História Dissolver Love - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Ryan Butler, Zayn Malik
Personagens Jaxon Bieber, Justin Bieber, Lily Collins, Ryan Butler, Zayn Malik
Tags Drama, Segredos, Violencia
Visualizações 6
Palavras 2.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 26 - First Hunt


-Como passáros irão me ajudar James?-pergunto arquiando uma sombrancelha-
-Passáros se assustam fácil Barbara, e assim com as pessoas eles fogem, se você fizer qualquer barulho eles ficam em alerta-diz James seco-
-Acho que terei que mostrar como isso funciona-diz Justin orgulhoso-
-Não!-diz James-se ela quer ser uma de nós, ela tem que aprender sozinha-diz James seco-
-James ela mal come uma carne crua de um animal, cara tenho que ajudar sim-diz Justin impaciente-
-Justin eu sei que você ama ela, mas você não precisa ficar 24 horas por dia atrás da Barbara, ela é uma mulher e muito mais do que isso ela é um demônio, ela pode muito bem se virar sozinho, sua mãe disse que não é algo grave, agora não atrapalha-diz James impaciente-
-Se ela se machucar, você pode ter certeza de que não vou te perdoar James-diz Justin ameaçador-
-Ela não vai, e não venha me ameaçar-diz James alterado-
-O aviso está dado, Barbara cuidado-diz Justin saindo-
-O que deu em vocês dois ?-digo confusa-
-Barbara se concetre, não temos tempo para besteiras-diz James seco-
-Besteiras?-pergunto incredúla-Justin te ameaçou, não vê que ele pode te matar?-pergunto impaciente-
-Barbara, tenho com o que mais se preocupar, e não tenho tempo para dramas de demônios jovens-diz James autoritário-
-Quer saber James, caçe as drogas dos passáros você-digo dando as costas a ele-
-Barbara, você não vai a lugar algum-diz James entrando em minha frente-
-Ou você vai fazer o que?-digo autoritária-Me diga, o gato comeu sua língua?-digo irônica-
-Garota você me da os nervos-diz James apertando os meus braços-
-Me solta, antes que eu te mate e pode ter certeza que não irei me arrepender disso-digo autoritária-
-Maldita hora que vim ajudar...-Antes que ele terminasse uma voz nós interrompe-O que está acontecendo aqui?-diz uma voz incredúla-
-Pattie... eu... eu posso explicar-diz James nervoso-
-Você não tem que explicar nada, agora solta a Barbara-diz Pattie furiosa-
-Droga-diz James me soltando-
-Da próxima que tocar a mão em mim, eu te mato entendeu?-digo o ameaçando-Não se esqueça de quem eu sou agora-digo saindo-
Sinto James me observar, mas que se foda, ele pode ser amigo de quem quer que seja, mas ele que não ouse mexer comigo e com Justin.
-Babi, você não foi atrás dos passáros?-pergunta Justin-
-Não, eu tive uma discussão com James, ele me segurou por um momento quis mata-lo-digo com raiva-Sua mãe viu a cena e o reeprendeu-digo simples-
-Como é?Ele encostou a mão em você?-pergunta Justin impaciente-
-Justin você não vai fazer nada!-digo autoritária-Temos problemas demais, não quero mais nenhum entendeu?-digo seca-
-Droga, estou me cansando do James-diz Justin impaciente-
-Cansando ou não, você vai ter que suporta-lo-digo seca-Ei não se esqueça de quem somos-digo me aproximando do Justin-
-Você tem razão, mas se ele encostar em você mais uma vez, acabo com ele-diz Justin ameaçador-
-Somos um só agora-digo passando a mão em seu rosto-
-Barbara, você está bem?-pergunta Pattie-
-Sim estou, por sorte James não me machucou-digo seca-
-Barbara...-Antes que James falasse algo Justin o intenrrompeu-Não se desculpe, porque isso não é um ponto forte seu-diz Justin me puxando para perto dele como um aviso de"não toque nunca mais nela"
-Justin, não começa por favor-digo seca-Te desculpo James, mas o que foi lhe dito lá fora não foi da boca para fora agora com a licença de vocês dois Justin e eu iremos sair-digo puxando Justin e saindo da sala-
Sinto que Justin e James se encararam, conheço Justin e sei que ele pode matar James sem remosso algum, o tirei dali antes que algo acontecesse e o levei para o quintal novamente, ele me olha sem entender nada.
-Pode me ensinar a como matar sem fazer barulho?-pergunto seca-
-Claro que sim-diz Justin vitorioso-
-Então vamos logo-digo animada-
Justin começa a andar, e seus pés não faziam barulho algum, olhava incredúla e me perguntava como fazer isso... quando me dei por conta ele estava subindo na árvore, onde tinha alguns passáros, e as pobres vitimas não notaram, Justin sem perder tempo avançou sobre um, o resto se deu conta do perigo e saiu voando, logo ele pulou da árvore com a vitima sobre sua boca. O sangue escorria por sua boca, seus olhos estavam negros, fui até ele e Justin me deu o passáro, quando vê o passáro não estava mais ali, eu o comi, e isso parece delicioso.
