História ★ Opostos se Atraem ♥ - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli
Personagens Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli
Tags Ruggarol
Visualizações 86
Palavras 749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Conhecendo Paris


Narradora Onn

Karol foi acordada por batidas na sua porta. Ela se levantou e calçou suas chinelas. Ela abriu a porta e viu Ruggero. 

- Bom dia. (Disse Ruggero.) 

- Bom dia. Que horas são? (Karol perguntou esfregando os olhos.)

- 7 horas. (Karol correu para dentro e pegou uma blusa qualquer e a calça jeans. Ela correu para o banheiro e tomou um banho.)

- Pode entrar Rugge! (Ela gritou do quarto. Ruggero riu e entro. Ele se sentou no sofá e Luna apareceu correndo.) Sapato... sapato. Achei! (Karol disse pegando um sapato. Ruggero ri e ela o olha.)  Tá rindo de mim Pasquarelli? (Karol pergunta cruzando os braços.) 

- Desculpa mas, quando você fica apressada você fica muito fofa. (Karol fica vermelha.) 

- V... Você está lindo Rugge.

- Obrigada. Você também está linda. (Karol ri.)

- Mais eu ainda nem penteie o cabelo. 

- Você fica linda de qualquer jeito. (Karol sorri. Ruggero da um selinho nela que fica vermelha. Ruggero ri dela.)

- Ruggero Pasquarelli não ria de mim! (Ela disse jogando uma almofada  nele.) 

- Desculpa. Você é muito fofa vermelha. 

- Ruggero! (Ela disse jogando outra almofada nele. Ele se levanta e a abraça por trás.) Rugge... (O celular de Karol toca. Ela saiu abraço e pegou seu celular.) Alo?

- Karol Sevilla onde você está?! (Valentina grita do outro lado da linha.)

- Estou em Paris. 

- Paris? Você foi com quem? 

- Com... o... Rugge. (Ruggero escuta Valentina gritar do outro lado da linha e Karol ficar vermelha.)

- Como assim vocês foram para Paris juntos? Quando vocês foram? 

- Chegamos ontem. E... 

- E o que Karol Sevilla? 

- Estamos namorando. (Ruggero escutou Valentina gritando de novo.) 

- Meu Deus! Graças a Deus você está namorando de novo! (Karol fica triste.)

- Valu... 

- Ok. Eu não vou falar dele. Mais se o Ruggero te mágoa, eu o mato. (Karol olha sorrindo pra Ruggero.)

- Se ele me mágoa sim, mas por enquanto deixa ele vivo. Tchau, vou fazer turismo.  

- Tchau, manda foto.

- Ok. Tchau. (Karol desliga o celular e o guarda no bolso. Ruggero vai até ela e a abraça por trás de novo.) Rugge... É melhor a gente ir. (Karol diz olhando pro chão. Ruggero a solta e ela pega as chaves do apartamento. Ruggero sai e Karol logo em seguida. 

Narração Karol On 

Eu sei que eu e Rugge estamos namorando, e namorados se abraçam mais... Não quero passar pelo que passei antes. Não quero sofrer. Notei que Rugge pegou na minha mão e sorriu. Entrelaço os nossos dedos e dessa vez ele que sorri. Percebi que estavamos no elevador. Ele tinha espelhos na porta. Olhei meu reflexo e vi que estava com um cropped preto... Aquela marca continuava ali. 

Flashback On 

Eu e Nicolás estavamos discutindo no meu quarto. Ele começou a me agarrar a força e me jogar na parede. Eu bati em minha comoda. A dor era grande. Ele começou a me agarrar de novo. Ele me jogou na cama e saiu. 

Flashback Off 

Percebi que uma lágrima escorreu de meus olhos e a enxuguei antes que Ruggero visse. Mais ele já tinha visto. 

- Você está bem Kha? 

- Sim. Só... lembrei dos meus pais. (Disse olhando para ele. Ele se apeoximou de mim e me beijou. Claro que correspondi. Noa separamos por falta de ar e nos olhamos sorrindo. O elevador se abriu e saímos. O primeiro ponto turístico foi a torre eiffel. Batemos varias fotos. Fomos a um restaurante e pedi um famoso croasant e um cappuccino. Fomos ao "Musée d' Orsay e ao "Jardim de Luxemburgo". Como sempre, bati várias fotos. Voltamos para o hotel e Ruggero foi para o meu quarto. 

- Quer ficar aqui? Pedimos o jantar. (Perguntei sentando ao lado dele no sofá.)

- Pode ser. (Fui até o interfone e liguei para a recepcionista. Pedi dois pratos de macarronadas e dois sucos de laranja. Fui até o sofá e sentei ao lado dele.) 

- Pronto. (Ruggero me beijou e eu correspondo. Nos separamos pela campainha que toca. Eu me levanto e pego o carrinho de comida. O levo para a cozinha. Ruggero aparece logo depois. Nós comemos e ficamos conversando.) Você... Já namorou? 

- Não. E você?  

- Já. (Eu olho para baixo.) 

- Quem foi o idiota?

- Nicolás. Mais não quero falar dele.

- Tudo bem. (Nos ficamos conversandopor várias horas. Ruggero acabou dormindo no sofá. )

- Rugge. Rugge. (Ele acordou.)

- Quer vim pra cama? (Ele apenas assentiu e me seguiu. Nós deitamos na cama e dormimos



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...