História 10 dias com ele - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 195
Palavras 1.406
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Self Inserction, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Como tudo começou


 

10 Dias Com Ele

 

Era só mas um dia comum para mim,estava trabalhando na Floricultura da família Yamanaka na qual sempre me acolheram. Eu e Ino somo amigas desde crianças, nos conhecemos quando ela me defendeu na escola de algumas garotas que estava fazendo bullying comigo devíamos ter 7 anos. Sempre sofri por minha testa ser grande demais fora meus cabelos que são rosas, eu sou definitivamente anormal.

Nasci aqui em Los Angeles onde moro até hoje. Perdi meus pais em um acidente de carro a 5 anos atrás, quase entrei em depressão mas Ino estava ali comigo, ela não desistiu de mim e não me deixou enlouquecer. A família dela me acolheu e meu deu tudo o que eu precisava. Quando completei meus 16 anos eles me deram um emprego na Floricultura Yamanaka, eu comecei a trabalhar meio período e comecei a juntar dinheiro, e aos 18 anos consegui alugar um pequeno apartamento próxima a Floricultura.

Não tenho do que reclamar da minha vida,eu agradeço a Deus por cada dia que eu acordo viva. Meu sonho é fazer faculdade de medicina, mas vai ficar só no sonho mesmo por que eu não tenho dinheiro. Meu melhor passatempo e ler e cantar. Eu amo cantar, tenho um violão que pertenceu ao meu pai, foi ele que em ensinou a tocar e cantar.

— Aqui esta, tenha um bom dia e volte sempre — Disse sorrindo entregando algumas flores a uma Senhora.

— Obrigada querida, você é tão bela quanto essa flor — A senhora disse e eu corei.

— Obrigada Senhora — Disse sorrindo e ela sorriu indo embora.

— Como está indo Sakura? — Dona Hana perguntou entrando na Floricultura fazendo o sininho da porta tocar, Hana tinha Cabelos castanhos e olhos azuis ela era um doce de pessoa.

— Está tudo bem Dona Hana — Disse sorrindo e ela assentiu.

— Ino já esta vindo para lhe ajudar, eu não poderei ficar tenho que resolver uns problemas — Ela disse e eu assenti.

— Pode ir sem problemas Dona Hana, eu cuido da Floricultura até Ino chegar — Eu disse sorrindo e ela sorriu passando as mãos nos meus cabelos.

— Obrigada querida, até mais tarde —Ela disse e se virou indo para a porta.

— Até mas tarde — Disse e vi ela acenar fechando a porta.

Suspirei e comecei a arrumar um arranjo de tulipas que estavam no balcão, comecei a cantarolar sem nem mesmo perceber. Sai dos meus pensamentos quando ouvi o sininho da porta e vi Ino entrar dançando com seus fones de ouvido.

Call it magic/Chame de magia
Call it true/Chame de verdade
I call it magic/Eu chamo de magia

Ino cantava de olhos fechados colocando o celular como se fosse um microfone, revirei os olhos ela estava escultando músicas daquele cara como sempre.

— Já te disseram que seu gosto musical é Horrível? — Perguntei e ela abriu os olhos me olhando horrorizada.

— Só você sua anormal, quem não gosta de Sasuke Uchiha? — Ela perguntou indignada e eu levantei a mão.

— Eu — Sorri convicta.

— Eu já falei que você não é normal Sakura, todos amam o Sasuke — Ela disse suspirando quando disse o nome dele, Ino parecia uma adolescente apaixonada, nem parecia que tinha 19 anos.

— Eu não entendo o que vocês veem nesse cara, tenho certeza que ele é mimado, esnobe e arrogante — Disse segurando meu rosto.

— Você não sabe o que diz testuda,Sasuke é lindo, atencioso, rico, canta bem, Humilde, talentoso, gostoso e uma porção de outras coisas que eu poderia passar o dia citando. Ele é o sonho de consumo de todas as garotas.— Ela disse com um sorriso bobo sonhadora.

— Todas as garotas menos eu — Disse revirando os olhos.

— Sakura você é uma estraga prazeres — Ino disse bufando e eu dei de ombros.

E assim o dia se passou, Ino ouvindo músicas do tal Sasuke e eu vendendo flores, como todos os outros dias. Quando vi as horas já tinham se passado e já eram 5 horas.

— E já esta na hora de fechar a Floricultura — Disse pegando minha bolsa e a chave da Floricultura.

— Até que enfim, agora eu vou me jogar no sofá e tomar um bom pote de sorvete — Ino disse saindo da Floricultura.

