Grupo Mulher Gato



Grupo Mulher Gato
Administrado por !Sona
Criado
Tipo Privado
Conteúdo visivel para Apenas membros
A Mulher-Gato surgiu em 1940, na revista Batman, número 1. (O Coringa também fez sua primeira aparição nessa edição). Ela era chamada de The Cat e não possuía um uniforme especial para se caracterizar como o faz atualmente.

Desde as primeiras aventuras da personagem, a Mulher-Gato já era uma ladra inescrupulosa. Batman sempre se mostrou menos rígido com ela, visto que após recuperar os pertences roubados pela felina, Batman a deixava escapar.

Bob Kane e Bill Finger trabalharam duro para encontrar o visual e o nome perfeito para a personagem. Com o tempo ela ganhou o nome de Selina Kyle, cuja mesma era dona de diversas lojas de animais que decidiu um dia se tornar uma ladra e, como gostava principalmente e de um modo todo particular de felinos, adquiriu o nome de Mulher-Gato para atuar em Gotham City como criminosa profissional.

Numa história publicada em Batman # 52, de dez-1950/jan-1951, conhecida no Brasil por "A vida secreta da Mulher-Gato" (republicada pela Panini Comics em "Coleção DC 70 Anos" # 6, Outubro de 2008), Selina sofre uma pancada na cabeça e passa a se recordar da sua vida antes de se tornar ladra. Ela conta que era aeromoça e sofreu um acidente de avião, quando então se esqueceu do passado (sofria de amnésia) e se tornou uma ladra. Ela fala também que seu pai era dono de uma loja de animais, onde havia muitos gatos.

No começo, ela se vestia com um vestido de seda e usava um chicote como arma. Assim sendo, a Mulher-Gato tornou-se uma das personagens mais sensuais e populares da história dos quadrinhos, sendo considerada uma das personagens mais importantes e valorizadas no mundo do Homem-Morcego. Sua exuberância e charme, e o "amor-bandido" vivido pela mesma para com o Batman, chamaram uma atenção toda particular para si, adquirindo uma imensidão de fãs por todo o mundo.

Não era considerada precisamente como sendo uma personagem maldosa, mas passava longe também de ser uma personagem do bem. Simplesmente ela era uma mulher aventureira e animada que sentia um prazer imenso em não cumprir a lei e infernizar a vida do Batman.

Havia sempre em suas aparições, uma certa "tensão sexual" entre a Mulher-Gato e o Batman. Onde que por diversas vezes é ressaltada a ideia de que um morcego não passa de um rato voador, e uma gata pode com facilidade caçar tal animal.

Era de Ouro
A Mulher-Gato foi criada no ano de 1940 para ser o interesse amoroso do Batman. Mas diferente de outras personagens que faziam par romântico com algum herói, os criadores queriam uma personagem ambígua, traiçoeira e que pudesse conquistar leitores de ambos os sexos. Ela foi criada originalmente para ser amante e ao mesmo tempo inimiga do Batman, mas seus atos criminosos nunca constaram assassinato como o Coringa. Seu uniforme mais conhecido nessa época é o clássico roxo com saias. Foi nesse período inclusive que surgiu a versão da amnésia da personagem, em que a mesma sofre um acidente de avião e se esquece do seu passado e por se lembrar somente de gatos acaba se tornando a ladra de jóias Mulher-Gato.2

Era de Prata[editar
Na Era de Prata iniciado nos anos de 1955 e 1956, a Mulher-Gato acabou esquecida em meio a toda bizarrice sofrida nas HQs com o personagem de Batman. Somente no fim desse período, no ano de 1966 e 1967, que ela volta a ativa rivalizando com a personagem Lois Lane, e mais tarde enfrentando Batman, Robin e Batgirl. Seu uniforme mais lembrado é o verde inspirado na série de Batman protagonizada por Adam West e Burt Ward na época.3

Era de Bronze e Terra 2
Essa época abrange parte da era de Prata e Bronze. A Mulher-Gato da Terra 2, diferente da Terra 1 (que continuou com sua vida criminosa), após o episódio da amnésia, passa a trabalhar com Batman e Robin e juntos esse trio passam a combater o crime na cidade de Gotham City. Tempos depois a personagem decide abandonar sua vida de heroína e se casa com Bruce Wayne e tem uma filha chamada Helena Wayne, que já adulta, vira uma vigilante chamada Caçadora. Nessa mesma época, a Mulher-Gato é assassinada pelos capangas de Cernak.4

Crise nas Infinitas Terras
Em Batman Ano Um, Selina é retratada como uma garota-de-programa que decide abandonar o ofício para se tornar a ladra mais sensual, se tornando assim a Mulher-Gato.

Consecutivamente, foi lançado um especial intitulado Mulher-Gato, que reconta a origem da personagem.

Newell utiliza a caracterização de Miller em Batman Ano Um e elabora uma história paralela estrelada por Selina, cuja mesma era prostituta e após ser abusada por um cafetão e ir parar em um hospital, é treinada pelo Pantera que a ensina a lutar e a se defender. Depois disso, ela parte para o mundo do crime como a temível ladra conhecida como Mulher-Gato.

Após Zero Hora, o passado duvidoso da Mulher-Gato como garota-de-programa foi ignorado completamente.

Na história As Regras, de Catwoman 75, de 1999 (publicado no Brasil em Batman Premium 6 (Editora Abril)), a ladra felina é baleada e relembra mais uma parte do seu passado. Selina rememora o tempo em que passou no circo de Del Halperm. A ainda adolescente Selina é pega em flagrante por Del ao bater carteiras no circo. Ele propõe que ela entre para a trupe, pois ao fazê-lo poderá bater carteiras livrevemente por fazer parte deles. Selina aceita. Lá ela recebe treinamento físico, como contorcionismo e equilibrismo, e Del torna-se uma influência poderosa que ajuda a forjar seu caráter corajoso, aventureiro e trapaceiro.

Mensagens