História 10 dias com ele - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 143
Palavras 3.666
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Self Inserction, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Show


 

10 Dias com Ele

 

Nosso último dia juntos foi maravilhoso, assistimos o pô do sol, comemos pizza e assistimos filmes juntos. E nossa noite, é claro foi perfeita. Acordamos no outro dia meio desanimados, aqueles dias foram tão bons. Como sera de agora em diante? bom contanto que fiquemos juntos esta tudo bem. Mas é claro que ficaremos juntos, estamos apaixonados.

— Kakashi esta nos esperando lá fora. — Sasuke surgiu na porta do meu quarto e eu assenti pegando minha mala.

Parei a sua frente e nos encaramos em silêncio, sua mão foi ao meu rosto o puxando para ele e colando nossos lábios. Nunca vou me cansar de seus beijos.

— Vou sentir saudades daqui. — Dei um leve sorriso olhando em seus olhos.

— Essa casa sempre estará aqui, podemos voltar algum dia. — Ele deu um sorriso de lado e pegou minha mala, me puxando com a outra mão.

Sorri o seguindo, passamos pela sala e eu dei tchau para o nemo o que fez Sasuke me chamara de esquisita. Quando saímos Kakashi estava em frente ao carro e um segurança pegou minha mala a levando ao bagageiro.

— Bom dia Senhorita Haruno. — Kakashi me cumprimentou e eu sorri pra ele.

— Bom dia Kakashi. — Disse e ele abriu a porta do carro para mim.

Entrei no carro e ele fechou a porta, Sasuke entrou ao meu lado e segurou minha mão. Sorri para ele e olhei para a janela vendo a casa se distanciando aos poucos. Vou sentir saudades daquele lugar.

A viagem foi silenciosa, as vezes pegava Kakashi olhando para minhas mãos juntas a de Sasuke. Ele não falou absolutamente nada, mas eu percebi um pequeno sorriso de lado em seu rosto.

Em um determinado momento encostei minha cabeça no ombro de Sasuke e acabei dormindo.

— Sakura. — Ouvi minha voz ao longe e abri os olhos dando de cara com olhos negros me encarando.

— Chegamos? — Passei a mão no rosto me sentando direito.

— Sim. — Kakashi respondeu e eu olhei para a minha casa.

— Bom, vou indo. — Disse arrumando os cabelos e Kakashi desceu do carro o rodeando e abrindo a porta para mim.

Antes de sair olhei para Sasuke e dei um leve sorriso. Ficamos nos encarando em silêncio cada um perdido em seus próprios pensamentos. Seria uma despedida?

— Nos vemos mais tarde. — Ele murmurou olhando para minha boca.

Assenti e passei a língua nos lábios, ele não vai me beijar na frente dos outros.

— Até. — Murmurei saindo do carro rapidamente.

— Senhorita Haruno, passarei para lhe buscar as três da tarde. — Kakashi avisou me entregando minha mala.

— Para o que exatamente? — Perguntei confusa.

— Vocês precisam gravar a música e você vai se arrumar para o Show lá mesmo. — Ele explicou e eu assenti.

— Tudo bem. — Disse e acenei para ele quando o mesmo me deu as costas.

Ainda consegui ver os olhos de Sasuke me encarando antes de Kakashi ligar o carro e sair dali.

Respirei fundo e entrei no meu prédio, por onde passava as pessoas me olhavam curiosas cochichando uma com as outras. Mordi os lábios e finalmente cheguei ao meu apartamento, suspirei aliviada e entrei no mesmo.

— Sakura. — Escultei o grito de Ino e um corpo pular em cima de mim.

— Ino. — Sorri para minha amiga que gritava enquanto me esmagava em seus braços.

— Testuda eu senti tantas saudades. — Ela gritou chorando. Essa é a Ino.

— Eu também senti porquinha. — Disse a abraçando.

— Vem você vai me contar tudo o que aconteceu. — Ela gritou animada me puxando para o sofá.

— Calma Ino. — Disse me sentando ao seu lado.

Ela queria que eu contasse tudo, mas o que eu iriei contar? posso dizer que estava certa e Sasuke era um arrogante idiota, mas algo dentro de mim não queria falar mal dele, eu não consigo. Posso dizer que estamos tendo um caso? não seria legal, pelo menos não agora. Ino não reagiria muito bem.

— Ino eu acordei cedo, acho que vou dormir. — Disse me levantando e correndo para meu quarto.

— Testuda volta aqui não faça essa desfeita comigo. — Ela gritou correndo atrás de mim.

