História ☆ Sentimento Impulsivo - Bnior ☆ - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Bnior, Jackbam, Jinbum, Jinyoungejaebum, Jinyoungemark, Markjin, Markson
Exibições 82
Palavras 1.569
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meu bebê é tão lindo com seus bodyrolls alucinantes *_*

Quando vi essa foto: "GOSTOSO!!!"

Capítulo 8 - Rumo a Harvard (Part. Final)


Fanfic / Fanfiction ☆ Sentimento Impulsivo - Bnior ☆ - Capítulo 8 - Rumo a Harvard (Part. Final)

|Bambam| [É isso mesmo produção ?]

.- Mal entramos e Jackson ja fazia barulho ao entrar, pois fomos os primeiros a entrar. Ficamos nas cadeiras da frente obviamente. Eu fiquei ao lado de Jackson e Yugyeom(motorista que dirigia esse momento [Autor: Os dois Crush ao lado... que dream] E nas cadeiras de trás ficaram Youngjae, Jinyoung e JaeBum...

- Ei Babybam - chamou Yugyeom hyung - Olha isso - colocou um dos seus fones ao meu ouvido sem tirar os olhos da estrada-.

E começou a tocar uma música que não fazia ideia qual era.... mais tinha um refrão:

Moni moni moni

E Yugyeom não parava de cantar.

- Hyung oque é isso? - pergunto rindo um pouco -.

- Moni moni Moni - ele não tinha me ouvido. Então continuou cantando, entrego seu fone ao seu ouvido e me viro pro lado e dou de cara com dois pares de olhos, estava tão perto, mais tão perto que meu nariz se pôs a tocar no daquela pessoa. Me afasto com um pequeno susto e vejo que era Jackson me olhando fofo -.

- Oi - disse o hyung ao me ver -.

- Ah, oi Jackson que susto - disse aliviado ao ver que era ele, gostava dele, ele era engraçado divertido e ficou do meu lado quando meus pais morreram. Eu  meio que acabei tendo uma queda por ele. Só não sabia se era correspondida -.

- Está com fome - pegou as nozes descascadas em uma tigela no balcão do passageiro da combe e me ofereceu, pois as minhas Yugyeom havia comido [Autor: Eu na vida] aceitei e fui pegar uma -.

- Obrigado - disse comendo algumas de uma vez. Me fazendo ficar de boca cheia e ele rir -.

- Nossa... pera - ele pegou a tigela e virou de vez todas as nozes na boca e ficando com uma cara engraçada -.

Acabei rindo daquilo, rindo muito.

- Estou parecendo o fofão? - dizia de boca cheia mais conseguia ouvi-lo -.

Eu ri demais, ri tanto que meu duodeno começou a doer.

Logo depois que ele comeu tudo eu consegui respirar.

- Então... como acha que vai ser lá na Universidade? - perguntou o hyung me causando uma expressão séria -.

- Eu não acho que vai ser fácil nem difícil. Eu sei que vai haver dificuldades e facilidades, mais nada que eu não possa resolver, eu simplesmente... vou dar meu melhor - disse sorrindo fraco. O hyung logo começa a me observar de lado da cadeira. O imito e espero ele falar:

- ... por isso que eu, gosto de você. Admiro sua performance, sua sinceridade e sua confiança... eu simplesmente não consigo não gostar de você - disse o hyung me deixando em caso sério de nervosismo, queria cobrir meu rosto com meu cabelo Rosa de tanta vergonha. Meu rosto esquentava, meu coração batia fortemente e eu não conseguia dizer uma palavra -.

Ficamos nos encarando lado a lado. Mais em um piscar de olhos, desperta um desejo realizado. Jackson segura minha nuca e trinca seus lábios nos meus, me causando uma explosão de sentimentos. O beijo foi um selinho calmo que passou para um beijo de língua lento e profundo. Nossos rostos estavam tão perto que podia sentir o calor do seu corpo se fundindo com o meu frio, minha respiração rápida não se comparava a dele que permanecia calma, nunca tinha aprofundado tanto em um beijo assim. Meus pulmões pedem ar e sinto que o mesmo sentia isso mais não queria separar de jeito nenhum. Até que tomo a iniciativa pra respirar e me separo dele. Que ainda assim não parava de me olhar... Acho que tive um orgasmo com esse beijo -.

(...)

|Junior|

.- Era incrível como eu conseguia ver as coisas. O carro era incrível por dentro e eu estava incrédulo que estávamos em rumo a Harvard, via a textura das nuvens pela janela. O ar-condicionado da combe me fazia estremecer e congelar meu nariz -.

- Junior - ouço a querida voz de JaeBum me chamar -.

- Oi ?

- Olha aquilo - apontou sorridente pra Bambam e Jackson que naquele momento estavam "trocando salivas" -.

- Wow... - a única coisa que conseguiu sair da minha boca -.

- Eu sempre soube - disse ele ainda sorrindo, mais depois volta até a mim -.

Quando ele vira pro meu lado, ele estava próximo, tipo muito próximo, se eu não tivesse nervoso não teria me afastado. Mais foi oque fiz... ele me olha estranho e depois muda de assunto:

- Posso te perguntar uma coisa?

- Sim pode - digo encarando seus olhos, finalmente. Encarar seus olhos era como encarar o que estivera pensando... parece que eu não vejo o mundo a anos. Será que olhos são meu novo vício ? Eu é só coisa da minha cabeça ? Do que que eu to falando -.

- Você acredita no amor? - perguntou ele -.

