História ..:: We are boyfriends « JiKook » ::.. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae
Visualizações 507
Palavras 1.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi!

Então, aqui está mais um capítulo dessa budega - que eu amo escrever - para vocês. Eu iria postar mais cedo, mas não dormi de madrugada por causa de uns assuntos e acabei dormindo ;-;.

Obrigado pelo apoio que vocês vêm me dando, não só nessa fanfic, mas em todas. Sério, vocês são uns amorzinhos e eu não vou negar isso. Nunca!

Agora, meus - ainda não sei do que chamar vocês (dicupa ;u;) - fiquem com a leitura.

Beju ;3;

Capítulo 8 - ..:: Capítulo sete - coffee ::..


..:: Capítulo sete - coffee ::..

Junghook saiu de seu departamento e chegou a cafeteria animado, pegou um capuccino - bebida favorita de Jimin na época em que namoravam - e um macchiato. Ele se sentou em uma das mesas e pegou seu celular, abriu a galeria e viu algumas fotos suas com seu amado. E por mais que aquelas lembranças fossem boas o Jeon não conseguiu sorrir, apenas suspirou triste, com saudades daquele tempo.

O moreno estava tão distraído, navegando em suas lembranças, que nem percebeu que alguém se aproximou de si. Era uma moça, a dona do local. Assim que ele percebeu sorriu forçadamente para a mulher que riu, olhando para Jeon com um olhar sereno.

— O que faz aqui sozinho, querido? — Perguntou ela.

— Estou esperando uma pessoa.— Jungkook disse o óbvio.

— Olha querido, parece que a sua acompanhante não vem, não é mesmo? Que decepção. Por que não sai comigo então, hu?

Jungkook sentiu vontade de mandar aquela mulher para os quintos do inferno, queria bater nela até ela perder sua consciência, mas sabia que não poderia fazer isso, principalmente por ser policial.

— Senhorita, estou esperando por um acompanhante muito especial e se ele não vir eu vou embora e vejo o porquê dele não ter vindo. Ah, não se jogue para qualquer um, hu? Sou policial, posso até ser bonito, mas sou gay. Tenha um bom dia.

Ele pegou os cafés, se levantou e caminhou em direção a saída, mas acabou esbarrando em alguém e por sorte não derramou os líquidos em si.

— Me desculpe! — A pessoa pediu. Jungkook soube que por aquela voz melodiosa era Jimin.

— Jiminnie! Achei que não viria.

O policial fez biquinho - ato totalmente adorável - e viu Jimin sorrir minimamente, corando levemente. Por dentro o Park estava sentindo uma sensação estranha e queria morder aqueles lábios chamativos ou até mesmo junta-los aos seus carnudos.

Ao perceber o que estava querendo Jimin corou mais ainda e escondeu seu rosto com suas mãozinhas pequenas e gordinhas, deixando Jungkook um tanto confuso.

— Está tudo bem? — O moreno perguntou.

— C-Claro! — Jimin disse, tirando as mãozinhas de seu rosto angelical.

— Tome.

Jungkook lhe entregou o copo de capuccino e Jimin sorriu, agradecendo e começando a tomar do líquido. O Jeon e o Park saíram da cafeteria em silêncio e passaram a andar pelas ruas de Seoul, apenas tomando de seus cafés.

— Então...— Jungkook tentou puxar assunto.— Você ainda mora no nosso antigo apartamento.

— Er... Oi?

— Me esqueci que você não lembra de mim. Hum, você ainda mora em um apartamento que tem um quarto escuro?

— Sim, eu moro lá.

— O quarto escuro era meu.— Suspirou.

— Uou, você tirava fotos?

— Uhum.

— Tem alguma ai para me mostrar?

— Acho que sim.

Jeon pegou seu celular e começou a mexer em sua galeria, indo até a pasta de suas fotos profissionais e antigas e achando algumas fotos de Jimin. Ele entregou o aparelho para o menor e sorriu, vendo os olhinhos pequenos do outro brilharem.

