Tópico Piso térreo;

149 Respostas

~seiyadenatal

Usuário: ~seiyadenatal
.starchaser.
Administrador do Grupo


Saguão de Entrada
Grandes portas de carvalho voltadas para o oeste levam ao Saguão de Entrada. Uma larga escadaria de mármore fica em frente às portas. Há um armário de vassouras neste saguão. Existem outras duas escadarias no saguão – uma que leva ao Salão Comunal da Lufa-Lufa e à cozinha, enquanto a outra leva às Masmorras. Há também um anexo do saguão onde a Diretora McGonagall fala aos alunos do primeiro ano antes da Cerimônia de Seleção no início de cada ano letivo.

Salão Principal
O Salão Principal de Hogwarts é a principal área de reunião da escola. Lá os alunos fazem suas refeições e recebem o correio-coruja diariamente e lá ocorrem alguns eventos especias. O Salão Principal é amplo e contém a mesa dos professores e quatro mesas para os alunos: uma para cada casa. O teto é encantado para imitar o tempo ou o humor atual da comunidade. Este local é usado para as refeições em comum, treinamento de aparatação e alguns exames.

Sala dos Professores
Uma sala longa, forrada com painéis de madeira, com cadeiras escuras e descombinadas. Há um armário que pode ficar infestado por criaturas mágicas. A entrada desta sala é guardada por duas gárgulas de pedra que falam.

~seiyadenatal

Usuário: ~seiyadenatal
.starchaser.
Administrador do Grupo
NARRADOR
{everyone}



A diretora observava todos os alunos adentrando o Salão Principal com um semblante sereno. Os dedos estavam entrelaçados e os polegares tocavam-se em períodos meticulosamente contados. Estava preocupada com o andamento dos eventos que viriam a seguir e queria que tudo ocorresse perfeitamente. Crispou os lábios rapidamente e posicionou-se atrás da bancada no centro da mesa dos professores, mas a alguns metros à frente. Elevou a sua mão, pedindo silêncio para os alunos, logo sendo atendida. Deu um breve sorriso, observando a bancada coberta por um pano vermelho no centro a parte vazia do salão.

Boa noite. Antes de dar início ao jantar, tenho alguns anúncios a fazer — pigarreou. — Primeiramente, hoje daremos início ao Torneio Tribruxo! — falou mais animada e, no mesmo instante, os alunos exclamaram em resposta, seguidamente de palmas. Quando se acalmaram, a diretora continuou. — Como todos sabem, durante o Torneio, Hogwarts receberá escolas de outros países, por isso peço que sejam hospitaleiros e mostrem todas as qualidades da nossa escola. Agora, por favor, vamos receber a Escola de Magia e Bruxaria de Ilvermorny e seu diretor, Gale Robinson.

No mesmo instante as portas se abriram e faíscas multicoloridas adentraram o salão, voando a cima das cabeças dos alunos. Aos poucos, as faíscas tomavam a forma de vários animais desconhecidos pelos alunos, todos nativos de América do Norte. Entre eles, quatro mais brilhantes se destacavam, sendo uma serpente com um chifre, um pássaro que soltava raios de suas asas, um grande felino com seis patas e um serzinho parecido com um gnomo, porém mais feio e com grande cabelo espetado para trás. Entre as faíscas, um homem grisalho apareceu, seguido por vários alunos com vestes azuis. Eles seguiram até a frente do salão, parando em um lado da Prof. McGonagall, cumprimentando os docentes de Hogwarts.

É uma honra ser convidado a permanecer aqui na escola, Prof. McGonagall — disse o homem fazendo uma leve reverência.

Muito obrigado, seja bem-vindo — respondeu sorrindo cordialmente, logo voltando-se para os alunos. — Por favor, recebam os alunos vindos de Academia Mahoutoro e seu diretor, Hirai Kazuto.

Quando as portas do salão abriram-se, um doce perfume tomou conta do local. Uma brisa leve também se fez presente, seguida de várias pétalas de flores rosadas, claramente de cerejeiras, começaram a rodar entre o espaço livre no salão, mas dando passagem aos alunos com vestes de várias cores e olhos puxados. Estes pararam do outro lado da diretora, cumprimentando os alunos em uníssono, algo em japonês, provavelmente, e curvando-se em sinal de respeito.


Muito obrigado pela estadia, professora. Espero que seja uma boa competição entre as nossas escolas — agradeceu o diretor, dessa vez curvando-se para McGonagall.

Também espero, Prof. Hirai — fez uma leve reverência para ele e seguiu. — Antes dos anúncios finais, vamos ao nosso jantar, bom apetite.

