História ~ World ⓞf Shadows ~ Imagine Jungkook - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Peças Infernais, Bangtan Boys (BTS), Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Agramon, Asmodeus, Catarina Loss, Jimin, Jungkook, Lily, Personagens Originais, Suga, V
Tags Ashwdon, Caçador, Jimin, Jungkook, Shadows, Sombras
Exibições 92
Palavras 3.807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oláaaaa minhas amoras!!! Brotei de novo haha 💗 Dessa vez de noite ainda...
Bom vou deixar pra falar nas notas finais então... Até lá embaixooo! 💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗 Chuu 😘😘😘😘😍😍😍

Capítulo 30 - ◑ Again ◐


Fanfic / Fanfiction ~ World ⓞf Shadows ~ Imagine Jungkook - Capítulo 30 - ◑ Again ◐

Já se fazia uma hora em que a Sra. Park havia pedido para os meninos deixarem-na sozinha naquele escritório, eles já estavam preocupados com o que ela poderia está fazendo naquele momento. Será que ela contactou a Clave e decidiu ficar ao lado do marido?! Ou será que decidiu ajudá-los mas não sabia como admitir?! Na verdade, não se sabia nada.

 Jungkook naquele meio tempo em que estiveram esperando na biblioteca, pensou bastante a respeito do que ocorrera naquele escritório. Destraidamente levou a mão ao rosto tocando levemente o lado onde havia recebido um tapa, aquilo nunca havia acontecido antes.

 Desde quando chegara naquele Instituto, ainda sendo bebê, a Sra. Park o criara como se fosse seu próprio filho. Claro, ele nunca conseguiu chamá-la de Omma mas ainda assim mesmo a considerava como se fosse uma. E de alguma forma aquilo o deixou um tanto decepcionado.

 Jess e Jimin estavam atendos aos devaneios do irmão e assim que viram Jungkook levar a mão ao rosto logo descobriram o que tanto tirava a atenção de Jungkook.
 - Ela não fez por querer kookie - diz Jess solidariamente, uma das coisas que Jungkook detestava - Você sabe disso não é?
 Jungkook suspira e revira os olhos com o cometário de Jéssica.
 - Não foi como se tivesse doído - sua voz não expressava nenhuma emoção - Ela não bate tão forte assim.
 - Aish...
 - Você devia parar um pouco de tentar ser o "Inabalável " - comenta Jimin com certo tédio na voz - Isso é meio irritante.
 - Está aí uma coisa que não posso fazer - responde Jungkook ironicamente - Não tenho culpa se minhas estruturas são mais fortes que a de vocês juntas.
 - Jungkook!
 - O que quer dizer com isso? - pergunta  Jimin não entendo aonde ele queria chegar.
 - Estou dizendo... Que não adianta ficar se lamentando demais por algo quanto na verdade você só tem que agir. No mundo que vivemos não se pode só esperar coisas boas... Pra enfrentar isso tudo tem que está preparado, e eu não só digo fisicamente mas emocionalmente. E isso... Eu sei de sobra.
 Jess e Jimin encaravam-o com certo receio no olhar, nunca haviam visto Jungkook falar daquele jeito apesar de ele sempre ter demonstrado que era daquela forma. É, não era atoa que Jeon Jungkook era considerado um dos melhores Caçadores de Sombras da sua geração. Muitas vezes já chegaram a compará-lo com o lendário  Shadow Hunter Jace Herondale, mas na questão de independência e teimosia. A questão é, Jungkook apesar de ser diferente dos demais ele tinha o mesmo espírito de Caçador que Jace e isso... Ninguém poderia mudar ou dizer o contrário.
 - Só estou dizendo que...
 - Eu sei - interrompe ele - Me desculpe pelas palavras mas, eu acredito que vocês nunca irão entender.
 - Jungkook eu sei que você quer encontrar Abby e está chateado, nós estamos também OK mas não desconte na gente - Jess estava um pouco irritadiça.
 - Não estou descontando Jess - Jungkook estava calmo - Só estou deixando claro algumas coisas.

