História History of my life - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), O Incrível Hulk, Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Dr. Bruce Banner (Hulk), James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Johann Schmidt (Caveira Vermelha), Loki, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pepper Potts, Personagens Originais, Sam Wilson (Falcão), Sharon Carter (Agente 13), Steve Rogers, Thor
Tags Anahi, Brutasha, Loki, Romance, Sexo, Tony Stark, Triângulo Amoroso, Vingadores
Exibições 68
Palavras 2.487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Pesadelos reveladores


Fanfic / Fanfiction History of my life - Capítulo 2 - Capítulo 2 - Pesadelos reveladores

P.O.V Anahí

 Dormindo calmamente sonhando com algumas partes do meu dia do nada tudo some e fica preto, quando volta tudo vem como um pesadelo da noite que meus pais morreram.

• Pesadelo on •

 Suspiro dentro do carro brincando com meu unicórnio de pelúcia e meu panda, levanto a cabeça e vejo a mamãe me olhando pelo retrovisor preocupada.

- Tudo bem mamãe? - Falo olhando ela

- Tudo vai ficar meu anjinho - Diz ela quase chorando

- Olha mamãe... como é fofo... meu panda unicórnio... eu amo panda unicórnio - Falo sorrindo fofa e vejo ela chorar sorrindo - Quer brincar? - Vejo o papai pega na mão dela e suspiro

- Não querida... brinca você... mamãe vai tenta dormi minha princesa - Diz ela me olhando e vejo ela se vira

 Continuo brincando distraída cantando uma música que gostava, escuto uma batida e agarro minhas pelúcias com medo, fico tonta quando a carro começa girar várias vezes na estrada e derrepente vejo ele cair em um morro muito alto. Pisco algumas vezes confusa muito tonta fraca sentindo muita dor, vejo meu papai "dormindo" e a mamãe quase.

- Mamãe? - Sussurro com dificuldade e vejo ela colocar um cordão com uma nota musical na minha pequena mão direita

- Você ainda vai brilhar minha filha... você tem um longo e belo caminho por essa vida... só não esqueça de uma coisa... sempre confie em você mesmo e em mais ninguém... você pode fazer tudo meu amor... sempre que alguém fala um não pra você... corra atrás e mostre que você faz melhor que o esperado - Sussurra ela com dificuldade tossindo sangue - Mamãe te ama muito

- Anahí também ama muito mamãe - Sussurro, me assusto sentindo alguém me pegar e agarro com mais força minhas pelúcias com meu cordão - ME SOLTA... ME SOLTA... PAPAI... MAMÃE... SALVA ANAHÍ - Grito alto tentando me soltar, escuto uma enorme explosão e vejo o carro pegando muito fogo - MAMÃE... PAPAI - Grito alto desesperada chorando muito enquanto a pessoa que me pegou me carrega e estico um bracinho em direção ao carro desesperada

• Pesadelo off •

 Acordo assustada suando muito frio gelada, eu nunca me lembrei do acidente todo apenas do momento que chorava desesperada vendo o carro pegar fogo, respiro fundo e acendo meu abaju.

- Realmente triste... admito - Escuto uma voz masculina, na minha opinião sexy, dizer e viro meu rosto em direção a janela vendo um homem alto muito branco com os olhos claros me encarando - Prazer senhorita, eu me chamo Loki!

- Como entrou aqui? - Falo e engulo seco

- Eu que fiz você ter esse sonho - Diz ele e pisco algumas vezes em seguida arregalo os olhos

- Co...como? Como conseguiu isso? - Falo muito assustada levantando pegando uma adaga que eu tinha discretamente que estava escondida na minha cômoda, escuto ele ri e respiro fundo

- Uma adaga não vai me deter - Diz ele com um sorriso lindo e sexy nos lábios me encarando - Se eu quisesse fazer algo ja tinha feito

- Qual o motivo de um desconhecido que diz que tem poderes invadir meu quarto e fazer isso? - Falo encarando ele apontando a adaga e escuto ele solta uma risada se aproximando de mim

- Temos uma coisa em comum - Diz ele acariciando meu rosto - Não sabemos do nosso verdadeiro eu... na verdade eu já estou em um processo de descobrir o que realmente sou

- Eu sei muito bem quem eu sou - Sussurro olhando em seus olhos, corto sua mão e me afasto escutando ele ri

- Você não sabe não - Diz ele sorrindo - Todos nós temos o direito de saber nossa verdadeira história, até algum momento linda! - Diz ele sorrindo de uma maneira sexy e pisco algumas vezes surpresa vendo ele sumir como em uma passe de mágica

- Eu to precisando tomar uns remedinhos... estou pirando de vez - Guardo a adaga e vejo que são 06:45 da manhã - Vou caminhar um pouco

 Tomo um banho relaxante pensativa, visto meu moletom preto, calço meu all star e prendo meu cabelo em rabo de cavalo um pouco alto. Saio de casa e suspiro distraída com meus pensamentos caminhando por alguns minutos, sinto uma mulher esbarra em mim e suspiro ajeitando meu moletom.

