História ~ World ⓞf Shadows ~ Jungkook - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Peças Infernais, Bangtan Boys (BTS), Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Agramon, Asmodeus, Catarina Loss, Jimin, Jungkook, Lily, Personagens Originais, Suga, V
Tags Bangtan, Bangtanboys, Bts, Jimin, Jungkook, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 232
Palavras 2.803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá pessoas lindas do meu cocoro ❤❤❤❤ Está aqui mais um capítulo Anjos e espero que gostem!!!!! ❤❤❤❤ Boa leitura!!!

Chu 😘

Capítulo 9 - ◑ Declínio ◐


Fanfic / Fanfiction ~ World ⓞf Shadows ~ Jungkook - Capítulo 9 - ◑ Declínio ◐

Eu não entendi o que ela havia me dito, mas eu não era burra ao ponto de não saber que aquilo era algo sério.
 - O que você...
 - Ah não se faça de ingênua garota - debocha - Nunca aconteceu algo na sua vida que fosse anormal? Claro,  fora a possiblidade de ver o mundo de as sombras.
 - Eu... Eu não...
 - Vamos  você deve lembrar de algo sim - insiste ela com um sorriso sinistro em seus lábios - Olhe para bem fundo de sua mente.
 Respiro fundo,  aquilo só podia ser brincadeira. Seria prudente eu acreditar em uma mulher que eu mau conheço?
 Quando estou preste a falar, algo acontece. No fundo de minha mente surge uma lembrança, uma que eu jamais havia esquecido. Quando eu tinha apenas dez anos.
 
Eu estava correndo em um parque junto ao Tae, ele havia me desafiado para uma corrida e caso eu ganhasse me premiaria com uma caixa de donuts. Eu era muito comilona naquela época e ele sabia disso,  aproveitava-se da minha fraqueza. Mas não por maldade.
 Em meio ao caminho ele me provocou dizendo que eu iria ficar para trás e não ganharia de geito nenhum dele, não foi raiva que senti mas parecia. Um calor e uma força subiu pelo meu corpo e começei a correr. Eu disse correr? Não, eu praticamente me teletransportei. Bom, foi o que Tae pensou quando me viu um pouco mais a frente esperando-o com cara de espanto. Mas não era isso,  eu apenas corrir mesmo mas... Com mais velocidade. Como um raio que risca o céu em dias de tempestades.

 - Você lembrou não foi?  - pergunta ela vendo minha reação.
 - Como... Como sabe disso? - pergunto perplexa - Por acaso andou me espionando a vida inteira?
 Ela solta uma risada estridente.
 - Por que eu perderia meu tempo vigiando você tolinha?
 - Não me chame assim.
 Ela ergue uma de suas finas sobrancelhas.
 - OK. Muito bem - diz ela - Agora que já lembrou posso lhe explicar mais detalhadamente.
 - Explicar o que?  - digo irritada.
 - Sua raça - diz de um jeito intretido - Na verdade você não pertence a raça alguma. Nem a Vampiros, Feiticeiros, Lobos, Fadas... Ou até seus amados caçadores de sombra pra quem você vendeu a alma. Você é uma mestiça.
 - O que você quer dizer com isso?
 Ela fingi pensar um pouco.
 - Digamos que você é diferente - me olha como se fosse me devorar - Possui sangue do Anjo e do próprio demônio mas ainda sim... Não pertence a nenhum. Seus poderes são sobre-humanos garota. Você não é filha de qualquer demônio.
 Meu estômago embrulhou, eu me senti tonta... Aquilo não podia ser verdade? Era algo horrível. Me apoiei em uma caderia que brotara do nada atrás de mim.
 - Eu não...
 - Não acredita? - pergunta evidetemente se divertindo com a minha situação - Nunca se sentiu estranha, como se fosse uma... Aberração?
 - Cala a boca - digo tapando meus ouvidos.
 - Não adianta se esconder - ela sussurra já próxima de mim - Ele virá atrás de você. O seu querido papai. Seu nome é...
 - Eu já disse pra me deixar em paz!  - digo com uma grande fúria.
 Sinto algo crescer dentro de mim, uma coisa sombria mas ao mesmo tempo...bom. Ela me olha espantada, como se ouvesse visto algo em mim que a fizesse medo. Meus lábios se curvam, aquilo era novo pra mim, toda a sensação de está explodindo de dentro pra fora. Eu emanava força e poder... Algo que queria me consumi.
 Ela ainda com os olhos sombrios,  dá um sorriso ainda mais estranho. Ela era bonita mas suas expressões faziam com que ela parece um ser bem diabólico.
 - Isso, transpire sua força interior. Deixe - a tomar conta do seu ser...
 Então eu me desperto rapidamente, aquilo era demais para mim, ela não entende que aquilo estava me fazendo mal?! É, Jungkook tinha razão eu não estava pronta. Como eu queria que estivesse aqui... Dirigo todos os meus pensamentos para ele, eu sei que é impossível mas ainda sim bem no fundo eu acredito que ele possa me escutar. Só preciso...
 