 Jimin não disse mais nada, todos estavam tensos e brigar resultaria em algo nada agradável. Tudo que precisavam no momento eram reunir forças e achar um jeito de conseguir o que queriam, que na verdade era a aprovação do conselho e novos aliados.

 Jungkook se levanta do pequeno sofá e decide andar por entre as prateleiras da biblioteca, era o melhor a fazer. Houve um tempo, em meados dos seus 10 a 11 anos ele não conseguia desgrudar de nenhum livro daquele lugar. Era um de seus hobbys já que o principalmente era treinar e treinar, gostava de como os escritores expressavam seu ponto de vista e observações. De qualquer forma, alí em meio a tantos livros parecia um ótimo local pra se estar no momento.

 Andando por entre duas estantes, viu um livro que chamou sua atenção. Com cuidado ele retira da estante e nota que se trata de um Cordex de Caçador de Sombras, parecia surrada e velha demais e achou estranho o fato de está ali pois nunca havia visto. Com cuidado ele abriu o livro, se surpreendeu com o fato de aquilo em suas mãos era o primeiro Cordex do Mundo das Sombras. Como ele sabia? As páginas pareciam finas e desgastadas, a folha estava amarelada e dentro havia uma assinatura com uma data. Sim, o Cordex pertenceu ao lendário Will Herondale que foi passado para Tessa Gray. 


 Ele pensou em pegar para ler já que teriam que esperar pela Sra. Park mas logo ouviu o som da porta se abrindo, com cuidado colocou o livro no mesmo lugar pois qualquer dia voltaria para pegá-lo. Quem sabe até mesmo mostre a Abby, ela iria adorar, pensa ele com um sorriso.

- Jungkook - chama Jimin.
 Ao deixar o livro se apressa para vê do que se trata e logo vê na entrada não só a Sra. Park mas Catarina Loss. Ao ver Jungkook era lhe dá um sorriso na qual Jungkook não conseguiu retribui por causa da supresa.
 - Perdi.. Algo? - pergunta confuso.
 Sra. Park não conseguia encará-lo, talvez com remorso por ter batido em seu rosto então decidiu olhar para além dele.
 - Ja tomei minha decisão - sua voz era firme e séria o que deixou Jimin e Jess preocupados com o que viriam a seguir.
 - E qual seria? - Jungkook pergunta sério, no fundo ele tinha certeza que ela tinha feito uma boa escolha. Dessa vez ela conseguiu olhar bem nos olhos de Jungkook que a encarava fixamente com os punhos cerrados.
 - Vamos a Idris - responde firmemente - Temos uma futura guerra para travar.

 Aquelas palavras... Aquelas palavras só significavam uma coisa, que ela havia reconciderado e havia aceitado mesmo a verdade. Não podia mais negar que o Sr. Park estava em complô contra a Clave junto com aquele ser maligno do Asmodeus. Agora sim eles poderiam unir forcas e achar um meio de trazer Abby... sua Abby de volta. 
 - Omma isso é...
 - Sim - ela interrompe Jess - Eu não queria acreditar mas.. Os fatos estavam alí e eu tinha que aceitar.
 - Tudo bem - responde Jimin - Vamos resolver tudo isso. O que mais quero é... Ver Abby e...
 - É melhor irmos - interrompe Jungkook não gostando nada do que o parabatai estava falando - Temos um mundo para salvar.
 Catarina que estava ouvindo tudo em completo silêncio sorriu e se dirigiu ao lado oposto e mais amplo da sala para fazer o portal.
 - Vou passar em meu quarto - diz Jungkook - há algo que preciso pegar.
Assim que ele se retira Jimin pensa um pouco e vai atrás do amigo. Precisava falar com ele.

 Seu quarto era próximo da biblioteca, o que não demorou muito a chegar. Assim que entrou no quarto foi diretamente em sua gaveta pegar o que queria, era a sua estela... Foi um presente de seu pai e isso tem o ajudado muito em seu desenvolvimento.

