História |• Entre o Passado e o Futuro•| (IMAGINE JIN) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Kim Seokjin, Romance
Exibições 26
Palavras 2.555
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi Oi gente, enton tá aí mais um capítulo, não foi nada fácil escrever, porque a criatividade e eu não estávamos em um momento fácil da nossa relação. Eu espero que gostem, vou correr com o próximo capítulo (ja comecei a escrever), me perdoem qualquer erro e Boa Leitura.

Capítulo 9 - |•Aquela Noite•|


Fanfic / Fanfiction |• Entre o Passado e o Futuro•| (IMAGINE JIN) - Capítulo 9 - |•Aquela Noite•|

(POV (S/N) ON)
O dia com as meninas tinha sida realmente muito legal, mas eu não via a hora de chegar em casa e ficar com Jin, cozinhando ou tirando foto zoada.
Jennie tinha dado a "incrível" ideia de fazer-mos uma mudança radical então sugeri que mudássemos alguma coisa no cabelo, todas concordaram e por fim, meu cabelo que antes era na cintura agora era um chanel na linha do pescoço "espero que Jin ainda goste de mim assim" eu particularmente gostei, mas ainda estava tentando me acostumar com o novo corte.
Lisa cortou e pintou algumas mechas do cabelo de lilás em quanto as outras meninas colocaram mega hair e pintaram o cabelo menos Rosé, pois ela gostava de ser ruiva mesmo; Jisoo pintou de preto e Jennie de castanho claro.
Depois de mais algumas voltas pelo shopping pegamos um táxi e voltamos para a universidade, abri a porta de casa e não tinha ninguém.
  -Os meninos não estão aqui?! Que estranho. -Eu entrei e fui ligando as luzes, tudo estava no lugar.
  -Onde será que eles foram? -Disse Rosé se jogando no sofá "Essa daí é igualzinha ao namorado".
  -Eles devem estar dormindo. -Comentou Lisa cruzando os braços. Nesse momento os meninos entram conversando e rindo.
  -Onde vocês estavam? -Perguntou Jennie se colocando na frente de Jimin que era o primeiro da "fila".
  -Oi meu amor tudo -Ele foi beija-la, mas parou assim que viu a diferença no visual dela -Que ce fez no cabelo? Ou melhor o que vocês fizeram no cabelo?! - Quando o resto meninos percebeu a diferença ficaram com a boca entre aberta.
  -Fiz mega hair e pintei de castanho -Ela fez pose mexendo no cabelo.
  -Só fiz megahair -Disse Rosé ainda jogada no sofá, fazendo "paz e amor" com os dedos.
  -Cortei o cabelo e fiz mechas lilás. -Lisa falou sorrindo com uma voz de criança(aegyo), combinava com seu rostinho e Jungkook fez uma carinha de apaixonado que qualquer um morreria de fofura.
-Eu fiz chanel no meu cabelo -Falei sorrindo meiga. - Nós queriamos mudar um pouco o visual. -Namjoon, V e J-Hope aplaudiram e nos elogiaram.
  -Você... Co... Ah é... -Jin veio até mim olhando diretamente o meu cabelo. Eu estava aberta para opiniões, mas eu não sou de ferro, se Jin dissesse que tinha ficado feio eu ia ficar realmente mal.
  -Você não gostou né -Olhei para baixo ele parece ter ficado meio bravo por eu ter pensado assim.
  -Você ficou linda! -Ele sorrio e me beijou, pude sentir um forte alivio no coração. Os outros meninos elogiaram suas namoradas também.
  -Você esta gelado, é melhor tomar um banho antes que pegue um resfriado. -Falei acariciando seu braço que estava gélido provavelmente pelo vento lá fora.
  -Sempre se preocupando comigo -Ele apoiou seu queixo em mim cabelo e me abraçou um pouco mais forte - Obrigado, mas eu só vou se você dormir comigo hoje, faz tanto tempo que não dormimos juntos.
  -É que já passou a época em que eu não ligava pra nada e adorava quebrar as regras "meninos e meninas devem dormir em seus devidos quartos" -Eu imitei a voz da diretora, que mais parecia um general e ele rio "Aí... Deus, não posso com esse sorriso, não com esse cara" brinquei em pensamento.