Sinto mãos me segurando pois estou a pouco para sucumbir, vejo que a vampira a minha frente está com um olhar de incredulidade e... Raiva.
 - Caçador de sombras - sibila ela.
Olho para ver quem é e deparo com minha salvação.
 - Jungkook - sussurro.
 - Vem, vamos sair daqui...
 Ele me pega pelos braços e olha seriamente para a mulher a nossa frente.
 - Não a procure mais... Lily.
 Ela solta uma risadinha.
 - Jeon Jungkook,  ouvi mesmo falar de você.  És mais bonito do que falam.
- Não sabia que era tão famoso assim no submundo. Bom saber.
 Ele vira de contas para sairmos daquele lugar.
 - Diga a sua amiguinha que ainda temos assuntos pendentes.
 - Deixe-a em paz - diz tom ameaçador - Ou enfiarei água benta em sua goela a baixo.
 - Nossa, que cavalheiro - diz mordendo os lábios - Adoro.
 - Que pena, não curto vampiras. São muitos sujinhas...se é que me entende - responde sarcasticamente.
 Ela o encara furiosa.
 - Eu a esperarei em três dias no mesmo local onde nos vimos a primeira vez. Caso não apareça...
 Sinto ele ficar rígido.
 - Bom será uma pena - continua ela - Sei tantas coisas em relação a mãe dela...
 Eu queria dizer algo, mas aquilo que me aconteceu acabou sugando minha energia.
 Jungkook respira fundo e então sai daquele lugar, o que é bom. Viro minha cabeça para olha-la e vejo ela nos fitar com um grande sorriso maléfico nos lábios.

            Jungkook Pov On

 Eu segui os passos de Abby e quando a vi entrar naquele lugar senti uma pequena pontada no peito. Aquele era o território de Lily, a líder dos Vampiros.
 Passei a observar o Subjulgado que entrava e saia daquela casa. Algo não estava certo.
 Passam-se cinco minutos e nada estranho acontece, mas ainda sim estou desconfiado e alerta. Quando sinto novamente uma pontada  em meu peito e ouço uma pequena voz em meu subconsciente "Me ajuda...". A princípio achei aquilo estranho e me assustei. Por quê? Porquê a voz que ouvir era a voz de Abby.
 Assim que invado aquela casa e entro em um recinto que se encontra bem ao fundo vejo que Abby está preste a cair e não penso duas vezes, já estava a segurando. Assim que ela abre os olhos levo um susto mas não deixo evidente. Os seus olhos... Eram algo sinistros e escuros, com suas orbes negra. Ela pronuncia meu nome e começa sucumbir. Saímos de lá o quanto antes.

                           ° ° °

  Vejo que ela está começando a acordar, isso é um alívio.
 - O que... O que aconteceu? - pergunta evidentemente confusa.
 - Você desmaiou - respondo calmamente.
 Vejo que ela para pra pensar um pouco quando sua expressão muda completamente.
 - A vampira ela...
 - Ela não irá mais pertubá-la - consolo.
 Vejo que ela fica um pouco triste e cansada.
 - Está tudo bem?
 - Estou é que... - ela suspira - Fui uma boba. Devia ter acreditado em você.
 Essa hora me deu uma vontade monstra de tocar em seu rosto mas me contive apenas com um sorriso.
 - Tudo bem. Contanto que tenha aprendido a me ouvir e obedecer - dou de ombros vendo logo irritação em seus olhos.
 - Não exagera tá - diz revirando os olhos - Estamos no trem?
 - Não, estamos no Rio de Janeiro passeando de bondinho - digo sarcasticamente,  recebendo em troca um belo soco.
  - Apa! - digo massageando o local,  até que ela tinha força.
 - Bem feito - diz ela cruzando os braços - Eu ia te agradecer mas depois dessa...
 - Não se preocupe - digo - Não me vale muito o seu agradecimento.
 Ela me lança um olhar afiado. Depois levanta e senta do outro lado, o mais longe possível de mim e isso me fez rir. Não tem como detestar Abby Ashwdon.