Antes de voltar à sua mesa, movimentou a sua varinha. O Salão pareceu crescer e uma mesa apareceu magicamente entre as quatro de Hogwarts, onde os alunos de Ilvermorny e Mahoutoko puderam se sentar. Quando McGonagall voltou ao seu lugar, as travessar douradas encheram-se de comida, com os mais saborosos alimentos, dignos de um grande banquete.

~Skay- - Clan Blakenburg

Usuário: ~Skay-
.fire in the rain
George chegara finalmente ao salão principal, corria por entre os corredores ansioso para ver os alunos que ficariam por ali aquele ano, novos rostos, personalidades culturas. Tudo isso o deixava ainda mais curioso sobre as duas escolas que acabara de conhecer.

Sentou-se a mesa como fazia sempre, largando-se e cumprimentando a todos, então a cerimônia começou e ele a prestigiou dali mesmo, ouviu, observava e aplaudia.

— Olha as meninas de Mahoutoko, George. Vai chegar em alguma? — um dos seus amigos lhe perguntou zoando. E ele riu malicioso com a mão em frente a boca. Dizendo que certamente.

— E ai Margot! — respondeu George à ruiva que sentara ao seu lado, sua melhor amiga, mas qual se afastara por motivos bobos e agora tentava se redimir. Deu-lhe um beijo na bochecha e sorriu para ela tão animado quanto a jovem aparentava.

Até que enfim o jantar se fez presente a mesa e ele aplaudiu tal cena. Começara então com asas de frango, começando a comer como se não tivesse comido a dias. Mas ao levar sermão ele endireitou-se e comeu decentemente.

— Eu estava com fome, não implique, Margot. — disse e ela lhe deu um peteleco. — Seja mais civilizado, garoto. — disse em resposta. Ele riu e ficaram assim até o final da refeição.

~Occlumency

Usuário: ~Occlumency
Teenage apocalypse

Maera caminhava imponente pelos corredores com um semblante dócil, sorrindo para todos em seu caminho e acenando, como uma rainha a agradar seu povo. Ao seu lado encontrava-se Elizabeth, está que considerava sua melhor e verdadeira amiga, a única que até aquele momento que detinha todos seus segredos e considerava como irmã. Ambas andavam com as mãos entrelaçadas, demonstrando a todos naquele singelo gesto uma amizade de anos a fios e confiança.

Após incontáveis passos e sorrisos distribuídos aos conhecidos, Maera sentou-se comodamente na mesa da Sonserina ao alcançar o Salão Principal e Elizabeth ao seu lado. Seu cabelo em duas tranças com fitas violetas nas pontas acentuavam seu semblante grácil e remexiam-se sobre seus ombros ao movimentar da sua cabeça enquanto observava atentamente a diretora McGonagall, que anunciava o início do Torneio Tribuxo. Seu interior vibrou com o comunicado e nos seus lábios um sorriso amplo apareceu. Aplaudiu, como os demais, energeticamente, demonstrando estar tão entusiasmada quanto.

Os aplausos cessaram, e Maera agarrou a ponta das suas vestes, extasiada, escutando as boas-vindas para a escola Ilvermorny e logo vendo faíscas com diversas cores entrarem pelas portas abertas repentinamente. Exclamou, encantada, seguindo as luzes, essas que logo transformaram-se em animais, rindo. Um homem em sua meia-idade manifestou-se entre os lampejos coloridos, tal como alunos em vestes azuis, fazendo com que Maera levasse as mãos aos lábios e exclamasse surpresa, tanto quanto maravilhada.

Assistiu o agradecimento do diretor da outra escola, como a apresentação da segunda escola que participaria igualmente do torneio, na mesma posição anterior; com as mãos sobre a boca, estarrecida. Um aroma delicado invadiu agora o salão e Maera olhou brevemente para Elizabeth, agarrando-lhe a mão e entrelaçando seus dedos. Queria estar perto da amiga naquele momento, partilhando do seu entusiasmo enquanto via pétalas rosadas rodopiarem pelo salão e logo dando espaço aos alunos com olhos puxados da escola Mahoutoko.

Olhou mais uma vez para Elizabeth, rindo e apertando a palma da amiga, que assim como ela estava encantada. Ao final dos agradecimentos e votos, que observou atenta, a mesa na qual ela, Elizabeth e mais incontáveis alunos acomodaram-se, encheu-se com travessas com diversas comidas deliciosas. Maera soltou a mão da amiga e não conteve-se em servir-se com suco e tortas, olhando a todo momento para Elizabeth e rindo.

~Babydoll-- - Clan Blakenburg

Usuário: ~Babydoll--
[ Imperatriz ]


Ao contrário de Maera, Elizabeth caminhava apenas com um pequeno sorriso enquanto segurava a mão da outra, com seus dedos entrelaçados num aperto, como se a outra fosse fugir, mas claro que era isso, a loira era apenas protetora demais com ela.