  Depois de conversar mais um pouco fui tomar banho para ajudar Jin no jantar, coloquei uma blusa de frio de malha, um short jeans e o chinelo do Mickey que Suga me deu me deu no meu aniversário. Desci e Jin já estava na cozinha, a casa estava silenciosa o que não era normal.
  -Cadê todo mundo? -Perguntei abrindo as panelas para ver o que ele estava fazendo de bom e, como eu esperava, frango com o tempero especial do Jin. Ele mesmo nomeou assim.
  - O Jimin, Jennie, Lisa e Jungkook decidiram ir no cinema de última hora pra assistir a estreia de um filme lá, o J-Hope foi "estudar algumas coreografias" - Ele fez aspas com os dedos e nós rimos alto - com Jisoo porque ela tá com algumas dificuldades perante ele e Suga veio visitar Rosé então decidiram ir no parque de diversões que chegou na cidade. -Estremeci quando me toquei de que estávamos sozinhos, senti meu rosto queimar e eu comecei a suar.
  -Preciso de água. -Pensei alto indo para o filtro e enchendo o copo com água, bebi tudo em poucos goles em quanto ele me olhava com uma careta confusa.
  O porquê de eu ficar assim? Era constrangedor pensar em mim e Jin entre quatro paredes. O desejo ardendo de ter ele só para mim era grande e me fazia suar só de pensar; Imaginar a sensação de excitação com suas mãos percorrendo meu corpo e tocando cada centímetro do mesmo, me deixava quente.
Muitas vezes me sentia uma pervertida com esses pensamentos impróprios, era constrangedor.
  -Nossa o fogo ta alto! - Olhei para ele assustada.
  -O QUE?!
  -O fogo... Da penela do arroz... Tava alto. -Ele disse pausadamente.
  -Aah... É... Cuidado, se não vai queimar o nosso jantar -Eu -sorri tentando, inutilmente, disfarçar o nervosismo.
  -Ce tá bem? -Ele perguntou voltando a cortar a salada.
  -Uhum... -Eu disse colocando mais um tanto de água no copo e em seguida o bebendo.
  -Okay então vem me ajuda a cozinhar, por favor. -Assenti com a cabeça e ajudei ele a terminar o jantar, depois de comer, conversar sobre coisas aleatórias e limpar toda a cozinha fui para o jardim ligar para minha mãe como de costume.
~Ligação On~
  -Oi filha.
  -Oii mãe, tudo bem com vocês aí?
  -Estamos sim, seu pai está resolvendo uns assuntos, mas e você como está?
  -Entendi, to bem também só liguei pra saber como estava, antes de ir treinar a coreografia com o Jin. -Ela riu baixo do outro da linha. -Que foi?
  -Filha, é gostoso essa fase da vida em que as duas pessoas já tem maturidade o suficiente pra entrar em um relacionamento sério, mas por favor... -Eu já estava prevendo o pior - Usem preservativo -Meus olhos se arregalaram e eu senti meu rosto queimar.
  -Mãe!!!
  -Minha filha já que faz 22 anos e você e o Jin estão juntos então... Isso é normal.
  -Eu sei, mas eu e o Jin ainda não... Chegamos nesse degrau. -Vi Jin fazer um joinha da janela da sala de dança e eu assenti. - mãe preciso ir agora antes que você pule pra parte de ser avó.
  -Nossa verdade...!
  -TCHAU MÃE!
  -Eu to brincando filha tchau bons estudos. -Nós rimos e ela desligou.
  ~Ligação Off~
(POV JIN ON)
Estava terminando de arrumar as caixas de som na sala de dança quando (S/N) chegou com o sorriso que eu amo, mas sem querer o que eu reparei foi no tamanho da bunda dela com aquela calça legging. Ultimamente eu estava tendo que conter ao máximo meus pensamentos impróprios com ela.
No banheiro muitas das vezes, quando todos estavam ocupados e eu ficava sozinho em casa, imaginava como seria ela me masturbando com aquelas mãos pequenas e aquela boca inexperiente me chupando com força e vontade, meu líquido ser sugado por ela... Ai meu Deus, essa mulher me deixa louco.
