História ¤ FANTASY ¤ Imagine Park Jimin. - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Tao, V
Exibições 186
Palavras 1.008
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amoras, eu sei que era pra mim postar antes, maaaaaass como meu pai está por perto no caso até segunda eu não tenho como esta escrevendo porque senão ele vai ficar brigando, ja que pra ele se eu to mechendo no célula eu só estou vendo ou fazendo coisas fúteis, mas é aquele ditado vamos fazer o que né?! Alem do mais estou cuidando da minha avó que operou dos olhos ♡ serio gente amo minha avó, ela é de longe a pessoa mais legal desse mundo e foi a primeira pessoa por quem eu me senti amada então eu amo muito ela.

Aaahhh as capas vão ser padronizadas apartir de agora vão ser assim.

Capítulo 29 - CAP - 27 - I do not belong to you.


Fanfic / Fanfiction ¤ FANTASY ¤ Imagine Park Jimin. - Capítulo 29 - CAP - 27 - I do not belong to you.

** casamos*** (isso foi a autora querendo lembrar vocês que agora voces são casadas)


Acordei no hotel.

Aquela confusão toda era só pra dormir, bom agora somos oficialmente casados, mas me irrita ele não lembrar de mim, mas qual quer coisa , eu ainda posso fazer da vida dele um inferno, não que eu queira isso claro, mas eu posso.

Fiquei acordando o Jimin de leve mas o mesmo não acordava, ** nha ** tão fofo dormindo, eu queria beija-lo então o fiz, depositei um beijo suave entre seus lábios macios, quando me afastei acabei me assustando pois o mesmo estava de olhos abertos.

- sempre soube que você  me amava.

- aish.. vai se ferrar Jimin.

Disse mas porque não sabi o que dizer do que por outra coisa, me levantei rapido e me dirigi ao banheiro para tomar um banho, vê se conseguia me acalmar, o Jimin sempre me deixa nervosa.

- aquele desgraçado.

Sussurrei debaixo do chuveiro sentindo a água me relaxar.

- você não deve chamar o seu marido de desgraçado.

Eu grite quando ouvi a voz do mais velho atrás de mim, senti todo o seu corpo precionar o meu contra a parede, sua boca mordiscar meu pescoço suavemente, e suas mãos prenderem as minhas na parede, eu me sentia fraca, por que ele tinha esse efeito sob mim? Eu sentia o corpo dele sendo molhado pelo chuveiro, minha respiração estava pesada.

- você é tão fácil.

Ele disse se afastando, aquilo me deu um ódio tão grande que eu joguei a primeira coisa que eu achei ( um vidro de shampo) mas o mesmo tinha fechado a proteção de vidro.

- se quebrar você vai pagar.

- querido se eu quisesse eu comprava a porra de hotel.

Eu me sentia quente por esta com raiva.

- então vocêtem tanto dinheiro assim?

- você nem imagina o quanto.

Ele sorriu vestindo um roupão branco e saindo do banheir. Enquanto eu estava ali parada tremendo de tanta raiva, ok se ele quer guerra vai ter guerra. Terminei de me banhar e fazer o que tinha que fazer, tinha uma muda de roupa lá, era um vestido justo. que dava no meio da minha canela, quem escolheu isso? Me assustei com a entrada de alguém no quarto, era a camareira.

- ow descilpe senhora achei que o quarto estivesse vazio.

- ele vai esta em alguns minutos, você por avaso não teria uma tesoura teria?

- sim senhora.

Ela abaixou e pegou algo numa espécie de bolsa que tinha no carrinho, tirou uma tesousa media e me entregou.

- perfeito.

Ajeitei o vestido e cortei para que ele ficasse no meio da minha coxa, pronto.

- obrigado.

- disponha senhora.

Me virei e fui para o banheiro, levando minha roupa intima e o vestido, me vesti, otimo, saí do quarto peguei minha carteira e o maldito vestido de noiva. Foda-se se vão prestar atenção. Deu um sorriso à moça e depois saí, literalmente saí, saí do quarto, do hotel indo direto pra um ponto de taxi, meu celular começou a tocar quando eu entrei em um taxi e dei meu endereço.

- hey baby.

- hey baby o caralho, onde vice tá?

- Descubra por si proprio Jimin.

- me diz que você está no hotel.

- não.

- não de não está ou não de não vai dizer?

- Descubra sozinho amor da minha vida.

- aish... você é . ....

Desliguei na cara dele e relaxei no banco curtindo o caminho de volta pra minha casa, meu celular tocou uma, duas, três vezes vi que ele continuava insistindo e aquilo etava me divertindo, então apenas desliguei. " Que os jogos comecem."  ri com esse pensamento, então resolvi fazer algo.

Pedi para o taxista esperar e peguei algumas roupas, colocando em uma mala pequena, voltei pro taxi e pedi pra ele me levar para outro hotel, o mesmo fez isso. Paguei tudo direitinho com o Maior sorriso no rosto.

- eu queria ser uma mosquinha pra ver o que ele ta fazendo.

Então me registei, subi pro quarto e liguei meu celular que não parou de tocar nocamente era o Jimin.


Ligação onn _

- o que quer?

- saber onde você está.

- aish.. Tão chato... me deixa.

- te deixa nada, você é minha esposa.

- ahhh é mesmo?

- s/n para de graça e me diz onde está.

- longe de você, só isso que importa.

- aish.... como você é insuportavel.

- então por que ta preocupado pra saber onde eu estou.

- por que você é minha mulher.

- sou sua mulher não seu animalzinho, alem do mais você nem queria se casar.

- mas agora somos casados e você me deve respeito.

- eu lhe respeito só não aceito que queira ser meu dono, eu não sou um objeto Jimin, até mais hyung ♡.

Desliguei novamente, peguei uma bolsa e saí, fui da uma volta no shopping, sera se o Jin hyung pode sair? mandei uma mensagem para ele.


Mensagem ONN _

Me: Hyung?

Jin_princesa_rosa : onde você está? o Jimin ta deixando todo mundo doido aqui.

Me: seeeerio? To no shopping e a culpa é dele que me chamou de fácil.

Jin_princesa_rosa : aish.. esse menino ta precisando aprender uma lição.

Me: hyung vem me ver, por favor nunca te pedi nada.

Jin_princesa_rosa : ok.. pode ser no parque o shopping chamaria muita atenção ja basta aquela vez no aeroporto.

Me: ok te amo.

Jin_princesa_rosa : também te amo ♡.

Mensagem OFF _

Saí do local que eu estava me dirigindo a uma pracinha pouco afastada, eu ja tinha vindo aqui com o Jin antes mas foi muito rapido, o mesmo não demorou muito pra chegar e quando o vi me joguei nos bracos do mesmo e ele me apertou com força.

- aish sua louca por que não me contou que iria se casar com o Jimin.

O mesmo me colocou no chão.

- e estragar a cara de vocêsde surpresa?

- mas você sabe que como o Jimin ta agora esse casamento... ele pode acabar te traindo e eu não quero isso.

- temos um contrato.

- serio?

- sim. eu não tenho direito a nada dele, nem ele a nada meu e em caso de traição comprovada ele tem que me indenisar e eu decidose nos separamos ou não.

- você pensou mesmo em tudo né.

- ne.

- minha garotinha casou.

Ele me abraçou com muita força e sorrimos.




Notas Finais


Sei que esse cap ficou meio neutro e muito ruim mais e pq n ta dando pra escrever scrr eu vou enlouquecer, prometo recompensar vocês. Amém. Beijos no kokoro ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...