História 우리의 작은 큰 사랑 (Jeon Jungkook)(Hiatus) - Capítulo 82


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 218
Palavras 1.093
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Notas finais😊

Capítulo 82 - • Maze - 08 •


Fanfic / Fanfiction 우리의 작은 큰 사랑 (Jeon Jungkook)(Hiatus) - Capítulo 82 - • Maze - 08 •

•Maze - 08 - 클래스


Ha-Won está surpreendentemente de bom humor, o que raramente acontece, não pelo fato dela estar de mau com a vida, e sim porque ela odeia quando roubam o papel do seu despertador e a acordam, e, nessa manhã, nenhum maluco fez isso.


— Coreia, olhem isso, Jeon Ha-Won acordou de bom humor em dia de semana! — Sophie fala debochada, recebendo um empurrãozinho da amiga. — Olha, você larga a mão de ser ignorante.


— Cadê a Young? — a baixinha perguntou, sorrindo. — Ela me mandou mensagem, ela estava estranha.


— Ela é estranha. — ouviram a voz de Choi Yoo-Na. — Porque andam com ela?


— E porque você não cala a merda que chama de boca? — Ha-Won revira os olhos, querendo jogar aquela garota irritante na frente de algum carro em alta velocidade.


— Não gasta saliva com essa aí não, sério. — Sophie pega na mão da amiga, entrando na escola. — Mas fala ai, porque acha que a Young tá estranha?


— Ah, ela me mandou um áudio meio que chorando, soluçando, morrendo, eu sei lá, só sei que foi estranho. — Ha-Won deu de ombros, ela não conseguia esconder a preocupação, mas conseguia fingir que não sentia.


— Com certeza é por causa do Seo-Woo, aquele moleque. — Sophie revira os olhos, mas sua atenção é tirada de Ha-Won e vai até Jackson Wang, o novato. — Ele é tão...


— Idiota. — Ha-Won completou, batendo na testa da amiga. — Estamos no começo do ano, ele mal chegou e praticamente pegou todas.


— Eu não sou todas. — a morena sorri, ela estava pensando em algo não muito bom.


— Queria ser? — a voz de Hyun-Min é ouvida, ele parecia um fantasma as vezes, aparecia sem aviso prévio.


— Não disse isso. — Sophie se defendeu, negando rapidamente com a cabeça.


Ha-Won riu, era engraçado como Sophie tinha medo de contar algumas coisas para Hyun-Min, ele parecia ser tão... Inofensivo.


흥미 진진한


— E, no final, a filha da mãe nem apareceu na escola. — Ha-Won conversava com a mãe, enquanto a mesma mexia em alguns papéis que estavam jogados na mesa da sala. — O que é?


— Músicas. — Mi-Cha sorriu pra filha, a chamando com a mão. — Seu pai tem se empenhado mais, e isso é tão... excitante.


— É, o preço do jogo cd deles também é excitante. — a baixinha ouviu a risada alta e escandalosa da mãe. — Mãe, cadê a Hye-Ji?


— Curso. — a mais velha gritou da sala, suspirando. — Seu pai tem um presente pra você, mas ele só vai dar quando voltar de Busan.


— Então porque a senhora me falou? — a garota voltou para a sala, já usando o uniforme do seu trabalho de começo de ano.


— Eu vou fazer o ultrassom hoje, seu tio vai junto comigo, se seu pai ligar avisa pra ele, meu celular desapareceu. — Mi-Cha deitou no sofá, depositando a mão na barriga. — Deus, porque não acaba logo?


— Porque a senhora ainda tá de três meses, talvez. — Ha-Won sorriu, dando um beijo na testa da mãe. — Tchau, mãe, eu volto às sete.


— Tchau, ratinha. — Mi-Cha gritou, sendo levada pelo sono logo em seguida.


Young😍:
Eu e Sophie vamos no seu trabalho hoje, okay?