 Assim que chegamos no instituto, fomos direto para a biblioteca e eu já sabia o que iria acontecer.
 - Onde vocês estavam?!  - começa Jess já irritada.
 - A gente esperrou um tempão - comenta Jimin.
 Me jogo no sofá da biblioteca e lanço um olhar para Abby, eu não iria contar e se eu fosse ela faria o mesmo. Ela respira fundo.
 - Aconteceu um...imprevisto.
 - Que tipo de imprevisto?  - pergunta Jess sedenta como sempre por informação.
 Ela me lança um olhar e eu apenas dou de ombros.
 - Fui ver uma vampira - diz ela sem rodeios.
 - Péra, como assim? - pergunta Jimin agora atento.
 - Um homem... um...
 - Subjulgado - respondo.
 - Isso - diz ela com um olhar de agradecimento. Aquele olhar, nem parece que a horas atrás eles eram sombrios e malignos - Um subjulgado veio até mim e pediu que eu o acompanhasse. E eu fui.
 - Burra - comenta Daniel em um tom que desse para ela ouvir, na verdade todos ouviram - Que foi?  - se defende ele - É burrice uma pessoa recém caçadora e sem treinamento enfrentar uma vampira.
 Vejo que Abby fuzila ele com o olhar e as palavras que saem de sua boca são tão diretas quanto seu olhar.
 - Você tem algo contra mim? Porquê se tiver é melhor falar logo.
 Daniel solta uma risada típica dele: deboche.
 - Não seja ridícula garota.
 - Daniel - repreende Jimin.
 - Não estou sendo ridícula e sim direta - continua Abby - Desde que cheguei você só me olha torto e me trata mau...
 - E se eu não gostar mesmo de você?!  - responde ele - Não sou obrigado ok!
 - Ja chega - diz Jess.
 - Não, já chega nada - começa Daniel - Agora que ela começou vou terminar. Você garota mundana, porque pra mim você não passa de uma mundana mesmo, só chegou para acabar com nossas rotina familiar. Agora tudo é "Abby". Abby pra cá, Abby pra lá. VOCÊ NÃO SERVE PARA SER UMA CAÇADORA DE SOMBRAS ENTENDEU?! Aliás Jungkook nem dá mais atenção pra mim e tudo por culpa sua!
 Aquilo me despertou um pouco. Era estranho Daniel brigar por minha atenção. Mais o que mais
 chamou minha atenção foi o sorriso de escárnio que Abby deu e suas palavras foram ainda pior.
 - Por acaso você é apaixonado por ele?
 Daniel parece ficar pálido e sem palavras.
 - Por que está dizendo isso? - pergunta boquiaberto.
 - Porque é o que venho percebendo seu idiota - diz ela com um sorriso debochado e isso de alguma forma me assustou,  Abby nunca agiu assim - Toda vez que Jungkook está comigo você deixa aparente.
 Ele fica calado, e logo me veio um ditado à mente " Quem cala consente".
 - É verdade Daniel? - pergunto curioso.
Ele me lança um olhar de pura indignação.
 - Meu Deus! Você acredita nela? Aish! Vão pro inferno os dois! - diz ele saindo pisando duro. Eu apenas fiz uma pergunta, tá foi uma péssima pergunta.
Agora o foco era Abby, não só eu mas Jimin e Jess estavam olhando perplexamente para ela. Noto que ela parece está confusa.
 - Eu... Me desculpem eu não quis...
 E ela se retira as pressas, sinto uma vontade enorme de segui-la e consola-a mas bem antes Jimin faz isso. Devo dizer que pela primeira vez, senti uma pontada de ciúmes.

