História ¿ Sensei (yaoi)? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anime, Originais, Yaoi
Exibições 43
Palavras 1.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção Científica, Lemon, Poesias, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - O aluno encrenqueiro...


"espelho de classe"

Era o que estava escrito bem grande na lousa.

-Você só pode tá de brincadeira.-
o garoto de safiras azuis, me falava com raiva.

-desculpe eu não brinco em serviço.- disse sem dar muita a atenção para ele, pegando uma folha de papel e entregando para cada aluno.

- nenhum professor faz isso no começo das aulas.- disse ele falando mais alto e chegando mais perto.

- não me importo com o que os outro professores fazem , eu sou seu sensei agora .- falei alto e sério, todos ao redor me olhavam.

Ele ficou calado e voltou para seu lugar sem dizer uma palavra .

continuei a aula sem me preocupar com mais interrupções.

instrui aos alunos que, escrevessem seus nomes no pedaço do papel que eu lhes entreguei, depois recorta-se no lugar que estava o nome e fizer-se uma bolinha, colocando dentro de um saquinho, que eu tinha pegado na sala dos professores.

Depois que todos tinham colocado seus nome , eu mandei , um por um , na ordem da lista de chamada, a  pegar uma bolinha.

explicando o jogo:
o nome que eles pegaram equivalem ao lugar que eles irão sentar, seu eu peguei o nome do Aoi eu iria sentar no lugar dele e assim sucessivamente

Chamei o nome de cada aluno, quando falei quase o último nome da lista : Tetsu Nao.

Pronuncie tais palavras como se estivesse fazendo um ritual e ,como se eu realmente estivesse, um aluno dos infernos, que eu conheci e começará à odiar hoje mesmo, veio "desfilando" em minha direção.

Cada passo seu fazia eu querer larga o que eu estava fazendo e pular em cima dele, uma raiva, que eu não sabia da onde vinha, me consumia.

Ele pegou uma bolinha e logo abriu um sorriso para mim, aquilo fez cada pelo meu se arrepiar ,sabe aquele ditado,"só se meta em uma confusão,se souber como sair"?, eu estava numa e não fazia idéia como começou, muito menos como sair.

Ele pegou suas coisas no fundo da sala e voltou a "desfilar" para seu novo lugar,... em frente da minha mesa.

...

"merda..merda...merda..merda"
Esse era meu novo mântra mental.

Eu já tinha acabado de chamar todos os nomes da lista e os alunos já estavam em seu novos lugares.

Já tinha começado à aula, mas o que nesse momento mas me estressava era o Tetsu , sim, eu finalmente aprendi o nome do infeliz.

"só mais alguns segundo, se acalma, relaxa, respira.."
Fala mentalmente, tentando me acalmar, sem nenhum sucesso, o infeliz continuava a me olhar de sua carteira, com um olhar que à qualquer movimento em falso ele poderia me amaldissoar , vender minha alma pro demônio e dançar sobre meu corpo, enquanto sou queimado por um chão em brasa.

Tá posso ter exagerado essa parte, mas o resto com certeza aconteceria.

Olho para meu relógio e sinto um alívio, minha aula acabou, nessa sala.

Acabo de escrever uma última frase,no quadro e começo a arrumar minha pasta.

-quero um pequeno resumo desse texto,com suas próprias palavra sobre o que você realmente entendeu, para próxima aula.- digo saindo e um suspiro involuntário sai de minha boca.

"agora só mais quatro aulas e livre"
pensei andando até minha próxima sala.

" A3 "
assim que cheguei em frente à sala o professor já estava saindo,um cara alto de pele parda e cabelos marrom claros,que combinava com seus olhos castanhos claros, ele me ver e sorrir.

-ver se tenta não se atrasar na próxima .-  ele diz ainda sorrindo simpático ,fingindo me bater com sua pasta.

-ah...desculpe.
digo me inclinando um pouco e mexendo ,com uma mão, atrás da cabeça.

-tudo bem, bom ,boa sorte esse pessoal é um terror.
ele diz fazendo uma cara de medo que eu  rir.

-melhor entrar.- ele diz e pisca,eu aceno com a cabeça e começo a entrar.

"existe pessoas mas simpáticas do que aquele 'infeliz' "
Pensei entrando na sala.

...

Depois de terminar à aula na A3 o sinal toca me dando finalmente paz, longe de adolescentes e seus surtos.

"essa sala da menos trabalho que aquele ser infernal, ele que equivale à uma sala cheia de cem cachorros ferozes "

pensei enquanto me dava um descanso ,me virando para trás ,com as mãos na cabeça enquanto penso no rosto do "infeliz".

"olhos azuis,pele clara , cabelos pretos e um brinco na orelha esquerda ,dando o ar de mas delinqüente, na verdade não lembro de ter visto um brinco nele, da no mesmo ,não me importo".
Pensei, enquanto saia da minha posição e voltava a fitar minha mesa, começar a ver os planos que eu teria que passa na minhas próximas aulas não seriam fáceis.

Peguei um papel e comecei à ler, mas não por muito tempo , pois meu estômago falou mais alto não deixando ler o papel.

Me levantei e fui em direção a uma máquina de lanches, que eu jurava ter visto por ali.

Andei mas um pouco me dando conta que estava perdido e precisava de ajuda, um aluno passou por mim e eu o 'puxei para perdi ajuda.

-Desculpa, eu meio que me perdi, sabe aonde ficar uma máqui-
Minha boca falhou na hora, meus pensamentos foram cortados, quando olhei para o "ser" que estava ali na minha frente.

