História | Marriage | @DaddyJKjeon - OneShot Jungkook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts Jungkook, Casamento, Daddyjkjeon, Jeon Jungkook, Jungkook, Oneshot
Visualizações 60
Palavras 2.041
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Droubble, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


finalmente!
aqui está o tão esperado casamento de S/N e Jeon!!
yeeey
demorou? Demorou. Mas também né, olha é um casamento. Kk mais respeito.
bom, não vou tomar todo o tempo já que o negócio é grande então.. Boa leitura, comentem o que acharam e se querer uma.. Lua de mel 🌚 ( romântica ou não também )

Capítulo 1 - | My Marriage | Yes, I Am Your Wife.


Fanfic / Fanfiction | Marriage | @DaddyJKjeon - OneShot Jungkook - Capítulo 1 - | My Marriage | Yes, I Am Your Wife.

— My Marriage | OneShot |

        { Capítulo Único }

 ∆ Um ano após a viagem.

      ∆ 14:00 AM | Caribe |

— Estou tão nervosa. Está tudo como planejado mesmo Min ? — S/N perguntou nervosa enquanto Min arrumava seu longo e lindo vestido  cor branca rendado nas pontas. Nunca vestiu algo tão lindo como aquilo, coube perfeitamente em cada curva que tinha. 

— Mais é claro que está! Pare com esses pensamentos negativos S/N, se não vai acabar dando tudo errado mesmo! — Min diz logo ficando em frente da mesma tocando seu rosto

— Mas mil e uma imprensas irão estar lá! — disse ficando nervosa novamente. E realmente, ela estava certa; todos queria filmar o dia do casamento do famoso @DaddyJKjeon.

 — Ele estará lá, junto com todos os convidados, na beira da praia vestindo um bom e caro terno especialmente para você. Nada, absolutamente nada irá dar errado hoje. Eu prometo. — Min deixa escapar um belo sorriso de confiança que logo afetou S/N que suspirou fundo apertando o vestido.

— Vamos lá..

                      [ ••• ]

Lá estava ela; maravilhosa parada no início daquele grande tapete vermelho que separava seus pés da areia da praia. Olhou para frente e o viu: Jeon Jungkook. Que sem hesitar deixou um belo sorriso largo transparecer em seus lábios avermelhados. Nunca havia o visto tão formal e tão lindo como ele estava agora. Seus olhos brilhavam fixados em S/N observando cada detalhe e ainda sim preocupado se ela mesma estaria achando que tudo estivesse perfeito.

Logo sua música favorita "Love Me Like You Do" começou deixando todo um clima harmonioso, aquelas ondas de fundo junto com aquele céu azul e o incrível mar transparente deixava tudo o mais belo possível.

S/N agarrou fortemente o braço do pai que logo começou a caminhar em direção ao noivo, e que noivo..

Chegou em frente e depositou um delicado beijo na face da menor que logo se virou para Jeon, tão nervoso quanto.


[Início] — Padre
Boa Tarde a todos... A partir de agora, por gentileza, coloquem os celulares no modo silencioso e fiquem à vontade para sentar-se. 

Estamos aqui hoje para celebrar as melhores coisas da vida. Estamos aqui para celebrar o amor, a confiança, a esperança. 


Vocês foram convidados para compartilhar este momento com a S/N/C e com o Jeon Jungkook porque são as pessoas mais importantes para eles. O respeito, a compreensão e o carinho que sustentam o relacionamento deles têm suas raízes no amor que todos vocês deram a este jovem casal. Por isso, é uma honra para os noivos contar com a sua presença, aqui, hoje. Embora muitos não morem exatamente ali na esquina, vocês nunca estão distantes dos corações da S/N/C e do Jeon Jungkook; Vocês são parte insubstituível do seu ontem, do seu hoje e de todos os seus amanhãs.

 Um casamento precisa de uma comunidade, não apenas para amparar o casal nos momentos de adversidade, mas também para celebrar junto os momentos de alegria.

Que todos nós possamos sempre fazer tudo o que esteja ao nosso alcance para apoiar e nutrir a união entre estas duas pessoas que tanto amamos. 


[Declaração pelos direitos homossexuais] 

Ao festejarmos hoje este rito de matrimônio, devemos ainda nos lembrar daqueles que não podem, por lei, dar este passo tão importante. A S/N/C e Jeon Jungkook acreditam que todos merecem o direito incontestável de se casar, pois todos merecem usufruir das benesses legais e emocionais que advêm deste ato. Um dia, num mundo mais justo, todos aceitarão que o amor não tem gênero, e que, antes de sermos homens ou mulheres, somos todos seres que amam. Esperamos que este dia chegue em breve. 

