História 1 porcento - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 12
Palavras 474
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Super Power, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eita jão
acho que nunca fiz tão rápido
pois é
minhas outras fic FICavam uns 10 dias sem postar...
é ué

Capítulo 2 - -2 porcento


Fanfic / Fanfiction 1 porcento - Capítulo 2 - -2 porcento


 ___________dias antes_________          
                       P.O.V Mike

- Anda logo Mikhael! O trem já está de partida! 
- Estou indo, mãe! 
*desce as escadas com as malas*
- O trem vai sair. Pega alguma coisa para você comer
- tá bom mãe, até! 
Beijo sua boxecha {autor:tá certo? Foi mal, eu sou péssimo com X e ch :( } 
- tchau filho... (começa a chorar) V-vou sentir sua falta ;-;
- Calma mãe... Eu também vou sentir, mas lembre que no final do ano estou aqui! 
Ela me abraça chorando, dizendo que me ama. 
Me despeço e entro no trem.

Era quatro e meia passava um pouquinho, o fosco clarinho rasgava o varjão 
Era o trem noturno que vinha apontando, e logo parando na velha estação 
Meu corpo tremia meus olhos molhados, o meu pai do lado e a mala no chão 
Beijei o seu rosto e disse na hora, o mundo lá fora me espera paizão 

Entrei no vagão corri pra janela, e a mala amarela do velho eu catei 
O trem deu partida soqueou bruscamente, e ali novamente sua mão eu beijei 
Um pouco pra diante vi minha casinha, e minha mãezinha de pé no portão
Ela não me viu e o trem na corrida, ouvi as latidas do velho sultão

Um certo senhor da poltrona vizinha, dizia que vinha do paranazão
Me disse também de um jeito cortes, é a primeira vez que deixo o sertão 
Pedi seu conselho e ele me disse, seu moço a velhice é dura demais 
Eu sou bem mais velho e posso aconselhar, é duro ficar distante dos pais

Eita, esqueci de me apresentar! 
Meu nome é Mikhael mas prefiro que me chamam de Mike. 
Eu sou híbrido de lobo alfa, e por isso tenho quase 2 metros (alto? Nem um pouco) 
Eu sempre vivi em um berço de ouro, meus pais ricos, meus irmãos trabalhando...  Até que uma crise enorme aconteceu, meus irmãos voltaram do exterior e o dinheiro estava acabando, até que eles decidiram me colocar em uma escola interna. 
Acordei assustado com o moço me chamando dizendo que já estava na hora de eu descer. Agradeci e desci do trem. 
O colégio era enorme, mas eu não ligava para isso. Coloquei meus fones de ouvido e fui procurar a direção. 
Entrei em um corredor e no final dele havia uma porta escrito direção. 
Bati e entrei. 
-Com licença... 
-olá Linnyker! Estava te esperando.... 
-... 
- seu quarto é de número 302, seu colega se chama Tarik Pacagnam. 
Saio e vou em direção ao quarto 302.
Bato na porta e a abro
-alguém? 
Vejo um híbrido de coelho mexendo no celular e olha para mim. Ele fica aterrorizado
Também né? Deve nem chegar no meu joelho esse bicho 
Por que diabos me colocam com um coelho? 
Eu sou capaz de o engolir com uma mordida só 
-2%
 


Notas Finais


olha! uma musiquinha de novo
noza jureg
nome da música: Mala Amarela - Daniel


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...