História { ..Oh Professor Styles.. } - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Styles, Kendall Jenner, Lana Del Rey, Leonardo DiCaprio, Louis Tomlinson, Zayn Malik
Personagens Cameron Dallas, Harry Styles, Louis Tomlinson, Personagens Originais
Tags Aluna, Anne Styles, Cameron Dallas, Cole Sprouse, Gemma Styles, Harry Styles, Homicidio, Irmãos, Kendall Jenner, Lottie Tomlinson, Louis Tomlinson, Professor, Rapto, Romance Proibido, Zayn Malik
Visualizações 83
Palavras 2.846
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiii! Meus amores e amoras🍓 peço IMENSAS desculpas por esta demora 😖 Eu estou na aldeia dos meus avós e aqui não há internet então fica difícil de atualizar, mas eu acho que este capítulo pode recompensar 😅 Se gostarem dele digam-me (eu gostei)!!!
MDS!!😱😱😱 QUERO AGRADECER-VOS PELOS FAVORITOS😄, COMENTÁRIOS QUE ME AJUDAM A CONTINUAR😝, E MESMO SÓ TENDO OS OUTROS DOIS CAPÍTULOS, O NÚMERO DE VISUALIZAÇÕES CRESCE E CRESCE CADA VEZ MAIS!!😲 121?! EU NEM CONSIGO ACREDITAR NESTE NÚMERO! OBRIGADA MESMO😍❤❤ EU ESTOU MUITO APAIXONADA PELO FEEDBACK MARAVILHOSOOO DESTA FIC...!
Desculpem o mini discurso mas eu queria realmente fazer-vos ver que sem isto tudo - Vocês os leitores - Esta história não era nada!
O circo só começa a pegar fogo e há coisas inesquecíveis que não saem da cabeça dos personagens...
Deixem o vosso comentário e favorito se gostarem, ajudaria imensooo. Até às notas finais, boa leitura!! 💗

Capítulo 3 - ...AND THOSE GREEN EYES (parte 2) - UNFORGETTABLE


Fanfic / Fanfiction { ..Oh Professor Styles.. } - Capítulo 3 - ...AND THOSE GREEN EYES (parte 2) - UNFORGETTABLE

Já estava a ficar aborrecida com todos os adolescentes daquela sala a olharem para mim. Sim, fiz bosta e agora? 

O sinal tocou após os restantes vinte minutos de aula que me restaram. E apercebi-me que não escrevi nada de jeito... Vou fazer unicamente figura de parva com o que redigi:

"Eu odeio química, sempre vou odiar. É complicado, tem muitas fórmulas, é desinteressante. O antigo professor nunca me chamou de loirinha, porque não era atrevido.

O meu nome é Lily Prescott já que não me conhece. Eu gosto de ver vídeos de gatos a escorregar na banheira. Já me perguntaram se o meu cabelo tem esta cor por causa de ter despejado leite de um pacote em que desenhei o símbolo radioativo. Tenho apenas três amigos: A rapariga com o cabelo cor-de-rosa; O seu irmão mais velho que está ao meu lado e atrás dele um camarão. Fique já a saber que as raparigas da sala 23 ficaram molhadas só de o ver... O seu último nome é mesmo Styles tipo... estilos?  ^_^"

- Pode sair quem já terminou o que vos pedi, até amanhã. - Levantou-se do seu acento, deslizando a mão pelos seus cabelos macios. Tão harmonioso... 

Após passar por todas as carteiras e recolher as folhas de apresentação, chegou à minha lateral encostando-se na secretária do Louis que esperava-me a mim e á Lottie fora da sala em conjunto com o Dallas. Pousou a sua mão sobre a minha folha enquanto eu acabava de a identificar com o meu nome. 

- Tenho mesmo que entregar isto? - Perguntei envergonhada. 

Ele riu-se e fixou os olhos em mim:

- O que tem de mal? - Interrogou passando a mão pelo papel.

- Não está bom, está estranho... Não sei!

- Tudo bem. - Exprimiu sorrindo para mim, afinal não era tão mau e rígido como eu imaginava... E era dono de um sorriso lindíssimo, brilhante, alegre e com covinhas, algo que eu adorava ver em qualquer pessoa! Depois coçou a cabeça na tentativa de recordar-se de algo. - Não te esqueças do castigo ok?