Me joguei na cama me embrulhando dos pés a cabeça. Ino se cansaria uma hora. E se cansou, acabamos dormindo juntas na minha cama. Quando acordamos eu consegui despista-la indo fazer o almoço, ela estava louca e emburrada.

Depois fomos assistir filmes e ela me contou tudo o que aconteceu enquanto eu estive fora. Ela conheceu um garoto chamado Sai, ela disse que foi ódio a primeira vista e que ele pinta quadros na praça em frente a Floricultura.

Ri muito da sua cara emburrada e depois fomos desfazer minha mala. Quando estava prestes a dar três horas eu me arrumei, vestindo um vestido verde tomara que caia e um salto meia pata preto. Soltei os cabelos e peguei minha bolsinha de lado.

— Boa sorte testuda, eu acho que não vou conseguir mais te ver então até o Show. Vou estar na primeira fila. — Ino disse animada e eu a agradeci, indo até Kakashi que me esperava em frente ao prédio.

Nos cumprimentamos e fomos em direção ao local do Show. Eu estava nervosa não posso mentir, seria a primeira vez em que cantaria para milhares de pessoas. Tinha medo de não conseguir, de ser um fracasso mundial.

— Chegamos Senhorita. — Ouvi a voz de Kakashi e o mesmo abriu a porta do carro para mim.

Agradeci e o segui para dentro do grande local onde seria o Show. Ele me guiou por vários corredores e eu vi homens correndo para todos os lados com equipamentos em mãos.

Ele parou em frente a uma porta e me deu espaço para entrar, era um Studio de som. Vi Shizune com um caderninho em mãos enquanto falava no celular sentada em um sofá.

Um homem de longos cabelos negros e olhos escuros estava sentado ao seu lado. E dentro do pequeno vidro que dividia a sala vi Sasuke cantando enquanto alguns homens monitorava.

Fiquei o encarando com um pequeno sorriso, ele cantava tão bem. Parecia tão calmo e feliz.

— Sakura. — Shizune me tirou dos meus devaneios.

— Olá. — Murmurei me virando para a mesma.

— Como você esta? seus últimos dias foram bons? parece que esta inteira. — Ela veio até mim me abraçando.

— Estou bem, consegui sair inteira. — Sorri junto da mesma.

— Então essa é a ganhadora do sorteio? — O homem se levantou do sofá e parou em minha frente, ele era intimidador.

— Sim, essa é Sakura Haruno. — Shizune me apresentou.

O homem começou a me fitar inteiramente, estava ficando nervosa com seu olhar avaliativo.

— É um prazer lhe conhecer senhorita, sou tio do Sasuke. — Ele pegou minha mão e deu um leve aperto, enquanto continuava a me olhar sinistramente.

— O prazer é meu Senhor. — Minha voz saiu baixa.

— Nada de senhor, apenas Madara. — Disse me fazendo sorrir sem graça.

— Podemos começar a gravar? — Um homem de óculos perguntou.

— Sim Kabuto. — Shizune respondeu e me olhou. — Esta pronta?

— Claro. — Minha voz saiu meio nervosa e ela sorriu me guiando até a sala de vidro.

Entrei na mesma e fui em direção a Sasuke parando ao seu lado, onde tinha um microphone. Ele se virou para mim e nossos olhares se encontraram.

— Oi. — Mordi os lábios sem saber como agir.

Ele deu um sorrido de lado e se aproximou tocando em meu rosto. Prendi a respiração e ele colou nosso lábios em um selinho.

— Você esta bonita. — Ele sussurrou se afastando.

Corei e olhei em volta, As pessoas que estavam do outro lado do vidros nos olhavam meio surpresos, apenas Shizune tinha um sorriso convencido no rosto.

— Vamos começar. — Ouvi a voz do homem chamado Kabuto e o som da nossa música preencheu a sala.

Dei o meu melhor e quando acabamos todos nos parabenizaram. O tio de Sasuke ficou encantado com minha voz, ele parecia um homem legal mas seu olhar era frio e muito tenebroso.

Mal pude ter um tempo com Sasuke pois Shizune me arrastou até um camarim alegando que eu precisava me arrumar. Muitas mulheres vieram para cima de mim, uma pegou meus pés começando a fazer a unha, outra o cabelo, tinha até massagista. Aquilo estava parecendo um Spa.

As horas seguintes foram pura tortura. Puxões de cabelos, unhas encravadas, eu estava comendo as unhas da mão em nervosismo e a mulher sempre que via me dava uma escovada na cabeça.

Agora eu estou com apenas um roupão verde andando de um lado para o outro no camarim.

— Senhorita Haruno? aceita alguma coisa? — Um garoto entrou no camarim com uma bandeja de bebidas.

