História '' Sister ''- Reiji Sakamaki - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Comedia, Justin Bieber, Mutilação, Reiji, Romance
Visualizações 84
Palavras 7.260
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Droubble, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora

Capítulo 3 - Idiotas...


Fanfic / Fanfiction '' Sister ''- Reiji Sakamaki - Capítulo 3 - Idiotas...

Lizzie on


       Estou vendo Subaru abraçando a sua mãe. Porque isso me doe? Deve se porque nunca ganhei um abraço, ou tomei a iniciativa de dar um. Isso é meio........ estranho. Tento sair de fininho mais sou puxada para o abraço, e fiquei de costas a Subaru. 


-Porque es tão arrisca pequena? Pergunta Cristia, passando a mão no contorno de meu rosto.


-Porque eu fui criada pra ser assim, .digo abaixando a cabeça, até Cristia é mais alta que eu.

Em o movimento rápido vejo meu tapa olho no chão. Ponho rapidamente a mão em meu olho direito o tampando. 


-Deixe me ver. Disse ela com uma voz incrivelmente doce.


     A deixo ver por fim, ela se faz surpresa, então me teletransporto rápido, ela e Subaru têm muito o que conversar. Olho meu relógio e vejo que ainda sao 9 :31 então me sendo debaixo de uma cerejeira.  


      Fico olhando o céu ele é tão lindo.. será que nele têm pão? 

     Sem nada pra fazer começo a cantar..


         - Quando estiver só, sem saber pra onde ir .

              Olhe para dentro e a solução vai surgir.

               Se pensar em desistir, junte forças pra seguir.

    Oh oh ohoh

             Você pode ser tudo que quiser, só precisa acreditar e só você olhar e o mundo vai brilhar..


Paro quando sinto um peso em meu colo, olho para baixo e vejo Shu.


-Sua voz é linda, e você se faz de muda. Disse ele abrindo um de seus olhos . Ai porque eu tenho irmãos tão gostosos? 


- porque não quero. Digo e minha voz sai como muitos falam'' sexy''.


      Ele começa a brincar com meu cabelo que se encontrava solto.


- Continua a cantar. Disse ele tirando os fones (aut/ sério? Sakamaki Shu tirar os fones? Shu/ Urusai Baka . Aut/ Doeu '-') 


- Se o medo aparecer, vou saber a direção, o mundo todo cabe aqui na palma da mão. 

 E bem mais alto eu vou voar sem razão pra duvidar.

 Oh oh ohhhh 

 Eu sou uma estrela ah brilhar ahah oh oh ..

      U..ma.. est..re.la... a...bri..lhar


Sinto uma mão em minha cabeça recebendo carinho olho pra cima e vejo pai.


-O que você que aqui? Pergunta Shu direto abrindo os olhos.


- Não posso mais ver meus filhos? Disse ele me entregando minha caixa de chocolates preferidos. 


-Arigatô Otou-san. Digo com cara fofa ele sorri e some.


Começo a abrir e como logo um. Nessa caixa veio 50 bombons (aut/ dá pra eu)

  Shu abre um de seus olhos, e quando iria abrir a boca coloquei logo um bombom.


-Obrigado, . Fala ele de boca cheia.


- Dinadha. Digo e ele abre os dois olhos.


-Cadê o tapa olho? Pergunta ele supreso.


-Cristia tirou. Digo simples e ele murmura um ah.


 Pego outro bombom, eu amo eles são especiais, recheado com mousse de sangue ( isso existe? Eu não sei.) Shu pega outro e come .


Com a outra mão começo a brincar com seus cabelos, eles são bem macios. 


- Você ronrona. Disse Shu com um olho aberto.


-Eu nao. Digo e ele dá um risinho.

Ele passa a mão na minha cabeça igual ao meu pai e eu .... ronrorono.


-Ahun. Deixo minha orelhas aparecer. 


-Você é Neko. Disse ele com os olhos brilhando, não entendi. 


-Parte de mãe. Digo simples e ele continua me olhando. Minhas orelhas são brancas dando pro rosa bebê igual o meu cabelo, saobem feupudas.


-É fofo. Disse ele pegando mais um de meus bombons.- Minha mãe nunca me deixou criar um gato .


-Olha que pratico, você tem uma irmã gata. Digo convencida e em tom de brincadeira. 


Ele da um sorriso lindo.


- Você fica mais bonito sorrindo. Digo e ele me olha estranho. 


-Você me acha bonito? . Pergunta ele.


-Sim todos vocês são lindos, se não fossem meus irmãos pegaria. Digo como se fosse óbvio. 

   Ele me dá uma gargalhada. 


- E o que isso impede? Somos de mães diferentes. Disse ele .


-Ual que cantada to passando mal. Digo brincando. 


-Que bom que percebeu. Disse ele piscando e me olhando malicioso.


- Pevertido-kun. Digo dando o beijo na testa do mesmo. Ele cora 


Me levanto pego meus chocolates quando sou puxada para seu colo. Sério? Já é o segundo hoje.


-Meus chocolates! Se tivessem caído você iria buscar outra caixa. Digo dando um tapa no mesmo.


   Ele pega minha nuca e cheira meu pescoço. 


-Estou me controlando desde ontem. Sério? Ele vai me morder? 

 E morde, sentir seu sangue ser sugado não é tão ruim, claro se você é masoquista. 


-Doce, parece com chocolate e Mashmellow. Disse ele lambendo o local 


-Sim sim mais eu não sou comida. Digo virando os olhos, ainda em seu colo.


-Agora é minha vez. Digo dando um olhar travesso. 

Mordo seu pescoço, seu sangue é delicioso. Picante. Paro e lambo o local 


- Eai? Pergunta ele curioso. 


- O seu é picante, mais também parece chocolate. Digo e ele dá um sorriso. 


Não aguento e aperto suas bochechas. 


-Coisa fofa. Digo ja tendo sangramento nasal ( qm nao sabe é no nariz)

 

- Eu não sou fofo. Disse ele 


- hahahaha. Gargalho.


-Não magina, ce não é fofo não . Digo em deboche.


Ele cora e eu esfrego seus cabelos.

    Ele Ta olhando pra minha boca merda.

       Me deu um selinho e sumiu.


Porra são 11:20 !!! Passei esse tempo todo com a preguiça .


