Tópico Templo celeste;

11 Respostas

~seiyadenatal

Usuário: ~seiyadenatal
.starchaser.
Administrador do Grupo


Diferente da habitação de Ilvermorny, o dormitório da Mahoutokoro não toca o chão. Trata-se de um enorme templo voador, sustentado por nuvens mágicas, que representam o humor atual da escola. Estará branca e límpida se o bom humor se instaurar entre os alunos, entretanto, se a tristeza se fizer presente, a chuva provavelmente cairá. Para adentrar o templo, os alunos de Mahoutokoro utilizar o Feitiço Convocatório, chamando uma estátua de leão. A estátua ganhará vida e fará uma pergunta que apenas um aluno de Mahoutokoro poderá responder. Caso acerte, uma ponte surgirá e o levará até a nuvens.

~Saiph - Clan Dragon

Usuário: ~Saiph
Führer




Sozinho, Sasori caminhou lentamente em direção ao dormitório onde descansaria, guiado pelas instruções de um dos alunos de Grifinória. Como citado antes, a sua vontade de deitar-se e descansar era mínima, mas o dia de amanhã seria longo. Iria precisar de energia, e como queria rever Lise até mais do que pôr o seu nome no cálice, trataria de dormir logo. Estava encantado com a menina.

Não tardou para que pudesse, ao longe, ver a incrível construção nas nuvens, algo logicamente impensável para os trouxas. Em certa época de sua vida, Sasori buscou por explicações lógicas do que dizia respeito à "magia", mas logicamente falhou. A magia só era magia por ser, não necessariamente incrível, mas sim inexplicável.

Sorriu de canto. Mahoutokoro sabia mesmo como deixar a sua marca única. Ao se aproximar, realizou o feitiço com facilidade, invocando um ameaçador Leão de pedra que o fez uma pergunta; Mais precisamente uma charada. Apenas os alunos de Mahoutokoro sabiam das respostas — e se engana aquele que pensa que elas foram dadas de mão beijada, pois tiveram que descobri-las por conta própria.

Édipo. — Foi breve e direto em sua resposta. O leão então saiu de seu caminho, dando lugar a uma extensa escadaria aos céus. Conforme Sasori subia, degrau por degrau, cada um destes ia se desmanchando até que, já tendo ultrapassado as nuvens, Sasori chegasse ao templo.

Retirou então os calçados antes de adentrar, abrindo então os painéis que serviam como portas de correr, estruturadas em madeira e um tipo de papel. Desta forma o clima era sempre muito fresco, e a luz natural adentrava ao dormitório sem muitos problemas.

Sasori então sorriu para alguns dos alunos presentes, cumprimentando-os de um jeito menos formal do que anteriormente. Era abordado por um especial, que o questionava se havia posto o seu nome no tal Cálice de Fogo. — Ainda não. Deixarei isso pra amanhã de manhã, na verdade. — Disse em um perfeito e fluente japonês, afinal, não havia problema de o fazer entre seus companheiros. Se sentou então em um canto qualquer. — Espero ter sorte e ser escolhido. — De toda forma, sentia-se sortudo agora por ter conhecido pessoas tão boas.

~Kouha

Usuário: ~Kouha
Trying . com

Quando finalmente encontrou o lugar onde os alunos de Mahoutokoro ficariam hospedados enquanto permanecessem por ali, o que foi possível graças a Nao ter apertado o passo e ter encontrado outros alunos da sua escola de magia, o ruivo ficou admirado. Seja lá quem quer que tenha tido aquela ideia havia sido uma ideia muito boa.

Responder a pergunta necessária para poder entrar no dormitório não tinha sido difícil, ele sabia a resposta de cor e tão logo ele respondeu a estátua de leão se moveu para cumprir seu papel de permitir a entrada no dormitório.

Uma vez lá dentro encontrou todos os outros alunos que vieram para Hogwarts. Entre eles estava Sasori, um dos preferidos para participar do torneiro que aconteceria e um amigo de Naoki, por isso o ruivo se aproximou e o cumprimentou enquanto se aprontava para dormir, tirando seu uniforme vermelho e colocando vestes de dormir mais confortáveis.