E foi com essas lembranças, de meus próprios pensamentos impróprios, que eu senti alguém acordar por de baixo da minha calça moletom cinza, olhei para baixo e pude claramente a ereção, meu rosto queimou e coloquei a mão na frente para tentar resolver.
  -O que foi? -Quando percebi (S/N) estava me olhando em quanto se esquecia -Precisa ir ao banheiro? Pode ir eu espero. -Ela disse num tom normal, deduzi que ela não tinha percebido minha mudança de estado.
  -Ah não, precisa vamos treinar logo. -Começamos a dançar ela ficou na minha frente, aparentemente bem focada na coreografia e eu estava me controlando para não agarrar ela, mas tava difícil com aquelas curvas se movimentando graciosamente diante de mim.
Depois, de ambos errar os passos e os repassar novamente, terminamos a coreografia toda. Com um sorriso satisfeito ela batia palmas toda suada e ofegante.
  -A coreografia dessa música não é nada fácil. -Ela bebeu um pouco da água de sua garrafinha e com as bochechas inchadas ela estendeu a garrafinha me oferecendo água, mimicamente. Ri dela e peguei a garrafinha. -Quando será que o pessoal vai chegar? -Nós nos sentamos no chão e eu cruzei as pernas.
  -Não tá gostando de ficar aqui comigo? -Eu disse abaixando a cabeça. Não que eu seja carente 24h por dia, mas essa ideia me incomodou aquela hora.
  -Aii meu Deus... Que pessoa carente - Ela andou de joelhos até mim, me abraçou apoiando seu queixo no alto da minha cabeça e um lado do meu rosto foi esmagado por seus seios, mas ela parece nem ter percebido isso, apesar da maturidade (S/N) era bem... Inocente, em boa parte das coisas.
Eu não sei se era certo ter tal certeza, mas nós ja estávamos juntos a bastante tempo e, ao meu ver, é normal um casal ter relações quando namoram e, com nós, eu não queria que fosse diferente. Envolvi meus braços em sua cintura e levantei a cabeça, ela me olhou com um sorriso brincalhão que logo foi se desfazendo dando lugar a uma expressão cheia de luxúria, provavelmente descobrindo meus desejos. A beijei calmo, mas logo pedi passagem com a língua e ela cedeu envolvendo seus braços em meus pescoço, depois de um certo tempo desci uma das minhas mãos para sua bunda a apertando carinhosamente e como resposta ela puxou de leve meu cabelo se sentando no meio das minhas pernas ainda cruzadas.
Com aquelas pequenas mãos segurando meu rosto ela mordeu meu lábio inferior e acariciou meu peitoral. Era fato, de aquela iria ser longa para nós. Sorri de canto e a beijei colocando cada uma de suas pernas em volta da minha cintura, me arrumei e me levantei com ela no meu colo.
A prensei na parede nada delicado em quanto a beijava vorazmente minhas mãos percorria seu corpo, ela agarrava meu cabelo e suas unhas, perceptivelmente grandes, arranhavam minhas costas. Depois de um certo tempo nos guiei para o meu quarto que, ao meu ver, estava mais perto.
Fechei a porta com o quadril e a deitei na cama logo me deitando sobre ela, fazendo nossas intimidades se encontrarem cuidadosamente.
Ela desceu suas mãos para minha blusa a puxando e eu sorri, ergui meus braços e ela a tirou logo parando para me analisar com a boca entre aberta, senti meu rosto queimar e sorri voltando a beija-la, a mais nova aranhava drasticamente meu peitoral e minhas costas me fazendo perder gradativamente minha sanidade, ou o que sobrara dela. Trocamos de posição e então foi sua vez de perder uma peça de roupa, me dando a clara visão de seus enormes seios ainda cobertos com o top de ginástica, arregalei os olhos por um instante e ela corou fortemente "Como ela consegue esconder esses seios enormes por de baixo da blusa?" meus pensamentos foram interrompidos por lábios quentes e sorridentes preenchendo os meus, ela deslizou suas pequenas mãos desenhando as laterais do meu tronco parando no começo da minha calça moletom, depois de um tempo ela tirou a mesma me deixando só de cueca tendo total visão da ereção em baixo do tecido e mais uma vez meu rosto queimou fortemente; sorri balançando a cabeça negativamente e a puxei, pelo braço, para mim novamente a beijei e desci minhas mãos até sua bunda a pressando mais contra meu membro, que pulsava de baixo da minha cueca e tive um gemido arfado como resposta.