Me teletransporto pro meu banheiro, começo uma ducha rápida. 

    Pego uma lingerie preta, e ponho uma calça preta rasgada, uma blusa que roubei do Shu ontem a noite ele é branca com o nome Kings atrás. 

 Faço um coque bagunçado, pego o óculos de armação preta. E ponho uma gargantilha de fone, meu celular no cós da calça. E um anel preto pronto. Passo um perfume masculino essencial amo esse.


Me teletransporto pra sala de jantar e vejo Shu ja presente junto a Reiji. Quando Shu me olhou deu risada. Reiji olhou sem entender. 


'' conheço essa blusa'' a voz dele ecoou em minha mente.

  '' Você nem usa, so larga la guardada'' . Penso olhando pra ele.

  '' mesmo assim nem pediu'' ,

   '' ah você nem vai sentir falta''

     '' vou eu amo essa blusa''

      '' Vai se fuder agora é minha e saia da minha mente''.

        

  Sento-me com um sorriso no rosto, Reiji coça a garganta 

- Depois do almoço em meu quarto . Disse ele e eu apenas assenti, não vou cair no erro de mostrar minha voz novamente .



'' To com sono''

'' shu você dormiu um tempão la no jardim''

 ' Quem disse que eu dormi, seu cheiro me deixa louco''



Eu coro e dou atenção a minha comida, lasanha de frango ja disse que eu amo? 


'' Você ta vermelha''

'' Vai se fuder''

'' que palavreado é esse princesa? ''


Reviro os olhos.

Termino meu almoço em paz e vou escovar os dentes.

 


Quarto de Reiji, quarto de Reiji aonde é isso? No segundo corredor vejo uma sala de jogos e Laito e ayato disputam Yui.

   Pego meu caderno e escrevo 

''Aonde é o quarto de Reiji''?


Eles lêem  


-Terceiro corredor, porta 4 . Disse Ayato. Eu assinto e vou embora 


''Toc''' ''' toc''

- Entre . Disse ele frio eu entro e fecho a porta. - Pode se sentar.


Eu sento em sua frente e o veko servir chá. Erva doce delícia. 


- Queres? Ele pergunta e eu novamente pego meu caderno.


''Hai'' ele lê. 

Ele me serve numa xícara de detalhes de ouro.

Tomo um gole, com a postura no mesmo jeito que fui ensinada.


- Não sabia que tinha alguém educado em minha família. Disse ele me fitando com aquelas orber rubis, coloquei meu cabelo atras da orelha mostrando o olho rubi idêntico ao dele so que mais brilhante. 


''' Fui criada para ser assim''' escrevo e mostro pra ele.


- Por que você não fala normalmente? Pergunta pondo a xícara na mesa.


'' Minha voz infelizmente me recorda minha mãe, um ser repugnante. '' escrevo devolta.


Ele me olha e solta um lindo sorriso aii q isso mino lindo. 


- Me mostre sua voz, aliás você ja mostrou a Shu. Fala ele me olhando travesso.


'' Andas à me espiar? '' mostro o caderno.


-Isso não vem ao caso. Disse ele me olhando 


- Aonde quer chegar com isso? Pergunto e minha voz sai rouca e fria.


     Ele se toma por surpreso depois se recompôs .


- Sua voz não é nada desagradável. Disse ele ajeitando o óculos. 

     Levo minha atenção a xícara, e começo a por em ordem alguns talheres. 


-Você terá que ir a escola. Ele diz e eu estremeço. Ele percebe.- Algum problema? Pergunta tomando mais um gole de seu chá. 


- Nunca foi aconselhável me deixar em contato com humanos. Falo e ele me olha estranho. - Por isso sempre estudei no castelo, na primeira vez e última que fui a uma escola digamos que todos foram dormir. Digo passando o dedo no contorno da xícara, dando um sorriso de lado.


- Hum. Fala ele se levantando. 


- É só isso? Pergunto me levantando. 


-Na verdade não, ele respira fundo e continua. - Gostaria que me acompanhasse no baile de meu pai.


- Claro. Digo sorrindo. - Agora vou me retirar. Digo faço reverência e indo em direção a porta. Quando sou puxada e bato em seu peitoral, sinto sua respiração em meu pescoço. Ele retira meus cabelos e alisa o mesmo, depois morde.

    Apertando minha cintura sério isso? Ele têm noiva de sacrifício. 


- Maravilhoso. Disse ele retirando as presas, vendo o local cicatrizar. 


Suspiro decepcionada. 


- Posso ir? Pergunto e minha voz não favorece. Ele bagunça meus cabelos e me deixa ir. Entro no meu quarto e me jogo na cama. Engraçado como a vida dá tantas vira-voltas ., anteontem estava no castelo brincando com tikki.^ ......

      Por falar em bricar nunca mais tomei chá com os meus pimpolhos. Vou ao closet, ponho um vestido digamos curto, preto com detalhes de ouro, meu pai que me deu. Amarro duas marias Chiquinhas encaracolando as pondas dos meus cabelos e arrumo minha franja. Ponho o tapa-olho.


        Vou em uma caixa de mudança na qual não abri e retiro minha mesa de brinquedo e as cadeiras que são retráteis. Arrumo Laila, Luna, Wolf, Tikki, e sobraram duas cadeiras . Arrumo as xícaras e os meus amados bombons e cupcakes em um prato. Só falta o achocolatado = chá. Me teletransporto pra cozinha e vejo Laito é Kanato. .

    '' Oi'' - caderno de desenho.

Eles sorriem e eu pego minhas caxinhas de Nescau na geladeira.


-Teddy nossa irmã não parece a boneca? Fala kanato me olhando doente. 


-Fufu ~ Ela está é gostosa. Disse Laito e eu coro. 


'' Certamente você não será mais convidado pra aniversário'' escrevo. 


Pego minhas caixinhas quando Laito vai se aproximando de mim. Bato em um peitoral e pelo cheiro é Reiji. 


- Laito nossa irmã não é seu brinquedo. Disse ele firme e Laito some . Viro pro mesmo aliviada. 


''Quer vir pro aniversário? '' escrevo .


-De quem? Pergunta encabulado. 


''Da morte de meu antigo noivo'' escrevo e ele fica confuso. 