-Quanta fome querida, vamos ao parque?-pergunta Justin-
-Se for para irmos atrás de vitimas, claro que sim-digo sem remosso-
Justin abre um grande sorriso e estende sua mão, a pego e começamos a andar em direção a sala, Pattie e James ainda estavam lá, passamos sem olhar para os dois, Justin abriu a porta, caminhamos até a garagem, Abri a porta do quarto mas em vão, Justin voltou para a casa e pegou a chave do carro, ele abriu a porta para mim, entramos juntos no carro [...] Um tempo depois chegamos a um parque, estava pouco movimentado, apesar de não ter gostado, era o melhor para não charmamos a atenção, abri a porta e logo desci, fechando a mesma, escultei um barulho atrás de mim era Justin, ele segurou minhas mãos e assim fomos entrandando pelo o parque, os bancos estavam vazios, tinha alguns velhos e algumas pessoas Jovens, algumas garotas olhavam para Justin, não gostava disso, mas logo após surgiu alguns caras que começaram a me observar, Justin e eu paramos perto de um banco.
-Justin tive uma ideia-digo simples-
-Que ideia?-pergunta Justin curioso-
-Sei que aqueles garotos estavam me olhando, acho que poderia atrair um deles, e levar um deles até aquela outra parte do parque-digo apontando-Assim eu fingiria querer algo com ele, e o mataria, o que diz?-digo orgulhosa-
-Uma ideia boa, mas como você vai realizar isso?-pergunta Justin-E acho que vou querer um pouco da comida-diz Justin rindo-
-Você vai para o lado que lhe apontei, no livro que estavamos lendo uma parte disse que eu poderia te chamar atráves de um grito-digo confiante-
-Cuidado com isso Barbara-diz Justin indo para o outro lado do parque-
Olho em volta e vejo alguns garotos me olhando, começo a andar novamente e sinto a presença de uma pessoa, quando olho para os dois lados vejo um garoto, ele me secava de cima a baixo, mas pobre garoto, mal sabe ele do perigo que corre.
-Ei graçinha qual o seu nome?-pergunta o garoto-
-Barbara-digo seca-E o seu bonitinho?-pergunto sinica-
-Felipe-diz o garoto sorrindo-
-Bonito nome-digo seca-
-O seu também, mas vem ca, cade seu namorado?-pergunta o garoto malicioso-
-Namorando?-dou uma risada fraca-Não tenho namorado-digo seca-
-Não?Então quem era aquele cara?-pergunta o garoto-
-Uma pessoa que não é do seu interesse-digo ríspida-
-Mas você é-diz o garoto me secando-
-Você é do meu interesse também-sorrio maliciosa-
Puxo o garoto antes que ele falasse algo, o levando para uma parte isolada do parque, onde Justin estava, ao chegar encontro os arbustos, empurro o garoto, o fazendo cair, entro no mesmo, ele me olha de cima a baixo
-O que você vai fazer?-pergunta o garoto-
-Isso-digo tirando a roupa do garoto-
Ele sorri e demonstra prazer ao ver que estou tirando suas roupas, olho bem para ele, desçendo meus olhos por todo o seu corpo, coloco minhas mãos em seu membro e começo a masturba-lo o garoto começa a delirar, fechando seus olhos, aproveitando que ele está assim deito sobre o seu corpo e paro com o movimento, ele me olha assustado-O que vai fazer?-pergunta o garoto-Isso-digo rasgando o seu peito-O garoto gritava enquanto seu sangue jorrava, antes que eu chama-se por Justin, ele apareceu.
-Barbara pelado?-perguntou Justin incredúlo-
-Eu tinha que atrai-lo, vai comer ou não?-pergunto seca-Se não for comer, não reclame-digo ríspida-
-Vou comer sim-diz Justin seco-
Justin e eu tiravamos os orgãos do garoto, separamos o seu coração em dois, eu não sentia remosso, eu não sentia nada, apenas vontade de comer cada parte daquele corpo, não me sustentei com o seu coração, comi suas tripas também, mas o resto deixei para Justin comer, ele me olhou com seus olhos negros enquanto o sangue caia da sua boca.
-Você está com muito sangue Barbara-diz Justin me olhando de cima a baixo-
-Droga!-resmungo-Tenho que me limpar antes de irmos embora-digo me olhando-

-Não temos tempo para isso-diz Justin rispido-
-Vamos fazer o que então?-digo alterada-
-Não sei babi, mas fica calma-diz Justin simples-
-Não pense, vamos embora logo-digo saindo do arbusto-
-Babi, vamos ir embora por onde?-pergunta Justin-
-Pelo o mesmo lugar-digo irônica-Não se preoupa agora vem-digo pegando nas mãos de Justin-
Justin me olha perplexo, mas não temos tempo, temos que ir embora o mais rápido possivel daqui, corro com Justin para sairmos de onde estamos, ao chegar na primeira parte do parque as pessoas nos olham assustadas, Justin estava se irritando, e eu também, começei a correr o mais rápido possivel com Justin [...] Depois de passarmos pela as pessoas, entramos no carro. Justin deu partida no carro, e saiu em alta-velocidade. Algum tempo depois chegamos em casa, sai do carro, e logo Justin fez o mesmo, entrei em casa Pattie me olha de cima a baixo.