- Me desculpe - Diz ela me olhando

- Não tem problema - Falo olhando aquela mulher

- Você é daqui mesmo? - Diz ela me olhando - Você me lembra alguém...

- Eu acabei de me mudar - Olho as horas no celular dela e arregalo os olhos vendo a hora - Eu tenho que voltar!

 Saio rápido andando até minha casa, entro em casa e subo correndo pro meu quarto, tomo outro banho correndo, me arrumo e desço ja atrasada.

- Querida tudo bem? - Diz minha tia me olhando preocupada

- Tchau tia - Falo alto batendo a porta saindo

 Ando rápido até meu emprego praticamente correndo, chego na hora certa muito ofegante e me apoio no balcão.

- Menina o que houve? - Diz a Maya me olhando

- Nada... - Respiro fundo

- Sua bolsa está la nos fundos com seu uniforme - Diz ela me olhando

- Eu vou me arruma pra trabalhar - Falo indo até os fundos e me arrumo - Obrigada por ontem - Falo olhando Maya ajeitando meu avental voltando

- Não precisa agradecer menina! - Diz ela sorrindo - E o gostoso?

- Quem?

- O gostoso que te ajudou... seu playboy idiota, metido, arrogante, muito gato e parece que é muito gostoso - Diz ela sorrindo mais e reviro os olhos corada

- Primeiro ele não é meu e segundo foi tudo bem - Falo limpando o balcão

- Foi tudo bem? Sério? Garota me conta o que houve - Diz ela colocando algumas rosquinhas na vitrine

- Não aconteceu nada! Ele foi educado até e me levou pra casa - Falo ajeitando as frutas pra fazer suco de costas pro balcão perto da pia e fecho os olhos mordendo meu lábio lembrando a sensação diferente que eu tive quando estava com ele

- Anahí cliente! - Diz ela e balanço a cabeça levemente - Naquela mesa que o gostoso tava

 Pego meu bloquinho com a minha caneta, vou até la distraída abrindo meu bloquinho e suspiro.

- Bom dia! Qual o seu pedido? - Falo abrindo minha caneta

- Acho que ja nos conhecemos - Diz a mesma mulher da manhã e suspiro surpresa

- Ah oi... - Falo olhando ela e paraliso arregalando os olhos vendo o Tony - Que surpresa bem inesperada!

- Você está melhor? - Diz ele me olhando

- Ah sim... obrigada por pergunta - Olho os dois confusa

- O Tony falou muito de uma menina que trabalhava aqui, me surpreendi e até decidi vim aqui pra saber quem é - Diz ela sorrindo me olhando e vejo o Tony da um leve chute na perna dela - Nem precisei obrigar ele a vim - Diz ela sorrindo mais

- Cala boca ruiva! - Diz ele olhando ela irritado e escuto ela ri - Eu vou querer um suco de morango natural!

- Belo pedido... meu favorito - Falo sem perceber anotando e engulo seco - Como se isso fosse importante... desculpa - Sussurro muito envergonhada - E a senhorita?

- Sério? O meu também... parece que temos mais uma coisa em comum - Diz o Tony, encaro seus olhos sentindo algo diferente como se tudo tivesse parado, meu coração acelera e suspiro

- Eu vou querer um chocolate quente - Diz ela fechando o cardápio e pisco algumas vezes balançando a cabeça levemente envergonhada mordendo meu lábio - Desculpa atrapalhar o clima do casal

- Eu vou trazer o pedido - Falo muito evergonhada e saio andando

- Ela é uma graça Tony! Vocês combinam muito! E também ela é linda - Escuto a mulher ruiva dizer, coro e vou pra trás do balcão

 Preparo os pedidos, volto até la com cuidado e ajeito tudo na mesa.

- Dessa vez sem derruba em mim - Diz o Tony e encaro seus olhos corada demais mordendo meu lábio

- Um milagre talvez... acho que na sua calça e na minha bandeja tem algo que atraí as duas - Falo olhando ele, suspiro corada demais e vejo ele olhar em direção ao membro dele rindo

- Pelo lugar que caiu o suco... - Diz ele sorrindo de lado

- Está ótimo seu chocolate quente - Diz a mulher sorrindo - Prazer eu me chamo Natasha e você?

- Eu me chamo Anahí - Falo olhando ela

- Nome lindo e diferente... como ela - Diz o Tony, vejo ele respira fundo e beber o suco - Quer dizer... suco diferente e bom

- Obrigada - Falo corada e corro pra trás do balcão

- Deu pra ouvir tudo daqui - Diz a Maya sorrindo sentada em um banco perto de um cliente organizando os cardápios - Ele tá louco pra te comer - Diz ela e arregalo os olhos

- Que? Você é maluca! - Falo muito corada e me viro, subo numa escadinha de costas pra todos e pego uma caixa no armário

- Ele não para de olhar você... seu corpo... sua bunda principalmente - Diz ela e arregalo os olhos paralisada corada caindo pra trás machucando meu pé

- Tudo bem? - Diz o Tony correndo vindo até mim e levanto com a ajuda dele gemendo de dor - Machucou o pé...

