História ¤ FANTASY ¤ Imagine Park Jimin. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Tao, V
Exibições 456
Palavras 1.672
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus amoorees ♡♡ espero que gostem foi feito com muito carinho pra vocês.

Capítulo 3 - CAP- 2 - fudeu


Fanfic / Fanfiction ¤ FANTASY ¤ Imagine Park Jimin. - Capítulo 3 - CAP- 2 - fudeu

" Ei, você, saia da minha nuvem
Você não me conhece, e você não conhece o meu estilo
Estou ficando chapada, me sentindo lá em cima, nunca vou descer
Estou ficando chapada, uh " Lifted-CL.

"Virei o rosto da minha amiga e a beijei na frente dele. O que as pessoas não sabiam era que ela era bi, ela tinha medo de rejeição alheia por isso sempre escondeu, mais como eu não ligava para isso ela sempre foi sincera comigo.

- Wooouu.

Foi tudo que ele consegiu dizer. "

  - (seu nome).

  Lara gritou bringando.

-por que infernos fez isso?

- ahhh nao fode Lara, sei lá deu vontade.

Virei pro Barman e pedi outra dose. Minha visão estava embaçada e eu estava respirando com dificuldade, eu não ia chorar não ia me permitir chorar, tomei uma, depois outra e outra. Seguindo assim até o momento que ja sentia uma leve tontura, eu sei que a vaca da Lara vai me perdoar, somos melhores amigas, foda-se eu vou dançar. Deixei a música me embalar enquanto cantava tambem.

"    What up hey girl
Yeongwon gatdeon chalna unmyeong gateun sungan
Nareul han sungan tdulhgoga beongaecheoreom I segyereul
Neon nae ireum bulleojumyeo naegero dagawa
Nollawo seomgwangcheoreom gadeuk cha
Neoreul majuhan sungan oh my
Pyeonhage yeogi anja
Ije nae yaegireul deureobwa "

  Eu realmente gostava de call me baby, mais confesso que não sabia bem o que estava acontecendo, meu corpo rebolava sozinho, chamava muito mais atenção do que eu imaginava, aprender passos de kpop e mistura-los com a sensualidade brasileira pudia chamar muita atenção, alguns ate ousavam a dançar comigo enquanto meu corpo ia ate o chão, eu podia sentir as vezes mãos na minha cintura, eu realmente não estava mais ligando, eu não amava o meu namorado mais estava com raiva por ele ser uma filho da puta moralista. Eu o namorava pelo meu pai, que o achava bom partido. "Que todos tomem no cu". Quem eu estava tentando enganar, eu aprendi gostar daquele fudido. Mais que se dane.

  Um cara alto, bem atraente chegou perto de mim colando nossos corpos, ele tinha um rosto bonito e estava vestido de gatinho, mas seus olhos eram ferozes.

" Noryeokhaji anhado wae geureonji molla
Namanbomyeon jajireojyeo nolla
Nae look nae style nae swagger

Oh amugeosdo anhaedo geunyang nega joha
Chyeodabomyeo gabyeopge dagaga
Geunyang “hey girl how are you doing?” (hey!)

(Girls girls girls they love me)
Naneun wae momi ireoneun geoni
(Girls girls girls they love me)
Eoril jeokbuteo gyesok jjukgyeowossni"  Girl girl girl-GOT7

Eu rebolava praticamente esfregando meu corpo no dele, me virei descendo até o chão. Eu segurou meu cabelo com certa força quando eu levantei fazendo nosso corpo ter mais contato, ele levou a boca ao meu ouvido, mordendo o lóbulo da minha orelha, me fazendo morder o lábio para não gemer.

- quer sair daqui?

- com todo prazer.

- eu vou te mostrar o quanto prazeroso pode ser.

   Saimos e ele me levou até seu carro, o caminho até o local foi bem excitante, tocava uma musica bem legal na rádio.

" Wish I may
Wish I might find my one true love tonight
Do you think that he could be you?
If I pray really tight
Get into a fake bar fight
While I’m walking down the avenue
If I lay really quiet
I know that what I do isn’t right
I can’t stop what I love to do
So I murder love in the night
Watching them fall one by one they fight
Do you think you’ll love me too, ooh, ooh? "

Falava algo sobre encontrar o amor naquela noite e sobre ela ser uma psicopata. Mais isso não me importava, eu estava de joelhos no banco, mordiscando a orelha do "gatinho" enquanto ele arfava e prestava atenção na estrada, hora variava descendo ate seu pescoço e deixando marcas bem visíveis, enquanto minha mão apertava o volume na sua calça. Chegamos a uma casa bem grande, quando ele finalmente estacionou sua boca domou a minha ferozmente, mordendo forte, sua mão apalpava o meu peito como sei la o que, mais estava uma mistura de dor e prazer. Ele parou o beijo descendo do carro apressado, e eu fiz o mesmo.

  Voltamos a nos beijar, ele agarrou minha bunda e eu enrosquei minhas pernas em sua cintura, não prestei atenção em nada, só no sabor dos seus beijos, chegamos em um quarto e só percebi porque ele me jogou na cama, me fazendo rir.

- Me faça sua querido.

- com todo prazer.

