História ▪▪♡ Imagines BTS ♡▪▪ - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hot, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Nanjoon, Romance, Suga
Visualizações 84
Palavras 1.619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii!! Faz tempo não é? Pois é. A falta de criatividade bateu legal. Mas aqui está. Um fofinho do Tae!
Logo teremos com o nosso sorridente sol, Hoseok.

Boa leitura! ❤

Capítulo 5 - Taehyung - Correspondido


Fanfic / Fanfiction ▪▪♡ Imagines BTS ♡▪▪ - Capítulo 5 - Taehyung - Correspondido

Não era possível. Seria meu sonho se realizando? S/n estava acenando para mim? Será que hoje o dia vai ser diferente?

Levantei minha mão para retribuir o aceno, mas antes que eu pudesse dizer algo, ela passou ao meu lado e foi falar com sua amiga, deixando-me cabisbaixo.

Esse era só mais um dia normal em que eu, Taehyung, o estranho da classe, era ignorado pela garota mais linda dessa escola, S/n. Bom, pelo menos era o que eu pensava sobre ela.

Apenas respirei fundo e continuei meu caminho para sala. Quando vou tomar coragem e falar com ela?

( … )

- Senhorita S/n, poderia me responder essa questão?

- Oh, sim senhor. - S/n respondeu o professor, simpática como sempre.

- Leonardo tinha 153 pombos. Fugiram 56 e depois foram colocados mais 76 no viveiro. Quantos pombos ficaram? - O professor perguntou.

Essa era uma questão bem simples, pois o professor estava fazendo uma espécie de brincadeira, mas o problema era o tempo.

- Você tem 10 segundos. - O senhor Choi complementou a fala. Tadinha da S/a, como posso ajuda-la?

Fiz a conta rapidamente e escrevi bem grande no meu caderno. Eram 173. Aproveitei que os alunos estavam concentrados e levantei meu caderno, fazendo com que S/a tivesse a visão do mesmo.

- 3, 2… - O professor começou a contagem regressiva.

- 173? - S/a respondeu insegura.

- Certa resposta! - O professor explicou uma maneira simples de fazer a conta e blá blá. Fico feliz por ter a ajudado.

( … )

Oh, ela está vindo na minha direção, não pode ser. Será que ela vai me agradecer? O que está acontecendo? Jesus. Ela tá vindo.

- O…. - Ela passou direto e sentou na mesa com suas amigas. Me ignorou totalmente.

Esse era só um recreio normal. Mais um dia em que ela me ignora.

Quer saber? Eu desisto.

POV'S S/n 

Olha, o Taehyung está ali. Acho que estou começando a gostar dele, NÃO É OFICIAL. Ele sempre está quando eu preciso, sempre tenta me ajudar, mesmo nunca falando comigo, o que eu acho meio chato, ele parece ser legal. Oh, vou aproveitar que ele está ali para agradecer por ter me ajudado na aula de matemática.

Olhei para minhas amigas de relance, elas perceberam que eu estava indo na direção do menino e mandaram, discretamente, que eu não fizesse isso. Fiquei tão distraída que passei direto por ele que nem percebi, quando vi ele já estava na porta do refeitório.

- Não vai lá, S/a. - Uma das minhas amigas dizia, ela estava a minha frente.

- Verdade. Ele está caidinho por você, tem que se fazer de difícil. - A sentada a minha esquerda dizia.

- Mas… Ele é tão legal comigo. Não quero ignora-lo. - Eu falava enquanto olhava para comida. Eu estava triste por não agradece-lo. - Ele me ajudou na aula de matemática hoje, eu ainda não agradeci.

- Fez bem. Assim ele pensa que você não liga para ele. - A menina de cabelos azuis dizia.

- E você? Também gosta dele certo? - A minha frente me pressionava de um forma que, olha, acho que ela queria uma resposta positiva de qualquer forma.

- Eu? Talvez. - Me fiz de desintendida. Na verdade, esse garoto tem me chamado a atenção faz algumas semanas e elas sabem disso.

- Sei. Mas continue assim, vai chamar a atenção dele. - A de cabelos azuis disse por fim.

Será mesmo que eu estava fazendo a coisa certa? Eu deveria me sentir triste por ignora-lo?

( … )

Entrei na biblioteca após a aula de literatura. Precisávamos ler Dom Casmurro, eu gosto desse livro, já li duas vezes, essa será a terceira.

- Licença, onde ficam os clássicos? - Perguntei a bibliotecária.

- Na terceira fileira, querida. - Me respondeu ainda concentrada nos seus afazeres.

- Obrigada. - Agradeci e me retirei, ouvi um "Disponha" de longe.

Vamos ver. A, B, C, D! Aqui, deve estar por aqui. Ham… Do… Achei! Aí! Esbarrei em alguém.

- Desculpe! - Me curvei rapidamente.

- Não foi nada. - Era uma voz grossa, era o Taehyung.

- So… - Taehyung saiu andando, me ignorou. Eu ia agradecer… Mas, ele tem seus motivos. Eu dei quais são.

Por um momento, me lembrei de todas as vezes que ele chegou perto de mim. Ás vezes fazia-me rir, mesmo que não percebesse.

Quando ele ficou me olhando pintar e sem querer caiu do banco.

Quando ele pegou um lanche para mim, já que eu havia esquecido. Ele pediu para uma menina entregar-me a marmita, também disse para ela não me contar quem havia pago o lanche. Mas eu consegui a convencer e ela me contou. Foi nesse dia em que eu o notei. Eu só não agradeci pois achei que ele poderia ficar com vergonha.