[Sobre o casamento] 

Muito se fala sobre o casamento no dia-a-dia. Muito se fala, inclusive, contra o casamento. Alguns acreditam que o casamento seja, efetivamente, o fim da vida. 

Hoje, S/N E Jungkook querem atestar que o casamento não é um fim, muito menos um começo. Esta não é uma cerimônia mágica, e não vai criar algo que já não exista. Eles já escolheram um ao outro como sua família, e hoje estão celebrando algo que já começou e que vai continuar crescendo ao longo dos anos. Pois o casamento é um processo. É uma caminhada ousada rumo a um futuro desconhecido, que envolve abrir mão do que somos, separados, em prol de tudo o que podemos vir a ser, juntos. 

Neste momento, S/N e Jeon gostariam de compartilhar com vocês algumas leituras. 

|Leitura 1|

O meu fascínio por ritos me faz suspeitar que, numa outra vida, é possível que eu tenha sido um sacerdote ou um feiticeiro. Hoje, pouca gente sabe o que são. Um rito acontece quando um poema, achando que as palavras não bastam, se encarna em gestos, em comida e bebida, em cores e perfumes, em música e dança. O rito é um poema transformado em festa! 

Escrevo hoje para os que casam, por medo de que, fascinados por um rito, se esqueçam do outro… Porque, caso não saibam, é desse outro rito, esquecido, que o casamento depende. 

O primeiro rito, sobre que todos sabem, e para o qual se fazem convites, é feito com pedras, ferro e cimento. 

O outro ritual se faz com o vôo das aves, com água, espuma e bolhas de sabão. Secreto, para ele não há convites, nem lugar certo, nem hora marcada: simplesmente acontece. Não precisa de altares. Pode ser a sombra de uma árvore, um carro, uma cozinha, um banco de jardim, um vagão de trem, um aeroporto, uma mesa de bar, uma caminhada ao luar... 

Não há promessas para amarrar o futuro. Há confissões de amor para celebrar o presente. 

— Rubem Alves 



[Leitura 2] 

Depois de muito meditar sobre o assunto, concluí que os casamentos são de dois tipos: há os casamentos do tipo tênis e há os casamentos do tipo frescobol. Os casamentos do tipo tênis são uma fonte de raiva e ressentimentos e terminam sempre mal. Os casamentos do tipo frescobol são uma fonte de alegria e têm a chance de ter vida longa. 

O tênis é um jogo feroz. O seu objetivo é derrotar o adversário. E a sua derrota se revela no seu erro: o outro foi incapaz de devolver a bola. Joga-se tênis para fazer o outro errar. O bom jogador é aquele que tem a exata noção do ponto fraco do seu adversário, e é justamente para aí que ele vai dirigir a sua cortada - palavra muito sugestiva, que indica o seu objetivo sádico, que é o de cortar, interromper, derrotar. O prazer do tênis se encontra, portanto, justamente no momento em que o jogo não pode mais continuar porque o adversário foi colocado fora de jogo. 

Termina sempre com a alegria de um e a tristeza de outro. 

O frescobol se parece muito com o tênis: dois jogadores, duas raquetes e uma bola. Só que, para o jogo ser bom, é preciso que nenhum dos dois perca. Se a bola veio meio torta, a gente sabe que não foi de propósito e faz o maior esforço do mundo para devolvê-la gostosa, no lugar certo, para que o outro possa pegá-la. Não existe adversário porque não há ninguém a ser derrotado. Aqui ou os dois ganham ou ninguém ganha. E ninguém fica feliz quando o outro erra - pois o que se deseja é que ninguém erre. O erro de um, no frescobol, é como ejaculação precoce: um acidente lamentável que não deveria ter acontecido, pois o gostoso mesmo é aquele ir e vir, ir e vir, ir e vir... E o que errou pede desculpas; e o que provocou o erro se sente culpado. Mas não tem importância: começa-se de novo este delicioso jogo em que ninguém marca pontos... 

A bola: são as nossas fantasias, irrealidades, sonhos sob a forma de palavras. Conversar é ficar batendo sonho pra lá, sonho pra cá... 

Mas há casais que jogam com os sonhos como se jogassem tênis. Ficam à espera do momento certo para a cortada. 

