História 10 Dias com Sans, Blueberry e Fell (Self Inserction) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Blueberry, Fell, Frisk, História X Leitor, Sans, Undertale, Versões Alternativas
Visualizações 31
Palavras 2.616
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Self Inserction, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hellow caros leitores! Como têm passado? Tão se alimentando bem?
Trago à vocês mais um capítulo, yeah! Então, sem mais delongas...boa leitura!

Capítulo 6 - Dia 5 - Gaster?


Fanfic / Fanfiction 10 Dias com Sans, Blueberry e Fell (Self Inserction) - Capítulo 6 - Dia 5 - Gaster?

POV'S S/N

    Acordei cedo. Gostaria de fazer uma caminhada pelo subsolo logo pela manhã, então fiz de tudo para descer da cama em silêncio sem acordar Fell. Peguei uma peça de roupa esportiva e então fui ao banheiro. Tomei uma ducha e então me vesti. Ninguém ainda havia acordado, exceto eu. Tomei a decisão de deixar um bilhete para eles, caso acordassem e eu ainda não estivesse em casa. Não queria preocupar ninguém. Escrevi o recado e o deixei em cima da mesinha de centro. Então abri a porta silenciosamente e saí. Logo pude sentir o ar frio da cidade de Snowdin tocar minha pele. Puxei o zíper do casaco ainda mais pra cima e comecei a andar. Haviam poucos monstros nas ruas àquela hora da manhã, e apenas algumas crianças brincavam ao ar livre. Elas acenaram para mim e eu devolvi, com um sorriso no rosto. 
 
    Continuei a andar até chegar em Waterfall, o último lugar que Frisk me apresentou. Eu estava disposta a descobrir os outros lugares por conta própria, já que ela não estava comigo esta manhã. "Mas e se eu me perder?" Pensei. Suspirei e então olhei para trás. 

-Eu não vou muito longe, então não há com o que se preocupar._Disse a mim mesma.

    Prossegui com minha caminhada até chegar na região das Echo Flores. Sentei-me num banco que havia logo ali e olhei para cima, pensativa. Foi então que um barulho, semelhante ao de uma porta sendo aberta, me devolveu à realidade. Olhei em volta e não me lembrei de ter visto porta alguma. Levantei-me do banco, e por grande curiosidade, decidi investigar aquele ruído desconhecido. Caminhei até uma determinada área, um lugar semelhante à um beco sem saída, e ali eu pude ver uma porta entreaberta sem maçaneta. Me aproximei lentamente, com passos curtos e cautelosos. Um arrepio percorreu inteiramente o meu corpo, e eu também tive uma sensação estranha. Apesar disso, eu continuei me aproximando, até tocar porta. Engoli em seco e então a abri. Arregalei os olhos ao me deparar com uma estranha criatura que ia se materializando enquanto vários glitchs lhe cercavam. Seu rosto era completamente branco, seus supostos "olhos" eram pretos e sua vestimenta também preta. Estranhamente, ele me lembrava muito um esqueleto. Eu dei um passo para trás e até pensei em fugir, mas observei melhor e notei que o mesmo não se mexia. 

    Apesar de estranho, eu senti que poderia me aproximar sem correr o risco de algo ruim acontecer. E foi o que eu fiz. Me aproximei calmamente do monstro e tentei dizer algo. Seu rosto estava meio virado para o chão, o que me dava quase certeza de que ele não estava me vendo. Então antes mesmo de eu dizer qualquer coisa, ele se virou lentamente e mirou seu olhar em mim. 

-Uhm...olá._Eu disse.-Sou S/N. Qual o seu nome?

    Ele continuou a me olhar fixamente, o que estava começando a me deixar nervosa. Então ele ajeitou sua postura, ficando de frente para mim. Os glitchs já estavam menores, e eu percebi que ele era bem mais alto do que eu. Quando eu pensei que ele iria dizer alguma coisa, o mesmo mostrou suas mãos, que continham um furo em cada uma, e começou a falar través de libras. Eu não consegui entender nada, e tudo só complicou mais ainda quando várias figuras começaram a nos rodear. 

-Wing Dings..._Sussurrei à mim mesma.

    O monstro pareceu ter ouvido o que eu disse e começou a fazer os movimentos com as mãos ainda mais depressa. Eu tentei lhe avisar que não entendia, e isso só aumentou sua frustração. Os símbolos apareceram novamente e ele apontou para estes e em seguida para si. 

