Tópico To fazendo um mangá, mas preciso escolher uma das duas versões da hist, vejam qual foi melhor

3 Respostas

~Kirito2504

Usuário: ~Kirito2504
Otaku
PRIMEIRA VERSÃO: PROFENNIUS
Dentro desses novos tempos, a pós-modernidade, a mágica parou de ser crida, sendo, assim, deixada de lado pelas pessoas. Mas, existia um grupo de pessoas que ainda se reunia para fazer rituais antigos, porque eles eram fissurados por rituais mágicos. Esse grupo de pessoas resolveu fazer um dos 12 rituais proibidos, para dar origem a uma espécie de demônio. O ritual chamava-se Profennius, e era o mais perigoso dentro os 12 rituais proibidos. No Profennius, precisava-se de 7 pessoas e um bebê recém nascido, para que as 7 pessoas dessem suas vidas para transformar o bebê em uma espécie de demônio. Assim que acabaram, todas as 7 pessoas morreram, deixando um nome para o bebê: Takeda Ken, que significa, nascido do fogo. O bebê, porém, cresceu sem saber do poder que havia nele, mas, sim, como uma criança qualquer, porém, sem pais. Ele morava com um casal que o adotou.
Com o passar dos anos, Takeda Ken cresceu e foi para uma universidade no Japão. Lá ele começou a cursar engenharia genética, e, devido a sua imensa inteligência, ele era o melhor da faculdade, tirava sempre as maiores notas. Com isso, algumas pessoas tiravam sarro dele, pois tinham inveja de sua tamanha inteligência. Ele odiava essas pessoas. Mas eram poucas pessoas que o tratavam mal. Certo dia, um cara chamado Amano Akira, foi irritar Ken, resultando em uma agressão básica. Ken apenas olhou pra ele com uma cara de ódio e exclamou em voz alta: “Fique atento, porque, amanhã mesmo, você pode não estar mais vivo...!”. Todos que estavam a sua volta ficaram com medo, mas quem ficou mais com medo foi Akira. Ken tinha dois melhores amigos na universidade, eram Sakamoto Kano e a Yoshida Yumi. Kano e Yumi pensaram que Ken estava brincando, por isso zoaram com Akira por ele ter fugido da luta no final. Ele ficou com muita raiva e preparou uma arma para matar Ken antes que ele fosse morto. Quando acabou a aula, Ken estava saindo junto com Kano e Yumi da universidade, quando levou um tiro na cabeça. Ninguém havia visto esta tragédia, pois os três já estavam numa rua deserta. Então, logo em seguida, Akira tentou matar Kano e Yumi também, mas apenas conseguiu acertar a barriga de Kano. Kano, após ser atingido na barriga, começou a gritar com todas as forças para Yumi: “Saia daqui! Você vai morrer!”. Mas Yumi não conseguia sair, pois ela estava muito assustada com os dois amigos sangrando no chão. Quando Akira se preparou para dar um tiro em Yumi, para sua surpresa, Ken levantou do chão e parou na frente da bala. Ele havia descoberto sobre seu poder naquela hora, pois ali era sua primeira vez em que os poderes eram despertados. Todos ficaram apavorados, mas Ken disse que só iria machucar aqueles que ferissem seus amigos. Então, Akira começou a atirar em Ken até suas balas acabarem. Ken, por sua vez, possuiu o corpo de Akira e o fez suicidar-se. Após voltar ao normal, ele começou a ser dominado pelo mal que havia nesse poder, mas não aceitava machucar seus amigos. Kano e Yumi ficaram muito assustados, mas Ken disse para eles ficarem calmos. Depois desse dia, Kano e Yumi pararam de andar com Ken, pois ainda tinham muito medo dele. E, ainda guardavam segredo, pois tinham medo de que Ken os matasse. Ken ficou totalmente só na escola. Ele não tinha mais amigos e o número de pessoas que o ridicularizavam só aumentava.
Depois de ter descoberto sobre este poder incrível, ele descobriu que poderia libertar os poderes de demônio a qualquer hora. Bastava apenas ser ferido gravemente ou se ferir para liberar os poderes demoníacos. Depois de dominado por esse imenso poder, pensou: “Com este poder em mãos poderei eliminar qualquer pessoa que deve morrer, poderei mudar o mundo!”. Após uns dias, ele começou a descobrir onde as pessoas que o ridicularizavam moravam, para matá-las. Com o tempo, ele começou a matar muitas pessoas possuindo elas. Como Ken era muito inteligente, ele começou a criar estratégias para matar algumas pessoas, para que a polícia não suspeitasse nada mediante o elevado numero de suicídios. Porém, uma organização secreta, chamada ICH, Investigation Criminal Hunter, percebeu que o número de suicídios aumentou muito. A ICH, além de perceber o aumento dos suicídios, percebeu que as pessoas mortas não tinham motivos para se matarem. Então começaram a pesquisar sobre este caso. A ICH era a melhor investigadora para crimes “anormais” e crimes perfeitos. A missão dos suicídios foi dada a um homem chamado Yamamoto Akito, o mais talentoso e habilidoso de todos na ICH. Ninguém sabia sobre Ken, apenas Kano e Yumi. Então, Ken achou melhor matá-los para guardar seu segredo.
