História 1 2 3 Coréia - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Aventura, Brasil, Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon ( Rap Monster) Suga, Romance, Suga
Exibições 13
Palavras 615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 25 - Brasil


Pov. Ana Paula

Por fim... Namjoon, Jungkook, Suga e Taehyung resolveram ir conosco. Contra a minha vontade, é claro, mas de acordo com eles, todos ali eram maiores e sabiam o que estavam fazendo.

Eu não concordei com isso, mas não podia obrigá-los a nada. E se eu estava disposta a fazer alguma coisa para resolver este problema. Teria que ser logo, e sem que nenhum deles desconfiasse de nada.

Mas a verdade é que eu estava dividida entre contar a eles ou deixar tudo para mim. Eu só tinha certeza de uma coisa, eu tinha que resolver isso, e haveria de ser logo.

Namjoon segurou minha mão e me olhou de uma forma angelical. Tê-lo ali me fazia se sentir segura, eu sabia que ele me protegeria de qualquer mal.... Mas eu também sabia que eu tinha que proteger minhas irmãs a todo custo.
Um calafrio estranho percorreu minha espinha assim que entramos naquele avião. Eu não sabia se estava fazendo a coisa certa, voltar para lá não seria regredir? Mas de fato, eu não tinha aonde ir, e mesmo com todas as minhas reservas, eu não conseguiria ficar em outro lugar por muito tempo.

Tae: Não entendo porque todo esse silêncio. - ele disse enquanto observava as pessoas entrarem no avião. - Parece até que estamos indo para a forca!
Suga: Deixe de falar besteira Taehyung!
Tae: Não gosto desse clima silencioso que está entre a gente. - ele suspirou. - E até agora não sabemos o motivo dessa viagem.
Ester: Ana Paula se recusa a contar. - ela disse depositando a cabeça no ombro do namorado.
Namjoon : Ela deve ter seus motivos Ester... - Namjoon disse e apertou minha mão passando confiança.
Giih: Eu gostava de onde estávamos... E do nada ela decide mudar? Acho que merecemos uma explicação.
Ana: No Brasil Giovana.. No Brasil.

O resto da viagem foi um total silêncio. Óbvio que eu me sentia mal por não contar a eles, mas era uma situação tão delicada quanto um recém nascido.

Desembarcamos do avião pisando no solo brasileiro do aeroporto do Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa. Tudo parecia calmo, já tínhamos para onde ir então tudo estava correndo bem.

Ester: Me recuso a seguir se não souber o que nós leva lá!
Ana: Eu já disse que irei explicar assim que chegar lá!
Ester: Eu não entendo motivo de você guardar tudo sempre para si! Nunca compartilha com quem diz confiar!
Jungkook: Ester... Calma, eu aposto que sua irmã tem um bom motivo para não ter contado nada ainda, confie nela, ela sabe o que faz.

Pela primeira vez eu me senti como se estivesse errando mesmo fazendo o certo. As palavras de Jungkook me confortaram, pelo menos ele sabia que eu estava escondendo tanto para o bem delas, e isso já me fazia se sentir menos mal por mentir.

Meu celular tocou e rapidamente um arrepio me fez entrar em choque. Se fosse ele a ligar eu estava completamente perdida.
Deslizei o dedo no ecrã atendendo a ligação, constava como número desconhecido...

- Parabéns Ana Paula.... Fez exatamente o que eu queria que fizesse. - a voz dele soou risonha.

- Do que está falando.? - eu perguntei, não havia entendido onde queria chegar.

- Olhe para o lado... Vai ver três carros pretos, não adianta tentar fugir agora....

O celular caiu da minha mão rumando ao chão. Havia três carros pretos ao nosso redor, e deles três homens encapuzados saíram com armas nas mãos apontadas para nós.
Eu senti uma pancada na cabeça, e uma dor imensa se instalou pelo meu corpo, minha visão foi se escurecendo até que eu perdesse de vez a consciência.


Notas Finais


Perdoem-me pela demora. Aconteceram alguns imprevistos, mas estou de volta novamente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...