-Wing Dings...você..._Eu tentei matar a charada e adivinhar o que ele estava tentando me dizer.-Seu nome é Wing Dings?

    Ele mandou um sinal de positivo com a mão e desenhou através dos símbolos o seu segundo  nome. "Gaster". E quando ele viu que eu entendi, continuou a falar pelas mãos. Era rápido demais, e eu não pude entender absolutamente nada.

-Sinto muito, não posso te entender._Eu disse.

    Apesar do meu aviso, ele não parou. Parecia desesperado para tentar falar comigo. E eu ainda tentava decifrar alguma coisa, porém tudo em vão. Ele ainda fazia os gestos quando o seu corpo começou a se desmaterializar. Ele estava lentamente desaparecendo. Dei um passo para trás e pensei em dizer algo, mas antes que pudesse, ele já havia desaparecido. Tudo o que sobrou foi uma sala escura e vazia. Saí dali e fechei a porta. "O que foi aquilo?" Pensei comigo mesma. Depois desse acontecimento, eu decidi voltar para Snowdin. Já havia chegado longe o bastante, e tenho o leve pressentimento de que se faziam horas desde que eu saí de lá. Enquanto eu caminhava rumo à cidade nevosa, eu refletia sobre minha experiência. Eu senti que deveria estar naquele lugar, só não sei porquê. Quanto à W.D Gaster...quem é ele e o que estava tentando me dizer? "Talvez isto não me faça dormir à noite." Pensei, dando uma risada. Mas minha preocupação era com os outros...será que eu deveria dizer isso ao Sans? Ao Fell e Blueberry? Ou Frisk? 

    Chegando na cidade, eu bati as minhas botas cheias de neve no carpete antes de entrar. Toquei a maçaneta da porta e a abri. Sans estava de pé perto das escadas segurando um vidro de ketchup. Ele me olhava com serenidade. Dei um sorriso para ele e entrei. 

-Bom dia, Sans. Onde estão os outros?_Indaguei, enquanto fechava a porta atrás de mim e abria o zíper do meu casaco.

-Bom dia, S/N. Eles saíram. Na verdade, o Fell foi arrastado à força para ir com o Blueberry até a livraria._Respondeu ele, bebendo seu ketchup e dando de ombros

    Soltei uma risada e então retirei o casaco. 

-À propósito, Fell foi o responsável por acordar todo mundo._Contou Sans, dirigindo-se até o sofá e sentando-se logo em seguida.

-Por...?

-Quando ele viu que você não estava no quarto, deu um berro. E isso foi o suficiente para causar um verdadeiro caos. Blueberry saiu do quarto correndo e quase se jogou escada à baixo, isso porque o Fell se desesperou e disse que você havia sido sequestrada. Enquanto isso, eu estava tentando dormir. Mas quando eles viram o seu bilhete, tudo voltou ao normal rapidamente. E isso antes dos dois quase quebrarem uma janela.

    Eu não sei se eu ria, ou se ficava preocupada por ter causado isso. Sans percebeu a minha reação.

-Não esquenta com isso, kiddo. Não foi culpa sua._Disse ele.

    Olhei para ele e então sorri fracamente. Já que só estávamos nós dois, eu pensei em contar à ele sobre Gaster.

-Uhm...Sans?_Chamei-o.

-Sim, kiddo?

    No exato momento em que eu ia abrir a boca, a porta da casa é aberta rapidamente, batendo violentamente contra a parede. Não era ninguém mais ninguém menos que Blueberry com um dos maiores sorriso que eu já vi estampado em seu rosto. 

-S/N!!_Exclamou ele, correndo até a minha direção.

    O impacto do "ataque" dele, me fez cair no chão. Mas eu já estava acostumada. Ele me abraçou fortemente e então segurou meu rosto.

-Que bom que está de volta! Você não faz ideia do que aconteceu enquanto você esteve fora!_Disse ele. 

-Ah, é mesmo?_Indaguei, olhando para Sans que deu uma piscada rápida.

-Sim! Fell e eu pensamos que tivesse sido sequestrada..._Respondeu ele, meio cabisbaixo.

-Eu não pensei nada!_Exclamou Fell, ruborizado.-Eu apenas...disse. Tem diferença.

    Blueberry revirou os olhos. Eu sabia que Fell se importava comigo, por mais que ele, erroneamente, tentasse disfarçar.

-Bem, isso não importa! Você está aqui!_Exclamou o pequeno esqueleto, com um leve rubor nas bochechas.