- Não, não me esqueço. - Prometi sorrindo sem mostrar os dentes. Se eu fosse manteiga estaria derretida neste momento... Ele acenou com a mão saindo da sala, recebendo olhinhos de várias menores.

Abandonei a sala e fomos para o campo de futebol que tinha um espaço verde para nos sentarmos.

- Quem me dera ter a tua sorte Lily... - Disse Jess, uma amiga da mesma aula de química que eu tivera. Ela tem os cabelos pretos muito curtos á semelhança dos meus, usa batons roxos fazendo contraste com a sua pele pálida. Tem um estilo gótico e adora animes o seu preferido é o "Death Note". Passou horas a falar-me sobre a sua paixão platónica pelo Light Yagami e como ela daria tudo para conseguir ter um livro igual ao da série para levar pessoas que detesta desta para melhor...!

- Não queiras, eu meti-me em sarilhos!

- Sim, mas pelo menos sentiste a respiração do nosso professor mais perto do que o normal. Isso é o sonho de consumo de qualquer uma... - Sei ao que ela se referia, foi quando eu o provoquei e depois ele levantou-se da cadeira. Um momento tenso em que só existia duas pessoas naquele compartimento: Eu e ele. Olhos nos olhos. 

- Ah... Claro. - Eu não queria parecer interessada no meu próprio professor, até porque isso é das coisas mais erradas do mundo, mas é demasiado difícil pois nunca vi ninguém assim com o jeito envolvente, a maneira de olhar, os gestos...

- Anda loira! - Clamou o Cameron chamando a minha atenção e assim me fazendo afastar da Jessica. 

Sentámo-nos no nosso banquinho de madeira e pousámos as mochilas no relvado. Sentei-me ao colo do Louis e a Lottie no Cam. Nada de mais! Não sejam perversos.

- Não sabia que eras assim tão provocadora, foi a revelação de início de ano! - Verbalizou o Cameron. Nem eu Dallas, nem eu... 

- Sim! O que é que deu em ti rapariga?! - Interpelou a Lottie.

- Eu fiquei arreliada com o seu proceder! Quer dizer... Foram só duas vezes e ainda por cima ele chamou-me loirinha... Eu não ia ficar calada e dar-lhe esse gosto.

- Ficaste de castigo certamente? - Louis e a sua preocupação de irmão.

- Sim, vou ter que lhe mostrar a escola e ajudar com papelada na sua sala.

- ISSO É UM CASTIGO?! Assim porto-me mal todos os dias do ano. Meu deus tem cuidado Lily... Aquilo é um "homão da porra"... - Lottie!!

- Olá meninas, eu também existo. - Dallas, ciumento e convencido. 

- Claro que sim amor, mas quando fores igual ao professor de química, aí sim talvez te dê mais atenção...! - Lottie Tomlinson, arrasadora de corações.

- Hoje vamos para a casa da árvore de novo? - Inquiriu o seu irmão. Nós quando eramos crianças construímos a nossa própria da árvore na floresta, até hoje vamos para lá e passamos noitadas de vez em quando.

- Vocês podem ir, mas eu não. Castigo...

- Está bem, então eu depois digo à tua mãe que chegas mais tarde... - Declarou o camarão. 

- Péssima ideia! Ela não pode saber que eu fiquei de castigo. Depois dou-lhe uma desculpa qualquer.

- E é assim que se criam adolescentes rebeldes...! - Constatou o Louis.

- Podes crer! - Consentiu a sua irmã Lottie, rindo-se.

...

Seguidamente dos cinco minutos de recreio, as aulas sucederam-se umas às outras com uma rapidez arrebatadora. Estava agora na última lição do dia, Inglês, e mal ouço a campainha escapo da sala, sei que senão me despachar não vou nem sequer ter tempo de me despedir do trio. Já para não falar do castigo...

Depois de fazer uma mini maratona até aos nossos cacifos - onde eles já se preparavam para ausentar a escola - despedi-me, abracei cada um e depois a Lottie que ficou mais atrás do Tommo e do Dallas falou baixinho andando de costas:

- Hey, se ele te agarrar tu beijas-o ok viada?

- NÃO! - Neguei a gargalhar. Imaginação muito fértil da pequena Tomlinson...

- Vá tchau - Mandou beijinho pelo ar. - Conta-me tudo por mensagens! - Exclamou já trilhando o caminho até aos rapazes.