Depois de um tempo, Ken começou a por um de seus planos em prática. Ele começou a possuir um assassino para matar pessoas. Mas, agora ele já estava obcecado por matar, seja na escola ou em qualquer outro lugar, ele matava quem ele achava que devia morrer, assim, fazendo o papel de ceifador. O plano de Ken era usar um assassino para matar as pessoas, assim, a ICH iria pegar o cara errado sempre. A ICH falou com uma mulher, chamada Matsumoto Akari, para ver se descobria algum suspeito para o caso, pois haviam percebido que a maioria das pessoas eram estudantes da mesma universidade. A ICH havia concluído que havia uma pessoa fazendo outras se suicidarem.
Após alguns dias de suspeita, a ICH conseguiu pegar o assassino. Mas não conseguiram pegar Ken. O plano de Ken havia sido um sucesso. Agora Ken só precisava parar de matar durante um intervalo de tempo, para que a ICH pensasse que eles haviam pegado o cara certo. Depois de um tempo, ele voltou a matar pessoas, mas, agora, possuindo outro assassino.
Em certo dia, na universidade, Ken teve de fazer um trabalho em grupo com uma mulher chamada Akari, a mesma que havia conversado com o Akito, da ICH. Ele começou a conversar com ela e percebeu que ela não devia morrer, assim, apaixonando-se por ela. Eles acabaram o trabalho e, como esperado de Takeda Ken, o trabalho foi o melhor. Ken já estava completamente apaixonado por ela, mas não suportava o fato de ela ter um namorado. Então, certo dia, Ken possuiu o corpo do namorado dela e falou com ela: “Eu vim aqui para terminar nossa relação... Eu já não te amo mais! Eu não gosto desta escola, e não gosto deste mundo podre! Adeus! Vou morrer para que isso acabe logo...!”. Akari começou a chorar e saiu correndo da faculdade. Após fazer o namorado dela se suicidar, Ken saiu correndo atrás dela e tentou consolá-la. Ele conseguiu, mas ainda estava muito cedo para ele dar o próximo passo. Então, depois de algumas semanas, Ken se declarou para Akari e eles começaram a namorar. Akari, dentro dessas semanas que se passaram, conversou muito com Ken e acabou se apaixonando por ele também. Eles passaram a morar juntos.
Depois de mais alguns meses, Akari flagrou Ken matando algumas pessoas. Ela ficou com muito medo no início e chegou até a pensar que tinha sido Ken que havia matado seu ex-namorado. Ken acaba confessando que ele que matou as pessoas, mas ele mentiu dizendo que não havia sido ele que tinha matado seu ex-namorado. Ela acreditou em Ken, mas ainda estava com um pouco de medo. Então Ken propôs um trato: “Junte-se a mim e vamos juntos mudar este mundo para um mundo totalmente novo, onde pessoas não vão precisar morrer!”. Ela aceitou o trato, pois ainda amava Ken e ela também queria um mundo onde pessoas não precisariam morrer, para que, nunca mais experimentasse a mesma coisa de antes. Ken combinou com ela que ela iria agir como sempre, mas ela iria falar quando alguém a maltratava, ou tirava sarro dela, para Ken matar essas pessoas infelizes. Ken ficava observando-a de longe também. E depois desse dia, muitas pessoas voltaram a morrer.
Após os dados de suicídios e de mortes voltarem a subir, a ICH percebeu que o verdadeiro assassino havia enganado eles. Então, eles mandaram um infiltrado para estudar na faculdade de engenharia genética. Seu nome era Orimura Kanji. Kanji resolveu se enturmar com Ken, pois as notas de Ken eram as maiores da faculdade. Kanji passou a ser amigo de Ken e acabou contando sobre o caso e sobre o plano da ICH. Ken resolveu tirar proveito disso. Ken resolveu que iria ajudar e acabou entrando na ICH. Ele conheceu Yamamoto Akito e rapidamente ficaram amigos. O plano de Ken agora era fazer o possível para matar Akito sem ser descoberto, porque, assim que matasse Akito, ele poderia eliminar o resto da ICH e, eliminando a ICH ele poderia dominar o mundo sem que fosse pego.

