História ( In Between Love and Hate) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~secretgirl

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Exibições 30
Palavras 1.828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Orange, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo...espero q goste.!!

Capítulo 3 - Reencontros


Acordei com a claridade da janela em meus olhos, droga havia esquecido de fecha-lá.Me levantei e fui ao meu closed peguei uma lingerie e escolher uma roupa e logo depois fui tomar um banho pra ver se espantava essa preguiça.Tirei meu pijama e entrei no chuveiro deixando que a água levasse todo meu cansaço da viagem. Ontem depois que papai e Chaz chegaram foram uma festa, ficamos conversando até tarde até que Jazmin fosse embora, tinha me esquecido como era bom estar com minha família toda reunida.Terminei meu banho e me vesti, logo saindo pra tomar café, mais antes fui pro quarto ao lado pra acordar meu maninho como fazia quando pequena.Entrei em silêncio notando que o mesmo estava todo torto na cama com o edredom o cobrindo por inteiro, e bem devagar retirei o mesmo dele.

  - BOM DIA MANINHO DO MEU CORAÇÃO - gritei pulando em cima dele que tomou um susto enorme me fazendo ter uma crise de risos. - Mais que droga Jane, sai de cima de mim sua gorda - me tirou de cima dele e começou uma guerra de cosquinhas em mim.

- Para..Chaz...socorro- Não conseguia parar de rir, ele conhecia bem meus pontos fracos. - Eu tava morrendo de saudades mana - disse parando para meu alívio.Chaz era bem mais forte que eu, apesar de ser mais velha apenas alguns meses que ele.Tinha um belo corpo atlético, cabelos castanhos escuros e lindos olhos azuis.De verdade?se ele não fosse meu irmão eu pegava kkk...
    - Eu também mano - Enquanto ele ia se lavar eu desci pra tomar café, e assim que cheguei a cozinha pude sentir o cheiro das panquecas da minha mãe, papai lia um jornal enquanto tomava seu café.
     - Bom dia! - dei um beijo em papai e na mamãe que logo ja colocava algumas panquecas em meu prato.
       - Bom dia filha, dormiu bem?-apenas assinti pois estava ocupada demais me deliciando com meu café.Chaz logo chegou e depois de dar bom dia a todos se sentou ao meu lado se servindo de suco.
      - Que bom que estão todos aqui,pois quero avisar que temos um jantar pra irmos hoje a noite -
      - Jantar? Onde?- disse papai que nem prestava atenção no que minha mãe dizia, estava mais enteressado em sei lá o que.
       - Sim.Vamos jantar na casa dos Biebers, Pattie soube da volta da Jane e não vê a hora de vê-la e nos convidou pra jantar hoje em sua casa, e é claro que eu disse que iamos- me engasguei com meu café, sujando toda a mesa e tossindo sem parar, eu acho que to louca, eu não posso ter ouvido direito.Como assim mamãe aceitava uma coisa dessas? Tudo bem que era a tia Pattie, mais eu não tava preparada pra ver o justin ainda.Tinha esperanças de não vê-lo por um bom tempo, pelo menos até eu voltar pra Londres.
    - Como assim mãe?a senhora ta brincando né? - esperava que fosse,por que se não eu tava ferrada.Conhecia muito bem ela é sábia que ela nunca recusaria um jantar dos Biebers.
     - Não querida, e espero sinceramente que esse surto todo não seja por causa do Justin.Você esta bem grandinha pra ficar implicando com ele - o quê? Minha própria mãe contra mim?Valeu universo acabou com meu bom humor.
       - Eu sei me comportar e ser educada com quem merece.E
por isso eu prefiro ficar aqui lendo meus amados livros em casa - Voltei a comer tranquilamente enquanto papai e chaz apenas riam de nos duas.
      - Nada disso, o jantar e especialmente pra você.Esteja pronta as 19:00 e não me contrarie - mais que droga, era só o que me faltava.bufei e assim q terminei de comer, subi para arrumar minhas malas que estavam por ai em algum lugar do meu quarto.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
 