— Uma água por favor. — Pedi e ele me deu uma garrafinha onde eu a virei garganta a baixo.

— Você parece nervosa. — Ele comentou quando eu quase me engasguei com a água.

— Esta tão na cara? — Fiz uma careta e ele sorriu.

— Eu estava passando quando vocês estavam gravando, não se preocupe sua voz é linda vai dar tudo certo. — Ele disse com um pequeno sorriso e eu quase apertei suas bochechas.

— Qual o seu nome?

— Konohamaru.

— Obrigada Konohamaru. — Agradeci mais aliviada.

— Se precisar de alguma coisa eu só assoviar. — Ele ergueu o polegar e se virou indo embora.

Assenti sorrindo e coloquei a mão no rosto. A porta se abriu outra vez e dela passou Shizune com um vestido em mãos.

— O Show de Sasuke já começou, você entrara no final onde vocês fecharam o Show com o dueto. Aqui esta seu vestido. — Ela disse rapidamente me entregando a roupa.

O vestido era branco com alguns detalhes dourados, ia até o meio das coxas, era lindo.

— É lindo. — Disse admirada.

Ela sorriu e colocou a mão no meu ombro.

— Vai ficar mais lindo em você, agora se vista. — Disse e se virou indo embora.

— Obrigada. — Sussurrei para mim mesmo.

Me olhei no grande espelho que havia ali, nunca tinha me visto tão linda. A maquiagem clara e brilhosa não poderia estar mais bem feita, meus cabelos estavam soltos e ondulados presos com uma pequena presilha de brilhantes. O vestido caiu como uma luva, era colado em cima e soltinho na cintura, os saltos dourados combinavam perfeitamente com o vestido.

Nem eu mesma me reconhecia. O próximos minutos foram de nervosismo e unhas ruidas. Acho que cavaria um buraco no chão de tanto que eu andava.

— Sakura esta na hora. — Shizune apareceu na porta e ficou me encarando. — Esta linda.

Balancei a cabeça e respirei fundo indo até a mesma. Ela pegou minha mão e me levou a um lugar atrás do palco. Eu ouvia os gritos estéricos das pessoas ao longe, meu coração acelerou em batidas ritmadas e fortes.

— Eu não vou conseguir. — Sussurrei apavorada.

— Calma vai dar tudo certo. — Shizune me assegurou.

Olhei em volta vendo cabos e fios para todos os lados, um vulto negro vinha em minha direção e reconheci ser Sasuke que estava todo suado. Pensei que ele viria até mim e tentaria me acalmar mas por um segundo ele desviou o caminho e pegou uma garrafa de água com Konohamaru que estava mais a frente.

Fiquei o olhando até que ele terminasse de beber a água, seu rosto estava sério e sua respiração descompassada.

— Sasuke pode ajudar Sakura? ela esta meio nervosa. — Shizune o chamou e seus olhos bateram em mim.

Seus olhos percorreram por todo meu corpo parando em meu rosto, seu rosto se contorceu por um segundo, parecia tenso. Nos encaramos intensamente e ele parecia fazer um esforço para desviar o olhar. Havia acontecido alguma coisa?

— Não se preocupe vai dar tudo certo. — Sua voz saiu baixa e ele desviou o olhar rapidamente.

Engoli em seco apertando os dedos das mãos. O que estava acontecendo com ele?

— Esta na hora. — Shizune me deu um microphone.

Minhas mãos tremiam e meus lábios já estavam doloridos de tanto morde-los. O som da música começou alto e a gritaria se fez presente.

Olhei para Sasuke e ele apertava seu microphone com força.

Fechei os olhos soltando a voz.

Oh, whoa, oh, whoa

Oh, whoa, oh, whoa

A platéia gritou e Sasuke foi a frente começando a cantar.

Once upon a time, somebody ran/ Era uma vez, alguém fugia
Somebody ran away saying fast as I can/ Fugia vendo o quão rápido eu podia
I got to go, I got to go/ Eu tenho que ir, eu tenho que ir
Once upon a time, we fell apart/ Era uma vez, nós nos apaixonamos
You're holding in your hands the two halves of my heart/ Você segurando em sua mão as duas metades do meu coração

A platéia gritou o chamando de lindo e outros vários elogios. Meu corpo tremeu e Shizune assentiu para que eu entrasse.

Oh, whoa, oh, whoa

Oh, whoa, oh, whoa

Soltei a voz criando forças nas pernas entrando no palco sentindo uma luz forte em meu rosto, milhares de rostos, milhares de câmeras. E meu rosto estampado em um enorme telão.