- Ansioso, Sasori? - Perguntou, se referindo ao torneiro tribruxo, uma vez passada as formalidades.

Naoki era uma das poucas pessoas que não estavam animadas para ser escolhido para participar do torneiro, por isso esperava sinceramente que seu nome não fosse retirado do cálice, contudo teria de fazê-lo, por uma questão de honra ao nome da sua família. Se perguntassem, diria que o verdadeiro motivo de ter ido até Hogwarts fora para conhecer David e sim, afirmaria que fora um dos melhores dias da sua vida, esperava que mais viessem a acontecer dali pra frente.

~Saiph - Clan Dragon

Usuário: ~Saiph
Führer




De algum jeito, Sasori era um dos prediletos da escola para representá-la no torneio; Era apenas um dos vários alunos geniais presentes. Mesmo que nem todos estivessem tão animados assim para provar o valor para todos os espectadores, sem dúvidas, nenhum se negaria a inscrever-se, seja para honrar o nome de Mahoutokoro ou qualquer outro. Ela podia ter o menor corpo estudantil, mas o que não lhe faltava eram alunos bons, e acima disso, leais.

Sori, tendo chegado ao dormitório, sentou-se em um dos vários zabuton que estavam espalhados pelo solo — finos travesseiros que serviam como assento. Retirou então o tecido dourado com cuidado; Manejava o traje com a maior delicadeza do mundo, para que permanecesse intocado como sempre fora. Desta forma, o pôs em cima das pernas, e tornou a jogar conversa fora com alguns de seus companheiros enquanto o sono não chegava.

Conversa vai, conversa vem, e um outro amigo de Sasori se aproximou, e o garoto tratou de cumprimentá-lo adequadamente, apesar de deixar as formalidades de lado. O assunto da vez, obviamente, era o Torneio já próximo. — Mas é claro! É a melhor chance de todas pra provar o nosso valor. Treinamos bastante pra conseguirmos um bom desempenho no Torneio, e eu não vou me perdoar se for escolhido e não vencer. Até queria dormir pra que o tempo passasse logo, mas... — Riu um pouco da forma competitiva que a frase havia soado. Talvez reafirmar fosse a palavra certa a ser escolhida, afinal, nenhum dos alunos de lá precisavam provar que eram bons. Era questão de manter a honra. — E você, Naoki? Não está animado pra participar?

Sorriu, jogando o travesseiro em Naoki.— Se anime, Naoki. Amanhã vai ser um dia longo. E eu vou dormir agora, nos vemos amanhã. — E por fim, deitou-se, após se despedir de Naoki e Kaoru.

~seiyadenatal

Usuário: ~seiyadenatal
.starchaser.
Administrador do Grupo

NARRADOR
{everyone}

~Shui

Usuário: ~Shui
The Fallen

Diferente da grande maioria ali, Kaoru não estava animado com aquele pequeno... intercâmbio. Não, nem um pouco. Para ele, já acostumado ao seu humilde e nada agitado estilo de vida, ter todo o trabalho de fazer as malas e ir até Hogwarts, além de ser apresentado em um salão imenso a uma dezena de outros bruxos, definitivamente não fora agradável.

Como consequência, se sentia física e mentalmente exausto enquanto se arrastava seguindo os demais alunos vindos de Mahoutokoro, rezando para que estivessem indo para o alojamento, ou dormitório, não havia prestado atenção; apenas queria uma cama aonde se jogar e ficar agarrado à Kiyo, sua gata, enquanto comendo algo. De preferência doce.

Talvez por estar andando mais devagar do que os outros, ou então por não prestar atenção ao caminho, surpreendeu-se quando se viu completamente sozinho. Por sorte, no entanto, bastou que dobrasse alguns corredores e já se encontrava praticamente de frente ao famigerado templo em estilo oriental situado sobre as nuvens; em outro momento talvez tivesse ficado surpreso pelo esmero notoriamente empregado ali, mas agora estava cansado demais para isso.

