories o descreve uma imagem dos pequenos animais de demônios dos contos de fadas. Ou seja, é a encarnação da idéia de monstro...

O mundo alternativo foi causado pela mente atormentada da Alessa, devido ao seu sofrimento e aos poderes do Samael. Por isso é tão cheio de corpos amarrados iguais a Alessa no hospital, cadeiras de rodas, que é como a Alessa é levada de um lado ao outro, e de ventiladores e sirenes. Por que ventiladores e sirenes? Fique preso anos numa sala com o Zum-zum-zum de um ventilador de circulação e sirenes de hospital e tente não ficar de saco cheio com eles...
Então! No chão do pátio está o símbolo de Metraton, aquela bola com um triangulo no meio, que diz-se que pode quebrar o poder de Samael (Isso mesmo, aquilo não é símbolo do samael! Trata-se do Selo de Metraton, segundo o documento Book: Otherworld Laws, SH3). Ele foi posto lá por Alessa, através de seus poderes. Então Harry anda um pouco mais pela escola. Encontra um livro de contos (que foi lido por Alessa), falando sobre um caçador e um lagarto. Acaba por encontrar um homem morto com uma espingarda, que se trata de uma encarnação do caçador da historinha. Ao lado está escrito o nome “Leonard Rhymes”. Este corpo não é o pai de Cláudia de Silent Hill3. Além de não fazer sentido que o famoso Leonard estivesse na escola, seu sobrenome é Wolf, e não Rhymes.

Mais adiante, enfrenta uma criatura no porão da escola baseada no lagarto do conto que Alessa leu. Inclusive, Harry a mata com um tiro certeiro na boca aberta, assim como o caçador da história o fez. Ao matá-la, o "mundo alternativo" se desfaz e ele vê Alessa, já com seus 14 anos. Ou melhor, uma auto imagem de Alessa, como ela se imagina agora, visto que o seu verdadeiro corpo está desfigurado. Harry encontra no chão a chave da casa de K.Gordon, um professor que havia se preocupado muito com a saúde psicológica de Alessa (segundo o documento K. Gordon's notebook, SH3).

Ele anda um pouco pela cidade e tal. Então encontra com Dahlia, a líder do culto, numa igreja. Ela tem uma conversa louca com Harry e lhe entrega o Flauros, um artefato capaz de quebrar as barreiras das trevas e lhe manda ir para o hospital antes que seja tarde. Por quê? Porque ela pretendeu usá-lo contra Alessa. O hospital seria o próximo lugar em que Alessa iria para fazer o símbolo de Metraton. Ela quer que Harry chegue antes para surpreendê-la.

Chegando no hospital, Harry encontra com Kaufmann e têm uma conversa que não tem importância nenhuma, apenas introduz o personagem novo. Andando mais pelo hospital, encontra um vidro quebrado no chão. O vidro continha a substância Aglaophotis, capaz de exorcizar espíritos e demônios (segundo o documento Aglaophotis, SH3). Acaba pegando um pouco por curiosidade. Resolvendo alguns puzzles, ele entra no mundo alternativo e chega ao estranho porão do hospital, onde Alessa estava sendo mantida viva. (Como ele chegou lá pelo mundo alternativo, não encontrou com ela.).
O inimigo mais comum no hospital é a enfermeira parasitada. O Lost Memories descreve tanto ela quando os doutores parasitados como pessoas que foram pegas por criaturas iguais a que Cybil encontra mais para frente. Ou seja, diferentemente das outras criaturas, esses inimigos não são de origem puramente mágica. Outra criatura comum é as baratas, chamadas de “Creepers”, que são manifestações do medo de Alessa por insetos.Então Harry volta e se encontra com Lisa, que se mostra muito assustada e perturbada. Harry menciona as coisas estranhas no porão, Lisa diz que desconhece o porão e quando ele ia explicar o que tinha lá, ele começa a ter dor de cabeça e passa de volta ao mundo real. Então ele se encontra novamente com Dahlia. Ela manda que ele vá para "a outra igreja", e diz que o símbolo de Metraton é a marca de Samael. Ela mentiu! Foi para enganar Harry e fazê-lo lutar contra Alessa.
Atravessando a cidade, ele chega na outra igreja. Um lugar onde o culto fazia seus rituais e tal, dentro de uma sala escondida num buraco na parede. Cybil encontra com ele, conversam sobre o mundo alternativo, o tráfico de drogas e outras coisas, Cybil fala que viu Cheryl andando sobre o ar e tal, perto do lago, mas que as estradas estão destruídas, e Harry entra no buraco e desaparece. Ele vai parar no mundo alternativo, dentro do hospital e na frente de Lisa. Ela fala sobre o culto na cidade, sua popularidade e da relação entre o culto e Dahlia. Então Harry tem outra dor de cabeça e vai parar na igrejinha novamente.

Então ele corre pela cidade, tentando voltar à Lisa e terminar a conversa. No caminho, entra num shopping. Daí aparece um vídeo de Cheryl pedindo socorro nuns telões. Harry se assusta, continua, mata uma lagarta gigante e vai para o hospital novamente. Tudo no mundo alternativo. Lá ele encontra novamente com Lisa. Ele pergunta para ela como chegar no lago, ela fala que deve ser possível ir para lá pelo esgoto, próximo à escola (uma observação, ela fala "my old elementary school", ou seja, ela também estudou lá, mas com certeza foi antes de Alessa). Harry enfrenta uma borboleta (a lagarta de antes) e vai para lá, passando pelo esgoto. Nesse trecho todo não acontece nada de importante. As criaturas de Harry enfrenta no esgoto são chamadas de “Hanged Scratchers”, e são novamente manifestações do medo de Alessa por insetos.

Mas depois, quando ele sai do esgoto, ele entra num tipo de bar e salva Kaufmann de uma criatura que o estava atacando. Kaufmann deixa cair a chave do seu depósito de drogas (que é onde se encontra o documento Diary, escrito por um funcionário), encontra-se, junto, a chave do apartamento de Kaufmann. Eles conversam um pouco, Kaufmann se mostra assustado com esse mundo estranho. Então é possível (possível, pois não é obrigatório para se prosseguir no jogo) entrar no apartamento de Kaufmann, abrir a sua moto e encontrar um vidro de Aglaophotis.

Dahlia pensou ter destruído o último vidro de Aglaophotis quebrando-o no chão do hospital, mas Kaufmann simplesmente guardou um pouco para caso houvesse uma traição por parte de Dahlia.

Continua....