-O que aconteceu?-diz Pattie assustada-
-Barbara quis caçar pessoas, fomos até o parque ela atriu um garoto, o matou, e juntos comemos partes do seu corpo-diz Justin-
-Barbara você não pode matar as pessoas em lugares públicos-diz Pattie nervosa-
-Eu estava com fome, foi maior do que eu Pattie-digo rispida-
-Aprenda a controlar isso, ou você vai acabar chamando a atenção de quem nãp deveria-diz Pattie preocupada-
-Controlar para que?-pergunto seca-
-Barbara presta atenção, os supremos não gostam desses deslizes-diz Pattie-
-Eles controlam o que sou?Que bela merda, nem como um demônio tenho liberdade-digo impaciente-
-Babi, você é livre sim, mas o que fizemos hoje foi errado, e mãe Barbara está grávida-diz Justin-
-Isso tem haver com a gravidez, me esqueci completamente, espero que os supremos entendam isso-diz Pattie sentando no sofá-
-Justin eu não estou bem-digo colocando a mão em minha testa-Algo está errado, acho que são nossos...-Antes de terminar a frase minha visão fica preta-
Barbara o que você fez?Por que se transformou nisso filha?O que fiz de errado?-dizia uma voz-
-Pai é você?-pergunto forçando a minha visão-Eu estava decidida pai, sem o senhor minha vida não tinha mais cor-digo aos prantos-E você não fez nada de errado, foram aquelas duas mulheres que fizeram pai-digo colocando a mão em meu rosto-
-Barbara, você tinha uma vida linda, eu me orgulhava de você, mas agora filha eu não me orgulho mais, adeus Barbara-disse a voz sumindo-
-Pai...Pai...Pai!-gritava-Não me deixa por favor pai-digo aos prantos-PAIIII!-Quando me dou por conta estou em um hospital, o que foi isso?-me pergunto-Isso foi real!
-Barbara você acordou, pensamos que tinha morrido-diz uma voz familiar-
-Pattie-digo abrindo os olhos-O que aconteceu?E por que tive um sonho com o meu pai?-pergunto piscando os olhos-
-Shh...São muitas perguntas descançe um pouco-diz Pattie-
-Pattie por favor me diga o que aconteceu por favor!-digo suplicando-
-Você saiu com o Justin, vocês foram ao parque e você matou um garoto e comeu orgãos deles, em casa tivemos uma discussão, você disse a Justin que não estava bem, e quando você ia dizer algo você desmaiou-disse Pattie-
-Eu não me sinto bem ainda-digo me levantando-
-Barbara, não faça esforço-diz Pattie-
-Cade o Justin?-pergunto-
-Ele está aqui fora, eu vou chama-lo querida-diz Pattie indo em direção a porta-Justin venha aqui-diz Pattie o chamando-
-Barbara você está bem?-diz Justin entrando na sala-
-Estou mal ainda, mas me sinto melhor amor-digo manhosa-
-Que bom-diz Justin dando um sorriso-
-Toc-toc-diz uma voz batendo na porta-Licença Senhorita.Barbara, precisamos fazer uns exames-diz o homem se aproximando-
-Acho que devemos deixa-los a sós filho-diz Pattie indo em direção a porta-
-Preciso que somente um fique-diz o homem-
-Eu fico-diz Justin-
-Está bem, qualquer coisa me chame filho-diz Pattie saindo-
-Abra bem os olhos senhorita-diz o homem pegando uma lanterna-Abri como ele pediu, e logo uma luz forte entrou em meus olhos, mas não fechei os olhos, ele examinou e parecia não encontrar nada-Muito bem-diz o homem-Agora vou tocar em suas pernas, se doer me diga está bem?-diz o homem-Assenti com a cabeça, Justin estava ao meu lado o tempo todo e segurava minha mão.-Ai, doi-digo fazendo uma cara feia-Senhorita você apenas sofreu uma distensão muscular, nada de grave, uma bolsa de água e alguns remédios irão ajudar-diz o homem-
-Tem certeza doutor?-pergunta Justin-
-Sim, rapaz, hoje mesmo ela sai do hospital-diz o homem indo em direção a porta-Volto logo-diz o homem saindo-
-Por um momento achei que fosse os nossos filhos-digo passando a mão na minha barriga-
-Ainda bem que não foi-diz Justin aliviado-Chegando em casa, cama senhorita.-diz Justin rindo-



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...