História 1 mês como babá - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags A Criança É O Capeta, Babá, Originais
Visualizações 9
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Vamos lá... hora de sofrer

Capítulo 2 - E que comecem os jogos - primeiro dia


Já fui saindo da escola com a mente mais cansada que... ah! Nem amenos sei dizer! E ainda iria ter que trabalhar no dia... se eu desistir agora será que a minha mãe me mata? Acho melhor não desistir não. Tenho mais medo da minha mãe do que de gatos! Então fui andando até a casa da Jasmine ainda com receio de algo ruin...


*quebra de tempo*


---Cheguei aqui! Primeiro passo Ok! ---Falei para mim mesma e me direcionei a casa que ficava perto do hospital e logo depois fui recebida. O lugar não era nem simples e nem muito extravagante (pra gente rica né), e logo a Dona Keith foi me receber. Tipo ela tava no telefone o tempo todo e quase não dava atenção para o que eu falava... SENDO QUE ELA ERA QUEM FAZIA AS PERGUNTAS! 

Pareceu prova oral. Já não bastava no dia em que eu fui entrevistada! Sério ela perguntou até tipo sanguíneo! Eu fiquei até com medo quando ela falou "... só para caso aconteça algo de novo..."  não posso mentir fui calma e séria.

---Atá é  só  cas- PERAE DE NOVO!!!--- MENTIRA!!! FIQUEI DESEPERADA!!! [;-;] EU TÔ DESESPERADA SÓ DE LEMBRAR!!! 

Keith--- calma, calma, só houve uma vez da babá se machucar...--- não posso mentir, me acalmei com aquelas palavras.

--- Ah. Ufa. Mas como ela se machucou?--- falei curiosa.

Keith--- a Jasmine não gostou dela e resolveu pregar uma peça...--- ela falou com a maior naturalidade do mundo... E EU AQUI DESPERADA COM MEDO DE MORRER QUASE DESISTINDO!!! 

*quebra de tempo*

Já eram 12:00 e agora que a filha dela chegou, não quero nem saber o que vai acontecer... então ela veio com um simples:

Jasmine--- olá... quem é você e o que faz na minha casa...--- eu fique tipo, WTF? E ela lá olhando pra mim sem expressão e em silêncio... e fiquei em silêncio, e eu tentando elaborar  o que falar de trouxa ;--; Porque logo a mãe veio e falou:

Keith--- essa é sua nova babá--- e eu aida tentado falar algo... não sei se por medo ou por nervosismo... e eu ficava gaguejando tentado dizer algo incompreensível ao ouvidos tanto humanls quanto de animais

--- e-eee-e-eeu s-so-so-s-sou---

Jasmine--- meio travada...--- Êpa, Êpa, Êpa ela me respondeu... ou vou jogar uma na cara dela ag- aé a mãe dela vai me pagar pelo serviço... melhor não. Só abaixei a cabeça e falei.

---meu nome é Milla---

A dona Keith me elogiou por manter a conduta e foi trabalhar. Mas tudo o que eu queria era que esse mês passasse logo rápido.

Eu fui logo pra primeira tarafa diaria dela que era de aula. Ela disse:

Jasmine--- eu odeio pedir ajuda a qualquer um, então, não me pertube durante meus estudos-- eu juro que vi uma sombra negra aparecendo atrás da guria 0^0. Ok primeira experiência traumatizante naquela casa. Feita. Eu aproveitei para fazer os meus também e estudar para a prova do dia seguinte. Segunda-feira é foda viu gente. Terminei e ela nada...? "Vou olhar" pensei e lá estava a menina no smartphone jogando joguinhos e perguntei:

---e o seu trabalho mocinha...--- ela nada respondeu. Confesso que inspirou a minha mãe na hora que eu falei aquilo. Fui olhar no caderno e vi que ela já tinha feito tudo e mais rápido que eu então olhei do lado e vi um aquário... bem... não sei se dá pra dizer que é um aquário já que tava cheio de areia uns galhos e:

 ---UMA ARANHA!!!--- eu gritei.

Jasmine--- é só o fofinho, cuidado, ele é venenoso!--- e ela cantarolou a última parte...MDS ESSA MENINA É CRIA DE DEMÔNIO OU O QUE!!!!

