História ♔ My real Love ♚ - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 8
Palavras 1.039
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Parece que alguem arranjou um emprego ein ?! :)

Capítulo 2 - O Emprego


Londres,04 de agosto de 2016

Hoje pra mim era um dia completamente diferente,um dia em que as coisas pra mim estavam literalmente começando a dar certo, primeiro arranjei depois de muita insistência um trabalho no Starbucks, que pra mim era perfeito, segundo eu e Holland teríamos que fazer um trabalho juntos sobre a Segunda Guerra Mundial, que por acaso era um de meus assuntos favoritos.

Algumas horas atrás

Acordei com o meu alarme marcando 5 horas em ponto, me levantei e fui direto ao banheiro dando inicio a um banho. Terminei de me arrumar para o colégio e logo desci as escadas encontrando minha mãe preparando meu café.

– Bom dia filho–Disse ela se sentando na mesa.

– Bom dia mãe. Aonde vai toda arrumada?– Perguntei pegando uma torrada e passando geleia na mesma.

– Trabalhar querido.

– Em qual dos trabalhos?

– Vou ver se consigo emprego, na verdade, em um escritório de advocacia.

– Ah sim, que bom mãe.

Terminei de comer a torrada,olhei para as horas em meu celular e vi que estava marcando 20 minutos pras 7 horas ou seja estava atrasado. Arregalei meus olhos e sai indo em direção a minhas coisas. Fui diretamente a meu jeep azul meio que marinho onde estava Daniel e Tyler encostado no mesmo

– Bom dia margarida O'Brien– Disse Daniel em meio de algumas risadas

– Margarida você Sharman– Disse eu revirando meus olhos e entrando em meu carro.- Não vão entrar oh lesmas?!

– Não sou uma lesma– Disse Tyler entrando em meu jeep.

– Ahh Claro! Você é um cosplay de lesma bem lembrando– falo irnoinicamente,reviro os olhos novamente e Ligo o carro.

***

Quando cheguei no colégio sai de meu carro todo apresado apresado logo depois que Tyler e Daniel sairam e fui direto pra sala e já eles dois ficaram lá conversando com algumas garotas aparentemente bonitas, mas nenhuma chegava aos pés de Holland óbvio.

Já na sala de aula estava a observar Holland mas escutando atentamente a explicação do professor ate que ele é interrompido por duas batidas na porta, ele deu um "pode entrar" e logo em seguida entrou o diretor acompanhado de uma garota nova de cabelos castanhos.

– Bom Dia alunos! Esta é a nossa nova aluna, Crystal, espero que a recebam bem.

Ele saiu da sala e ela sento logo aonde?! Do meu lado. Eu a olhei por alguns pouco segundos e logo voltei a olhar para meu livro que estava aberto no capítulo 4 de biologia, e já mencionei? Eu odeio biologia, é literalmente a pior matéria que se tem.

– Tudo bem se me sentar aqui ou alguem já está sentado aqui?- perguntou ela num tom meio que simpática.

– Tudo sim, não tem ninguém sentado aqui, fique a vontade.- sorri meio que sem jeito.

– Ah obrigado então- ela deu um sorriso um tanto cabisbaixo e se sentou- Como você já sabe, sou a Crystal

– Ah sim, sim... Prazer Crystal me chamo Dylan– susurrei baixo para o professor chato de química não me visse conversando na sala de aula.

– O prazer é todo meu Dylan–Ela deu um leve sorriso para mim e logo retribui o mesmo.

***

Depois que as aulas acabaram, sai da sala de aula com minha mochila em minhas costas e meus braços 'envolvidos' na alça da mesma, caraca nunca vi corredores tão grandes e extensos como os daquele colégio. Tinha ouvindo alguem me chamar, olhei para tras vendo Holland se aproximar de mim, meu coração começou a bater mais forte, o nervosismo era grande, "será que ela vai vir falar comigo? Não, que isso Dylan", apenas encarei a realidade de que nunca Holland iria falar comigo. Ou será que não? Pelo visto estava enganado e meu sonho seria finalmente realizado. Quando ela se aproximou mais de mim  e apenas olhei aqueles olhos verdes hipnotizante.

– Olá Dylan– Disse ela brincando com a borda de sua blusa.

– E-e-eh olha H-Holland– Gaguejei desviando meu olhar para a parede.

– Bom sobre o trabalho, iremos fazer um cartaz e uma pequena apresentação de Slides.

– Okay.– Voltei meu olhar para ela com uma certa confiança.

– Iremos fazer na casa de Crystal...– Ela colocou uma mecha de seu cabelo por detrás da orelha e continuou me olhando.–... Ela vai te dizer aonde é a casa dela.

– Certo então

– Até mais Dylan. – Ela deu as costas para mim e saiu andando pelos corredores, e eu apenas fiz um pequeno gesto de "tchau" com as mãos.

Sai andando pelos corredores com um pequeno sorriso estampado em meu rosto, até porque estava feliz por ela saber meu nome, "Cara ela sabe meu nome" pensei eu ate que um ser envolveu seus braços em meu pescoço puxando o mesmo para perto do corpo do ser.

– Eai Dylan. – Quem será que disse? Tyler claro com um sorriso de orelha a orelha em seu rosto.

– Ah é você. – Revirei meus olhos lentamente balançando minha cabeça.– O que quer?

– Nossa falou como se eu não fosse nada... Está me chamando de interesseiro? Não posso falar com meu amigo mais não? Oxê... Bom, pode me dar uma carona pra casa?– Disse ele expondo aquele seu sorriso pidão de sempre.

– Eu sabia. – Soltei uma pequena risada de meus lábios.– Claro né, agora desgruda de mim carrapato.– Fiz um gesto com as mão em forma de que ele se afastasse.

– Claro amigo –Ele retirou seus braços de meu pescoço e começou a andar juntamente a mim.

***

Já em casa, estava deitado em minha cama vendo televisão, aonde se passava mais um jogo de meu time favorito de Baseball o Meats, ate que meu celular vibra. Peguei o mesmo vendo uma mensagem do gerente da Starbucks dizendo que havia sido contratado. Me levantei rapidamente de minha cama e sai de meu quarto correndo literalmente ate a sala aonde minha mãe se encontrava.

– MÃE!!– Falei num tom alto e eufórico.

– O que houve menino.– Ela arregalo seus olhos azuis.

– Eu fui contratado!!!– Sorrio fraco me sentando ao seu lado e abraçando ela.

– Que ótimo filho.– Ela sorriu e retribuiu meu abraço apertando meu corpo contra o dela.

   


Notas Finais


Espero que tenham gostado, desculpem a demora tive uma pequena perca de criatividade mas já estou de volta :')


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...