 Pega também uma camisa limpa e fecha a gaveta, assim que tira a que estava usando é supreendido por um Jimin serio.
 - O que houve? - Jungkook pergunta.
 Jimin ainda continua a encará-lo por um tempo, parecia procurar por algo ou entender algo.
 - Vamos continuar nos tratando com indiferença mesmo? Porque se for assim...
 - Não estou sendo indiferente - responde Jungkook - Só estou evitando falar de meus sentimentos por Abby com você.
 - Está mesmo decidido em tê -la? - pergunta ele curioso.
 Jungkook para um pouco para pensar, na verdade ele já tinha uma resposta.
 - Sim, seria um tolo se não fizesse isso.
 Jimin sorrir de leve com aquele comentário, não foi uma surpresa para jungkook pois Jimin sempre o surpreendeu e isso já virou algo comum.
 - Era o que eu pensava - responde - Jungkook... Eu não vou ameaçar ou algo do tipo.. Somos parabatais e não fazemos essas coisas. Mas sejamos justos e sinceros um com o outro. Aconteça o que acontecer... Seremos sempre parabarais, OK?
 Jungkook encarou a mão estendida do amigo e não estou esitou muito em aperta-la.
 - OK. 
 Jimin sorrir com aquilo pois se sentiu um tanto aliviado.
 - Bom, temos que ir. Ainda falta algo pra você pegar?
 - Não - reponde Jungkook pondo a camisa - Vamos?

 Os dois foram juntos a biblioteca, de alguma forma depois daquele rápido papo de homem eles se sentiram mais confortáveis um com outro.

 Assim que chegam na biblioteca notam o conhecido portal a sua espera, Jungkook nunca cansou de admirar. Aquilo era simplesmente incrvel.
 - Vocês chegaram - diz Catarina - Vão, o portal está pra fechar.
 Jungkook fica surpreso ao vê Daniel perto do portal como se tivesse os esperando. 

 - Daniel?
 - Você não estava bem? - completa Jimin.
 - Eu estou bem agora - responde ele firmemente - Eu só... Eu preciso ajudar. Só não me perguntem o porquê, por favor.
 Ao ouvir isso Jungkook toca em seu ombro com um sorriso estampado no rosto.
 - Toda ajuda é bem vida meu amigo.
Daniel sorrir com aquele comentário e respira fundo.
 - É...Vamos lá - diz virando para o portal e entrando dentro daquela luz infinita e brilhante.
 - Vão, Vão - apressa Catarina.
 Ao ouvir isso Jimin não perde tempo e logo entra, antes de Jungkook entrar ele lança um sorriso e uma piscadela para Catarina Loss que retribui com um  sorriso e um aceno. Então rapidamente e com o coração a mil ele entra no portal, onde seria levado ao lugar mais mágico que existia. No qual almejava muito em ir já que fazia anos que não ia: o verdadeiro lá dos Caçadores de Sombras. A Cidade das Torres de Vidro.



                             ° ° °

 Havia um lugar muito lindo, as árvores práticamente dançavam ao vento, os lagos das proximidades cintilavam ao sol, o ar cheirava a flores que acabara de desabrochar... Tudo parecia lindo e mágico. Abby se via no meio de toda aquela maravilha mas não entedia o porquê, poderia ser um sonho? Sim, talvez sim pois tudo a volta parecia vibrante demais. De repente se viu em frente a uma enorme casa. "Solar" veio em sua mente, aquilo era um Solar. Ela deu alguns passos em direção ao grande solar e se surpreendente ao ver três pessoas sairem, eles pareciam felizes e isso a deixou um tanto triste. Não estariam eles à procurando? Jimin e Jungkook pareciam está radiantes com a garota ao lado, a princípio Abby achou que era Jess mas se assombra quando vê realmente quem era. Essa sou eu?! A menina que estava ao lado dos dois era exatamente a Abby, mas de alguma forma havia algo estranho que emanava daquele seu eu.
 - Jungkook! Jimin! - chama, não entendeu de onde encontrou voz mas chamou em alto som.
 Os três param o que estavam fazendo e passam a encarar Abby, suas faces não expressavam nada além de confusão. O pior de tudo era que pareciam não a...conhecer.
 - Sim? - diz ele confuso.
 - Você... Sou eu, Abby! Abby Ashwdon - tenta dizer mas ao ouvirem isso eles se entreolham por um segundo, então começam a rir.
 - Nossa você é engraçada - comenta Jimin e abraça seu eu estranho que está em meio a eles  - Abby está aqui, como poderia ser você?
 - Você é estranha - fala Jungkook olhando-a desconfiado.
 - Gente... - tenta tocá-los mas eles se afastam.
 - Vá embora - Jungkook diz sério, sua feição era de puro desdém e desconforto. E o significado nas palavras que saíram de sua boca fizeram seu coração de despedaçar em mil pedacinhos - Aqui... não é o seu lugar.