SEGUNDA VERSÃO:

No mundo, existem muitos tipos de gente, os seres humanos bons, os seres humanos que não são muito bons e os seres humanos lixo, que são os que matam, roubam, etc. Takeda Ken era filho de um dos lixos. Seu pai era um psicopata. Ele era obcecado por matar. Takeda Ken nunca soube desse lado de seu pai, até o dia em que ele viu seu pai matando sua mãe com uma faca. Ele ficou desesperado, mas acabou se acalmando. Mesmo assim, sentia ódio de seu pai por ele ter matado sua mãe. Então, certo dia, Ken pegou uma faca e esfaqueou seu pai até a morte, para vingar sua mãe. Naquele momento, ele percebeu que sentia certo prazer em matar.
Anos depois, Ken cresceu e foi para a faculdade de engenharia genética. Ele morava só deis dos 12 anos de idade. Devido à sua inteligência, Ken era o melhor aluno da faculdade e era desprezado por isso. Ele sofria muito bullyng na faculdade. Um dia ele estava voltando para sua casa, quando três caras vieram bater nele. Na mesma hora que ele levou socos e chutes, ele gritou: ”Eu vou matar vocês!”. E, após gritar isso, ele tirou uma faca de sua mochila e esfaqueou os três. Naquele dia Ken estava determinado a matar todos que tivessem em seu caminho. Depois desse dia, ele passou a criar armas que poderiam ajudá-lo a matar as pessoas sem ser percebido. Todos os dias ele matava alguma pessoa que vinha irritá-lo.
Depois de um tempo, ele também estava obcecado por matar pessoas, assim como seu pai, pois aquilo lhe proporcionava prazer. Então, depois de um tempo, ele começou a fazer estratégias para matar sem ser percebido pela polícia. Mas, já era tarde de mais, uma organização chamada ICH, Investigation Criminal Hunter, que era especializada em casos especiais, percebeu que o número de mortes havia aumentado muito naquela cidade. Então, eles deixaram Yamamoto Akira como chefe desse caso. Yamamoto Akira era o mais habilidoso e talentoso da ICH.
Ken, depois de um tempo, desenvolveu uma arma que poderia matar a pessoa 12 horas depois que esta fosse atingida. Essa arma era um tipo de veneno, que, uma vez injetado em alguém, essa pessoa morrerá. Ken deixava esse veneno em um anel que ele tinha, desse modo, era só dar um soco na pessoa que ele queria matar. Depois de inventar isso, ele começou a matar mais e mais pessoas, mas, ainda ficava preocupado com a polícia. Então, Ken começou a fazer planos para ninguém descobrir nada. O plano mais brilhante que ele fez foi o fazer uma aliança com algum assassino, para ele matar as pessoas por Ken. Desse modo, se a polícia descobrisse algo, iria pegar o cara errado sempre. O primeiro contratante foi um assassino chamado Schwartz Muller, um assassino muito bom, que conhecia muitos métodos ótimos para matar pessoas. Então, Ken passou-lhe um anel com uma quantidade de veneno. Ken preparou também um antídoto para o veneno, caso o assassino quisesse matá-lo. Enquanto isso, a ICH começou a usar meios externos, como conversar com pessoas para ajudarem no caso. Eles conversaram com uma menina chamada Matsumoto Akari.