Ha-Won:
Olha, a vacilona decidiu aparecer... Tudo bem, aproveitamos e tomamos um café, estou com sono.


— É bom ela ter uma boa explicação pra isso. — Ha-Won colocou os fones, subindo no skate e indo na direção do trabalho.


나는 그것을 좋아하지


Ha-Won estava atendendo os pedidos, concentrada no trabalho, sorrindo e sendo educada com todos, mesmo tendo vontade de bater a cabeça de um ou outro na parede, ela não poderia, era seu trabalho afinal.


— Oi, Won. — Hye-Ji sorriu pra irmã, logo fazendo seu pedido. — Obrigada.


Ha-Won só a olhou, como se mandasse a garota desaparecer antes que tivesse a cabeça esmagada pela parede, a baixinha não tinha culpa da irmã dela ser inconveniente ao ponto de ir lá só para provocar, porque de fato Hye-Ji foi só pra isso.


Young😍:
Estamos chegando, e, por favor, eu preciso de biscoitos e chá.


Ha-Won:
Então compre, ue.


A garota de um e sessenta e cinco de altura riu sozinha, parecendo uma maluca, mas afinal, isso ela era um pouco.


— Eae branquela. — Sophie sorriu quando viu a amiga, atrás dela estava uma Young completamente vermelha.


— Oi, amor. — Ha-Won sorriu pra morena, observando Young atrás da mesma. — O que foi?


— Ela está com vergonha por causa dos seres ali na mesa do canto. — Sophie apontou sem vergonha nenhuma, recebendo um tapa de Young na mão. — Sua desgraça!


— Ah, eu atendi minha irmã, acho que ela pediu tantas coisas para eles. — Ha-Won da de ombros, observando a diversão da mesa do canto, o único diferente, que só mexia no celular era Park Hyun-Min, tinha que ser.


— Seu irmão é anti-social assim mesmo? — Young pergunta, curiosa.


— Aquilo não é nem a metade. — Sophie da de ombros. — Mas não estamos aqui pra falar dele, é horário de almoço da nossa anã e ela quer saber porque você tava chorando como uma desesperada.


— Ah. — a garota abaixou a cabeça, envergonhada.


— Não precisa ficar com vergonha da gente. — Ha-Won pega na mão da amiga.


— Eu... estou gostando do Seo-Woo. — murmurou baixo, como se fosse um segredo. — Mas ele parece gostar da Hye-Ji.


Aish, tinha que ser minha irmã?


— Ele trata todo mundo assim. — Sophie acusa, mexendo nos próprios cachos.


— Olha... — Ha-Won suspira, ela não falava muito com o filho de seus tios, mas eles tinham uma certa intimidade. — Kim Seo-Woo, vem aqui!


— Não acredito que você gritou. — Young esconde o rosto com as mãos, completamente envergonhada.


— Oi, baixinha. — o garoto se aproximou, colocando a mão na cabeça da morena.


— Lembra da Young? — a baixinha apontou pra amiga, que estava muito vermelha.


— Filha do tio Hope e da tia Kathe, porque eu não lembraria? Nós praticamente nos vemos todo fim de semana. — o garoto sorri, cruzando os braços.


— Ela não gosta de andar sozinha na rua, leva ela em casa? — Sophie se mete, mandando aquela pergunta de cara.


— Levo. — o garoto sorri pra Young, que continua olhando para outros lugares.


Notas Finais


Não quero expor ninguém, só quero deixar claro que quem não quiser ler, não venha comentar nos capítulos que eu devo parar de escrever, sério mesmo, porra, não tô obrigando ninguém a ler, não quer ler não leia, me poupe dr ter que ser ignorante.

Meu propósito falando isso, é deixar claro que, não venha me dizer: "acho melhor acabar com a fic, tá tedioso já." Porra, se tá tedioso porque se deu ao trabalho de ler, da próxima vez que eu ler algo assim, vou xingar mesmo, porque isso foi extremamente ridículo e desnecessário.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...