 
  Abby acorda suada e ofegante, apesar de ter sido um sonho em que não se via correndo a última palavra fez seu coração acelerar demais. "Aqui não é o lugar pra você", o que aquilo quiz dizer?, pensa. Seu coração está ainda acelerado e logo se vê andando de um lado para o outro no quarto, os primeiros raios solares estão começando a entrar pela fresta da janela.

 - O que faço, o que faço... Estou aqui só a dois dias... 

Nada vinha a sua mente, estava começado a se sentir sufocada alí dentro então decidiu sair daquele quarto. 


 

Ela trajava uma roupa muito inadequada para enfrentar a temperatura fora de seu quarto, mas também não estava tão frio assim. Na verdade tudo que queria era pensar, pensar na sua vida desde o começo... Pensar no que realmente quer dizer esse sonho. Será  que eles desistiram de mim?, pensa, Eu fui... Esquecida? Eram esses tipos de pensamentos que rondavam em sua mente.

 

O Engraçado naquela casa apesar de você andar e andar tentando achar a saída, parece que você não encontra. É como se você estivesse preso dentro e não podesse sair... Não há meios de sair, há não ser...
 - Magia - sussurra.
 

Abby continua andando, ela não possuia mais sua estela pois assim que decidiu vir para aquele lugar Yoongi confiscou dela. Além do mais o que eu faria com a estela?, pensa.

 Quando era pequena, sua mãe havia a ensinado que quando tivesse um sonho ruim, era para ela apenas desenhar em um papel  e depois rasga-las. Assim o sonho iria embora junto com aquele papel rasgado e seu encanto se perderia. Pode parecer bobo mas tudo o que ela queria no momento era pegar um papel, desenhar e rasga-lo. A questão é que tinha como fazer isso mas  o lugar era um local privado, foi o que Yoongi a fez entender. Mas ele não deve está acordado né?, pensa. Ela engole em seco, Yoongi botou bastante medo nela naquele dia mas ela precisava passar suas emoções em um papel e essa era a melhor hora. 


 Com cuidado ela foi pelo mesmo caminho que havia passado ontem com Yoongi, fez o mínimo de barulho possível. Os corredores estavam começando a ficar claros por causa do amanhecer o que a fez se apressar logo.

 Assim que encontra a porta do estúdio de arte, a abre com cuidado. O local já estava banhado com a pouca luz do sol que estava nascendo, fechou a porta com cuidado novamente e ficou a encarar o ambiente. Aquilo para Abby era reconfortante, está cercada por telas e tintas... Artes. Da primeira vez que viu aquelas artes, se surpreendeu por se tratar de desenhos de Yoongi. Ele parece tão rude na maioria das vezes que fica difícil de imaginar uma alma de artista nele.

 Ela logo espulsa os pensamentos e se senta em uma cadeira de frente para uma tela branca. Alí ela colocaria toda a sua tristeza de dor...
 - Mãos a obra Abby - diz para si mesmo.

 Abby pegou um lapis próprio para desenho e começou a desenhar, desde pequena ela tinha algo que chamava de intuição. Como assim? Suas mãos agiam de acordo com o que sentia portanto não tinha total controle, suas mãos deslizavam por vontade própria.

 Começou por traços simples, depois foi se aprofundando mais e mais. Abby estava começando a sentir algo estranho dentro de si, quanto mais desenhava mais aquilo dentro dela se contorcia. Mas Abby não queria parar, era o único jeito de espantar aquela sensação que tanto a encomodava. Aquele sonho tinha tudo a vê com isso e ela não queria mais ouvi aquilo..."Você não pertence a esse lugar".

