História 우리의 작은 큰 사랑 (Jeon Jungkook) - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 263
Palavras 847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Meu aniversário é QUINTA FEIRA então eu vou fazer o especial do aniversário da Mi, tudo bem?😊
Vai rolar festa, bebidas, tretas, e muitos sonhos eróticos😈

Capítulo 60 - • Capítulo 58 •


Fanfic / Fanfiction 우리의 작은 큰 사랑 (Jeon Jungkook) - Capítulo 60 - • Capítulo 58 •

Me: eu tô excitada.

Bebê: ??*

Me: eu quero sexo...

Bebê: você tá falando sério, Mi-Cha?

Me: tô, eu quero que você me foda.

Bebê: sério, eu vou voltar a fazer minhas coisas aqui e você fica em casa, tá?

Me: você vai me foder se eu fizer isso?

Bebê: pelo amor de deus, Mi-Cha!!

Me: EU QUERO SEXO!!


섹스


Eu vou matar a Lee Mi-Cha, quebrar a cara dela em vários pedaços enquanto a mesma implora para que eu pare, mas, eventualmente, eu não vou parar.


— Você me ligou pra dizer que quer sexo? — perguntei, entrando no apartamento da morena, que estava suada e com os cabelos bagunçados. — Ah, deus!


— Eu não fiz o que você está pensando. — revirou os olhos, irritada. — Eu estava tentando colocar um vestido, mas ele rasgou...


Deus, olha, sei que é errado desejar a morte dos outros, ou simplesmente querer matar os outros, mas eu não estou me aguentando, eu quero muito dar uma facada nela, ou bater a cabeça dela na parede várias vezes seguidas, até que tenha sangue por todo local.


— Normal você ficar excitada por qualquer coisa, li isso na internet. — murmurei, me sentando no grande sofá, logo a morena se deitou no mesmo, depositando a cabeça no meu colo.


— O Jungkook é tão... quente, hyung, eu não consigo me controlar. — Mi-Cha suspirou, fechando os olhos.


— Você está parecendo uma maníaca por sexo, garota. — ri, a dando um tapa de leve na testa. — E olha, você não tem estado na sua melhor condição ultimamente.


— Já sei! — a morena se levantou rapidamente, quase caindo. — Vou me arrumar. Vamos passear, hyung.


— Onde vamos? — perguntei, me levantando.


— Ao orfanato. — sorriu, simples.


Lembram quando eu disse sobre bater a cabeça na parede até a morte? Então, eu vou fazer isso com essa garota, ela só pode ter problemas mentais, sério.


— Mi-Cha! — gritei, batendo minha cabeça na parede, me arrependendo disso logo depois. — Vamos só arrumar uma lingerie pra você.


— Essa ideia é melhor. — sorriu, indo até a cozinha.


O que ela pensou? Que encontraria putas no orfanato? Pelo céus, eu mato ou morro ainda hoje, juro.


[•••]


Eu realmente vou matar a Mi-Cha hoje, sério, a garota está completamente louca, doidinha da cabeça, malucona, evoluiu, porque puta que pariu, ela está tão maliciosa que até o meu pirulito eu joguei fora por conta das encaradas que ela dava na direção do negócio.


— Olha essa rosa! — a morena sorri, pegando a lingerie. (n°³)


— Isso é praticamente transparente, que porra isso esconde? — pergunto, segurando aquele conjunto enquanto ela escolhia outros.


— Min Yoongi! — veio pulando, parecendo uma lombriga por conta do tamanho da barriga. — Olha essa marrom, quero!


— Troço de velho, marrom com dourado ainda, cruz credo, tá repreendido em nome de Jesus! — fiz careta, segurando aquele conjunto de idoso.(n°6)


Segui a morena por aquele longo corredor, daquela grande loja de lingeries, e convenhamos, estou me sentindo super desconfortável e fora do meu lar natural.


— O casal quer alguma ajuda? — uma loira pergunta, se aproximando.


— Eu não como essa doida aí nem que me paguem, tá repreendido em nome de Jesus Cristo! — observo Mi-Cha, que me encara irritada, mas logo da um tapa na minha bunda, sorrindo.


— Esse é Min Yoongi, meu noivo. — a morena sorri pra loira, que também sorri, duas loucas. — Vamos ter uma noite animada.


— Percebo. — ouvimos uma voz conhecida.


Graça a deus ele chegou, porque puta que pariu, eu estava quase matando a Mi-Cha de porrada, mano, quero dar madeirada nela.


— Oh, esse é pai das minhas filhas, Jungkook. — Mi-Cha sorri e se afasta com a vendedora, indo procurar outras lingeries.


Jungkook está surpreso com a atitude da morena, mas acaba por gargalhar, mas eu não vejo graça nenhuma nisso, só quero matar os dois.


— Jeon Jungkook, ou você come ela, ou eu faço isso. — ouvimos a voz do Tae, um tanto quanto irônica.


— Os sem moral vão pra lá. — Jungkook se afasta, ele ainda tá bolado com o negócio da Yuna.


— Nossa, sinto minha boca vazia. — murmuro, pegando meu celular. — Tenho Park Jimin pra isso.


Me: boca.


Anjinho😈: quer minha rola na sua boca?


Me: é, você sempre vai direito ao ponto.


Anjinho😈: também quero minha rola na sua boca.


Me: tchau.


[•••]


Mi-Cha comprou praticamente a loja inteira, fazendo Jungkook quase a jogar de uma escada, claro, com a minha preciosa ajuda.


Mi-Cha comprou oito lingeries, (mídia do capítulo), e Jungkook deixou claro que vai demorar pra estrear as oito, e, para minha infelicidade, porque tive que ficar vendo a dr do casal, ela o respondeu que não precisava dele para usa -las.


— Me deixem em qualquer ponto de ônibus pelo amor de Jesus. — gritei, irritado. — Depois me devolva o meu precioso carro, Jungkook.


Certo, se nenhum daqueles dois morreram, Jimin morre.


Notas Finais


Qual das 8 lingeries vocês querem que ela use no aniversário dela?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...