História -Amargos Pecados-


Escrita por: ~


Sinopse:
"Antes de diagnosticar a si mesmo com depressão ou baixa auto-estima, certifique-se primeiro de não estar cercado por idiotas."

Nosso fruto acabou se tornando uma corrente entre nos. Prometemos nos amar até o último suspiro,fizemos planos,planejamos viajes jamais realizadas,rimos de situações bobas e até onde devíamos ficar sérios.
Me apaixonei pelo menino com a tinta exporta no rosto e com uma câmera fotográfica sempre na mão, exigindo tirar uma foto simples minha;lavando uma louça ou trocando a comida do cachorro.
Me apaixonei pela menina com os cabelos bagunçados soltos na cara,com um pincel na mão, desenhando a beleza da lua daquela noite passada,onde preferimos observar diante de uma grama molhada o que Deus nos herdou de melhor.
Ainda guardo aquele guardanapo sujo de mostarda que no qual você escreveu poesias com o meu nome. Trocamos sorrisos durante 3 meses de faculdade,já que eramos tímidos demais pra expressar sentimentos à um desconhecido estudante de fotografia. Mas você,por impulso de amigos na primeira festa da faculdade,me chamou pra dançar,olhei para minhas amigas e vi um sorriso em seus rostos que diziam "Vai,a noite é de vocês".
Envergonhada dei minha mão,onde ele me conduziu ao som de Cazuza,nossa, como amávamos Cazuza. Dançamos 3 músicas,na última tive que me despedir já que meu pai tinha dito pra chegar em casa antes da 1h da manhã. Você me deu um beijo na bochecha e eu retribui com um sorriso.
Depois de 2 anos, casamos e tivemos nosso primeiro fruto,Luna,já que eramos um casal apaixonado pela lua e pelo seus encantos. Estávamos felizes,morando juntos na nossa pequena casa,trabalhando e falta apenas mais um ano de faculdade.
Mas como a vida não é nenhuma ponte extendida para o paraíso,acordei com uma notícia...o menino cheio de tintas e de belas poesias sofreu um acidente grave de carro. Deixei nossa filha com meu pai e corri para o hospital,logo na porta vi sua mãe com os olhos inchados e seu pai a consolando,quando me aproximei perguntei como você estava,e sua mãe logo levantou a voz dizendo que a culpa era minha! E que se não fosse por mim,o filho seria um advogado como queriam e nada dessa realidade de tintas e fotos existiria. Fiquei sem reação,tentando explicar que nada disso foi minha culpa,e sim um acidente pois ele estava apenas voltado de carro na madrugada de um serviço na cidade. Mas ela insistiu em apontar o dedo na minha cara. E tive que aguentar os gritos daquela senhora,porque eu só iria sair dali com notícias do meu marido.
Enfim o médico surgiu e lhe nos deu ótimas notícias,ele está vivo!
Comemorei e peguei o celular pra avisar os amigos da faculdade sobre seu estado, mas seu pai me cutuca nos ombros exigindo falar comigo. Obedecie, e depois de 5 minutos lágrimas estavam escorrendo pelo meu rosto. "Você quer que eu suma da vida do seu filho? Ele me pediu isso e disse que se não fizesse o que queria,tomaria a guarda da nossa filha pra ele e para sua esposa....
Não aceitei e queria contar de uma vez para o meu marido o acordo absurdo de seu pai mas como ele só receberia alta depois de 2 meses por conta da fratura nas pernas,eu esperei,tranquei a faculdade,voltei pra casa do meu pai,peguei nossa filha e esperamos,esperamos e esperamos...
Já tinha se passado 9 meses,quase um ano de sua espera e que recebo no lugar de sua presença,é uma carta com os papeis do divórcio.
Chorei por semanas com aquilo,não queria ver ninguém,não tinha paciência e vontade pra nada,desisti da faculdade,do meu sonho,desisti de tudo. Você desistiu também do sonho da arte da fotografia e se tornou um advogado,casou com uma mulher fina e da alta sociedade.
E eu?
E nossa filha?
Amargos pecados nossos...

#Danny
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias Christopher Uckermann, Dulce María
Personagens Christopher Uckermann, Dulce Maria, Personagens Originais
Tags Vondy
Exibições 21
Comentários 2
Palavras 931
Terminada Não

Fanfic / Fanfiction -Amargos Pecados-
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Adultério, Álcool, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Luna
2
21
931

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

O autor dessa História ainda não destacou nenhum comentário.