-Por quê você relembra isso? E inútil. Disse Reiji com uma gota na cabeça. 


'' Eu prometi para ele que antes de mata-lo que sempre iria relembra-lo.'' Escrevo dou pra Reiji o caderno e volto a pegar os meus todinhos. Ele sorri e me dá me caderno e me segue. 


Reiji on.


Temos mais outra irmã doente mental '-' . Estou a seguindo e paramos em seu quarto ela entra tranca e terminha de arrumar sua mesinha.


-Não acha pequeno? . Perguntei me referindo ao seus vestido preto no meio das coxas 


-Você que são grandes demais. Perai. Fala ela tirando seus ursinhos das cadeiras. 


Ela não entendeu, melhor pois a visão proporcionada é linda.


Ela estrala os dedos e estamos no terraço na mansão, com tudo arrumado para uma festinha do chá. Essa menina tem 15 anos e ainda brinca sério isso? 


 - E ai o que achou? Fala ela girando com os braços abertos na borda do terraço e descalça.


-Maravilhoso. Digo dando um sorriso sem jeito.


- Bom maos a obra. Podem falar pequenos. Disse ela e os ursinhos começaram a comer.


- Quê? Falo impressionado 


-Papai criou eles pra mim por que eu ficava muito sozinha na mansão. Disse ela com uma expressão triste 


- E visto que você mata qualquer humano que vê, nada de pirralhos irritantes. Disse uma ursinha rosa bebê 


     Quebra de tempo.


Os ursinhos conversam animados, e eu e ela estamos sentados na borda ela com a cabeça em minhas pernas.


- Por que você ainda brinca de boneca? Escapa da minha boca e ela dá uma risada gostosa 


- Eu gosto, mais não sou tão inocente como parece . Disse ela inexpressiva.


Ela começa a brincar com uma borboleta que passava. Me diverti bastante essa tarde .


-Preciso de um noivo de sacrifício. Ela começa a fala.- Minha garganta está seca. Reclama ela entediada. 


- Achei que você não gostava. Digo e ela me olha com aquele olho azul celeste.


-Eu gosto mais eles são muito idiotas. Disse ela .


- As nossas noivas sempre morreram em um mês, a Yui está demorando dessa vez. Digo e ela olha pro nada.


- O meu último noivo morreu em 16 horas. Ela fala e eu tomo um susto.


-Nossa . Falo e ela dá risada .


- Reiji desculpa por isso. Dito isso rapidamente estou deitado no concreto ela sentada em cima de mim com as pernas em minha cintura. Cheirando meu pescoço. 


-Vai em frente. Digo e ela morde, suas presas são médias mais bem afiadas, da uma dor bem aguda. Ponho a mão em sua cintura fina a apertando. Ela solta um gemido. O mais lindo que eu ouvi. Depois de cinco minutos ela para de beber meu sangue e lambe os lábios. 


-Você tem gosto de Nutella. Disse me olhando travessa. Balanço a cabeça em negação dando um sorriso. 


- Reiji ta na hora de se arrumar pra escola. Disse ela se levantando de cima de mim . Rapidamente vejo a ornamentação toda retirada, inclusive a mesa e os ursos.

  

- Vá se arrumar, falo e ela assente logo sumindo.


Vou pro meu quarto, tranco tiro meus óculos e vou ao banheiro. 

 ''Aquela menina'' suspiro . Não é recomendável ela ficar sentando em meu colo.


     Me alívio no chuveiro, me visto adequadamente, e desço e encontro Lizzie deitada no sofá com uma calça bem rasgada principalmente nos joelhos e coxas, da cor preta. Uma camisa masculina branca caindo nos ombros. Um tênis preto Adidas, e os cabelos espalhados no sofá. Ela levanta e vejo que na suas costas a blusa é rasgada com trançados que permitem ver seu corpo esculpido, em uma cintura finíssima e um busto com sutiã preto. Sua pele é bem branquinha, dá vontade de encher de mordidas. Aiiii para de pensar nisso Reiji! !! Ela é sua irmã.


-Cadê esses idiotas.? Ela pergunta impaciente e com sua voz sedutora. 

- por vir. Digo também idignado.


Eles chegam e vejo uma troca de olhares de Lizzie e Shu. Ela põe os fones, e na hora de entrar na limusine Shu a puxa pro seu colo .Fico com ciúmes, mais não ligo. Eles dois começam a ouvir música. 


Lizzie on.


Estou vestida com o look da Adidas, sim sou modelo dela com contrato vitalício. Estou no colo de Shu, e digamos que é bem confortável. Só que a medida que me mexo sinto algo duro em minha bunda. Shu! Não seja o que eu estou pensando! !


'' é assim que você me deixa''. Fala ele na minha mente.


'' Toma vergonha'' digo.


'' Eu não tenho culpa de você ser gostosa'' . Fala ele afundando a cabeça em meu pescoço. 


''Pervertido'' . Penso me ajeitando em seu colo, pra provocar? Talvez.


''Vai ter volta'' ele diz lambendo meu pescoço 'Quem é ela? Essa puta! Quem ela pensa que é! Ja basta aquela menina que dá pra todos!''


-CALEM A PORRA DA BOCA ESTÚPIDAS! ! ELES SÃO MEUS IRMÃOS, E SE VOCÊS ENCHEREM A MINHA PACIÊNCIA SE CONSIDEREM MORTAS! Grito. Grito bem longo ne? Papai sempre diz que tenho grandes cordas vocais. Todas calam a boca. Menos uma, so podia ser a recalcada. Retiro o ar desta mortal.


- So..co...r..r..o. fala a garota. E Morre? ! Hahaha toma distraída. Ela morreu . Ela morreu! Ai que alívio menos um batimento kkkk que hilário oh humana frágil. 


     Sinto alguem me puxar pra dentro e depois me vejo em uma sala com Reiji. 


-Porque matou a garota? Fala ele ajeitando o óculos .


- Ela me irritou. Digo simples.


-Apenas naoe faça mais isso ok? Ela era a filha do prefeito. Disse ele me entregando os horários e minha mochila . Ela é preta adorei! !! Ee eu sou da sala de Shu e Reiji. Vou saltitante até ela e abro a porta. Todos ja estão. 