Tênis é assim: recebe-se o sonho do outro para destruí-lo, arrebentá-lo, como bolha de sabão... O que se busca é ter razão e o que se ganha é o distanciamento. Aqui, quem ganha sempre perde. 

Já no frescobol é diferente: o sonho do outro é um brinquedo que deve ser preservado, pois se sabe que, se é sonho, é coisa delicada, do coração. O bom ouvinte é aquele que, ao falar, abre espaços para que as bolhas de sabão do outro voem livres. Bola vai, bola vem - cresce o amor... Ninguém ganha para que os dois ganhem. E se deseja então que o outro viva sempre, eternamente, para que o jogo nunca tenha fim... 

— Rubem Alves

            ∆Introdução aos votos∆

S/N e Jeon, vocês já foram muitas coisas um do outro — colegas, amigos, companheiros, namorados, noivos, e até mesmo professores e alunos, pois vocês já ensinaram muito um ao outro e já aprenderam muito um com o outro, nestes últimos anos. Agora, com as palavras que vocês estão prestes a trocar, vocês passarão para a próxima fase. 

Pois, com estes votos, vocês estarão dizendo ao mundo: “este é meu esposo”, “esta é minha esposa”. 

S/N, é de livre e espontânea vontade que você aceita o Jeon Jungkook como seu companheiro em matrimônio? 

Sim. Aceito. — as lágrimas de S/N já estacam rolando. ela já não tinha mais controle.

Jungkook, é de livre e espontânea vontade que você aceita a S/N/C como sua companheira em matrimônio? 

— Sim. Aceito. — disse limpando as lágrimas da menor. Tão linda..

Assim sendo, por favor, dêem-se as mãos e preparem-se para dar e receber suas juras de amor, que estão entre os maiores presentes da vida. 

  S/N.. — Jeon retirou um pequeno papel de seu bolso logo se emocionando também — Você me acompanha em todas as minhas viagens, desde as mais tristes até as mais inusitadas, e sempre de bom humor. 
Você é muito boa em usar gestos pequenos para demonstrar sentimentos grandes, e você me faz saber que me ama todos os dias.
Você é a pessoa em quem eu mais confio em todo o universo. Com você, eu me sinto sempre seguro.
Você me dá todo o carinho de que eu gosto e preciso. Eu te prometo fazer o possível para ser tão bom pra você quanto você é pra mim, todos os dias de nossas vidas.

[Troca das alianças]

— E agora... —suspense as alianças. 

As alianças são símbolos físicos do compromisso de um casal e de sua ligação emocional e espiritual. Elas são consideradas um círculo perfeito, sem começo nem fim. Mas nós sabemos que estas alianças tiveram um começo. O material foi retirado da terra. Os metais foram liquefeitos, forjados, refrigerados e polidos. Algo belo foi produzido a partir de elementos brutos. 

O amor é assim. Tem origens humildes, pois vem de seres imperfeitos. O amor é o processo de construir algo belo com coisas simples. 

S/N E Jeon, que estes anéis sejam um lembrete visível de seus sentimentos um pelo outro neste momento. Ao olhar para eles, lembrem-se que vocês têm alguém especial com quem compartilhar suas vidas. Lembrem-se de que vocês se encontraram um ao outro e um no outro, e de que nunca mais andarão sozinhos. 

[Troca das alianças] 

 S/N, eu te dou esta aliança como sinal de que escolhi você para ser minha companheira e minha melhor amiga. Receba-a e saiba que eu te amo. — Jeon diz escondendo o choro com falhas logo colocando a aliança banhada em ouro com um pequeno diamante em cima. Delicada assim como S/N.

 Jeon, eu te dou esta aliança como sinal de que eu escolhi você para ser meu companheiro e meu melhor amigo. Receba-a e saiba que eu te amo. — S/N fez o mesmo sorrindo como nunca. 

[Pronunciamento final] 

S/N e Jeon. ninguém além de vocês mesmos detém o poder de proclamá-los esposo e esposa. Porém, vocês nos escolheram como anunciantes desta boa nova. E assim, tendo testemunhado sua troca de votos diante de todos que estão aqui hoje (e também com base nesta certidão de casamento que vocês assinaram antes no cartório [mostra a certidão]), é com grande alegria que nós declaramos que vocês estão casados.

               — Pode beijar a noiva. 


               ¥ AND ¥

I love  you.. My daddy JK Jeon




Notas Finais


espero que tenham gostado! Digam o que acharam, okay? adoro vocês e até mais!
— se tiver erros, sorry —


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...