Certo dia, o professor de Ken pediu à sala que eles fizessem um trabalho em dupla. A dupla de Ken foi uma adorável menina chamada Matsumoto Akari. Eles iam um na casa do outro para fazer o trabalho e conversavam bastante, então, Ken achou que ela não deveria morrer e ele se apaixonou por ela, mas ela tinha um namorado. Então, ele colocou seu anel e pediu para conhecer o namorado dela. Quando ele o conheceu, ele saudou-o com um soco no braço. O namorado de Akari chamava-se Morikawa Saiko, e ele era muito amigável. Ele gostou de Ken, mas não imaginava que Ken havia injetado um veneno potente em seu corpo. Após 12 horas, Saiko morreu com o efeito do veneno. Akari chorou muito e, assim que Saiko morreu, ela deu a notícia para Ken. Ken fingiu estar triste, mas, na verdade, estada jubilando de alegria, pois seu plano tinha funcionado corretamente. Agora ele iria esperar por algumas semanas para dar o próximo passo: se declarar para Akari.
Passadas algumas semanas, ele se declarou para Akari e eles começaram a namorar. Mas, a situação da ICH era crítica, pois eles estavam quase pegando Schwartz. Ken e Akari começaram a morar juntos, por isso, Akari flagrou Ken matando uma pessoa no porão de sua casa. Akari ficou com medo de Ken, mas Ken explicou tudo pra ela e propôs um trato: “Una-se a mim e vamos, juntos, fazer um mundo melhor, sem essas pessoas inúteis! Juntos, nós poderemos ter controle total sobre a vida de quem quisermos! E, também poderemos vingar a morte de seu ex-namorado!”. Ela aceitou o trato, pois também queria um mundo melhor e queria vingar a morte de Saiko. Depois desse dia, uma nova psicopata nasceu.
Akari continuava como sempre na escola, mas quando alguém zoava, tirava sarro ou a maltratava, ela matava a pessoa. E Ken continuava levando a mesma vida de antes, como um psicopata, igual a seu pai. Enquanto isso, a ICH havia pegado Schwartz. Quando Ken soube disso, ele parou com os assassinatos durante um tempo, para que a ICH pensasse que eles haviam pegado o cara certo. Durante este tempo, Akari e Ken continuaram a desenvolver armas e a tirar as melhores notas da faculdade. Após esse tempo, Ken e Akari voltaram a matar pessoas e Ken arranjou um novo contratante. Seu nome era Amano Akira. Ken fez a mesma coisa com o segundo contratante: deu um anel a ele e preparou mais doses do antídoto. Akira era melhor que o primeiro assassino, era muito bom e ele era um bom espião também.
A ICH percebeu que havia pegado o cara errado e voltou com as investigações. Eles pesquisaram e perceberam que a maioria das pessoas que morriam eram estudantes da faculdade de engenharia genética, então, eles foram investigar mais de perto. Um agente da ICH começou a estudar lá, para ver se descobria alguma coisa. Seu nome era Orimura Kanji, e ele era muito bom em engenharia genética. Ele se enturmou com Ken e Akari, pois os dois eram os melhores alunos daquela faculdade. Eles ficaram amigos e Kanji acabou contando sobre o caso e o plano da ICH. Ken e Akari se aproveitaram da situação e entraram para a ICH.

ESCOLHAM ENTRE A 1 OU A 2 VERSÃO!!!!!!!!!!!!! VLW MINNA!!!!!!!!!!!!!!

~Mitarashi_Anko

Usuário: ~Mitarashi_Anko
Clã: Aoi Sora
As duas versões são muito boas mas, gostei mais da Segunda versão.Assumo que a mulher resolver se aliar a ele mesmo sabendo de tudo e,ainda,se tornar também uma psicopata, é interessante.

~TheSoulReaper

Usuário: ~TheSoulReaper
Sugar bitter and sweet
A segunda é melhor

~LalaDeviluke

Usuário: ~LalaDeviluke

A primeira eu gosto sempre de um pouco de romance e drama,faz-me chorar!Mesmo que domine o mudo ;)