Buscou a varinha no interior do haori laranja, a balançando de qualquer jeito para invocar a estátua em forma de leão. Resmungou a resposta quando a pergunta lhe foi feita e não tardou a estar atravessando a ponte.

Logo avistou, em meio aos demais alunos caminhando por ali, a cabeleira tingida de Naoki, deixando um muxoxo baixo escapar tão logo alcançou o amigo de infância. Não hesitou em passar um braço por sobre seus ombros e, em seguida, deixar a cabeça tombar no ombro alheio.

— Me sinto morto. — Resmungou, suspirando — Me faria um grande favor se pudesse me arrastar até o dormitório, Nao.

Sequer tinha notado a presença do outro rapaz, Sasori se lembrava bem, oferecendo a este um breve "e aí" quando ergueu a cabeça por alguns instantes, embora logo tenha voltado à sua posição original.

Realmente, agradeceria se o Nakagawa o arrastasse.

~Khronica

Usuário: ~Khronica
A Sin

Visitar a escola de magia e bruxaria de Hogwarts era quase como um sonho, afinal sabia que ali alguns dos melhores professores lecionavam, inclusive a professora que tanto admirava, Sybill Trelawney, e que tanto gostaria de conhecer. Desde que chegara não parou de falar sobre a mulher aos seus amigos mais próximos, porém estes logo foram cuidar de outras coisas e o trio acabou se separando.

Shun aproveitou aquele tempo sozinho para fazer uma leitura rápida sobre a escola, suas casas, seus professores, coisas sobre como se portavam uns com os outros e quem se dava melhor com quem, por que acreditava que aquele tipo de leitura do local que estava poderia vir a ser útil algum dia, mesmo que esse dia ainda não tivesse chego e talvez estivesse longe. Seus amigos costumavam questioná-lo sobre seus modos, que poderiam mantê-lo um tanto afastado dos outros, mas Shun não se importava, ele já estava acostumado a ser o esquisito da turma.

Quando chegou ao Templo Celeste, local que serviria de dormitório para os alunos da Mahoutokoro, ficou impressionado com o ambiente tão familiar, tratou de realizar a mágica com a varinha, evocando o leão e respondendo sua pergunta para só então ter acesso ao interior do templo, que para sua felicidade era ainda mais familiar do que o lado exterior. Lá encontrou os amigos que o haviam deixado antes, Naoki e Kaoru. Se aproximou deles, enquanto Sasori, o garoto de ouro da Mahoutokoro, deixava a sala.

- Até que enfim encontrei vocês! Onde se meteram? - Perguntou fingindo estar zangado.

Mal deu tempo deles responderem e notou o estado como Kaoru estava sobre Naoki, erguendo uma sobrancelha e fazendo mais perguntas:

- O que aconteceu Kaoru? Será que minhas previsões te pegaram de jeito mais uma vez? Quer que eu prepare um chá?

Shunhei era aquele tipo de pessoa supersticiosa que acreditava no que a maioria achava besteira. Para ele a arte da adivinhação era algo a ser levado muito a sério e estava muito ligado a astrologia, os signos não são besteiras e lendas e mitos não eram apenas estorias inventadas. Naquele instante o garoto tinha um sorriso enorme no rosto, por que no caminho até Hogwarts havia previsto que aquela viagem seria uma das piores para Kaoru, e lá estava ele, sofrendo. Na cabeça de Shun não poderia estar mais certo.

~Kouha

Usuário: ~Kouha
Trying . com

- Nem um pouco. - Nao respondeu, dando de ombros. Depois sorriu para Sasori e o observou ir descansar.

Ao ver os amigos entrando no dormitório, Naoki sorriu e os cumprimentou com um aceno, mas então Kaoru veio se apoiar em seu ombro, quase desequilibrando o ruivo que não esperava aquilo, mas logo recuperou-se e riu um pouco.

- Vamos lá Kaoru, não é tão ruim! Hogwarts é tão incrível quanto nos descreveram.

