História Meu pecado - Namjoon (Incesto) - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias B.A.P, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Bang Yongguk, Daehyun, Himchan, J-hope, Jimin, Jin, Jongup, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Zelo
Tags Incesto, Irmãos, Namjoon, Proibido
Visualizações 479
Palavras 548
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🔀🔀 Desculpe qualquer erro ❤❤

🔀🔀 Boa leitura ❤❤

Capítulo 29 - 24 horas


_(S/N)_

 

Meu braço doía muito, tentei gritar mas ele tampou minha boca.

 

Z: Shhhhi seja boazinha (S/N).
 

Tentei falar mas ele não deixou, ele segurou meu braço com força me fazendo gritar e uma lágrima escorrer por meu rosto. Ele me olhou confuso com a sobrancelha arqueada.

 

Z: O que foi? Por que esta chorando? Não fiz nada.

 

Ele tirou a mão da minha boca para que eu pudesse falar. Com dificuldade consegui finalmente dizer.

 

(S/N): M-Meu braço.
 

Z: Está doendo?
 

Ele apertou meu braço me fazendo gritar de novo.

 

(S/N): P-Por favor para.
 

Z: Me desculpa.
 

(S/N): O que?
 

Z: Essa não era a minha intenção. Está machucada em mais algum lugar?
 

(S/N): S-Sim.

 

Z: Onde? 
 

(S/N): Aqui.
 

Puis a mão no peito esquerdo e deixei uma lágrima cair, ele abaixou a cabeça e ficou olhando a própria mão.

 

(S/N): Por que?
 

Z: Hum?
 

(S/N): Por que fez isso? Pensei que me amava.

 

Z: E amo.
 

(S/N): N-Não, não ama. Eu, eu sinto muito.
 

Eu chorava como uma criança, ele segurou minha cintura com força, me levantou e me pois sentada na escada. Ele segurou meu queixo e levantou minha cabeça me fazendo olhar para ele.

 

Z: Por que sente muito?
 

(S/N): Por não me lembrar de nada.
 

Z: Se você pensa que vai se livrar de mim só por estar falando isso esta muito enganada.
 

(S/N): Eu não quero me livrar de você.
 

Z: O que?
 

(S/N): Só quero que deixe meus amigos fora disso. Eles não tem nada a haver com isso. Se quer me matar então mata logo, eu não aguento mais essa dor.
 

Z: VOCÊ É UMA IDIOTA (S/N).
 

Ele se levantou e deu um murro na parede.

 

Z: VOCÊ SÓ SE IMPORTA COM ELE NÃO É MESMO? AQUELE FILHO DA PUTA TE ROUBOU DE MIM, ELE MERECEU.
 

(S/N): NÃO, VOCÊ QUE ACABOU COM TUDO ZELO, NÓS PODÍAMOS ESTAR JUNTOS AGORA MAS VOCÊ ESTRAGOU TUDO E AGORA CULPA A MIM POR UM ERRO SEU.
 

Z: CALA A BOCA.
 

Ele me deu um tapa no rosto seguido de mais um do outro lado. Olhei para ele com os olhos marejados e vi ele fechar os punhos com força e começar a esmurrar a parede.

 

Z: 24 horas.
 

(S/N): O que?
 

Z: Você só tem 24 horas para achar ele. Se não achar, ele morrerá.
 

Ele jogou algumas fotos em meu colo e foi embora. Peguei as fotos e olhei elas, senti meu corpo inteiro se gelar, meu coração parou de bater e deixei as fotos caírem. Escutei passos vindo em minha direção, peguei as fotos rapidamente e puis dentro da minha mochila.

 

_ (S/N)? O que esta fazendo aqui até agora? Que sangue é esse?
 

(S/N): Sangue?
 

Olhei para o lugar onde eu caí e vi uma pequena poça de sangue, levei a mão lentamente até a cabeça e senti meu cabelo molhado, assim que levei a mão até a frente do meu rosto vi que o sangue era meu.

 

_ Quem fez isso?
 

Ele segurou meu queixo com força analisando minhas bochechas, provavelmente estava vermelha por causa dos tapas que levei.

 

_ (S/N) responde. Quem fez isso?
 

(S/N): Jongup eu preciso da sua ajuda.
 

J: Ajuda com o que?
 

Tirei as fotos da mochila e mostrei para ele.

 

J: QUE PORRA É ESSA?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...