Conhecia aquela loira desde de crianças e sabia que a amizade das duas ultrapassavam barreiras, principalmente pelo fato dela não ser sangue puro. Claro, que entre elas, isso não importava. Até então chegarem no salão principal junto de outros alunos.

Foram então para a mesa de Sonserina, ela apenas cumprimentou com um aceno de cabeça os demais e voltou a sua atenção à Maera que estava bem entusiasmada, o que a fez rir. E então resolveu prestar atenção no aviso que era dado, nem preciso olhar Maera pra saber que ela estava pulando de alegria.

E dito e feito ao observar a loira aplaudindo de forma entusiasmada. Enquanto ela ficou com palmas mais calmas. Então agora encerrada, os olhos esmeraldinos foi para as apresentações, sorriu ao observar, realmente, era um espetáculo muito bonito aquele.

Com a apresentação da segunda escola sua mão foi tomada pela loirinha, que a apertava, a mesma apenas riu com isso e voltou a observar a bela apresentação, o cheiro de rosas invadiam as narinas, lhe dando uma boa sensação. Já nem sabia mais para onde olhar, para os rapazes bonitos, para as moças charmosas, para o entusiamo de sua amiga ou para os agradecimentos, suspirou.

Agradeceu mentalmente quando tudo acabou, estava muito faminta. Sorriu para a amiga quando a olhou. Quem a vê dessa maneira, pensa que ela é uma menina cheia de vida, gentil, dócil, uma pessoa que você adoraria fazer amizade... Só que não. Talvez só a garota de olhos verdes, suportava o real Maera. Que não parecia nada com qual ela aparentava aquele momento. Talvez nem ela mesma parecesse ser algo. Já que a mesma tinha suas próprias surpresas, sorriu sozinha.

Se serviu com alguns pedaços de torta e suco, observou bem a mesa que estava e depois levou a sua atenção à sua amiga ao lado, após tomar um gole de suco, cutucou o seu braço, para que a mesma lhe olhasse e então murmurou à ela.

- Por um momento pensei que iria assoviar para os meninos.
- Deu uma risadinha baixa.

~Occlumency

Usuário: ~Occlumency
Teenage apocalypse

Tomou um gole demorado do suco e pousou a caneca vazia na mesa ao lado do seu prato com migalhas do que foi uma torta. Já estava satisfeita, embora não tenha comido muito. Prezava por seu peso e não queria ver-se com alguns kilos a mais. Certamente perderia todo seu porte grácil e encanto caso engordasse. Olhou para Elizabeth, sorrindo, e aprumou-se, erguendo ligeiramente o queixo. – Eu o faria se encontrasse um garoto interessante, o que não foi o caso. – respondeu à amiga, rindo e relaxando a postura. Suas palavras não foram completamente verdadeiras. Havia se interessado por um ou outro garoto, mas por ora se manteria apenas observando, já que as pessoas não só são feitas de aparência.

E você, Elizabeth? Algum interesse? – questionou, apoiando o cotovelo na mesa e o rosto na palma da mão, olhando-a curiosa. Conhecia a amiga tanto quanto o seu gosto por garotos. Altos, morenos e com olhos azuis. Sem dúvida Elizabeth tinha se interessado por algum garoto com esses atributos, ainda que fosse igualmente seletiva. – Você vai me contar se estiver gostando de um garoto, não é? – O sorriso outrora dócil, transformou-se em mordaz ao fazer a pergunta. Aos poucos Maera manifestava-se sem a máscara graciosa de princesa que costumeiramente utilizava e que só Elizabeth possuía conhecimento, já que ambas cresceram juntas, embora a constante desaprovação dos seus pais em aceitar a amizade com uma mestiça.

~Grazzin

Usuário: ~Grazzin
Cure Up! Ra-Pa-Pa!

Ivermorny • Pukwudgie • 18 anos

Não estava tão ansiosa nem excitada com o torneio; Jasmine tinha fogo em seus olhos naquela situação, não estava ali para fazer amigos, isso era uma consequência de ter escolhido vir. Mas por hora resolveu abraçar a situação e fingir que não era tão ruim assim.

Depois dos professores, foi uma das primeiras a entrar. Suas amigas fazaim milhões de feitiços "inúteis" para trazer uma boa impressão da escola. Sempre que a convidavam para participar e fazer algum tipo de explosão ela apena sorria e respondiaum "Não" seco. Ela não queria fazer tanta coisa por nada, já tinha muito -- mas havia outro fator no meio: sua varinha, embora nunca falou para ninguém.

Quando se dissiparam, seu uniforme se destacava em meio aos alunos de Hogwarts. Ela sorriu e sentou em uma mesa qualquer, que não conhecia ninguém e nem qieria, estava com vontade apenas de das boas impressões.