-A aluna nova. Bem vinda Senhorita Sakamaki! Fala o professor até gato.


- Arigatô Sempai! Falo fofa. Estou com um Baid daid (n sei o nome desse diacho ) no nariz . Os meninos suspiram.


-A- apresente-se .


-Oi Meu nome é Lizzie Sakamaki tenho 15 anos sou a irmã caçula. Digo menos fofa e os meninos ainda suspiram, algum estão tendo sangramento nasal.


-Alguma pergunta? Disse o professor se sentando. Sim Luka? Depois so a Carly e acabou.


-Você têm namorado? Pergunta ele me olhando super malicioso. 


- Não e nem quero. Digo fria. Sim sou bipolar ja perceberam? 


- ..... . A menina nem se pronuciou ficou queita.


 Vou e me sento com Reiji do lado da janela. Retiro meu caderno e começo a copiar as lições no quadro termino . E começo a cochilar. Reiji me belisca.


- aigoo. Resmundo virando a cabeça para o mesmo. - Que é? 


-Não durma. Disse ele sério. 


-Você não vai me impedir. Falo 


- .... ele suspira .

 Eu me ajeito, deito a cabeça em seu colo para dormir. Vantage de ser compacta. 

         Quebra de tempo

Acordo com Reiji me cutucando. Sério? Não posso nem mais dormir.

Lenvanto e me estico.

    Me estico e o sigo até o refeitório. Ao seu lado escolho meu lanche. Um hambúrguer, uma coca, e um pedaço de bolo pudim.


     Me sento entre Shu e Laito.

    Sinto uma mão em minha perna olho pro lado e vejo Laito. Ótimo. Um pervertido.


     ''SHU shuzinho sabia que eu ti amu! ?'' Penso.

       '' o que quer? '' fala ele em minha mente e me olhando de lado.

       '' troca de lugar comigo Laito ta passando a mão onde não deve''. Penso e ele rapidamente troca de lugar comigo.

       Começo a comer, e sinto olhares de quatro garotos. Apenas ignoro e termino minha refeição. 

       Saio do refeitório e começo a procurar um local silencioso pois não vou para aula. Por mais que minha dupla seje um gato.😍

      Encontro uma sala de música e deito no chão onde tinham umas almofadas. Começo a curtir a música. 

   Avicii-Wake me up. 

Ela tem uma vibe bem tranquila, e me deixa bem relaxada, pra falar a verdade bem noiada. Sinto alguém sentar do meu lado, e por a cabeça em meu ombro olho pro lado e vejo Subaru.


-Obrigado. Disse ele.


-Por? Pergunto e ele me olha estranho. 


- Você trouxe minha mãe de volta. Ele disse me encarando.


- Ah aquilo, so fiz mais da minha obrigação. Digo . Mais sou surpreendida com um abraço bem apertado.


-S s Subaru? ?? . Exclamo desentendida.


-Obrigado. Ele fala mais uma vez e me solta.


- Dinada. Falo corada virando a cabeça pro lado.


  Sinto ele sair . 


Começo a deixar cair várias lágrimas. . Por que minha mãe não cuidou de mim? 

Por que so agora recebo abraços? 


      Flashback


- Mamãe mamãe, olha o que eu fiz, eu papai e voc-


- Crianças isolente! *tapa*


-*snif snif * P-por que fizeste isso! ?


-Aprenda eu não sou sua mãe, so lhe coloquei no mundo. *tapa* Agora vai decorar o nome de todas as cidades de todos os estados de todos os países! Idiota.!

    Flashback of.


Deixo as lágrimas cairem. Você deve ta se perguntando , por que um dos seres mais poderosos chora? Por tristeza, sim tristeza. Querendo ou não eu tenho inveja dos humanos. Vocês são amados desde pequenos.. e são mortais.


     Largo de baboseiras e me levanto. Assim que saio vejo o sinal tocar, vou em direção a sala so que dessa vez sento com o Shu epe não é tao chato como o Reiji. 


Um menino passa e deixa uma carda em cima de minha mesa.


'' Você é linda''

''Perfeita, quer namorar comigo? !''


Cheiro e a carta tem cheiro de rosas. Olho pro lado pra saber quem é o menino, evejo um ruivo dos olhos cor de mel piscando. 


    ''Sorry nem te conheço direito. ''


Escrevo e jogo como bolinha de papel. Ele lê e manda devolta 

  

''' Isso não é problema, vamos sair? ''

Dou uma risada disfarçada e escrevo.

 ''Pode ser >.< ♥.♥''

 Mando de volta e Shu me olha feio.

 Recebo novamente o papel com o número dele.

Gravo em meu celular e começo a sorrir feito boba.


-Você não vai. Disse Shu


- Que tal você cuidar de sua vida? Pergunto irritada, que coisa.


-Tsc . Ele murmurou e saiu.


           Quebra de tempo. 


São 01:16 da manhã e estou sem sono.


    - mensagens-

 - recarregue seu celular ou perderá seu kit chip . Ligue #72333.


 Uma me chama a atenção. 



???? - Oie.


Eu- Quem é? 


???-Sou eu 


Eu- Você qm? 


???- O ruivo.


Eu- Do zoi de mel? 


??? - Não magina. Do zoi de pura sedução. 


Eu- Cantada meio sem graça mais vlw a intenção, eu acho.


???- ^.^


Eu- mais qual e teu nome msm? 


Castiel- Castiel. Ei topa sair pra zuar agora? 


Eu- Não sei, ultimamente está tendo muitos ataques .


Castiel- Eu não ligo pra esses vampiros a não ser você. 


Eu- Não tem medo da minha espécie? 


Castiel- Não se você for masoquista. 

Eu- kkkkkk essa frase falo direto.


Castiel- Te espero na entrada de sua mansão. Vem logo!


Eu- Quer que eu vá de camisola?


Castiel-Não seria nada mal.


Eu- Ja to indo


Castiel- DE CAMISOLA? ?!


 Eu- Não ne besta, vou por uma roupa.



 Corro até meu armário, ponho um short cintura alta preto meio curto. Um cropped Adidas. E uma meia 3/4 rasgadas. E um tênis também da Adidas preto. Amarro um moletom masculino, azul na cintura e desço, bem de fininho. 


Meus cabelos estão nun coque bagunçado gargantilha básica preta, e sem o tapa olho.