Também teve a vez em que ele jogou um aviãozinho de papel, eu não sei se era para mim, mas foi para a mesma direção em que eu estava. O avião acabou caindo na mesa do professor, sorte que o senhor Kim estava escrevendo no quadro.

Por fim, hoje na aula do senhor Choi.

Sinto que tiveram outra vezes, mas essas me marcaram. Eu ri muito em todas elas. Menos na de hoje, eu estava tão tensa que Taehyung foi minha salvação, sem ele eu provavelmente diria algo como 9.

Esqueci do livro e sai correndo da biblioteca. Será que ele ainda estaria por aqui?

Ali!

POV'S Taehyung

Eu já estava bem para baixo. Mesmo depois de desistir, eu tinha que esbarrar logo com ela na biblioteca?

- TAEHYUNG! - Uma voz conhecida gritou o meu nome. Não podia ser quem eu estava pensando. Ou podia? Parei no mesmo momento. - Ah, que bom que esperou. Eu queria dizer obrigada por hoje. Sabe? Na aula de matemática.

- A-ah. Não foi n-nada. - Olhei para baixo. Mesmo cansada ela poderia ser linda? E mais, ela correu para falar comigo?

- Foi sim. Eu provavelmente teria errado se não tivesse me ajudado. - Parou um pouco de falar. - Obrigada também pelo lanche na semana passada. Lembra? Você pagou para mim.

- O que? - Levantei a cabeça rapidamente para encara-la, ela sabe? - Como descobriu?

- Digamos que muita insistência. - Olhou para baixo. Ela parecia estar pensando. - Bom, é isso. Obrigada! - Se aproximou e selou seus macios lábios em minha bochecha. - Tchau! - Saiu andando. Percebi que ela estava corada. Eu não corei, fiz pior, paralizei.

( … )

- HAHA! ELA FALOU OBRIGADA! BOA TAEHYUNG! AAAAAAAAA! TEVE BEIJO! PUTA QUE PARIU! - Eu gritei dois segundos depois de fechar a porta de casa.

Eu tenho um plano.

POV'S S/n

Só mais um dia normal. Uma manhã em que eu vou acordar e ir para escola. Um dia normal.

Só que tem algo diferente… Seria um aluno novo? Ah, é o Taehyung… Espera… Taehyung?

Ele, ele está mais bonito ainda! Os cabelos estão castanhos claros, na minha opinião caiu melhor do que o laranja que costumava usar, ele estava sem óculos, talvez de lentes? As roupas estão do tamanho certo, sabe? Antes ele costumava usar roupas largas e… Agora, eu poderia dizer que ele está perfeito.

Ele está vindo na minha direção? Não pode ser.

Estava tudo em câmera lenta. Os cabelos dele voavam por conta da brisa, suas caras ficavam mais sexys ainda - Não que eu tivesse reparado antes. Quem estou querendo enganar? Eu reparava sim. - e essa língua que não para dentro da boca?

- S/a? - Chamou-me.

- O-oi. - Por que estou nervosa?

- Está livre hoje? Depois da escola. - Perguntou com um sorrisinho.

- Eu? Estou, estou sim. - Se tem uma coisa que eu estou, essa coisa é livre.

- Gostaria de ir ao cinema comigo? - Sorriu quadrado. Era fofo, fofo demais.

- Pode s-ser.

- Ótimo, te vejo mais tarde. - Se abaixou e deu um selar em minha bochecha.

- Tchau. - Disse quase sussurrando.

Desde quando ele tem esse poder sobre mim?
Taehyung, eu acho que gosto de você, é oficial.

( … )

O dia foi de encaradas. Ele me encarou. Eu encarei ele. Algumas vezes peguei ele me encarando, assim como ele me pregou o observando. Foi tenso.

Agora estamos no cinema, o filme já deve estar acabando e nós praticamente não nos falamos. Eu não sei o que fazer.

A vergonha tomou conta de mim e eu nem percebi. Estou entrando em desespero. O que se faz em um encontro? Eu nunca fui em um.

Senti a mão de Tae - Sim, tem apelido. Mesmo que ele não saiba. - encostar na minha e segura-la. Meu coração parou. Olhei para Tae e ele estava olhando para a tela, quando pensei em voltar a "prestar atenção" no filme, ele virou para me encarar também.

Em questão de segundos senti seus lábios encostarem nos meus.

Sabe aquelas histórias de princesas que encontram seu amor verdadeiro em algum príncipe? Eu me senti como elas. Como se tudo no mundo tivesse desaparecido. Tudo estava em câmera lenta.

Senti ele pedir passagem com a língua e eu dei.

Meu coração estava a mil. Para mim, não estávamos num cinema, estávamos num paraíso, um paraíso onde só existiam nós dois. Era perfeito. Mas, infelizmente, a falta de ar se fez presente. Nos separamos e Tae me olhou, eu não saberia reagir a esses momentos, mas ele reagiu da melhor forma possível.

Taehyung me puxou para o seu colo e me beijou novamente. Ah, estava mais que perfeito. Nos separamos.

- S/n, acho que poderíamos tentar. Concorda?

- O que seria tentar? - Perguntei ainda meio desnorteada.

- Namorar. - Gelei. Eu nunca havia namorado, só, no máximo, ficado sério. Mas faz tanto tempo.

- Tudo bem, podemos tentar. - Por que não? Essa seria uma experiência, com certeza, inesquecível. Apenas o vi sorrir e me puxar para fora do cinema.

Parece que o dia será divertido.


Notas Finais


Querem outros? Quais?

Minhas outras fics:

A nossa nerd (Imagine Jimin)
 https://spiritfanfics.com/historia/a-nossa-nerd-imagine-park-jimin-7927009


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...