— E eu vou fazer o mesmo, só vou trocar o sorvete por chocolate — Disse trancando a Floricultura.

— Tchau Testuda, até amanhã — Ino disse sorrindo e se virando para ir embora.

— Tchau Porquinha — Disse indo para o outro lado.

A casa da Ino era na esquina, já a minha era 3 quadras daqui. Eu gostava de fazer uma caminhada, era legal relaxar e observar a cidade as pessoas. Logo cheguei no meu apartamento, era um prédio simples com 5 andares. Eu morava no quarto andar, passei pelo porteiro  o cumprimentei e fui rumo as escadas. Não tinha elevador aqui e eu tinha que subir e descer escadas todos os dias.

— Lar doce lar — Abri a porta e joguei a bolsa em uma mesinha, corri para o banheiro e tomei um banho bem demorado. Coloquei um vestido soltinho branco e amarrei meus cabelos em um coque frouxo, fui para a cozinha e peguei uma barra de chocolates e me joguei no sofá. Eu sempre como chocolates e a novidade é que eu não engordo.

Peguei o controle para ligar a televisão mas parei assim que meu celular começou a tocar. O peguei dentro da bolsa e vi que era Ino, mal cheguei em casa e ela já vem me perturbar.

— O que foi porquinha? — Perguntei desanimada me jogando no sofá e mordendo um pedaço da minha barra de chocolate, estava deliciosa.

— Testuda liga a televisão no jornal dos famosos agora — Ela gritou estérica me assustando, pude sentir a alegria na voz dela.

— Ino o que...— Tentei dizer alguma coisa mas ela não deixou.

— Liga — Ela gritou e eu liguei, coloquei no canal e não fiquei surpresa em o vê-lo.

— Sasuke Uchiha, então como será esse sorteio? — A apresentadora perguntou para o bad boy que estava sentado de qualquer jeito em uma cadeira, revirei os olhos.

— As fãs irão se escrever pela internet ,as inscrições durarão até amanhã as 6 e eles irão sortear  a vencedora que terá o prazer em passar 10 dias comigo na minha casa de praia e gravara uma música comigo e é claro que cantaremos a música em um dos meus shows — Ele disse com um olhar sério, ouvi as garotas da platéia gritarem e Ino gritar no meu ouvido.

— Ino, não vejo nada demais nisso — Disse mordendo outro pedaço da minha barra de chocolate.

— Eu estou escrevendo nós duas — Ela disse animada e eu engasguei com a barra de chocolate.

— Ino para de brincadeira, você sabe que eu não gosto desse cara — Disse irritada e tossindo ao mesmo tempo.

— Eu sei,mas se você for sorteada você pode ficar amiga dele e me apresentar para ele, e você ama cantar essa é uma oportunidade já pensou gravar uma música com ele? — Ela disse animada e meu olho começou a tremer.

— Ino eu vou te matar, para com isso agora eu não quero nada que venha desse cara — Rosnei olhando para a televisão e matando aquele ser arrogante com meus olhos que pareciam uma metralhadora.

— Já era, já escrevi — Ela disse e eu quase enfio minha mão dentro do celular e a estrangulo.

— Ino eu vou te matar — Gritei e acho que o quarteirão inteiro ouviu.

— Calma Sakura é um sorteio, onde todas as fãs do Sasuke irão participar você é uma em milhões, são poucas chances de vocês ser sorteada — ela disse eu me acalmei, ela tem rasão não têm chances de eu ser sorteada.

— Acho que todas queremos ouvir Sasuke Uchiha — A apresentadora disse e a platéia gritou animada. O convencido se levantou pegando o microfone e começou a cantar.

 

 

 

Quando ela era apenas uma garota
Ela tinha expectativas do mundo
Mas este escapou de seu alcance
Então ela fugiu em seu sono

E sonhou com o
Para-para-paraíso, para-para-paraíso, para-para-paraíso
Toda vez que ela fechava seus olhos

Quando ela era apenas uma garota
Ela tinha expectativas do mundo
Mas este escapou de seu alcance
E ela capturou as balas com seus dentes
A vida continua, fica tão pesada
A roda corrompe a borboleta
Cada lágrima, uma cachoeira
Na noite, na noite de tempestade, ela fechou os olhos
Na noite, na noite de tempestade, ela voou para longe

E sonhou com o
Para-para-paraíso
Para-para-paraíso
Para-para-paraíso
Oh oh oh oh oh oh-oh-oh
Ela sonhou com o
Para-para-paraíso
Para-para-paraíso
Para-para-paraíso
Oh, oh, oh, oh, oh, oh-oh-oh



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...