    Saio pela porta da frente, ganhando uma brisa da madrugada. Corro até o muro e o pulo, se eu tentasse abrir as grades da mansão o alarme dispararia.

     Vejo Castiel em uma moto, me mostrando um capacete amais vou ponho o mesmo sento e me agarro a sua cintura.

    

                    .... @.....@.....@....


Estamos de frente ao shopping. Entramos pela porta que estava aberta. E começamos a andar pelo mesmo.


- Aqui é melhor de noite. Falo rodopiando pelo ar .


-É mais tranquilo. Ele me cutuca rápido. - olha uma praça de alimentação! 

 Fomos correndo até a mesma, so que tudo estava fechado. Inclusive o sorvete. 


-A não! ! Ta fechado. Faço uma cara triste.


-Eu não sei você, mais isso nao me impede de nada. Fala ele ficando ... invisível. 


-Que! ! Você também pode? . Fico também e agora consigo vê-lo. 


  Adentramos no Mc' Donalds e vamos pro lugar que têm lanches prontos.


-Eu quero um Danoninho. Ele fala fofo.


-Eu quelo um soveti! Falo imitando voz de criança. 


Resumindo comemos tudo que aguentamos .


-Ai não devia ter comido tanto. Fala ele passando a mão na barriga. 

Estamos em uma loja de móveis em cima de a cama box.


-Eu vou engordar. Digo suspirando. 


-Vampiros não engordam. Ele fala.


-Não na aparência, mais na balança sim. Digo e ele me olha confuso. 


-Hum. Ele fala coçando a cabeça. 


-Castiel. Acho melhor você ir. Digo suspirando. 


-Por? Ele pergunta se aproximando de mim.


-Eu não vou me controlar por muito tempo. Digo e ele disse um Ah.


-Pode ir em frente se quizer me morder. Disse ele natural.


- Como? Faço supresa.


-É de sua natureza, e eu mesmo sendo um aprimorado sou humano. Vamos me morda. Ele disse me colocando deitada, ele vem por cima de mim e deixa o pescoço a mostra.

      Lambi o local e ele se arrepiou. Mordo logo em seguida. Seu sangue e irresistível, doce mais não enjoativo. Fico por dois minutos, até que paro e novamente lambo o local.


-É incrível. Digo e ele sorri.


- Que bom que gostou. Disse ele.


- Mais tem uma coisa. Digo e ele me olha estranho


- o que? .ele pergunta brincando com a mecha de meu cabelo.


-Você quer ser meu noivo de sacrifício? Pergunto e ele buga


-Claro mais o que é isso? Pergunta.


-Minha bolsa de sangue, so que tem uma coisa, você será somente meu.. digo apertando as bochechas dele 


- Ah ta. PERA- somos surpreendidos com a iluminação no andar debaixo. 


- Que horas sao'? Pergunto.


-8 da manhã temos que fugir. Ele fala me puxando para correr.


- Oh inteligente e so eu te teletransportar . Digo abraçando o mesmo, e aparecemos no estacionamento. 


- Ah é me esqueci. Fala ele passando a mão na nuca.- Vamos tenho que lhe deixar em casa.


Shu on


Acordamos e nada da Lizzie, estou meio preocupado mais ela sabe se virar sozinha.

Do nada ela aparece no hall de entrada com um sorriso bobo no rosto. 


-Aonde estava? Pergunta Reiji. 


-Não lhe devo satisfaçoes. Ela disse simples ajeitando o cabelo. Agora percebemos sua vestimenta, um short na minha opinião curto, casaco, e praticamente tudo da Adidas. 


-Tsc. Disse Reiji sumindo. E ela sobe pro seu quarto.  

  Depois me teletransporto pra sua cama. Escuto um barulho de chuveiro, depois a porta se abre revelando ela com uma lingerie Preta, destacando seu corpo branco e as curvas bem avantajadas. E com uma toalha secando o cabelo.

 

- Oi . Ela fala indo pro closet, e volta com uma camisa que eu conheço, É a minha! ! Sério vou falir.


-Aonde estava? . Pergunto. 


- Em um encontro. Ela fala naturalmente. 


- Com o cabelo de menstruação? Pergunto irritado.


- Isso é ciúmes? Pergunta ela com as mãos na cintura. Bem sexy.


- E se for? . Digo chegando perto dela e a puxando pra mim.


- Idiota. Fala ela dando um peteleco em minha testa. Rapidamente a jogo em sua cama e fico por cima dela, a prendendo. 


- Isso ja é obsessão ela fala virando os olhos.

  Vou até seu ouvido, mordo seu lóbulo, sentindo a mesma se arrepiar.

- Não é obsessão quando o objeto e meu. Sussurro com uma voz rouca . Ela fica com a respiração descompassada.


- S S Shu p p-ara. Ela fala gaguejando.


- Por que resistir? Pergunto pondo a mão por debaixo da'' sua camisa''.


- Ahm. Ela geme a eu por a mão gelada em seu seio.

     Tomo seus lábios numa voracidade, peço passagem e ela cede, nossas línguas dançam em uma perfeita sincronia. 

Paramos pois o ar se deu escasso.


- Shu não podemos fazer isso. Ela diz puxando o ar.


- Nada nos impede. Digo deitando a puxando .


- Que tal o nosso sangue? . Ela fala em tom de brincadeira. 


Dormimos...


Lizzie on.


Acordo e não vejo o Shu. Corro e ponho uma calça leg. Preta . E desço ainda estou com a blusa dele, calço um All star preto. 


Vejo todos reunidos inclusive os 4 garotos da escola.


-Bom vocês já sabem nossos

 nomes, Lizzie se apresente. Disse Reiji com uma cara de tédio. 


'''Oi prazer, sou Lizzie Sakamaki irmã caçula, tenho 15 anos. E vocês quem são? '' mostro o caderno .


- Prazer Neko-chan! Sou Kou Mukami. Disse um loiro do olho azul.


-Prazer Ruki Mukami. Disse um parecido com Reiji, beijando mimha mão, eu faço a reverência na qual fui ensinada mais nunca usei. Ele me olha surpreso. 


-Mukami Yuma, aristocrata mirim. Disse um ruivo que o tanto de gato tem de alto e arrogante.