A escola estava completamente vazia, aos fantasmas.

Saber que só andaria eu e ele junto por aí, dava-me surtos de ansiedade...

Styles

Já são quatro, estou a ir para a sala dos professores ter com a loirinha.

Ela é tão...

Merda! Não posso nem sequer pensar nisso, mas não vai ser fácil lidar com isto todos os dias. Ela é diferente de todas as outras alunas, claro que as outras podem ser simpáticas e algumas até bonitas. No entanto é toda ela...

As suas hipnotizantes e delineadas curvas algo do outro mundo, as suas leves sardas no rosto quase invisíveis e pouco notadas, o olhar indecifrável e tímido, os seus traços delicados, os fios de cabelo, a maneira como me falou, determinada e ousada... Damn.

Lily 

Bati à porta que me fora indicada e logo vi a sua silhueta através dela. Adentrei o espaço que há pouco tempo pertencia ao professor Folcks (o velhote). Fiquei meio à toa, ele apenas arrumava os seus livros e, de vez em quando, lançava um olhar de fogo no canto do olho, amostrando as suas persuasivas íris esverdeadas... Eu. Não. Consigo.

- Vamos? - Perguntou tirando o seu blazer azul-escuro, deixando a sua camisa branca que ainda revestia e era marcada pelo seu corpo. Retirou as chaves do bolso.

- S-sim. - Respondi apressando os passos. Há 99% de probabilidade de eu começar a soar com o evidente nervosismo. Logo fechou a porta e encarou-me...

- Am... - Desviei o olhar fitando o chão abaixo de mim. - Acho que podemos começar pelo edifício em que estamos, depois os campos de atividades e para finalizar o segundo edifício.

- Sim claro. - Assentiu o professor. Comecei a caminhar pelo corredor que devido há ausência de pessoas parecia interminável e gigantesco. Logo observei as casas de banho.

- Aqui são as casas de banho. - Indiquei apontando e encarando-o. Depois das casas de banho estendiam-se todas as salas da 1 até 28. - Estas são as salas normais para aulas em que não necessitamos de materiais ou mais espaço, como Artes, Educação física, Natação...

- Há natação? - Ouvi a sua voz grave.

- Sim, é no segundo edifício...

- Ok. - Respondeu.

Não aguentei a curiosidade: 

- Porquê?

- No meu tempo não havia nenhuma piscina para natação. - Isto quer dizer que ele já fora um aluno do colégio... Interessante...

...

Posteriormente de mostrar-lhe todo o primeiro edifício e os campos de jogos dirigimo-nos para o segundo edifício, que já era circundado por natureza.

Um dos sítios que me oferecia a maior calma do mundo. Um local que mesmo não podendo falar comigo, ouvia-me e compreendia-me. É apenas um pequeno pavilhão com uma piscina para quem pratica natação.

Nadar é terapia para mim. Sentir a água, mergulhar.

É o delírio e afloramento das mais belas sensações da vida.

Abri a porta com as chaves que se encontravam numa pequena prateleira. Deixando à porta a minha mala e dossier de todas as disciplinas. Estava muito cansada e impaciente para chegar a casa. Saber que esta era a última coisa que eu precisava de mostrar para ir embora era um descanso mental.

- Bem esta é a piscina da escola, aqui alguns alunos praticam natação...

Ele começou a andar por ali, vidrado no espaço. Aparentemente gostou. E muito.

- Obrigada por me apresentares a escola. - Agradeceu dando-me um sorriso fraco.

- Por nada, faz parte do castigo, portanto... Hum... Acha que eu já posso ir embora?

- Claro, podes. A não ser que queiras ficar...

- Eu tenho que ir para casa, mas obrigado pelo convite?... - Nem percebi se ele me convidou para ficar ali mais um bocado. Comecei a caminhar até lá fora.

- Até amanhã Lily. - Falou virado de costas para mim, não desviando por um segundo o seu olhar da água.

- Até amanhã professor Styles.

Com isto coloquei novamente a minha schoolbag às costas e comecei a correr até à saída da escola, lembrei-me de ligar para o Louis, já que me encontrava na rua da minha casa. Eu corri realmente muito rápido! Estava ofegante, tudo isto porque queria saber se ainda se localizavam na nossa casinha para ir ter com eles.