-Mas sabe de uma coisa, Blue..._Eu dramatizei, apoiando meu peso nos meus antebraços.-Mesmo que eu fosse sequestrada, jamais desistiria de voltar para vocês.

    Fell, que estava de costas, olhou-me meio confuso e com um leve rubor, Blueberry por sua vez, corou um azul escuro que cobriu toda sua face.

-É verdade?_Indagou o pequeno.

-É sim. Dou minha palavra._Respondi, com um sorriso.

    Blueberry então me deu outro abraço e então saiu de cima de mim. 

-S/N, olhe só o meu novo livro!_Disse ele, mostrando o livro de nome "Martin e a espada" que continha o desenho de um rapaz numa armadura prateada. Imaginei que fosse mais uma daquelas literaturas infantis com heróis medievais.

-Que lindo, Blue._Opinei, ficando de joelhos na frente dele.-Você quem escolheu?

-Na verdade, eu queria "Jorge e as cordas mágicas", mas não havia na livraria. Então Fell sugeriu que eu pegasse esse. 

-Fell te ajudou na escolha de um livro?_Perguntei, em tom de brincadeira, pondo as mãos na cintura e encarando o esqueleto de casaco preto.

    Ele bufou e revirou os olhos, então ficou de costas novamente.

-Sim, legal né?_Indagou Blueberry, com um brilho nos olhos.

-É um máximo._Respondi, pondo minha mão no crânio do pequeno esqueleto.

    Blueberry então subiu as escadas correndo e foi até seu quarto, provavelmente guardar seu livro. Levantei-me do chão e então me sentei no sofá. Olhei para Sans e o mesmo me encarava com um sorriso sereno em seu rosto. Um sorriso que mais soava como um elogio.

-O que foi?_Indaguei.

-Nada. Apenas observando como você o faz feliz._Respondeu o esqueleto, voltando-se para a TV enquanto bebia seu ketchup.

    Senti meu rosto ruborizar levemente. "Eu faço alguém feliz?" Nunca parei para pensar sobre isso. Assim que Fell terminou de arrumar, sabe lá Deus o quê na cozinha, juntou-se a nós. Ele retirou seu casaco e o jogou para longe. Enquanto limpava suas afiadas presas, eu pus uma mão pensativa no queixo.

-Fell, você sabe por que o decorador foi ao médico?_Indaguei. Ele revirou os olhos e então cruzou os braços, ao aguardo de minha resposta.-Porque ele tinha um problema de-coração!

    Sans não se aguentou e começou a rir. Fell esboçou um sorriso de lado, mas eu sabia que ele queria rir.

-Essa foi péssima._Disse ele.-Está vendo, Sans? Você infectou a S/N com essas babaquices.

-Ah, qual é, Fell. Não seja...OSSO DURO._Revidou Sans.

    Depois dessa, a expressão de Fell mudou de séria para carrancuda. Eu cobri a boca com a mão para evitar não rir tão alto. Eu e Sans parecíamos dois loucos da cabeça. 

-Sem mais piadas!_Gritou Blueberry do seu quarto.

    Eu e Sans nos entreolharmos e então demos de ombro, com um sorriso no rosto. Fell se levantou do sofá, recolheu seu casaco e se dirigiu até o quarto. Um tempo se passou e então Blueberry saiu do seu quarto e começou a preparar o almoço. Quando pronto, ele nos chamou e nós comemos. Foram tacos acompanhados de uma salada, e não estava ruim. Ele evoluiu bastante. Assim que chegou a noite, todos nós estávamos no tédio. Eu não havia recebido nenhuma ligação da Frisk. E isso me chateou um pouco. Blueberry então sugeriu que nós jogássemos algum jogo de tabuleiro, e todos concordamos...exceto Fell, que ficou na base do "tanto faz". Então formamos um círculo no tapete da sala. Blue foi até o porão onde voltou trazendo uma caixa empoeirada de um jogo chamado "Mimicando". 

-Desculpe, pessoal. Está meio empoeirado._Disse Blueberry, colocando o jogo no meio do círculo.

-"Meio"?_Indagou Fell.

-À exatamente quanto tempo isso está lá?_Perguntou Sans.

-Uns...três meses, mais ou menos._Respondeu Blue, contando nos dedos.-A última vez que jogamos foi no meu aniversário.

-Mas seu último aniversário foi ano passado._Revidou o esqueleto de casaco azul.

-Meu segundo aniversário._Disse Blueberry, pondo as mãos na cintura.

