Tópico Ironia - Música: Adroaldo Ribas; Letra: Ubiratan Vieira

1 Respostas

~TaliSpears

Usuário: ~TaliSpears

Ironia

Cheirando a fumaça sujo maltrapilho
De olhos sem brilhos baços de cachaça
È uma triste traça um índio velhinho
Sentado sozinho num banco da praça

Se a cachaça embaça seus olhos tristonhos
Traz-lhe novos sonhos prá velha carcaça
Se a sorte é escassa, a desgraça é forte
E, seu norte é a morte num sonho que abraça

E o vento deplora essa triste traça
Chora pela raça que conheceu outrora
Pois só restou agora lembrando tal raça
A estátua da praça que a lua namora

É um índio de ferro
Coração de lata
Que namora a lua
Vestida de prata

E o vento acha graça da ironia do mundo
Pois cala bem fundo ver cá nesta praça
Talvez por pirraça namorando a lua
Uma estátua nua em honra a sua raça

E a gente que passa lhe diz vagabundo...
Infeliz... Imundo e só escorraça
Mas na sua desgraça, o velho Guarani
De graça sorri da estátua da praça.

~AKEMIEC

Usuário: ~AKEMIEC
AKEMIEC
Administrador do Grupo
Parabéns