- A..z..u.za. Mu..ka.mi. Disse um todo enfaixado.


-A Irmã de Vocês e bem agradável. Disse Ruki.


- Neko- Chan linda. Fala e eu coro. Infelizmente minhas orelhas aparecem abaixadas.


'' Arigatô Ruki- Sama e Kou-Sama. Sinto muito mais terei que me retirar'' escrevo no caderno e os mostro.


- Ai que fofo você é Neko. Disse kou com os olhos brilhando e Shu me puxa para atras dele.


-Baka. Disse Shu e eu me solto dele.


 Faço reverência e subo novamente para o meu quarto.


 Que raiva! ! Shu tirou meu Bv. Vamos ver cade meu skate? Acho que deixei debaixo da cama. Papai me deu escondido da Raven . Quer dizer minha mãe. Ha vocês entenderam.


Ponho um short curto, desfiado e azul, ponho a camisa masculina manga longa preta por dentro do short. Olho no espelho, e pisco pra mim mesma


-Gostosa! -penso alto.


Minha gargantilha, celular no bolso do short, meia tênis e cabelo em um coque mal feito.


Desço com meu skate na mão junto ao meus caderno de desenho e estojo.


Vejo Subaru e Kou discutindo no canto da sala. Corto para cozinha, uma maçã seria nada mal.

 Vejo Reiji fazendo algo e Ruki encostado na parede.

Dou apenas um sorriso ao adentrar no local, deixo me skate e caderno em uma cadeira e sento numa cadeira ao lado. Pego uma maçã e começo a comer.


-Lizzie depois vá a meu quarto trataremos de alguns assuntos. Disse Reiji normalmente e eu assinto.


-Você tem problemas nas cordas vocais? Pergunta Ruki me olhando interssado.


'' Não, apenas não gosto de usar minha voz'' . Escrevo e o mostro.


-Hm... ele fala com a mão no queixo me olhando de cima a baixo.


''Bom já vou bye bye.'' Escrevo e mostro para os dois.


Saio da cozinha e vou para o jardim, vejo Yuma e Ayato, discutindo cada um puxando a Yui. 


 Vejo um local bem calmo, sento em cima de meu skate aproveitando a sombra do pé de Sakura. Vejo uma borboleta pousar em uma rosa. Começo a desenha-la. 


-Espero não atrapalhar. Disse Ruki se sentando ao meu lado.


Dou apenas um sorriso e continuo o desenho. Termino e dou para ele.


-Ficou bonito. Disse ele .


''Que bom que gostou''. Escrevo.


Ele fica olhando para uma fonte mais a frente. 


Começo a manipular gotículas de água ao redor dele o assustando.


-Você é o que mesmo? Pergunta ele se virando para mim.


''Por parte de mãe demônio supremo, e pai Vampiro. So que nasci aprimorada''. Escrevo e dou o caderno para ele 


- Hum interessante. Disse ele pondo uma mecha de meu cabelo atras da orelha.


Me levanto e começo a circular com o skate na sua frente .


-Humanos só sabem inventar coisa estúpidas. Fala ele pondo a mão no queixo de referindo ao Skate. 


-Não acho. Murmuro bem baixinho. 


 Quebra de tempo.


Estou andando pela mansão, e me deparo com o quarto de Reiji. 


''Toc Toc toc''


-Entre. Disse ele normalmente


Entro fecho a porta e sento em um de suas poltronas. 


- O Que tens a tratar comigo? Pergunto normalmente. 


-Bom primeiro os Mukamis estão aqui para nos Ajudar a defender a Yui dos Tsukinamis, a lua de sangue está proxima. Disse ele e eu faço um Ah.


-E O baile, seu pai disse que irá lhe apresentar a alguém. Disse ele com um pouco de arrependimento na voz.


Suspiro.


-Ele sabe que vai ser inútil, so terá mais um vampiro morto. Falo me deitando de vez na poltrona. 


-Fale coLizzie on 


-Visto que não se mistura os dois, sua poção poderá faltar o complexo A2 então você substitue por 13 mg De Carnaúba em pó e 26 ml de vicster form. E pronto! !!! . Falo entregando a poção par ele.


-Mais ficou parecendo hidratante. . Disse ele analisando a consistência. 


-Esse é o objetivo. Pegue um pouco e passe na mão. Digo com a mão na cabeça suspirando, logo a pós deitando no sofá. Por que ele tem um sofá no quarto? Não sei.(aut/ coisa de louco. Reiji / um louco que pode lhe matar *olhar doentio*)


Ele passou em na sua mão direita que estava sem a luva, ficou por uns dois minutos invisível depois voltou ao normal.


-Perfeito so que não dura muito. Disse ele com uma carinha meio triste.


-O que eu faço por vocês. Falo entediada pegando uma da adaga corto e deixo meu sangue cair dentro da poçao hidratante. 

 Ela muda de cor e fica lilás. 


-Agora passe. Ordeno me jogando em sua cama e mechendo em meu celular.


-Não é que fuciona. Fala ele supreso. -O que você fez? 


-Seres como eu temos basicamente todos os poderes existentes, e alguns que eu ainda não sei usar. E o da invisibilidade e o maia presente em meu sangue . Digo olhando o Whatsap 


-Hum. Murmura ele mechendo em algumas coisas.


-Os Tsukinamis não desistem mesmo de ressuscitaar o Ikito né? Pergunto entediada.


-Realmente, mais creio que eles não conseguirão dessa vez. Disse Reiji sentando na beira da cama.


-A Yui ainda tem o cheiro da Cordelia. Falo . - E também o grimório celestial não pertence a ela, quanto maiso sangue da Eve. Digo me virando pra Reiji. 


-Como sabe disso tudo? Pergunta ele prendendo minhas mãos acima da cabeça. 


-Minha mãe tinha tanto o sangue da Eve, como o Grimório mais quando engravidou de mim, veio pro meu coração . Digo olhando, pra ele e me teletransporto pro sofá, não é confortável ficar com ele perto de mim.


-Temos que te proteger. Fala ele se jogando na cama.


-Eu sei me defender. Digo visivelmente irritada.


-Eles são bem mais velhos que você. Disse Reiji virando os olhos.


- Ah . Digo me levantando e saindo de lá estressada. 


