História -Ei! É professor! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Aluna, Professor, Sexo, Sexo Oral
Exibições 423
Palavras 1.186
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Espero que gostem!! Fantasy...

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction -Ei! É professor! - Capítulo 1 - Capítulo Único

Esse semestre na faculdade está praticamente impossível! Principalmente em uma matéria. Histologia. Curso Fisioterapia e estou fazendo essa matéria pela segunda vez, por escolha na verdade. Quero fixar o máximo que eu puder! E conseguir outra coisa com o professor, além de nota e um diploma.
Mais um dia começa e eu me apronto pra chegar cedo na faculdade. Certo que meu querido professor não tolera atrasos. Não sou uma garota provocante mas alguns dias gosto de encarnar uma devassa! E por incrível pareça, esse dia é hoje.
Tenho 1,77 de altura; 18 anos; Cabelos claros na altura dos ombros; Olhos esverdeados; Pele branquinha e um corpo de dar inveja a qualquer mulher e tesão a qualquer homem! Visto um vestido bem simples e de tecido leve e fino. Branco com bojo, valorizava meus seios e me cobria até o meio das minhas coxas. Calço um chinelo aberto de couro claro e com pedrinhas na correia. Pego a bolsa e sigo pra aula. Chegando na faculdade, cumprimento alguns amigos que estavam sentados no jardim em frente ao prédio e entro me dirigindo a minha sala. Ufa! Cheguei na hora. O professor estava entrando na mesma hora que eu. Me arrepiei por inteira quando vi aquela figura a frente de meus olhos. Lucas tem 28 anos; 1,87; pele clara; barba por fazer; sempre veste roupas sociais; tem um corpo atlético e torneado. Julgo até que o bico do meu peito marcou a superfície do vestido quando senti seu perfume. Sempre o mesmo. Um aroma amadeirado e fresco.
Sento na minha cadeira estrategicamente escolhida, na primeira fila em frente a mesa do professor. Penduro a bolsa na cadeira da frente pegando material pra ser entregue hoje. Cruzo as pernas, o que fez levantar o vestido e coloco a mão no queixo esperando mais uma aula começar. Com todos dentro da sala, ele se pronuncia.
-Todos os materiais para serem entregue hoje, coloquem aqui na mesa por favor.
*Todos levantam em uma revoada. Assim como eu. Coloco os trabalhos que estavam presos em clip encima da mesa juntos com outros.*
-Carolline, o seu não! *O professor me adverte colocando a mão sobre a minha. Estremeci. Acho até que ele percebeu.*
-Professor, preciso falar com o senhor depois da aula. Não vá embora. *Volto pro meu lugar intrigada e insatisfeita. E novamente, querendo mais do um questionamento*.
-Bem alunos, todos sabem que o semestre está acabando e sinto muito em dizer que TODOS passaram!
*Quando ele disse isso todos se exaltaram em assobios e palmas ensurdecedoras. Até que fim!!! Passei.   Fico feliz e triste. Perdia de propósito e o carrasco sempre sério e se sentindo como se estivesse em um pedestal sem me dar qualquer chance ou abertura. A aula aconteceu normalmente e eu esperei todos saírem pra no final questioná-lo sobre meus trabalhos e minha nota. A proporção que os alunos iam embora para o intervalo, ele me olhava cada vez mais fixo. Como se pudesse ver minha alma. Após todos irem embora, ele ainda está sentado na cadeira atrás da mesa. Aquela cena me excitava tanto!  Eu levanto vou falar com ele*
-Professor... É... Minha nota?
-Não está aqui pra saber sua nota não é mesmo?
-Porque o senhor não aceitou meu trabalho?
-Porque sabia que isso ia acontecer.
-Isso o que? *me faço de desentendida*