    Dei uma pequena risada e aguardei as instruções. Do que o jogo se tratava, isso já se deduzia no próprio nome, mas quando Blueberry retirou-o da caixa, o sistema parecia ser bem mais complexo do que eu esperava. Blue me explicou então como funciona e eu pude entender com facilidade. Basicamente quem acertasse a mímica, poderia dar um "passo" no mapa. Aquele que chegar até o fim, é declarado vencedor. Eu escolhi a cor roxa, Blueberry a azul, Sans a amarela e Fell a preta. Nós jogamos durante um bom tempo e demos várias risadas. No fim, quem estava vencendo era Blueberry. Pude perceber que ele era o mais competitivo entre Sans e Fell. Certo, a verdade é que eu percebi isso logo no primeiro dia que os conheci. No final da partida, Blue acabou sendo o vencedor. Ele comemorou dando alguns pulinhos e fazendo poses heróicas. A julgar pela expressão de Fell, ele parecia chateado por ter perdido, já Sans parecia nem se importar. Eu acredito que o mais importante é se divertir, mas se chegar em primeiro deixou Blueberry tão animado, eu fico feliz por ele. 

    Olhei para a janela e percebi que já estava escuro lá fora. Nos divertimos tanto que nem percebemos o tempo passar. Blueberry então decidiu preparar a janta enquanto eu subia o segundo andar para tomar um banho. Vesti meu pijama e então desci para jantar. Dessa vez foi bife com batatas fritas. Durante a conversa do jantar, eu parei para pensar porque Frisk não me ligou. 

-Está tudo bem, S/N?_Indagou Blue.

-Uh...ah, sim._Respondi, colocando o copo de suco na mesa.-Só estou matutando sobre o dia de hoje.

    Ele assentiu com a cabeça e então deu um sorriso. Dessa vez, eu decidi me oferecer para lavar a louça, e de tanto insistir, Blueberry acabou aceitando. Quando terminei de lavar, eu e Blueberry nos despedimos dos outros para irmos dormir. O acompanhei até seu quarto e vi as horas no relógio de parede: 09:45. Parece que só nós dois temos o costume de ir dormir cedo. 

-S/N, você poderia ler o livro pra mim?_Pediu Blueberry, deitando-se em sua cama e me oferecendo o livro que comprara hoje.

-É claro._Concordei, pegando o livro.

    Eu me sentei na cama enquanto Blueberry se cobria, então folheei a primeira página e comecei a ler. A história basicamente se resumia num guerreiro chamado Martin que era incrivelmente forte e corajoso. Mas a verdade é que somente a sua espada o tornava assim. Sem ela, ele não era nada. Até que um dia, sua espada é roubada e todos descobrem a verdade sobre ele. Martin se desanimou e se manteve preso no castelo, até que um vilão invade o reino e o rapaz acaba lutando contra ele. Depois disso, Martin vence a batalha e descobre que o vilão era na verdade, o ferreiro que fez a espada. Disse que ela não tinha poder algum e que a verdadeira força e coragem está dentro de nós. Por incrível que pareça, eu assemelhei a história do livro com o que Frisk me disse alguns dias atrás na pista de patinação. "Nunca deixar o medo nos impedir de mostrar do que somos capazes." Fechei então o livro e olhei para Blueberry. Ele estava boquiaberto.

-Isso...foi...incrível!_Exclamou ele, erguendo os braço para cima.-Então quer dizer que todo esse tempo, a força e coragem que ele tinha vinha dele mesmo! 

-Isso mesmo._Eu disse, com um sorriso.-E isso vale para cada um de nós. Temos que reconhecer que todos nós somos fortes e corajosos, e que não dependemos de nada nem de ninguém pra isso. 

-Eu sou forte e corajoso, não sou, S/N?_Indagou Blueberry, com estrelas em seus olhos.

-Sem dúvidas, Blue._Respondi, dando-lhe um abraço.

    Nos soltamos e eu guardei o livro na prateleira. Cobri Blueberry mais um pouco e lhe desejei um boa noite enquanto plantava um beijo em sua testa. Um azul claro se espalhou por toda a sua face, e gaguejando, ele me desejou o mesmo. Apaguei as luzes do seu quarto e fui até o quarto do Fell. Deitei-me cobrindo o meu corpo pela metade. Eu estava pensativa quando ao suposto motivo de Frisk não me ligar. Admito que isso me chateou um pouco, mas eu não posso julgar. Muita coisa pode ter acontecido. Cerrei lentamente os olhos e adormeci.
 


Notas Finais


Com quem vocês se shippam na história? 'w'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...