Desço pro jardim e começo a fazer manobras com o skate. Sabe uma coisa que eu detesto? E dizer que sou inofensiva. Odeio muito isso, poxa eu nao sou o que aparento ser.


-Olá aristocrata mirim! Fala Yuma mechendo em uma plantação recém feita 


-Ah oi. Digo um pouco cabisbaixa. 


-Por que está assim? EE VOCÊ FALA. Grita ele caido sentado de susto .


-é . Digo meio sem graça sentando em meu skate, abraçando minhas pernas . As mangas cobriam minhas mãos .


-Pronto! !! Agora é só crescer. Disse ele regando.


-Yuma! Me trás o regador. Digo e ele me olha estranho.


-Pra quê? Ele pergunta desconfiado.


-Você vai ver. Digo e ele não me trás. 


-Aigoo. Falo me levantando pegando um espinho e furando o meu dedo. Deixo pingar na agua do regador, e tomo dele.


-Eiiii! Me devolve já. Fala ele tentando pegar mais eu começei a regar correndo.


Ele me empurra eu caio no chão, e passo o pé enquanto ele andava, ele caio por cima de mim.



-Ai porra ce é pesado. Digo tentando empurra-lo.


-Nossa essa terra é macia, gostei. Disse ele brincando depois saindo de cima de mim.


Respiro fundo.


-Você come concreto é? . Digo puxando o ar.


-Eu na- ele para e olha ao redor vendo os tomates todos crescidos.

- Que macumba foi essa? 


-Correção meu sangue. Digo me levantando, e vejo Shu com raiva quebrando meu Skate. 


-Oi Neko-chan! ? Fala Kou. Mais eu apenas Ignoro. E pego o resto de meu Skate com as rodas arrancadas e partido no meio.


-S S shu? POR QUE FEZ ISSO! !! Grito irritada e vejo Reiji me olhando da janela.


Começo a chorar desesperada, e corro pra dentro da mansão. 


Como ele pode? Eu amava aquele Skate. Ele me trazia tantas lembranças? !


Passo correndo pelo hall de entrada chorando. Vejo Laito me olhar em interrogação. Entro em meu quarto tranco. Vou ao banheiro e escorrego na parede .


  Flashback on


-Que isso em sua mão papai? !


-Eu comprei, mais o Edgar que ajudou a escolher. 


-Sério o que é? ??


-Pode Abrir querida. Disse o pai entregando o brinquedo.


-Hoooo obrigada papai! !.


-Vamos Liz! ! Eu te ensino. Disse o garoto puxando menina 


-Calma Edgar! !?


  Flashback off.


-Bitc- chan? Por que choras? Pergunta Laito se agachando ao meu lado.


-N nada. Digo limpando as lágrimas


-Se não fosse nada você não estava chorando. Disse ele consertando a mecha de meu cabelo.


-Shu quebrou meu Skate. Digo abraçando ele o sujando de terra.


-Por? Pergunta ele retribuindo meu abraço afagando meus cabelos.


-Não sei, eu só estava brincando com Yuma, ai vi ele quebrando. Digo.


-Um.. isso pode ser ciúmes. Mais não ligue! ! Se arrume vamos sair . Disse ele me colocando de pé .


-P para onde? Pergunto ainda chorona.


-Pro Shopping. Disse ele batendo palmas e requebrando.


-Isso foi meio Gay. Digo levantando a blusa pra tomar banho


- Isso é um convite? Fala ele malicioso. 


-Se quiser vem mais saiba que eu corto o que você tem debaixo das pernas. Digo e ele cora e some.


Tomo meu banho mais alegre.  


-Chegueiii cheguei chegando bagunçando a porra toda e que se dane eu quero mais é que se exploda! !' Hoje ninguém vai estragar meu dia! ! 

 Canto saindo do banheiro e indo pro closet.

Lingerie lilás, uma saia rodada, até a metade nas coxas preta, meia calça preta também. Uma blusa simples branca por dentro da saia. E uma jaqueta de couro. Gargantilha, cabelo em um rabo de cavalo . Delineado gatinho . Óculos. Pego o celular ponho no bolso da jaqueta. Um tênis de salto Adidas. 


Desço e vejo todos menos Ayato Yui e Reiji no hall.

 

'' Aonde vai? ''

''Que saia curta é essa? ''

''Ta gótica, gostosa''

''Poxa me perdoa''


Eu ignoro tudo que ele fala pra mim por telepatia. 


-Assim você me mata. Disse Laito 💩


-Neko-cham posso ir? Pergunta Kou e eu vejo Shu apertar o braço do sofá. 


-Claro. Digo sorrindo.


-V...o..ce ..fa..la. disse Azuza surpreso. 


-Longa história. .. digo e todos assentem.


Eu recebo uma ligação. 


Ligação



-Hello Whats your name? Falo recebendo.


-Oi Delícia é eu, você tem 5 sessões de fotos agora


-Agora Luka? Pergunto assustada.


-Querida! !! A produtora Marinette Dupain- Cheng está na empresa! 


- WHATS? ?!! SERIUS? 


- Yes baby, esteje aqui em 30 minutos. Kou Mukami fara fotos contigo, sua publicidade vai aumentar bye 


-Bye.


    Ligação off


Começo a respirar depressa. Me sento no sofá .


-Que foi Bitch-cham? Viu um fantasma. 


-Eu tenho sessão de fotos agora e a produtora vai me ver. Falo me levantando. 


-Kou vamos você é meu parceiro. Digo indo para a porta .


   Quebra de tempo



Kou on.



Que maravilha tenho sessão com a Lizzie. E o melhor é de Roupa de ginástica. Queria que fosse lingerie mais fazer o que .

 Ela sai do camarim, vestida a calça leg cintura alta bem colada, parece que foi pintada nela, e um top Branco escrito Adidas Girls.


Minha roupa é parecida so que eu ficarei sem camisa. Suspiro. Minhas cicatrizes. 


-Que foi Kou? . Pregunta ela doce .


-Nada Neko-cham! !! Ela cora. Pelo visto não e acostumada a receber elogios igual a Yui.


- Vamos? . Pegunto e ela assente.


-Luka! Fala ela a cumprimentar o Bi ( aparência Alex do amor doce )


-oi e NOSSA VOCÊS ESTÃO DELICIOSOS. Disse ele batendo na bunda dela e passando a mão em meus musculos.