-Olhe ao redor. *diz mordiscando o próprio lábio. Engulo seco*.
-Hummm. Esperto. Vou fechar a porta. Não quero que ninguém nos veja ou nos ouça. *Até que fim! Caminho rebolando pra fechar a porta. E volto.*
-Veio com este vestidinho de propósito? *enquanto conversa, me analisa dos pés a cabeça*
-Digamos que sim...
-Solto, transparente e deixa sua bunda ainda mais gostosa!
-Percebeu... *respondo acariciando meio seio por cima do vestido*
-Vem aqui! *ele ordena*
-Já? *deslizo minha mão por cima da sua ereção que por sinal estava super evidente no fino tecido da calça social. Quando eu me aproximo mais, ele me puxa pela cintura o que me faz cair sentada sobre seu colo. Minha bunda se choca contra seu pênis ainda dentro da roupa.*
-Lucas...
-Ei! É professor! *ele me adverte novamente e agarra meus cabelos na região da nuca* Rebola! Como sempre faz, ou acha que eu não vejo?
*faço o que ele manda. Mexo meu quadril em círculos pressionando-o pra baixo. Ele ofega jogando a cabeça pra trás e em seguida morde de leve meu pescoço. Tira a mão da minha cintura e aponta para que eu me levante. Ele se levanta da cadeira e ainda em pé, se recosta na beirada da mesa.*
-De joelhos *aponta pra baixo*. *Respiro fundo e saboreio meus lábios. O que eu sempre quis! Tiro o vestido e a sandália. Enquanto tiro ele me observa atentamente. Depois de me livrar da roupa e ficar somete coberta por uma calcinha minúscula, me ajoelho em sua frente e passo a língua por entre meus lábios e olho pra seu rosto. Olhos negros me encaravam e tudo o que eu queria era tudo aquilo! Levo minha mãos até seu seu cinto e o desabotoo. Abro o zíper da calça e abaixo até seus joelhos*.
-Seja rápida! *olha pra porta e segura meus cabelos por entre seus dedos. Abaixo a barra da sua cueca box branca e agarro seu pênis levando a minha boca e o engolindo de uma só uma vez. O faz arfar na hora! Continuo chupando-o e sugando-lhe com maestria. Com os olhos fixos em mim, meu professor forma em em seus lábios um "O" perfeito e ofegante. Sigo com movimentos circulares com a língua em sua glande, de cima pra baixo e de baixo pra cima. É delicioso! Finalmente sentir seu gosto... Ficamos alguns minutos assim e Lucas anuncia que vai gozar. E claro, não solto. Deixo que venha na minha boca!. Quando o coloco mais para dentro da boca, na garganta, ele trava a mandíbula e eu sinto os jatos dentro na minha boca. Que tesão!! Todo líquido esbranquiçado desse na minha garganta*
-Vem. *dá a mão pra ajudar a levantar* O melhor sexo oral! Minha aluna está de parabéns!
-Você merece professor. Um tesão de homem! Digo, com todo respeito... *respondo passando a ponto do meu indicador na parte exterior da boca, engolindo uma gotinha que havia caído fora. Ele percebe meu sarcasmo e sorri de canto*
-Se veste antes que os outros alunos voltem.
*me visto e calço de volta os chinelos. Ele estava ofegante e suado. Eu explodiria sem um toque!*
-Sabe, nem todo mundo passou. Você foi a ÚNICA a ficar na recuperação. E mocinha, está de castigo amanhã depois da aula! Tenho uma coisinha pra você...
-Fico feliz em ter ficado. *sorrio passando a mão em sua coxa e apertando de leve. Nos assustamos quando um grupo abriu a porta e entrou na sala aos berros e gargalhadas. Eu voltei pro meu lugar e meu queridíssimo professor pegou sua bolsa, saindo porta a fora em direção a saída do prédio, entrando em sua Hilux branca e dando partida. Eu respiro fundo olhando pela janela e saboreando seu gosto. Ansiosa pra que chegue logo a manhã seguinte!*
 


Notas Finais


Bjos e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...