*Quebra de tempo*

 fui para a próxima atividade que era... bem... o almoço... eu estav- quer dizer (talvez ) ela estava morrendo de fome. Então fomos para a cozinha almoçar. Era tudo muito farto e bonito e lá estava ela. Sentada desde antes de mim naquela mesa comendo normalmente. Eu peguei algumas coisas ,mas, dispensei a salada (porque salada é ruim! Né minha gente!?), Então ela falou:

Jasmine--- você deveria dar bom exemplo...--- 

---como assim?

Jasmine---comer salada, legumes e verduras!--- ela tá cantarolado de novo...? ela tá doida né? Mas pensei determinada "eu vou tentar!".

---o-ok--- peguei um pouco da salada e ela deu um sorrisinho diabólico... ok, minhas anteninhas capitaram vossa mensagem.

---o que você tá aprontado?--- perguntei ela me olhou incredula.

Jasmine--- como adivinhou?--

---advinhou o que?---eu olhei para a salada e estava coberta de molho de pimenta... resolvi mentir para tirar a confiança dela 

---não adianta eu gosto de pimenta--- menti

Jasmine--- então... prova...--- ótimo lá vem o sorrisinho diabólico de novo.

---é que...--- tentei inventar uma boa desculpa. 

---tô menstruada--- falei na pressa, ela me lhou assustada. O QUE EU FAÇO AGORA!!!?

Jasmine--- ok, minha mãe não pode comer um monte de coisa quando tá menstruada também--- ok essa menina me assusta cada vez mais. Ela fala friamente, ameaça e ainda tenta pregar peças perigosas em mim... o que? Vai dizer que pimenta não é perigoso? Se eu tiver alergia pode até ser. V(0^0)V


*quebra de tempo*

---15:17, hora do banho!!!!--- 

Jasmine--- mas é só 15:20 a hora do banho--- 

---eu sei mas vamos nos adiantar--- entramos no quarto dela. PERAÊ cade a aranha que tinha num aquário lá dentro. Arrepiou a espinha e todos os pelos do corpo, se bobear arrepiou até os pelos do cu.

---ca-ca-cadê a a-a-aranha.--- senti algo subindo na minha perna. 

Jasmine --- acho que ela fugi- ah... não ela não fugiu ela tá só na sua perna.--- e lá foi eu correndo que nem doida pela casa  gritando "tira esse monstro de mim". Até que eu caí... no  quintal... na fonte...e subi toda molhada pro banho e dei banho nela que ficou rindo e me arremedando o tempo todo :/

    *quebra de tempo*

Depois o banho foi meu. E tenho que admitir... eu sou gata denais nessa banheira. 

Fiquei pensando que já tinha passado tempo demais lá e resolvi sair. A dona Keith havia acabado de chegar do trabalho e olhou assustada pra mim:

---o que aconteceu?--- perguntei pra ela. E nada respondeu. Só fez rir. Fui me ophar no espelho e vi que minhas mechas que eam loiras ESTACAM VERDES! 

---essa garota me paga---falei baixinho

então pude me retirar. Leguei pra minha mãe e falei logo que ela atendeu:

---mãe pode vir me buscar no trabalho?---

Mãe--- eu estou ocupada. Vou ligar pro UBER---

---MÃE, VOCÊ TEM UBER?---

Mãe--- claro. Acha que sou que nem você... deixa pra lá. Onde é pra ir te buscar?

---me busca no hospital

Mãe---Hospital?

---é perto do meu trabalho. Acho que já entendi o por quê

---ok jájá aperece aí 

*10 minutos depois*

Aí finalmente apereceu um carro preto. Eu abri a porta e perguntei:

---vamos?

Moço--- peraí. Quem é você!!!?---

---como assim? Minha mãe mandou você vir me pegar aqui! Você não é do UBER?---

Moço--- não. Eu só vim deixar minha irmã no hospital.

Eu juro que corei de tanta vergonha e pedi desesperadamente desculpas pro moço! Depois que chegou o UBER quase que eu não entro naquele carro por medo de acontecer de novo...













Notas Finais


A história do UBER aconteceu comigo kkkkk
Desculpe pelos erros. Estou desde as 7 da manhã escrevendo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...