- Idiota! Ela revira os olhos.


-Sério depois das sessões uma orgia bora? Pergunta ele mordendo os lábios. 


-Cara larga de ser nogento! ! Fala ela batendo nele.


- Aii para parei . Ele dá risada. - Ja que não quer orgia, que tal so nós dois? Fala ele puxando ela pela cintura fina .


Ela faz um biquinho bem fofo.


-Não prefiro morrer virgem do que transar com um v q nem tu. Disse ela mordendo o queixo dele.


-Poxa magoou, quem sabe você não me faz virar homem? Pergunta ele apertando a bunda dela . Ai que bunda viu.


-Hahaha. Disse ela se soltando, e pegando minha mão. Eu coro


-Vamos? Pergunta ela e eu Assinto. 


Chegamos la e , vemos a produtora do camarote, e Luka indo para a câmera 


-Bom minhas delícias, hoje vai ser pro dias dos namorados. Então a Adidas fes a campanha do Adidas Girls and Adidas Boys. Primeiras fotos eu vou ditar ok? Também tera dia dos namorados bikine viu? 


Assentimos.


-1 Liz, sente no coro do Kou e pegue um pezinho daquele . Disse ele apontando .


Ela faz e senta em meu colo. Seu corpo gelado de certa forma e''quente''.


Ele tira a foto .


-Pronto agora Liz sente no colo dele de frente, e segure o pescoço do Kou. Kou segure o cabelo dela, e cheire o seu pescoço. Fala ele normalmente. 


-Sério! ! Que isso, vou ter que tirar a roupa daqui a pouco! ? Reclama Liz. 

- Se quizer. Fala Luka malicioso.


Fazemos a pose e eu evito ao máximo não ficar duro.


No final a foto fica linda em tonalidades preto e Branco. 


-Agora a mais quente. Kou deite no sofazinho e Liz em cima com as pernas no nível da cintura de kou, segurando seu rosto mordendo a boca dele, e kou mãozinha na cintura dela viu? Ele fala e ele não questiona, so faz.


 Assim que ela pôs o quadril no meu eu soltei um gemido involuntário , ainda bem que Luka nao viu. Ela percebeu e soltou um risinho. Mordeu meus lábios. Vou acabar ficando louco.


Acabamos as fotos .


-Uffa! !! Deu por hoje de look academia. Disse Luka passando as fotos pro pc, fazendo os slogans. 


-Meus irmãos não podem ver essas fotos. Disse ela e eu concordo.


-Vão se trocar tem bikine da adidas e sunga tambem. Disse ele nos empurrando pros nossos camarins 


Chego e vejo uma sunga azul marinho. Achei legal e visto. Tem do lado esquedo o logotipo Adidas. 


Vou pra fora e vejo Liz com os cabelos em uma rabo de cavalo, a parte debaixo do bikine de amarrar também azul marinho e a de cima tomara que caia branca com o logótipo Adidas em azul .


-Ai assim você me mata. Falo cantarolando aquela música brasileira.


-Ai se eu te pego ai ai se eu te pego ein. Ela responde me abraçando de lado.


-Ualll como vocês estao gostosos. Ai papai . Fala Luka se abanando. 


-Aff. Ela murmura. Tiramos mais fotos .. .


 Quebra de tempo ... on 20:32


Estamos em uma sorveteria, pedimos açaí.  


-Ei Kou! Tenho que ir no banco, fala ela com a boca cheia de açaí. 


-Vamos ue. Digo andando com a mesma com as mãos na sua cintura. 


Vemos repórtes se aproximando tentamos mudar de caminho mais não deu.


Xxxx- Kou você e a modelo Liz estão namorando? ?


Xxxxx- Quando sai a próxima campanha? !


Xxxx- Pretendem ter filhos? 


Xxxx- Qual o nome da criança Kou? 


- Nada a falar pessoal Bye? ?? Digo puxando a Liz pra o primeiro hotel que vimos.


O porteiro entende e não deixa entrarem. 


-Ufa. Kkk imagina se a gente namorase mesmo. Fala ela dando risada


-Ne! Kkk vamos ter que passar a noite aqui. Digo e ela assente 


-Um quarto de casal por favor. Digo e ela faz cara emburrada.


Chegamos no quarto e ela pula na cama.


- Okay né? Pergunto e ela ri.


- É que minha mãe nunca deixou-me fazer isso. Disse ela meio tristonha.


- Não fica assim pequena! !!! Falo abraçando ela.


-Kou, obrigada hoje eu fiquei meio triste . Disse ela


-Tpm? Pergunto e ela me bate.


- Eu não tenho. Disse ela brincalhona.


-Oxi! Então tu não virou moça. Digo confuso. 


-Não é isso, minha mãe me fez passar pela sala vermelha. ( que sabe a história da viúva negra de The Avengers entende. )


- Hum.. falo e ela sorri.


-Como você sorri? Foi praticamente criada como soldada. Digo e ela suspira.


A ataco com cócegas e a vejo gargalhar.


- Kou ayum.. a vejo RONRONAR ela e uma gata! !!


- Você ronrona! !! Falo surpreso e as orelhas dela aparecem- Fofa! !! Aperto suas bochechas. 


-Hahaha engraçadinho. Fala ela se jogando de vez na cama mechendo em seu celular.


- Vish vamos ter que dormir aqui, a fila na porta do hotel vai até a 3 avenida. Digo logo fechando as cortinas.


-Verdade .disse ela.


Começo a assistir tv. Vejo ela em uma ligação. 


-Oi? ! Reiji! Eu não vou poder voltar para casa, os fans pegaram eu e Kou voltando e perseguiram a gente. Fala ela tirando o tênis. 


-Não a gente ta bem, não eu não vou transar com ele, oxi'!! Se enxerga. Não! ! Não mistura g7 na poção. Ah tchal! !


- Uffa. Ela fala bloqueando a tela do celular


-Reiji tem cara de ser um chute no saco. Digo e ela assente. 


-Mais bem no funto ele é engraçado. Disse ela .


-Hum. Murmuro sentando no chão. O que? So porque eu sou um artista não quer dizer que não faço isso.




Continuaa...











Notas Finais


Soery pelos erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...