Então o outro amigo, Shunhei, falou sobre as previsões que havia feito para Kaoru e riu ainda mais. Adorava assistir as discussões deles por causa daquelas previsões, mas no momento imaginou que qualquer tipo de ajuda que Shun pudesse dar não fosse suficiente para ajudar Kaoru, Nao sabia o quanto ele odiava fugir da rotina, estar em um local completamente novo com pessoas desconhecidas e não podia culpá-lo, era um pouco desconcertante mesmo, mas nada que o ruivo não pudesse superar, principalmente quando tinha David ao seu lado.

- Vamos lá pessoal, o que acham de explorarmos o castelo? - Ele sugeriu, procurando soar animado. - Temos o dia livre hoje, devíamos aproveitar.

Imaginava que durante o passeio poderia encontrar lugares interessantes e quem sabe não encontrava David pelo caminho? Hogwarts era imensa, mas coincidências podiam acontecer, o próprio Shun poderia discursar sobre durante horas.

- Talvez possamos encontrar lugares tranquilos onde possamos relaxar. - Nao sugeriu, tentando seduzir Kaoru com sua ideia.

~Shui

Usuário: ~Shui
The Fallen

Outro suspiro trespassou os lábios diante da animação do amigo, Kaoru se perguntando de onde Naoki retirava tanta animação para aquela visita a Hogwarts. De fato o lugar não deixava a desejar diante de todas as expectativas criadas no período antes da ida até lá, no entanto, o problema se encontrava no próprio Kinoshita.

Kaoru detestava qualquer coisa que quebrasse sua rotina tranquila, principalmente se envolvesse esforço a mais de sua parte.

— Ah, claro, é incrível. — Era visível o desinteresse em sua voz — Mas eu preferia estar em casa a essa hora. Não tive tempo nem de trazer meus doces, e se eu entrar em abstinência?

Mal terminou de falar e a voz de Shunhei soou no ambiente, ao que o Kinoshita levantou o rosto para encará-lo. Franziu o cenho quando o outro mencionou suas previsões, lembrando vagamente de o Ryouta ter, de fato, previsto algo. Não que houvesse dado grande importância, considerando que o garoto era fissurado por tudo relacionado à arte da adivinhação.

Em uma escala, seu interesse por previsões e coisas do tipo se igualava a preguiça de Kaoru.

— É o que parece. — Resmungou em resposta, sem disposição até para argumentar — E não, obrigado. Mas se tiver um pacote de jujubas eu aceito.

Logo um baixo miado se fez presente, chamando a atenção do Kinoshita que reconheceu de imediato a quem pertencia. Soltou Naoki e então deitou no chão de qualquer forma, logo sentindo a gata subir em sua barriga e deitar ali, a cauda em volta do corpo; um velho hábito que possuía desde filhote.

Resmungou um muxoxo de desagrado diante da proposta do Nakagawa, não se sentindo nem um pouco animado em explorar Hogwarts.

— Dias livres foram feitos para se dormir e... — Interrompeu a si mesmo tão logo Nao mencionou possíveis lugares aonde poderiam simplesmente relaxar — ...se tiver um lanche eu posso pensar no seu caso.

Kaoru definitivamente era um caso perdido.

~Khronica

Usuário: ~Khronica
A Sin

O Ryouta achou a proposta de Naoki interessante, quem sabe não encontrava a torre onde a professora que tanto admirava se escondia? Por isso não precisou de nenhum incentivo e concordou em ir com eles com um aceno de cabeça.

- Vocês realmente se merecem, Kaoru. - Shun comentou ao observá-lo se deitar e a gata logo vir fazê-lo também. - Tenho certeza de que minha leitura de que em outra vida você foi um gato também está muito certa! - Afirmou animado, com um sorriso no rosto.

Shunhei ajeitou seu haori laranja sobre os ombros e dirigiu-se para porta. Lá fez um sinal para que o outros dois viessem logo e ficou aguardando-os na porta, pronto para segui-los, já que certamente não os guiaria por uma escola enorme como aquela correndo o risco de ser o responsável por se perderem.