História •| De repente Pklango |• - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Matheus Neves "Pk Regular Game", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Thiago Elias "Calango"
Personagens Felps, Matheus Neves, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Thiago Elias "Calango"
Tags Calango, Cellbit, Cellps, Colegial, Escolar, Felipe Z, Felps, Guaxinim, Hentai, Homossexualidade, Hot, Lemon, Matheus Neves, Nudez, Rafael Langer, Rafael Montes, Sadomasoquismo, Sexo, Thiago Elias, Tortura
Visualizações 42
Palavras 548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - 5° Capítulo


Enquanto eu andava eu decidi ir na casa do Pk depois de tudo isso. Sinceramente não achei que a Bárbara teria essa reação toda, mais será que ela estava certa? ... Não sei ,hoje foi um dia turbulento. 

Até que cheguei na casa do Pk, e toco a campainha não demorou muito pra ele já está abrindo a porta. 

Pk:- Calango! Você nem me avisou que viria aqui.- fala com cara de espanto.

- É que eu decidi de última hora sabe... 

Pk:- Humm, vamos entrar. - diz sorrindo.

Entramos e sentamos no sofá da sala. 

- Pk, pode mim trazer um pouco  de água please. 

Ele apenas fez um gesto de "sim" com a cabeça,  e foi até a cozinha e quando voltou estava com 2 copos de água em suas mãos.  

Pk:- Han, por quê você veio pra minha casa assim de última hora? .

Suspirei fundo.

- Eu terminei com a Bárbara.- falei bebendo a água. 

POV  Pk

Quando eu ouvi essas palavras, eu realmente fiquei muito feliz por dentro, por fora eu estava tentando fingir que estava tudo bem.

- Sério? Como?! .

Calango:- Bom, eu fui até sua casa alguns minutos atrás e falei que queria terminar com ela, mas eu não falei de nós dois. Inda bem.

- Como assim inda bem? .- falei bebendo um pouco de água e colocando na mesa central da sala.

Calango:- Ela surtou, e agora está desconfiada que eu trai ela com outra pessoa.- falou colocando o copo em cima da mesa central da sala.

- Nossa, Calango você sabe que eu não sei muito bem o que falar de consolo ou algo do tipo, pois eu nunca namorei e não tenho nem mesmo o que dizer.- falei abraçando ele. 

Calango:- Tudo bem Pk, é que hoje foi tudo tão louco, o Guaxinim e agora a Bárbara.- falou me devolvendo o abraço.- Isso está até me dando dor de cabeça.  

Apenas ficamos nos dois abraçados no sofá, coloquei minha mão em seu rosto e encostei minha testa na sua, ficamos de cara a cara até que começamos a nós beijar, e minha mão ficou passeando em seus cabelos, até que eu interrompi o nosso beijo com uma mensagem no meu celular. 

| Whatsapp On |

Cellbit:Mudanças de plano Pk. 

Cellbit:Amanhã nos vamos para a sua casa.

Eu:Ué.

Eu:Porque decidiu vir amanhã?  E não daqui a 4 dias?.

Cellbit:Felps...Sabe que ele é todo ansioso e ainda ele quer ver a namorada dele logo a Gabis.

Eu:Ata, tudo bem.

Cellbit:Vai buscar a gente no aeroporto?.

Eu:Vou sim.

Eu:Que horas? .

Cellbit:Umas 7:30. 

Eu:Beleza então, flww.

Cellbit:Flww, não se esquece. 

| Whatsapp Off |

Calango:- Quem era? .

-Cellbit.- falei desligando a tela do mundo celular.- ele quer que eu vá buscar ele amanhã no aeroporto. 

Calango:- Ué, eles não viriam daqui a 4 dias. 

- Sim, porém mudaram de idéia.  

Calango:- Já vou ir embora.-falou se a levantando do sofá.  

-Mais já? Nem deu pra matar a saudade.  - falei fazendo cara de triste.  

Calango:- Bobo! .- falou rindo e passando o seu dedo indicador no meu nariz. 

- Bobo que você ama.

Calango:- Amo mesmo!.- falou pegando em minha bochecha e a apertando. 

Levei Calango até a porta. 

- Tchau. - sorri. 

Calango:- Tchau meu amor. - disse me dando um beijo.

Vi ele andando até em direção de sua casa, e pensei comigo mesmo o quanto eu amava esse garoto. 






Notas Finais


Hello pessoas, então, esse capítulo não foi tãããão longo como eu disse no outro capítulo, porém foi mais grande que o outro ( eu acho ).
Então, se tiver algum erro provavelmente eu vou só ver depois e ajeitar, eu sou analfabeta me desculpem.

Flwww!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...