"Ligação em espera... Aguarde"

- Alô? - Ele atendeu o telefone felizmente.

- Olá sweetheart, então já acabou castigo?

- Sim eu já vou ter com vocês!! Mas primeiro vou a minha casa deixar a minha mochila e o meu... - Dossier? Procurei pelo meu dossier, mas não estava de modo algum comigo. O que se está a passar?! Comecei a vasculhar na minha mochila, mesmo sabendo que eu nunca o punha dentro da mesma e levava-o sempre no antebraço, queria ter a certeza absoluta se eu estava mesmo com ele ou não... - Isto não pode 'tar a acontecer... - Sussurrei para mim mesma esquecendo que um dos meus melhores amigos estava do outro lado da linha.

- Então, o que foi?

- Eu esqueci-me do meu dossier na escola... Vou ter que voltar lá mais uma vez! - Exclamei irritada olhando para o asfalto e batendo o pé direito agitada.

- Não fiques assim, tu és rápida, senão nunca tinhas ganho medalhas na competição de natação certo? Além do mais, nós conseguimos esperar mais um bocadinho por ti, mas está quase a anoitecer portanto é para ativares o turbo.

- Ok, muito obrigado Lou, depois ligo-te de volta. Adoro-te, beijos. - Encerrei a chamada e suspirei profundamente... Cá vou eu. De novo. Queimar calorias a correr para a escola.

...

Como sabem eu tive que ir à velocidade da luz. E quando digo à velocidade da luz refiro-me a ser até mais rápida que o herói da DC Comics, Flash. Mas valeu a pena o esforço! Agora só preciso de ter a lembrança de onde depositei o meu caderno pela última vez antes de partir da escola.

Fui originalmente à porta da sala 27, sala esta onde tive a última lição, mas sem chances! Nada de dossier.

Fui ao meu pequeno armário no corredor... NADA!

Nos campos de jogos eu não tinha deixado com a maior das certezas senão o Cameron, a Lottie, ou o Louis teriam visto e entregue-me, já que estivemos lá durante os intervalos e eles saíram antes de mim.

MAS QUE RAIO! ONDE EU PUS O MEU CADERNO?! (Estou a ponto de arrancar os meus cabelos)

Pensa Lily, pensa... Será que?

Espera aí! Pode muito bem encontrar-se no pequeno pavilhão, foi o último sítio onde eu estivera. Como não pensei nisto antes? Que burra!!

Corri até lá, fiquei com alguns arranhões nas pernas devido às silvas (plantas que picam).

Parei em frente à porta metálica do edifício onde faço natação. Cá está o meu procurado dossier encostado à parede do lado de fora. Agora sim! Posso ir.

"Não, não podes ainda Lily..."

Eu sabia muito bem que a porta não estava trancada o que significava que o meu professor ainda estava lá... Mas porque estaria lá? - Esta é a minha questão. A minha instigante e duvidosa questão que corroía-me por dentro inteirinha.

Empurrei a porta maciça para a frente.

Oh... Styles...

Deparei-me com um homem completamente sedutor e com o corpo envolto em água com cloro.

A água onde nado todas as terças, quartas, e quintas... Um pingo revestia cada milímetro do seu corpo escaldante. 

Frustantemente e fogosamente atraente.

Deveria estar apenas de roupa interior - Era algo que pecaminosamente insistia em envolver os meus pensamentos... Tinha dois pássaros sobre o seu tórax, um bocado acima do seu abdómen uma encantadora e rigorosa borboleta - decerto um dos desenhos mais lindos que já vislumbrei em toda a minha vida. E no princípio da sua linha V, definidíssima linha V na verdade, estavam duas plantas, provavelmente a traçarem o caminho para um lugar mais abaixo... 

O ar que está á minha volta está-se a tornar cada vez mais quente, quase me sufocando, sinto o meu peito subir e descer com o que os meus olhos se deleitam, o meu professor de química com o tronco ao natural, sem qualquer tecido a envolvê-lo... A minha vontade é simplesmente tirar a minha blusa e mergulhar verdadeiramente na água fria e perder-me loucamente nos braços dele.

Tens que sair rapidamente daqui - É o que o meu cérebro demanda. Mas os meus pés estão firmados no chão e as minhas íris azuis não conseguem abandonar aquela vista. Ele tem em mim o efeito tipo droga.