Tirei sua legging com as mãos, desci os beijos para seu pescoço, clavícula e seios, ela mesma fez questão de tirar o top, não demorando muito para eu abocanhar seus seios que agora estavam totalmente espostos, eu me divertia como uma criança sem supervisão, eu aproveitava cada sensação daquele momento tão satisfatório.
Trocando de posições, eu roçava meu membro, ainda coberto pela cueca, em sua intimidade coberta pelo pano úmido de sua calcinha; aquilo só me fazia perder mais o controle que já não estava um dos melhores. Continuando a trilha de beijos desci para sua barriga logo chegando ao começo de sua calcinha que fiz questão que retirar dali com a boca mesmo, tive a clara visão de sua intimidade o que me deixou ainda mais duro, selei o local e ela gemeu, rapidamente penetrei minha língua no local e comecei a me divertir com ela, tive mais gemidos em resposta.
Depois de um tempo, voltei e a beijei calmo, mas em um movimento rápido ela ficou por cima de mim seguindo uma trilha de beijos até minha cueca, ela tirou a mesma segurando meu membro duro e o abocanhando com toda a vontade possível, para mãos inexperientes até que ela estava indo muito bem... Bem até de mais, pois logo senti meu ápice quase chegar me deixando tênue com aquela sensação, segurei em seu cabelo não muito forte e ela aumentou a velocidade, mas depois de um tempo parou e ficou brincando com a ponta de sua língua em meu membro hipersensível.
Puxei-a pelos braços até mim, a beijei me colocando sobre ela, peguei meu membro o posicionando em sua entrada e a olhei, ela sorrio e colocou seus braços em volta do meu pescoço indo até minha orelha.
  -Estou pronta... -Ela disse lentamente, seu tom de voz parecia estar assinado um documento muito importante, apesar de que a importância era quase a mesma. "Que desnecessário pensar isso agora nessa situação" eu ironizei tentando controlar meu cérebro que sempre fazia lógicas. Beijei sua bochecha e a penetrei devagar "Como é apertadinha, meu Deus" sorri ao sentir meu membro ser esmagado, e pude ver claramente sua expressão de dor, sorri e a beijei terminando de entrar por completo nela, pude sentir minhas costas serem aranhadas novamente e o beijo que antes estava calmo se tornou intenso e repleto de desejos, comecei os movimentos s estocadas profundas e aproveitosas.
Eu aumentava os movimentos a cada gemido dela até que pude sentir que meu ápice chegou, rapidamente sai de dentro dela e gozei; joguei meu corpo cansado sobre ela e respirei fundo, ouvi ela sorrir em minha orelha e jogar meu corpo para o lado ficando sobre mim, ela começou a rebolar em meu membro, então peguei em sua cintura para ajudar nos movimentos, apesar de ela realmente não precisar. Um tempo depois ela começou a cavalgar rapidamente sobre mim, então gradativamente foi diminuindo a velocidade, logo gozou sobre meu membro e, assim como eu, jogou seu corpo sobre o meu logo se deitando ao meu lado. Ela parou para me olhar e eu limpei o suor que escorria sua testa.
-Você é incrível... -Susurrei e ela sorrio, voltando a me beijar depois encostando sua cabeça em meu peitoral. Aquele momento estava tão perfeito, eu me sentia realizado, quando de repente sinto um forte ardume nas costas.
  -Não quero nem ver minhas costas amanhã. -Dei um tapa na minha testa ao imaginar minhas costas inchadas e cheias de vergões. Ela sorrio tímida afundando seu rosto em mim.
  -Mianhae... -Ela disse fazendo aegyo com uma voz fofa, sorri e a abraçei.
  -Não tem problema desde que você cuide de mim.
  -Eu vou... -Ela sorrio e ficou acariciando meu cabelo, que logo me fez cair no sono.


Notas Finais


Então gente foi esse o capítulo, não tinha como não ficar grande então me desculpem kkkk eu tentei resumir ao máximo que consegui, mas em fim espero que tenham gostado, comentei o que estão achando e o que acharam desse capítulo e até o próximo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...