 Escuto o barulho de um tiro, me assusto e sinto ele ainda me segurar so que agora mais forte como se tivesse me protegendo, vejo um cara com um braço de metal entrando correndo, sinto o Tony me deixar atrás dele e solto um gritinho assustada vendo ele atirar na perna do Tony fazendo ele cair no chão. O cara me pega pelo cabelo com força me segurando pelo pescoço por trás e engulo seco sentindo ele aponta a arma na minha cabeça, vejo todos saírem assustados e vejo um cara alto loiro entrando.

- Bucky! Para com isso por favor! Esse não é você - Diz o cara um pouco ofegante

- Tony - Diz a Natasha ajudando o Tony levantar e vejo ela colocar ele sentando em um banco - Bucky para com isso! Solta essa garota!

- Se você não para de corre atrás de mim eu vou matar essa garota! - Diz o tal Bucky apertando meu pescoço e engulo seco encarando o cara loiro

- Okay... eu paro... mas agora solta a garota que não tem nada haver com o assunto... eu não vou deixar ninguém te prender

- Fica parado aí... eu vou soltar ela nos fundos - Diz ele andando pra trás

 Sinto ele continuar andar pra trás pelo pequeno estoque comigo, sinto a luz do dia no meu rosto e caio de joelhos no beco de trás da padaria.

- Desculpa garota... foi preciso fazer isso - Diz o Bucky me olhando e vejo ele pular o muro

- Pra onde ele foi? - Diz o cara loiro saindo pela porta e sinto ele me ajudar levantar - Me desculpa por isso...

- Ele pulou esse muro - Falo olhando ele e suspiro - Não precisa se desculpar... não tem culpa

- Obrigada pela informação - Diz ele me olhando - Eu tenho que ir... quer ajuda pra volta pra dentro?

- Vai atrás do desmemoriado e eu cuido dela Rogers - Diz o Tony mancando saindo pela porta e sinto ele me pegar

- Você ta machucado Tony! - Diz o tal de Rogers

- Eu cuido dela! - Diz o Tony sério e vejo o homem ir na mesma direção que o outro foi - Como você tá Anahí?

- Anahí querida! - Diz a dona da padaria saindo pela porta - Eu acabei de chegar e acabei de saber de tudo pela Maya! Vai pra casa!

- Eu ja sai ontem...

- Eu não vou descontar do seu salário... seu pé ta machucado

 Vejo o Tony sair rápido sem dar oportunidade deu falar nada, vejo ele pegar minha bolsa com a Maya assim que sai da padaria e sinto ele me ajeitar no carro.

- Você precisa cuidar da sua perna - Falo olhando ele enquanto o mesmo dirigi

- A Natasha fez um curativo rápido em mim! Está se preocupando comigo é? - Diz ele encarando meus olhos

- Obrigada por me ajuda de novo - Falo encarando seus olhos

- Não precisa agradecer - Diz ele e viro meu rosto encarando a janela sentindo a sensação diferente de novo mordendo meu lábio

• Minutos depois •

 Sinto o Tony me pegar no colo, abraço seu pescoço e vejo ele atravessar a rua.

- A bolsa ficou maravilhosa em você - Falo brincando com ele olhando minha bolsa que tava no seu ombro e escuto ele ri revirando os olhos, abro a porta e vejo ele entrar em seguida fecho a porta

- Onde é seu quarto? - Diz ele me olhando

- Lá em cima... segunda porta do lado direito - Vejo ele subir e entra no meu quarto

 Sinto ele me colocar deitada na cama, sinto ele tirar meus sapatos com cuidado, suspiro confusa quando ele coloca um pouco de creme nas mãos e vejo ele se sentar, vejo ele segurar meu pé machucado e começa a fazer massagem nele com cuidado me fazendo relaxar aliviando um pouco a dor.

- Aproveite não é todo dia que recebem um tratamento assim meu - Diz ele todo convencido e reviro os olhos mordendo meu lábio

- Isso é bom - Sussurro olhando nos olhos dele e mordo meu lábio com força sentindo ele subir suas mãos lentamente pela minha perna - Tony...

- Fica quietinha... você está gostando - Sussurra ele se aproximando devagar de mim ainda sentado - Da pra saber como está gostando pelo jeito que me olha - Sussurra ele apertando minha coxa e fecho os olhos sentindo ele beijar meu pescoço

- É... eu preciso falar com a minha tia - Balanço a cabeça levemente me afastando dele e pego meu celular que estava na minha bolsa, desbloqueio ele e vejo um sms

" Engraçado como é o destino ne... seu pai te segurou hoje Anahí "

 Arregalo os olhos paralisada, engulo seco e guardo meu celular rápido.

- Tudo bem? - Diz o Tony preocupado

- Eu preciso dormir - Falo me ajeitando na cama olhando ele

- Vem cá - Diz ele me abraçando e deito no seu peitoral por impulso sentindo ele beijar minha testa - Não se acostume com isso em... eu devo está bêbado pra ta fazendo isso

 Reviro os olhos e fecho meus olhos lentamente pensando em tudo tentando dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...