História - Lost Boy - - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Star Wars
Personagens Finn, Poe Dameron
Tags Finn X Poe, Finnpoe, Stormpilot
Visualizações 8
Palavras 1.007
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Sci-Fi, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!!!

Capítulo 1 - Capítulo Único


Um estremecimento doloroso percorreu o corpo do rapaz enquanto observava as pessoas andarem apressadas pela enfermaria, aparentemente um esquadrão havia acabado de retornar a base, pelo que ouvia a missão havia sido um sucesso, entretanto havia alguns feridos. Finn não sabia para onde ir, a médica que tinha acabado de lhe liberar havia saído apressadamente para atender um dos feridos, não havia ninguém para quem pudesse pedir ajuda ou informações, na verdade a única coisa que conseguira saber através da medica era que seus poucos pertences estavam com Poe Dameron.

         Sentia-se perdido, mas aquela já era uma sensação familiar, por muito tempo FN-2187 esteve perdido, perdido na imensidão do espaço, perdido entre os milhares de stormtroopers sem vontade própria, sendo obrigado a seguir ordens que não entendia. Contudo começou a se encontrar quando foi contra aqueles que controlavam sua vida, quando ganhou um nome.

         Finn decidiu que seria melhor sair da ala medica, já não havia motivo para permanecer ali, ponderou as poucas opções que tinha – que se resumiam a só uma –, olhou para as roupas brancas que vestia. Podia escutar o som da chuva que lhe parecia cada vez mais forte, estremeceu novamente ao imaginar as gotas geladas tocando sua pele, suspirou e enfrentou a tempestade, a ventania e as rajadas súbitas de água dificultando a visão e deixando Finn ainda mais perdido. Todos na base rebelde já estavam em seus dormitórios, abrigados da tempestade.

Ele tirou a água dos olhos – tentou tirar – e olhou ao redor, mesmo tendo se tornado um rebelde ainda não se sentia completamente a vontade ali, sabia que seu passado como stormtrooper lhe renderia olhares enviesados e desconfiança. Só haviam três pessoas que pareciam ficar confortáveis com sua presença, uma não estava ali, a outra com toda a certeza estava acupada e o terceiro talvez estivesse no dormitório.

Suspirou.

         Um trovão iluminou o seu, foi então que se lembrou de algo, antes da batalho na starkiller andara pela base de D‘Qar, se lembrava onde ficava os dormitórios dos pilotos, talvez conseguisse encontrar Poe. Correu o mais rápido que pode, as roupas logo ficando encharcadas, pois não tinha como se proteger da chuva.

Mesmo com as luzes de sinalização foi difícil encontrar o caminho certo debaixo do temporal , abriu a porta que dava acesso aos dormitórios de modo afobado, a roupa pingando e molhada em pontos incômodos, se embrenhou pelos corredores, nas portas havia o nome de cada piloto.

Parou quando encontrou o nome.

DAMERON

Sentiu o rosto quente, pediu silenciosamente que o piloto não notasse seu constrangimento, bateu algumas vezes contra a superfície metálica da porta e esperou, não conseguia escutar nenhum som que indicasse que Poe estava acordado ou mesmo ali, sentiu um estranho arrepio. Tinha certeza de que se arrependeria por ter corrido debaixo de chuva.

A porta abriu de repente fazendo-o ter um sobressalto, então olhou para o outro, aquela era uma das poucas vezes em que o havia visto sem o uniforme de piloto, naquele momento usava somente uma calça larga.

- Finn – disse com um sorriso amigável.

Poe recuou um pouco permitindo o acesso ao quarto, estava feliz que Finn finalmente tivesse saído da enfermaria, parecia não se importar que o rapaz molhasse o quarto.

- Então como posso ajudar?- perguntou.

- E-eu queria saber se posso passar a noite aqui – gaguejou Finn, parecendo só então se lembrar o por que de estar ali -, se não der tudo bem, eu posso voltar para a enfermaria, eu acho.

Dameron podia sentir o sorriso em seu rosto se alargar.

- É claro que pode passar a noite aqui, Finn.

Viu o rapaz relaxar visivelmente, então reparou nas roupas molhadas, se moveu calmamente pelo quarto enquanto Finn permanecia parado ao lado da porta, remexeu no compartimento das roupas até encontrar algo que não ficasse tão apertado em Finn e jogou para o rapaz.

- Vá tomar um banho quente, Finn – disse indicando a porta do pequeno banheiro com a cabeça.

Finn logo desapareceu pela porta que dava no pequeno banheiro, estava aliviado que Poe tivesse permitido que passasse a noite ali, mas já não achava que tivesse sido uma boa idéia pedir a ajuda do piloto, gostava de estar na companhia dele, sentia-se confortável na maior parte do tempo, entretanto não gostava das palpitações que sentia sempre que Dameron parecia chegar perto demais.

Estremeceu quando a água quente entrou em contato com sua pele fria, deixou-se aquecer pela água por mais alguns minutos e saiu, secou-se e vestiu as roupas que lhe tinham sido entregues. Quando saiu do banheiro encontrou o piloto distraído mexendo em BB-8, parecia concentrado enquanto o droid bipava impaciente.

- Eu sei, mas não posso simplesmente falar para ele assim, Finn provavelmente sairia correndo – disse Poe sem notar a presença do rapaz.

O piloto soltou um suspiro impaciente quando o robô voltou a bipar.

- Não vou – sussurrou.

- Me falar o que?- perguntou Finn interrompendo o estranho momento.

Dameron se ergueu, passando as mãos sobre o tecido da calça como se as secasse, mordeu o lábio inferior em um gesto que Finn tinha passado a considerar uma mania dele.

- Queria dizer que estou feliz que esteja melhor, Finn, eu fiquei preocupado com você.-  o sorriso havia voltado a face do homem, aproximou-se do rapaz, o olhando fixamente.

- Ah! Me desculpe, eu não queri...

Foi interrompido por Dameron, os lábios dele se movendo sobre os de Finn, o ex-stormtrooper sentiu as conhecidas palpitações, o coração acelerando, as mãos se erguendo sem permissão e puxando Poe para mais perto, moveu a boca contra a dele, imitando os movimentos. Assim que o beijo terminou os dois se encararam, nenhum deles sabia o que dizer naquele momento.

A euforia causada pelo beijo ainda dominava Finn, o rapaz começava a entender o que sentia quando estava com Poe, era como se encontrasse todas as repostas que procurava no piloto, talvez não fosse mais um garoto perdido.

- Então, o que você não queria me dizer?- perguntou com um sorriso.

Como resposta ganhou outro beijo. 


Notas Finais


Bom? Aceitável? Ruim?
Apesar de gostar muito de Star Wars, não tenho muito conhecimento sobre o assunto, então resolvi que não ia fazer algo muito elaborado.
Espero que tenham gostado.
Bjsss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...