Tópico Sea Shepherd investiga cemitério secreto de baleias-piloto debaixo d?água

0 Respostas

~Mitsu-san - Clan Wasahira

Usuário: ~Mitsu-san
Líder Clan Wasahira
Administrador do Grupo
A tripulação da Sea Shepherd Conservation Society, a bordo do rápido navio interceptor, Brigitte Bardot, investigou um enorme cemitério submerso, onde carcaças de baleias-piloto são descartadas após os grinds em Vestmanna e Leynar, nas Ilhas Faroé. O maciço cemitério secreto submerso foi descoberto durante a Operação Grind Stop do ano passado, uma campanha da Presidente da Sea Shepherd França, Lamya Essemlali, atualmente a bordo do Brigitte Bardot.

?Muitos dos moradores negam a existência deste cemitério, mas as imagens falam por si. Carcaças de baleias-piloto são despejadas em uma fenda secreta entre Vestmanna e Leynar, e onde podem, então, ser secretamente arrastadas para o mar?, disse Essemlali.

Mergulhadores da Sea Shepherd, o canadense Simon Ager e o americano Beck Straussner, mergulharam 20 metros em uma fenda na lateral de um penhasco monumental, para confirmar o segredo sujo que abriga este fiorde. O que eles encontraram corrobora com relatos prévios da área. ?Eu vi uma vala comum de proporções terríveis. Havia crânios, vértebras e costelas espalhadas pelo fundo do oceano, tanto quanto os olhos podiam ver. As algas dançam com a gordura ainda ligada aos ossos. Foi a primeira vez que eu chorei debaixo d?água?, disse Straussner.



As baleias-piloto são descartadas no mesmo penhasco que também é utilizado para o descarte dos resíduos das famílias locais e dos resíduos industriais. ?Os faroenses alegam que a matança é um bonito rito religioso de passagem. Mas, ao mesmo tempo, eles descartam os corpos destas bonitas criaturas em um poço de lixo que também contém peças de trator e gerador de resíduos industriais, entre outras coisas?, disse Ager.

Um crânio de baleia-piloto coletado do cemitério foi trazido a bordo do Brigitte Bardot para análise, mas foi posteriormente colocado de volta ao mar. ?Teria sido ótimo manter o crânio para mostrar aos outros europeus as vítimas do grind. No entanto, seria ilegal trazer o crânio na União Europeia, porque as baleias-piloto são listadas como uma espécie ameaçada sob a Convenção de Berna. Ironicamente, a razão que não podemos trazer este crânio em terra para fins de divulgação, é o mesmo motivo que a caça de baleias-piloto não deve estar ocorrendo?, disse o sueco Peter Hammarstedt, Primeiro Oficial.
A Sea Shepherd continuará suas patrulhas nas Ilhas Faroé, na Dinamarca, em busca de baleias-piloto durante a Operação Ilhas Ferozes, uma campanha destinada a defender e proteger as baleias-piloto. Contudo, um navio da Marinha das Ilhas Faroé está atualmente atrapalhando o navio do grupo ambientalista. ?As baleias-piloto são nossos clientes. E como bom pastores, vamos continuar por perto para defendê-las?, disse o capitão Fraser Hall, do Canada.

O Brigitte Bardot passou a noite de 20 de julho atracado em Vestmanna, em Streymoy, oferecendo excursões ao navio para as crianças locais. No final da manhã, o navio iniciou suas patrulhas estratégicas em Streymoy e Vaga.


Local do cemitério submerso de baleias-piloto. Foto: Simon Ager


Mergulhador da Sea Shepherd analisa um crânio de baleia-piloto encontrado no local. Foto: Simon Ager