 Abby começou a rabiscar sem parar, estava tão rápida que não coseguia mais parar. "Eu sou uma cacadora de sombras, sou uma caçadora de sombras... ", repetia para si mesmo. O lápis passeava na tela e sua visão já estava ficando turva "Eu sou uma caçadora de sombras"... Abby sentiu uma dor em seu peito, nesse momento quis parar mas não conseguiu. Continuou a rabiscar e por instinto fechou os olhos, sua mão passeou aceleradamente na tela e com alguns minutos parou. Seu peito inflava e desinflava, de alguma forma ficou com receio de olhar para o quadro.
 - O que é isso? - ela conhecia essa voz e vinha detrás dela, então virou subitamente e se deparou com Yoongi com uma expressão confusa e curiosa no rosto.
 - O que você...
 - O que VOCÊ está fazendo - fala ele cruzando os braços - Esse é meu estúdio, posso vir quando bem entende r. Ao contrário de você.
 - Eu...
 - O que você desenhou aí? - ele aponta curioso - Esse que é o seu.. Conflito interno?
 Sua voz era um tanto debochada, Abby não estava com paciência para atura-lo então só respirou fundo e levantou-se.
 - Já vou sair.
 Assim que Abby passa por ele, ela sente sua mãe em torno de seu braço fazendo a mesma parar.
 - E esse quadro?
 Abby com cuidado olha pela primeira vez para o quatro, onde revelava um ser  indescritível com duas azas... Uma branca e outra negra. A face daquela criatura era um misto diabólico e angelical, o que é bem pior que o  normal.
 - Jogue - diz fazendo -o soltar seu braço e deixando-o só.


 Abby estava caminhando de volta a seu quarto, aquele quadro mecheu com ela de certa forma que... Será que aquilo sou eu?, pensa. Tudo isso estava mechendo demais com ela, e tudo isso comecou com o dito sonho.

 Se apressou pelo corredor para ir ao quarto mas algo a chama atenção em meio ao caminho, detrás de uma das portas podia se ouvir vozes. Essas vozes eram masculinas e pareciam conversar algo importante demais. A primeira voz Abby reconhecer como sendo de Asmodeus, a outra ela reconheceria em qualquer lugar também pois se tratava nada mais nada menos do que o Traidor do Sr. Park. Doía chamá-lo de traíra, não por ele mas por Jess e Jimin que ficaram mal ao saber disso. Por causa disso começou a nutrir uma certa raiva daquele homem cujo estava ligado ao seu pai demônio. 


 Abby olhou para um lado e para o outro e não notou ninguém, com cuidado  colocou-se a ouvir o que exatamente falavam naquela sala e suas vozes era graves e alta o suficiente para ouvir.

 Passam-se mais ou menos um minuto e meio e nada que ela já não saiba saem daquela sala, já pronta já sair dalí antes que seja pega por Yoongi algo chama sua atenção.
 - E o menino... - era a voz do Sr. Park - Você tirou mesmo a... Sua maldição?
 Abby sentiu a fúria subir, como ele ousava falar em Jungkook?! Tudo que ela ouve é Asmodeus gargalhar, o que fez sua fúria crescer ainda mais.
 - Maldição? Que maldição? - sua voz, era debochada.
 - A maldição que você pôs...
 - Não existe maldição - diz Asmodeus de modo direto e aquilo chocou Abby de un tal modo que ela quase cai no chão - Apenas o fiz acredita que tinha.
 - Como sempre digo - era voz de Sr. Park e está estava cheia de admiração e devoção. "Cachorrinho" -  É sempre uma honra servi-lo. Milorde.
 Aquelas palavras fizeram com que o estômago de Abby embrulace. Com cuidado deixou a porta e saiu em disparada pelo corredor, não daria tempo de ir no quarto trocar de roupa então so pegou uma jaqueta e foi pra sala de armas pois lá havia algo que precisava.
 - Preciso contar. Eu preciso ver o Jungkook.



                               ° ° °

 Já fazia uma boa hora que todos haviam chegado em Idris, como ainda eram crianças perante a lei a única que foi para o Garde foi a Sra. Park.