  Me olhava no espelho e me perguntava pela décima vez o por que de ter aceitado ir nesse jantar.Não é surpresa pra ninguém que eu adorava pattie, ela é um amor de pessoa assim como jaz e Jeremy que sempre me trataram super bem.Mais so de lembrar que verei Justin hoje me sobe um arrepio e me lembro da minha festa de 15 anos, aquele maldito desgraçado me beijou como se fosse a coisa mais normal do mundo, eu o odeio ainda mais por me deixar nessa confusão mental."Ok Jane, você pode fazer isso "acho que se repetir isso mais uma vez me jogo pela Janela.Coloquei meu par de brincos que comprei em Londres e por fim dei uma última olhada no espelho.Usava um vestido vermelho que ia até a metade das minhas coxas,justo que modelada minha cintura, me deixando com um ar mais formal.Passei um gloss nos labios e nos olhos meu inseparável rímel e máscara pra realçar meus olhos.Pronto, agora é  so arrasar kkk.Saí do meu quarto e vi meus pais na sala com Chaz arrumando seu cabelo no espelho, saímos de casa e no caminho todo mamãe me dizia como me comportar e blá blá blá, como se eu fosse una criança  aff.depois de alguns minutos ja passávamos pelo portão da casa dos Biebers.Dona Pattie quem nos atendeu, linda como sempre ou me arriscava a dizer até mais, depois de cumprimentar todos ela me abraçou e disse o quanto sentia me falta e pediu que entrassemos.A casa deles era simplesmente maravilhosa, não sei pra que uma casa desse tamanho.A sala era imensa, tinha um sofá branco no meio dela com um mesinha de centro de vidro onde continha um lindo jarro com flores, um tapete felpudo cobria a extensão da mesa,e ia até uma escada que dava pro segundo andar o onde provavelmente seriam os quarto e no canto da imensa sala tinha um piano preto do lado de um pequeno barzinho.Um luxo!!Pattie nos levou a sala de jantar do jantar onde estava Jeremy acompanhado de Jazmin.Nos comprimentamos e sentamos quando me senti falta de um certo alguém tomara que ele morra e não venha , doce ilusão...assim que bati meua olhos nele.Ele usava uma camisa social branca que não escondia seus músculos por aquele pano, uma calça Jens e sapato preto.Seu topete estava meio bagunçado e um pouco molhado o que denunciava que ele tinha acabado de sair do banho.Ele cumprimentou meus pais e Chaz e assim que me viu, apenas deu um aceno de cabeça se sentando no único lugar vago:do meu lado.
    - Então querida, como foi esse tempo em Londres? - disse Pattie após pedir que servissem o jantar.
     - Foi ótimo, é tudo muito lindo em Londres, consegui entrar em uma faculdade e me formei em jornalismo depois de um tempo - tentava parecer normal enquanto respondia Pettie, mais tava meio difícil sabendo que do meu lado estava o garoto que mais odiei na vida e que parecia que nem se importava com nada.
idiota!continua o mesmo imbecil de sempre.respondi mais algumas perguntas de Pattie e Jeremy e acho que estava tão empolgada respondendo todos sobre minha vida em Londres, que me surpreendi com um pergunta feita pelo Justin que havia falado poucas palavras em todo jantar.
   - Se sua vida estava tão perfeita em Londres, não entendo por que voltou então - sua fala vinha carregada de ironia e maldade.minha vontade era de levantar e puxar seus cabelos até não sobrar nada, mais como disse não sou mais aquela criança que ele irritava sempre que queria.Não hoje queridinho!
   - A saudade da familia falou mais alto.Londres e perfeita mesmo mais nova York sempre será minha casa.Além de quê, os londrinos não são tudo que dizem que são - parabéns...voltamos ao começo.bom se ele não podia agir como um adulto não iria gastar minha saliva com esse idiota.Até  por que minha mãe me enchetia o saco depois e Pattie não merecia que seu jantar fosse parar na cara do seu filho.Antes que alguém respondesse algo perguntei onde era o banheiro e me levantei indo no caminho indicado por Jazmin.
Que raiva. É eu pensando que poderíamos ter uma conversa civilizada mais não...merda!!assim que cheguei no banheiro me olhei no espelho, respirando fundo."calma.respira.inspira..," respira inspira..." fiquei assim durante alguns segundos até ouvir a porta do banheiro sem abrir e Justin entrar por ela.
  - O que você tá fazendo? Tá louco? - ele chegou perto de mim  o bastante pra sentir sua respiração e vi que ele estava bem nervoso.
   - O que você ganha com esse seu teatrinho de boa menina?por que voltou..por que não ficou de vez em Londres? - cada palavra que ele dizia vinha carregada de frustação e raiva.Mais o que esse louco ta falando.
   - primeiro me solta e segundo eu nem queria vir nesse jantar. Se você tá tão incomodado por que não vai embora.Acho que não faria a mínima diferença mesmo - não sei de onde eu tirei fôlego pra falar isso por que de repente o ar mudou e eu ja não respirava normalmente.
   - Você e insuportável garota - seu aperto era tão forte que já não duvidava que depois ficaria roxo meus pulsos.
  - Me solta seu idiota...me solt..- agora mesmo que eu desmaiaria.Não sei se foi pela raiva ou pela adrenalina que corria em meu corpo naquela hora, mais a única coisa que sentia naquele momento era seus lábios esmagando sem piedade os meus. M.e.u.D.e.u.s isso só pode ser coisa da minha cabeça, tem que ser.parei de pensar qualquer coisa quando senti sua língua invadindo minha boca com brutalidade e explorando todos os cantos da minha boca como se quisesse me matar so por sentir seu gosto, que por mais incrível que pareça era o mesmo daquela noite do meu aniversário.Não sabia mais o que estava acontecendo, só sentia sua boca na minha e suas mãos que antes seguravam meus pulsos agora apertavam minha cintura me fazendo sentir algo desconhecido em meu estômago.Senti a bancada da pia em minhas costas e logo depois embaixo de minhas coxas fazendo meu vestido subir um pouco e seu corpo em meio a elas.Involuntariamente levei minhas mãos  em seus cabelos macios os puxando fortemente pra conter tudo que sentia ao sentir seu corpo colado no meu.Quando o ar nos faltou seus lábios desceram para o meu pescoço me fazendo puxar seus fios mais forte pra conter um gemido.nao daria esse gostinho a ele. devia gritar, empurra-lo pra longe e dar um belo tapa em sua cara,mais havia algo que não me permitia fazer isso, talvez os arrepios que estavam me enlouquecendo ou minha mente que se enconta-vá totalmente nublado que não enviava esses comandos ao meu corpo.PARE!!PARE AGORA!! Droga isso não devia acontecer eu o odiava assim como ele também.Estava tão absorta em seus toques em meu corpo que nem me dei conta que suas mãos agora iam pro elástico da minha calcinha.

  - Jane!?você tá ai...ta tudo bem? - ....

  Continua...


Notas Finais


É ai??q calor...Até o próximo bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...