-oi,sensei.-
disse o "infeliz" sorrindo para mim ,com deboche, soltei o seu braço na hora e fingi que eu não tinha falado nada, dando meia volta e andando o mais rápido possível.

-sensei! você está indo em direção ao banheiro feminino!.- Ele gritou do meio do corredor, sorrindo, fazendo todos ao que estava no corredor me olharem.

O olhei furioso ,enquanto ele tentava segurar o riso, mas logo dando uma longa gargalhada, mostrando seus caninos.

Senti meu corpo todo ferver em raiva e ele continuava a rir , cheguei bem perto dele e  dei um soco na cabeça do mesmo , que parou de rir na hora.

O puxei pela gravata ,do uniforme, até sair daquele corredor.

-hey, me larga.- Ele falava, quase sufocando.

-Me fala aonde fica aquelas máquinas de comida!.- Falei exigente e ele apontou para um corredor logo a nossa frente ,depois apontou em um outro e lá estava.

"comida...comer....comida.."
pensei largando ele e indo em direção à máquina e a dando um beijo.

Comprei quase tudo que tinha dentro da máquina, batatinha ,refrigerante, doces ,chocolate e mas um tipo de batatinha.

Voltei minha atenção para ele que estava incrédulo ,com o tanto de coisas que eu comprei.

-não fique me olhando me ajude!.-
Falei e ele obedeceu,pegando meus preciosos.

-pra onde vai toda essa comida?

-para minha sala ,ora.

-não idiota, eu quis dizer que...
ah deixa pra lá .- Disse ele.

nem liguei por ele ter me chamado de idiota, eu estava até chamando ele de coisa pior.

...

Chegamos na minha sala e ele deixou tudo em cima da mesa.
Comecei a abrir um pacotinho de batata e depois um refrigerante.

-não quer?.-  Perguntei levantando o refrigerante.

-pensei que não ia me convidar.-
Ele falou sorrindo, se sentou do outro lado da mesa e começou a comer.

Comemos bem rápido toda as guloseimas.

O sinal soou bem na hora que acabei de jogar todo o lixo na lixeira.

-melhor você ir logo para sua sala.-
Disse passando a mão por minha roupa para tirar alguns farelos de batata.

-não tem problema, eu não gosto da professora mesmo.-
Ele disse se espreguiçando como se aquilo fosse normal.

Me subiu uma raiva súbita.

"E pensar que professores , realmente se esforçam para mudar pessoas como ele , que eu me esforço para mudar pessoas como ele "
Pensei.

-você não deveria pensar assim.-
Falei e ele me olhou, mas sério .

-professores se esforçam para dar o melhor em seu trabalho e para mudar pessoas como você. -Continuei falando,mas não com raiva, mas como um sermão.- você deveria ir para aula.- Falei pegando ele pelo braço e o puxando da cadeira.

-hey o que você- 

-vou levar você para sala.
Disse sério, e seus olhos azuis pareciam ser chamas.
Ele puxou seu braço.

-eu não vou.
-e eu não perguntei.
Ele ficou com mas raiva ainda.
Cheguei bem perto dele o fazendo olhar bem para mim.

-Não ouse desprezar um professor.- Falei sério.

-agora me siga se não quiser ficar sem nota em história, Naomi.- Ele me olhou assustado, não assustado de medo e sim por eu pronunciar seu nome ,estava nítido em seu olhar

.Olhar agora que estava mas calmo e mais lindo?.

Ele soltou uma gargalhada bem longa, colocando as mãos na barriga e depois fingiu tirar uma lágrima da tanto rir.

- qual é a graça?
-você!.-
Ele falou parando um pouco de rir.

-Meu nome não é Naomi .- Ele falou voltando ao normal, tirando a mão da barriga .- e eu não me importo de perder nota.-
Falou sorrindo.

-ah ... , não importa se seu nome é Naomi , Nao ou sei lá o que ,  mas ficar sem nota isso muda hoje. -Disse o puxando.

Abri a porta e os corredores estavam livre.

"Com certeza todos já foram para suas salas.
Como eu tenho esse primeiro horário livre, não tem problema se levo esse delinqüente para sala."
Pensei o  olhando , percebendo que ele  também me olhava atentamente .

-isso é irritante.-
Ele disse me olhando e apontando para minha mão segurando a dele.

Me subiu um calor, de pura vergonha e tenho certeza que ele se deu contar ,pois me olhava como se fosse capaz de ler minha mente.

-eu , não me importo o que você pensa.- Disse baixando o olhar e o puxando para sair da sala.

Ele continuou parado sem mover um músculo, tentei puxar mais uma vez e ele continuava parado, pegou a outra mão e bocejou como se eu não tivesse feito nada.

"como antes eu conseguia puxa-lo e agora não?"

-já desistiu ususaki-sensei? - Ele disse puxando minha mão para perto dele.

Envolvendo  uma mão na minha cintura  me dando um beijo na testa.

-eu sei o caminho da minha sala.-
Ele disse me soltando, colocando as mãos dentro dos bolsos da calça e adentrando o corredor.

Tenho certeza que fiquei,vermelho.

"esse idiota o que pensa que tá fazendo?"
Pensei enquanto passava a mão no lugar que ele beijou.

"IDIOTA ! não brinque comigo !"
Pensei voltando para minha sala ,com raiva.
....


Notas Finais


Espero que esteja legal 😊
(^ω^)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...