Once upon a time, we burn bright/ Era uma vez, nós queimávamos brilhantemente
Now all we ever seem to do is fight, on and on/ Agora tudo que parecemos fazer, é brigar, de novo e de novo
And on and on and on/ E de novo e de novo

Cantei sentindo meus pés travarem. Como minha voz estava saindo?

Sasuke veio em minha direção e começamo a cantar juntos. Mesmo tão perto ele parecia distante.

Once upon a time, on the same side/ Era uma vez, do mesmo lado
Once upon a time, on the same side/ Era uma vez, do mesmo lado
In the same game/ No mesmo jogo

Dei alguns passos a frente e soltei minha voz vendo Sasuke se afastar mais uma vez.

Now why'd you have to go?/ E por que você teve que ir?
Have to go and throw out all my face?/ Teve que ir e jogar todas as minhas coisas fora

I could've been the princess, you'd be a king/ Eu poderia ser a princesa, e você poderia ser o rei
Could have had a castle, wore a ring/ Poderíamos ter tido um castelo, usar um anel, mas não
But no, you let me go/ Você me deixou ir

Dei um leve sorriso triste voltando a cantar. De repente comecei a ter problemas com aquela música, por que Shizune não escolheu uma letra mais animada?

I could've been the princess, you'd be a king/ Eu poderia ser a princesa, e você poderia ser o rei
Could have had a castle, wore a ring/ Poderíamos ter tido um castelo, usar um anel, mas não
But no, you let me go/ Você me deixou ir

Meu coração estava desgovernado e minha respiração descompassada, olhei para Sasuke e ele veio em minha direção parando em minha frente. Nos olhamos nos olhos ofegantes cantando juntos.

You stole my star/ Você roubou a minha estrela
La la la la la la la
La la la la la la la

Comecei a me soltar mais, para a minha surpresa as pessoas gritavam meu nome.

You stole my star/ Você roubou a minha estrela
La la la la la la

Consegui me sentir viva.

Sasuke segurou minha mão a apertando com força e me levou para o meio do palco onde soltamos nossa voz.

Oh, whoa

Cause you really hurt me/ Porque você realmente me machucou
No, you really hurt me/ Não, você realmente me machucou
'Cause you really hurt me/ Porque você realmente me machucou
No, you really hurt me/ Não, você realmente me machucou

A essa altura nossas testa já estavam coladas. Fechei os olhos sentindo a adrenalina nas veias.

Cause you really hurt me/ Porque você realmente me machucou
No, you really hurt me/ Não, você realmente me machucou
'Cause you really hurt me/ Porque você realmente me machucou
No, you really hurt me/ Não, você realmente me machucou

Os aplausos eram altos, os gritos também. Eu havia conseguido, nós havíamos conseguido. Eu podia sentir sua respiração batendo em meu rosto, ele estava perto demais.

Abri os olhos vendo o mesmo me encarando com um olhar abalado, levei a mão ao seu rosto tocando em sua pele. Ele cobriu minha mão com a sua e soltou um suspiro cansado enquanto se distanciava.

Se virou para a plateia e agradeceu pela presença no Show. Olhei ao redor sendo encarada por multidões de pessoas, muitos me olhavam sorrindo e me aplaudindo. Procurei Ino na multidão mas não a encontrei pois estava muito cheio. Sorri para eles e agradeci antes de sair do palco mordendo os lábios com força.

— Foi perfeito, você estava ótima. — Shizune tocou em meu ombro e assenti olhando em volta.

Eu ainda estava nervosa mas não por causa do Show e sim por causa de Sasuke. Parece que ele esta me evitando. Preciso saber o que aconteceu.

— Sasuke as entrevistas começaram daqui a dez minutos. — A voz de Shizune soou e eu olhei para Sasuke que passou rapidamente por nós.

— Cancele. — Disse sumindo pelo corredor.

— O que? mas o que deu nesse garoto? — A voz de Shizune saiu irritada e eu a deixei seguindo Sasuke.

O vi se distanciar e entrar em uma porta que deveria ser seu camarim. Entrei logo em seguida o encontrando andando de um lado para o outro com as mãos nos cabelos. Parecia nervoso.

— Sasuke. — O chamei fazendo o mesmo parar de andar e me olhar.

— Merda. — Ele desviou o olhar praguejando baixo.

— Sasuke o que esta acontecendo com você? — Tomei coragem de perguntar me aproximando.

— É melhor você ir embora. — Ele murmurou se afastando.

O que? ele esta me mandando embora? justo agora que poderíamos estar comemorando?

— O que? mas por que? — Minha voz saiu elevada.