- Claro. Por que?

- Por nada... posso te fazer outra pergunta ?

- Pode

- Você me ouviu, tipo. Me ouviu no hospital? Eu tinha falado contigo. E queria que soubesse oque sinto, então... queria saber oque se escutou.

Não sei se foi o ar mais eu senti um calafrio enorme dos pés a nuca. Não sei oque fazer. Ele... gosta de mim de verdade, mais eu sinceramente estou confuso. Eu gosto quando ele me faz sorrir, me protege... mais não sabia se eu sentia o mesmo que ele.

- Não... não ouvi não, na verdade, não sei do que está falando - disse sem soar muito grosso -.

- Ah...

- Algum problema?

- Não. Relaxa - ele volta a encostar na cadeira e suspira -.

Logo Jackson para em uma pousada para irmos ao banheiro. Levantei e disse:

- Eu vou ao banheiro... - pego a revista que havia na mão e endireito os meus óculos -.

- Vai lá - ouço o hyung dizer -.

(...)

|Jaebum|

.- Esse garoto ainda vai me matar. Eu não sei oque fazer mais. Eu gosto dele demais, mas as vezes fico imaginando se ele sente o mesmo, a medida que ele me deixa esperando, o meu amor vai aumentando, fico imaginando se esse amor um dia chegará ao limite ou será infinito... Jinyoung hyung, eu não sei como lidar com você -.

Mensagens On ~

             Grupo: Desinteresse

Eu: Como lidar com Park Jinyoung ?

Jack: Simples... Oferece nozes a ele * Emoji piscadinha *

BB: *Emoji lua*

Eu: Não sei se isso ajudaria a me declarar a ele.

BB: Ownnntss vc quer se declarar pra ele?

Eu: Pretendo

YugyGyzinhu: E como irá fazer isso senhor Im Jaebum

Eu: Não sei.

Jack: Eu Sei

BB: Fala

YugyGyzinhu: Fala/2

Eu: Fala/3

Jack: Escreve uma música

Eu: Ótima ideia *emoji pensativo*

BB: Ele vai amar *emoji apaixonado*

Youngjae: Calem os dedos retardados

BB: Ain

Jack: a culpa não é minha se está com ciúmes.

Eu: chega de whatsapp por hoje.

YugyGyzinhu: *emoji lua*

Mensagens Off ~

(...)

|Junior|

.- Eu fui o primeiro a ir. Então entro no banheiro e dou de cara com o nada. Ninguém estava lá. Tinha apenas um garoto que já estava saindo do mictório. Como não prestei atenção. O garoto abriu a porta pra sair e deu de cara comigo. Esbarramos forte, tipo muito forte mesmo, Tão forte que caímos no chão derrubando meus objetos. Meu óculos ao chão sem nenhum ferimento e minha revista também. Na hora sinto a dor imensa chegar ao meu ombro esquerdo (por que esbarro com todo mundo?) -.

- Nossa... - ouvi o garoto dizer - desculpa mesmo.

Me viro pro lado e vejo sua imagem embaçada me oferecendo uma mão. Pego meus óculos,levanto devagar segurando sua mão.

- Você está bem ? - sua voz era reconhecível, parecia a do garoto que conheci na praça com Mel -.

Ponho os óculos pra ver finalmente a face do garoto que me derrubarou.

Ele tinha cabelos castanhos bem castanhos mesmo. Olhos escuros e lábios incríveis e lisinhos de se ver.

- Ei... nos vimos na praça de L.A não é ? - perguntou -.

- Sim... é... Mark não é ?

- Sim... sou eu. E você é o... Jinyoung!

- Isso.

- Oque faz aqui? - perguntou -.

- Eu vim ao banheiro...

- Não bobinho - ele riu - quis dizer oque faz nesta cidade.

- Ah... estou em rumo a Harvard - respondo e ele me olha espantado -.

- Sério? Eu também.

- Nossa... kkk - disse sorrindo um pouco disso -.

- Devíamos anotar nossos números, para nos comunicarmos, tipo, eu não conheço ninguém la e estou indo de ônibus agora.

- Sim - depois trocamos nossos números rápido, eu faço minha higiene e saio do banheiro, paramos na porta e nos olhamos mais uma vez -.

- Te vejo la Hyung! - disse Mark ja saindo -.

- Te vejo la - disse tão baixo e envergonhado que acho que não havia me ouvido. Depois disso. Saio e entro na combe novamente -.

- Rumo a Harvard?! - Jackson pergunta gritando pra todos -.

- Rumo a Harvard! - gritamos de volta ansiosos e preparados

(...)

Chegando lá somos impressionados com um pátio lindo em frente a faixada da Universidade. Pisamos no terreno encarando aquele lugar enorme e segurando as malas.

- Chegamos.




Continua...♡


Notas Finais


*Não revisado* qualquer erro: Sorry.

Queria dizer pra não descartarem Bnior assim. Alguma porta pode se abrir pra eles ♡

E Markjin está como sempre fluindo ♡~

^-^ fiz Jackbam acontecer um pouco. ♡

E não postei ontem pq fui no cinema assistir " a bruxa de Blair"

Queria avisar pra nunca assistirem esse filme tah... é uma perda de tempo.

Se a produção do cinema estiver lendo isso e quiserem me processar. Desculpa mais:


Tava uma bosta, uma merda ambulante.




Bjos e até amanhã fofus

M...M
P.S: Faltam 13 dias pro meu niver e eu estou aceitando até 50 centavos ♡

Love yours


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...