 Eles estavam no Solar da família Park, ela era nova ainda em Idris e era um pouco afastada. A casa era enorme e se encontrava em meio a um campo florido com lagos em volta. Se de noite era linda, ao amanhecer era mais linda ainda. Pela janela Jungkook podia contemplar o nascer do sol, tudo em Idris era tão mágico e intenso...
 - O que vocês acham que estão tratando no Garde? - pergunta Jess sentada no sofá.
 - O assunto que nos trouxe aqui né Jess - responde Jimin - A questão é... Será que a Omma conseguirá convencê-los?  Jungkook?
 Ele não ouviu o parabatai chamar pois estava perdido com a paisagem a fora.
 - Jungkook! - grita Jess, recebendo um olhar irritado do mesmo - Você está ouvindo o que estamos falando por acaso?!
 - É claro que... -suspira - Não.
 - Você acha que o conselho irá nos ajudar? - pergunta Jimin.
 Jungkook passa uma de suas mãos no rosto e passa a encarar todos alí naquela sala. Jess, Jimin e Daniel.
 - Olha... Independente da decisão deles, ainda somos Caçadores. Fomos criados para ajudar a humanidade e enquanto isso estiver ameaçando o mundo... Nós vamos lutar. Vamos salvar Abby e vamos lutar. Estão ouvindo?
 Todos o encaravam sérios até que Jimin sorrir.
 - Estamos juntos.
 - É, vamos acabar com esse demônio sem classe de meia tigela - diz Jess fazendo jestos engraçados de lutas com as mãos.
 - Eu estou dentro - Daniel levanta a mão.
 Vendo aquilo Jungkook sorrir e se sente convicto de tudo, assim que pensa em pronunciar umas palavras ouve uma voz que saberia reconhecer em qualquer lugar. "preciso te ver... ". Ele olha para a fora, algo dentro dele diz parar ele sair e logo.
 - Eu.. Eu já volto.
 - Está tudo bem? - pergunta Jess mas ele não responde pois já está decendo a escada rapidamente. Assim que abre a porta principal, ao sair se vê de frente ao caminho de entrada do Solar.
 - Onde está você...
 "Venha ao jardim.... Por favor... " , a voz ecoava em sua cabeça  e sem pensar muito ele sai correndo entre as árvores que levavam ao jardim so Solar.

 Em menos de um minuto ele já havia chegado e estava ofegante, olhou para todos os lados mas não a via alí. Sera que foi fruto da minha imaginação? , pensa, pareceu tão real..
 - Abby! - ele grita, parecia ridículo mas ele sentia a presença dela alí - Por favor... Aparece eu... Eu... 
 - Jungkook...?
 Ao ouvir  o som da voz se Abby Jungkook virou-se rapidamente, seu coração faltou saltar pela boca ao vê-la alí em sua frente. 

 - Abby... Você... Eu...
 

Ela parecia confusa, meio que tinha o chamado por pensamentos mas não pensava que funcionaria.

 Abby vendo Jungkook alí em sua frente, sentiu uma vontade enorme de abraçá-lo e... Beijá-lo. Como amava aquele garoto. Ele respirou fundo e passou a olhá-la não com olhos surpresos e assustados mas sim... Ternos e cheio de amor e saudades.
 - Você está.. Bem?
 Abby ao ver o amor em seus olhos e a ternura sem sua voz, com os olhos marejados sorriu para ele.
 - Estava com saudades de você também. 





Notas Finais


Eae minhas amoras 💗💗💗💗💗 Primeiramente... AIIII MEU CUUU... tipo eu surtei quando eu vi o tanto de favoritos e comentárioooooossss! EU NUNCA PEMSEI QUE ESSA FIC SERIA OU FICARIA TÃO BOA ASSIMM... GENTE, NA MORAL! EU AMOOO VOCÊS! SÉRIO MEERRMO!!
Obrigadoooo por tudooo, pelos apooios, comentários... Nossa, essa fic só está de pé pelo meu amor a vocês por isso muuuuiiioto obrigadoooooo!!! 💗💗💗💗💗💗💗😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍😍 I Love You 💗💗💗💗💗💗 Até a próxima!!!!! Bye suas lindas!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...