Ele sorriu pegando a minha perna e tinhando meu salto o jogando por cima do ombro, beijanto meu pé, logo rasgando minha meia, eu só conseguia ria, cada local que ele beijava minha meia virava um pedaço, quando ele finalmente chegou na minha intimidade ele deu um beijo por cima da fantasia, pegando minha outra perna e fazendo o mesmo procedimento, parece que ele sabia muito bem como tirar minha fantasia. Levantei o corpo para ele tirar melhor, ele tirou tudo, inclusive minha calcinha,  fiz cara de inocente, o que o fez dar um sorriso de canto, ele se ajoelhou, mais antes que eu falasse alguma coisa...
* do tipo, não põe a boca aí eu acabei de fuder com outro cara* ... sua boca tomou minha intimidade e chupou de leve meu clitóris, fazendo um arrepio percorrer todo o meu corpo, senti ele enfiar um dedo depois outro enquanto chupava com certa força meu clitóris. Não demorou meuito para eu me desfazer em seus dedos. Ele deu um grande sorriso vitorioso. Retirando sua roupa toda ele endagou.

- sabia que gatos comem coelhos?

  - me parece bastante irônico se levarmos em conta a nossa situação momentânea.

Ele pehou uma camisinha na gaveta do criado mudo e desenrolando em seu membro ja bem duro. Logo em seguida deitando-se por cima de mim e me penetrando devagar, sua boca tomou a minha num beijo calmo, sua lingua passeava na minha boca sem pressa se encontrando com a minha e travando uma batalha deliciosa, ele movia seu corpo lentamente as vezes tocando no meu ponto "g" me fazndo soltar alguns agemidos de prazer.

  - Oppa mais rapido.

- okay.

As estocadas que antes eram lentas agora estavam fortes e violenta, me fazendo gemer alto, eu podia ouvir o barulho dos nossos quadris se chocando, aquilo era bom, arqueei o corpo quando enfim cheguei ao meu apse, depois de mais duas estocadas ele também atingiu o dele, gemendo alto. Ele jogou seu corpo pro lado tirando a camisinha e a jogando no chão, nossa respiração estava desregulada e nossos corpos suados.
Ele me puxou para se peito e eu apenas fechei os olhos e adormeci.

  Ocordei meio atordoada e sem saber exatamente onde estava, minha cabeça doida pra caralho e eu estava com vontade de vomitar, minha boca amargava.

- Nunca mais vou beber na vida.

  Me sento na cama e olho ao redor, o quarto é bem grande, tem uma janela enorme, que esta fechada e tem cortinas finas na cor cinza, o quarto é branco como as cobertas da cama, tem uma mesa encostada na parede com uma cadeira, três portas, uma foi a que eu entrei, como eu não vejo guarda roupa uma das portas deve ser um closet, dou de ombros e quando penso em levantar e me vestir a porta se abre.

  Eu sei que a casa é dele e que a gente tranzou ontem, mais sinto uma leve vergonha, por isso cubro meus seios com o lençol, ele tras uma bandeja com comida e seus lábios acompanham um belíssimo sorriso.

  - bom dia princesa.

- bom dia.

  *Por que inferno minha voz saiu tímida? ?*

- dormiu bem (s/n)?

- espera como sabe meu nome?

- você não se lembra? Você me disse ontem.

Ele fez uma cara muito finjida de decepção.

- eu disse?

* ai puta merda eu não lembro o nome dele. E agora? Será se é muito ruim eu assumi que não me lembro?**

O filho da mãe começou a rir da minha cara quando percebeu toda a minha confusão.

- desculpe eu estou brincando, você não me disse, eu fiquei curioso e olhei sua identudade.

- você mexeu na minha bolsa?

- foi por uma boa causa, você não acordava e eu não queria ter um cadaver que eu nem sabia o nome no meu quarto.

Tentei parecer brava, mais não consegui, então peguei a xícara de café e tomei um gole. Levantando e indo me vestir ele deitou na cama e ficou me olhando.

  - então qual seu nome?

- pode me chamar de Tao.

- Tao? Hum ok.

- você vai vestir isso?

  - sim apesar se ser estranho mais preciso de um taxi pra pegar meu carro no clube.

- achei que ia ficar mais.

* ele faz cara de cachorro sem dono*

- preciso ir, minha vida me chama e minha amiga deve estar preocupada.

  A imagem de ter beijado ela vokta a minha cabeça, bom talvez ela não esteja tão preocupada, mas ele não precisa saber.

- Veste ao menos uma blusa minha e eu te deixo no clube.

- me dê uma então.

Ele se levantou e foi ruma a porta da direita, entrou e trouxe uma blusa preta que quando vesti dava no meio da minha coxa. Sorri pra ele e logo descemos, pegeui minha bolsa e fokos rumo ao clube. Me imprecionei com a quantidade de carros que ainda tinha ali, saí do carro dando um rapido beijo no Tao, eu nunca mais iria vê-lo mesmo.

  Entrei no meu carro e fui em direção a minha casa, meu celular tinha descarregado então coloquei na radio, estava tocando show you do Shawn Mendes. Estava tudo tranquilo quando me deparo com o Jimin encostado em um carro na frente do meu prédio, ele parecia irritado. Por algum motivo a minha mente gritava "fudeu".

            ♡


Notas Finais


Espero que estejam gostando meus amores, me digam o que acharam. Se tiverem ideias também posso aderir ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...