— O que você ainda quer aqui? acabou pode ir embora. — A voz dele saiu alterada e eu ofeguei dando um passo para trás.

— Como assim? — Perguntei em um fio de voz.

— O que aconteceu entre agente foi bom mas, acabou agora voltamos cada um para suas vidas. — Disse sério me olhando nos olhos.

Por um segundo achei que meu coração havia parado de bater. Não, ele não disse isso.

— Sasuke, eu pensei que... — Tentei falar perdendo a voz.

— Pensou errado Sakura, esqueça tudo o que aconteceu por que eu também vou fazer o mesmo. — A voz dele saiu amarga e ele se virou ficando de costas para mim.

Senti um nó na garganta e dei outro passo para trás.

— Você disse que gostava de mim. — Disse sentindo minha garganta se fechar.

Ele disse que estava apaixonado, eu vi nos olhos dele pura sinceridade.

— Foi coisa do momento.

— Mas. — Eu não entendia o que estava acontecendo, hoje mais cedo ele estava tão bem comigo.

— Aquilo foi um erro Sakura esqueça, agora vá embora e não apareça nunca mais na minha frente. — Suas últimas palavras cortaram meu coração.

Foi um erro, foi um erro, foi um erro. Aquelas palavras ficaram rodando minha mente e quando percebi sai correndo o mais rápido que pude. Não via nada na minha frente só queria sair daquele lugar, tentava segurar as lágrimas e o nó na minha garganta se intensificava cada vez mais.

Trombei com centenas de pessoas pelo caminho até que encontrei uma saída, os fleches e os paparazes vieram para cima de mim me enchendo de perguntas que eu não conseguiria responder.

Kakashi apareceu me salvando daquela pessoas, eu ainda me iludia achando que ele iria aparecer e dizer que estava brincando, que ainda gostava de mim. Mas estava errada, ele não veio.

Foi isso que aconteceu, eu me deixei levar por Sasuke Uchiha e ele quebrou meu coração, e o pior é que eu acho que sinto algo mais forte do que paixão.

Meu olhar estava perdido na janela e as lágrimas caiam sem parar, podia sentir o olhar de Kakashi em mim mas não me importei. Não importava mais com nada, eu só queria chegar em casa e me deitar na minha cama, onde choraria a noite inteira.

— Chegamos. — A voz de Kakashi me fez levantar a cabeça e abrir a porta antes do mesmo.

— Obrigada. — Minha voz saiu esganiçada.

— Olha eu não sei o que ele fez mas, Sasuke é impulsivo as vezes ele faz as coisas sem pensar. — Kakashi disse calmo e eu fiquei o encarando.

— Boa noite, até algum dia Kakashi. — Me despedi e me virei sem esperar respostas.

Entrei no meu prédio aos tropeços passando por todos os mais veloz possível, ainda pude ouvir alguém me elogiando e alguns murmúrios por ter chegado naquele estado.

Quando cheguei ao meu apartamento arranquei aqueles saltos e corri o mais rápido que pude até minha cama. Eu me odeio, me odeio por ter sido fraca ao ponto de me apaixonar por alguém como ele.

Soquei o travesseiro gritando de raiva, como eu pude ser tão burra? ele só me usou esse tempo todo.

— Sakura você esta aqui? — Escultei o grito de Ino ao longe. — Eu te procurei no camarim mas você não estava, algumas pessoas falaram que viram vocêindo embora.

— Você foi demais, foi tudo tão lindo. — A voz animada dela estava se aproximando.

Afundei o rosto no travesseiro tentando conter as lágrimas, eu só queria ficar sozinha.

— Sakura...Sakura? o que aconteceu com você? — Ouvi a porta do meu quarto se abrir e a voz dela perdeu a animação.

Senti o colchão da cama afundar e ela se aproximou de mim me olhando.

— Sakura. — A voz dela saiu baixa e eu me sentei a abraçando.

— Eu sou uma idiota Ino. — Disse voltando a chorar.

— O que aconteceu Sakura você esta me assustando.

Fiquei em silêncio, eu não queria falar nada só precisava de seu abraço. Ino ficou ao meu lado por um bom tempo, ela respeitou meu silêncio e brincava com meus cabelos enquanto tentava controlar o choro.

Quando meus olhos secaram eu me virei para ela, seu olhar bateu no meu e ela me olhou com afeto.

— Ino. — A chamei depois de um tempo.

— Hum? — Ela me olhou curiosa.

— Eu odeio Sasuke Uchiha. — Disse movendo meu olhar para o teto.

Não iria chorar por alguém que não se importava, ele mandou eu esquecer e é isso que eu vou fazer. Nunca mais quero vê-lo, nunca mais.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...