              Jungkook Pov Off

 Entrei no meu quarto e fechei a porta com tudo. Eu não sabia o que estava acontecendo, a única coisa que sei é que fui tomada por uma fúria e raiva... Eu nunca agi assim com ninguém, nem com os meus piores inimigos. Aquela vampira.. Ela fez algo comigo. Eu sinto isso. Meu coração está doendo, eu agi mau agora não sei o que devem está pensando de mim. É meu terceiro dia aqui e já estou metida em problemas...
 Ouço alguém bater.
 - Quem... Quem é? - pergunto.
 - Sou eu, Jimin.
 Nesse momento o que eu mais queria era ficar só mas ainda sim não teria coragem de despensar Jimin, ele sempre tem sido legal comigo.
 Levanto-me e vou abrir a porta, encontro-o parado com as mão s no bolso.
 - Oi - diz ele.
 - Oi...
 Ele me encara por uns segundos.
 - Entra - digo.
 Ao entrar ele se escora em minha penteadeira, cruza os braços e me encara. Pronto, é agora.
 - Posso te perguntar uma coisa? - ele fala.
 Ainda meio receiosa, confirmo com um aceno.
 - Aconteceu algo lá que a afetou?
 - Como? - pergunto confusa.
 - A vampira que você foi ver...fez algo contra você? - pergunta de novo - Porque...você nunca agiu assim pelo que eu saiba.
 Respiro fundo e olho para o chão, ela não fez nada comigo físicamente mas sim algo com a minha mente. Eu não posso dizer a eles tudo que aquela mulher me falou, mesmo que seja mentira aprendi que coisas sérias não é algo que se sai contando. Mesmo que a pessoa a sua frente seja a mais confiável do mundo.
 - Ela apenas...tocou no nome da minha mãe - digo - Me lembrando a vida medíocre que tenho.
 Ele me encara e rapidamente me surpreende com um abraço.
 - Sua vida não é medíocre - sussurra - Você não está sozinha. Tem os outros e têm a... mim.
 Aquilo me deixou surpresa, tanto que não me conti e o encanrei. Agora vendo-o de bem de perto e detalhadamente, posso perceber que ele é mais bonito que de longe. Seus olhinhos e sua boca quando sorrir... OU, PARA!
 Me fasto dele com o rosto vermelho e ele solta uma risadinha.
 - Desculpa, não queria constranger você.
 - Não é... Você não....
 Ele sorrir e me encara um tanto pensativo.
 - O que foi? - pergunto.
 - Nada é que... Você pelo ritual e pela Clave já é uma caçadora então...
A palavra caçadora de alguma forma me fez mal e deu-me um arrepio. Meu Deus o que está acontecendo comigo...
 - Abby? Tudo bem?
 - Hã... Sim, sim - digo voltando a realidade - Você disse...?
 - Eu perguntei se você quer começar seu treinamento - diz com um sorriso - Você precisa se preparar e nós podemos ajudar.
  Aquilo para mim parecia uma ótima idéia.
 - Sim, claro.
 - Ótimo - diz ele animado - Irei resolver com os outros.
 Concinto com um aceno e sorrio, talvez fazendo aquilo acabe com essa sensação estranha dentro de mim. Como se algo quisesse...sair.

 
Havia uma cidade em escarlate, nela não havia outro som a não ser de gritos e choros. Pessoas correm de algo que me parece ser... De ferro. Máquinas de ferro e não apenas isso, demônios de todos os tamanhos e formas saem do escuro que se espreitam e começam a carnificina. O que eu nao consigo entender é como estou vendo isso, olho ao redor e vejo que estou bem acima da Cidade e então ouço alguém sussurrar em meu ouvido : "Um dia tudo aqui será seu...". Olho para trás e não vejo ninguém a não ser... EU?!
 Eu mesma parecia diferente e me encarava com um olhar sombrio, o olhar... Levei minha mão a boca. Em minhas orbes só havia...escuridão. Meu eu do mau vem até mim e sussurra " Você precisa mudar...". Eu tento perguntar em quê preciso mudar mas nem um som saem de minha boca, tento acordar mas me parece que está sendo dirigido por outra pessoa... "Não adianta se esconder... ", quando mais ela falava e se aproximava,  eu me afastada  e já  estava quase para cair em um abismo. Como isso surgiu? Assim que olho novamente para o meu eu, ela já em cima de mim e antes de cair na do precipício ouço novamente as seguintes palavras " Ele virá atrás de você... "

 Acordo assustada e soluçando, toco em minha bochecha e noto que está úmida. Eu estava chorando? Aquilo foi horrível, a sensação de ser empurrada e não fazer nada... Me encolho em minha cama,  as lágrimas começam a cair novamente. Eu não sei o que está acontecendo comigo. Como eu queria ajuda, como eu queria o Tae a essas horas.
 É, acho que vou ter que aguentar e descobrir o que faço com essa luta interior. Só digo que eu precinto, o que for que está me perturbando... Não é algo pra se brincar.
 "Ele virá atrás de você... " ecoam em minha mente. Seja quem for, terei que está preparada e eu irei. Porque EU... Sou uma Caçadora de Sombras,  e ninguém vai mudar isso. Ninguém.

 


Notas Finais


E esse foi mais um capîtuloooo amores!!!❤❤❤❤ Se você chegou até aqui, meus muitos obrigados !!! 😍 E espero que tenha gostadooo 😘😘😘😘
Caso possuam muitos erros, me perdoem!!!!

Chu 😘 Até o próximo!!!! 😍😍❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...