— Ya, são todas fotos minhas! E elas estão incríveis! — Jimin exclamou maravilhado.

— Você era a minha inspiração para minha vida.— Confessou o outro.

Jimin viu praticamente todas as fotos da galeria de Jungkook e em algumas fotos não eram apenas ele, em algumas fotos o Jeon aparecia, distraído ou sorrindo.

— Você é lindo.— Deixou escapar e corou ao ver o sorriso de canto de Jungkook.

— Obrigado. Você é bem mais.

Ambos sorriram e Jimin corou mais ainda ao passar para a próxima foto e ver uma foto sua e de Jungkook, uma foto um tanto íntima, já que o pequeno estava apenas com a camisa do outro e o moreno estava atrás de si, abraçando sua cintura e beijando seu pescoço.

— U-Uou! — Murmurou. — Você me dava … Am… Bastante beijos … assim?

Mostrou a foto e Jungkook riu ao ver o desespero e a vergonha do outro.

— Sim. Muitas vezes você estava manhoso e carente e praticamente me obrigava a te beijar quando eu estava ocupado, mas eu nunca reclamei sobre isso, na verdade eu amava!

Jimin não soube mais o que falar, apenas entregou o celular para Jungkook e continuou a andar com ele. Até que logo os dois já conversavam animadamente, contando sobre coisas ruins que aconteciam em seus dias, mas que com uma piada - nem que fosse horrível - sempre ficavam engraçadas.

Então acabou que ficou tarde e Jungkook levou Jimin para seu apartamento e acabou recebendo um beijo estalado em sua bochecha, que o fez corar levemente e sorrir abobado ao ver que o Park já estava criando afeto por si novamente.

Ao chegar em casa o sorriso de Jungkook não passou despercebido por seu irmão, Mark, e nem pelo amigo dos irmãos, Jackson, que lhe encheram de perguntas irritantes. Ele respondeu todas com a maior animação, já que seu coração praticamente pulava em alegria e paixão.

Depois ele subiu para seu quarto e apenas se jogou em sua cama totalmente exausto, sorrindo bobo e sentindo o sono lhe invadir aos poucos.

P.O.V JUNGKOOK ON

Os lábios carnudos me envolviam, aquecendo meu falo com suas paredes quentes e úmidas. Seus olhos estavam presos aos meus, me encarando de forma sexy, enquanto que ele me chupava.

— Awn Jimin! — Gemi.

Ele retirou minha extensão de sua boca e sorriu docemente, fazendo seu eye-smile. Passando a me masturbar rapidamente.

— Você gosta disso, Gukkie-ah? O Minnie está fazendo direitinho?

— S-Sim! Continue, eu estou quase!

Jimin assentiu e aproximou seus lábios novamente de minha glande e então colocou sua linguinha para fora e começou a lamber o local, enquanto me olhava.

Ele envolveu meu pênis em sua cavidade bucal novamente e começou a se movimentar lentamente para cima e para baixo, raspando seus dentinhos propositalmente por minha extensão e arrancando suspiros e gemidos meus.

— Oh... Jiminnie! Porra!

P.O.V JUNGKOOK OFF

Jungkook acordou ofegantes, sentindo seu corpo totalmente quente e tendo seus pensamentos voltados ao sonho que havia tido a segundos atrás.

— Mas que? — Murmurou, procurando por seu celular.— Ainsh, ainda são duas horas.

Suspirou, guardando o aparelho novamente. Ele levou sua mão para seu membro e mordeu seu lábio inferior ao lembrar de algumas cenas de Jimin o chupando ou até mesmo rebolando sobre sua extensão.

— Eu não acredito que irei fazer isso.

É, ele iria se masturbar no meio da noite por causa de um maldito baixinho bundudo que ele amava.


Notas Finais


Jsjsjksksk ficou bom? Me desculpem se ficou ruim e.e

Então, para recompensar a demora eu TALVEZ irei postar mais um capítulo amanhã. Claro que se eu conseguir.

~ Chu 🐥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...