"Olá." Falou com um risinho quando se sentou entre duas pessoas aleatórias, não começou a comer direto, Jasmine tinha modos. De onde ela arranjava a confiança? Apenas pelo fato em saber que era uma das mais velhas e melhor do que muito.

~Blaziken - Clan Dragon

Usuário: ~Blaziken
Blaze your Soul
Administrador do Grupo


Em meio a todos os alunos de Hogwarts posicionados para esperar as escolas entrarem, uma desceu completamente apressada. Bianca, aluna da casa Corvinal, ficou até tarde em seu dormitório estudando os componentes mágicos de algumas plantas, e se esquecera do evento que estava para acontecer.

Sentou-se em meio a mesa de sua casa a tempo de ver as escolas entrarem. A escola americana Ilvermorny chegou mostrando varios animais nativos da america do norte, o que fez Bianca vibrar. Naquele momento decidiu que teria de visitar os estados unidos algum dia. Para estudar essas especies.

Aplaudiu com todos a escola japonesa, ficando impressionada com a educação e ordem deles, asiaticos tinham essa fama de serem muito bem disciplinados. Quando a diretora anunciou o inicio do jantar, varias comidas diferentes apareceram a mesa. "Comidas americanas e asiaticas, eu aposto" E quando foi para experimentar uma delas, alguem sentou-se ao seu lado na mesa da Corvinal.

Uma garota loira, de aspecto mais alto e confiante que o de Bianca. A menina logo tratou de se endireitar, puxando os cabelos para taparem o seu olho direito, que era em um cor de rosa bem forte. Seu rosto se tornou quente, mas conseguiu responder ao olá dela.

- O-olá!....Bem seja vinda...Quer dizer, Seja bem vinda! - Disse dando um sorriso meio timido, pegando um pouco da comida americana que aparecera na mesa para experimentar.

~Skay- - Clan Blakenburg

Usuário: ~Skay-
.fire in the rain

O jantar estava deveras animado, isso se Margot não tivesse implicando tanto sobre seus modos, o rapaz a encarou intensamente. — Podia relaxar mais. — disse para a ruiva com um meio sorriso, conhecendo-o Margot levantou-se e deixou a mesa. Ela irritava-se tão facilmente que ele nem iria atrás no momento.

Logo ela ia voltar, como se nada tivesse acontecido, era essa a Margot que ele conhecia. Levantou-se após seus amigos começarem a interagir de forma aleatória com qualquer um, ou uma.

George não costumava fazer tais coisas, mas a êxtase e excitação por conta do evento que viria o fez se animar. Poderia escolher a dedo alguma garota qual lhe interessara, mas agiu por impulso cumprimentando alguns amigos que tinha na casa Slytherin. Porque de tal coisa? Sempre fora amigo de todos, era raro George confrontar com alguém, era amigável com todos, e gostava disso. Apesar de ser um tanto competitivo em alguns aspectos.

— Me devolva esse suco de abóbora, paspalho. — gritara com o rapaz, loiro a qual tomara seu copo correndo, ele fez o mesmo lhe dando alguns tapas ao pegar. Parando em frente de duas belas moças a quais não tivera a chance de conhecer. Escutou, de fato, sua conversa.

— Também gostaria de saber, caso esteja gostando de alguém, Elizabeth. — maroto entrou na conversa das jovens bebendo um gole do suco e com olhar sereno entre as duas. De fato, eram belos rostos. Imaginou onde as mesmas estiveram escondidas todo esse tempo.

~Babydoll-- - Clan Blakenburg

Usuário: ~Babydoll--
[ Imperatriz ]


Pegou uma garfada da torta ali, comendo enquanto Maera a respondia. Obviamente seu olhar foi fisgado por um ou outro, mas nada que valesse a pena puxar uma conversar, a loira sabia que Elizabeth era do tipo muito seletiva. Por esse fato, não namorara até hoje.

- Os meninos andam meio... Chatos. - Suspirou balançando a mão e pegou o suco, tomando um pouco.

Acabou rindo da pergunta de Maera, mais da segunda em si. Até agora não haviam se interessado pelo mesmo garoto, e se isso acontecesse? Elas iriam brigar? Iriam desfazer essa amizade de anos? Nah, Elizabeth não era assim e nem Maera obviamente.

- Claro que contaria! Você é a única com quem fofoco, boba.

Passou a mão no braço da loira, como forma de carinho, voltando a pegar mais uma garfada da torta, ela era muito lenta para comer, falava demais, observava demais e esquecia facilmente de uma tarefa que fazia antes. Quando ia continuar o assunto um rapaz apareceu, ela o fitou e riu do que ele dissera.

- Não, ninguém.. Como eu estava falando, garotos andam chatos... Tediosos.
- Olhou para Maera e deu uma risadinha, voltando o olhar para o rapaz - Você é o capitão de quadribol da Grifinória não? As garotas devem brigar por você, não?