Mas a verdade é que eu tenho que esquecer isto: Este momento; esta visão; este corpo e principalmente... O meu professor.

Um suspiro escapa pelos meus lábios sem permissão e com toda a minha força de vontade começo a andar em direção á saída.

- Olá Lily, voltaste?

Ele viu-me...

- E-Eu na verdade... Vim buscar o meu dossier, eu hum... Tinha-me esquecido dele professor... - Ele sai da água dirigindo-se até mim.

- Estás nervosa? - Indagou pondo uma mecha que sempre caía no meu rosto para trás da minha orelha e encarando os meus olhos.

Aproximou mais o seu corpo húmido do meu, fazendo o meu olhar parar nos seus lábios inchados e molhados...

Eu não consigo sequer raciocinar com isto á minha frente... Jesus...

Dei-lhe uma estalada no rosto. Sem pensar. Eu estava a fervilhar.

O seu rosto virou para o lado e a sua mão seguiu o movimento pousando no sítio onde eu anteriormente o bofeteara.

Dei um passo para trás.

- Eu preciso mesmo de ir neste momento... - Comecei a correr até á porta (mais uma vez) com pavor do que eu poderia fazer naquele pequeno espaço e a tão pouca distância do meu novo professor de química.

...

Abri a porta da casa, subindo rapidamente as escadas de madeira que levavam ao segundo andar e naturalmente ao meu quarto. Neste instante já eram seis da tarde, e obviamente eles (os meus amigos), já abandonaram o nosso spot.

Simplesmente estou tão atraída a algo que não é suposto. 

Já pensaram se vos acontecesse a vocês? Um professor com um rosto angelical e um corpo esculpido pelo demónio que desperta sensações tão estranhas, tão novas, tão... Quentes?!... E o pior é que nem sei o que poderia ter acontecido se eu não lhe batesse e corresse dali! Foi um instinto, talvez para me proteger, porque eu não queria tê-lo magoado.

Não tenho coragem de contar isto á Loh, pelo menos por agora... E também nem fui ver da minha mãe nos outros cómodos. Apenas irei descer para jantar e ponho um sorriso falso e convincente dizendo que a escola correu perfeitamente bem!

Eu deveria apenas ter ido embora quando já tinha o que procurava, mas não... Foi mais forte que eu.

Nunca aconteceu isto antes, por exemplo: Eu estou na equipa de natação e já avistei tantos, mas TANTOS rapazes da minha idade em tronco nu e nenhum deles me chamou a atenção. Nenhum deles me arrancou suspiros atrevidos ou fez-me sentir com resquícios de calor num sítio perfeitamente arejado. O problema deve ser meu! Eu só posso estar estúpida de todo, "apaixonada" por um homem mais velho que eu (na verdade nem sei a sua idade). Era tão bom se eu fosse uma rapariga normalzinha e apenas tivesse um namorado, não pensar nestas coisas... Mas eu sou a Lily Prescott.

E agora ele é o Styles.

Meu professor...

Se ao menos eu o conseguisse esquecer.



Notas Finais


Então? 👽
GOSTARAM?!😉💓
Peço desculpa qualquer erro ortográfico, eu revejo, mas pode sempre escapar-me algo a mais!
Estavam à espera deste acontecimento? Because I feel it here... 🔥
A capa do capítulo é o momento exato em que o Harry pergunta se a Lily está nervosa...😈😱😰
"A curiosidade matou o gato" - Neste caso não o matou, mas mexeu t-o-t-a-l-m-e-n-t-e com o seu psicológico!! A Lily realmente é algo do outro mundo, mal sabe ela o que o seu querido professor tem nos pensamentos sobre esta péssima aluna em química...
Que esquecida já repararam! Alguém percebeu logo ao princípio que ela se tinha esquecido do dossier? Detalhes pequenos!
Sabem se não perceberem qualquer expressão, palavra, frase... qualquer coisa! Digam-me, eu tenho todo o gosto em explicar.😊
[É apenas o começo do castigo] 👀😌 Vão se preparando...
Favoritem muito😄, chamem os amigos para ler😘, as loucas pelo Harry (como eu hahahaha)😂😏, comentem o que acharam, aspetos que gostaram no capítulo, tudinho!!! Vemo-nos no próximo!😄😘😘😘
Obrigada por tudo, mais uma vez ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...